Final Four da Liga Europeia

Final Four da Liga Europeia
Final Four da Liga Europeia

2.23.2012

Minhotos no estrangeiro - Ricardo Lopes joga no SAGC Cestas de França


O Blog Hóquei Minhoto continua a dar a conhecer os jogadores nascido no Minho que jogam no estrangeiro. Depois de Diogo Gomes e Eduardo Mendes, viajamos a França ao encontro de Ricardo Lopes, um minhoto nascido em 1982 em Guimarães e que joga no SAGC Cestas da segunda divisão do campeonato francês.

Porque saíste de Portugal?
Sai de Portugal porque apareceu uma proposta boa para jogar hoquei, pois estive quatro meses so a jogar sem trabalhar, mas neste monento trabalho e jogo.

Como tem decorrido a tua adaptação e esta nova realidade fora de Portugal?
Tem sido uma adaptacao nao muito facil, derivado a cultura e forma de viver, que é totalmente diferente da nossa. A forma como fui recebido por toda gente torna tudo mais facil.
Como ja referi apareceu uma boa proposta coisa que em portugal era impossível nesta altura.

Quais as diferenças entre o hóquei em Portugal e o que se pratica em França?
Em Portugal como toda gente sabe o hoquei e uma modalidade conhecida mas ao mesmo tempo e uma modalidade que não dá muitas oportunidades aos jogadores que fazem formacao nos pequenos clubes como o CART por exemplo.
O hoquei em patins em Franca esta em fase de desenvolvimento, por isso cada vez mais são os jogadores portugueses aqui a jogar. As diferencas sao enormes desde a mentalidade das pessoas envolvidadas (desde presidente a treinadores), a forma tactica de jogo, metodos de treinos, etc.


A jogar numa equipa da segunda divisão quais são os objectivos?
O objectivo da minha equipa (SAGC Cestas) e a subida para a primeira divisao francesa e ser campeao nacional da segunda divisão. O Cestas é uma equipa que pertence ao primeiro escalao e nao ao segundo, mas como teve uns contratempos e acabou por cair na segunda divisão.

Como tens acompanhado a saída de muitos portugueses para fora para jogarem hóquei em patins e não só?
A saida de jogadores portugueses para o estrangeiro deve-se ao facto de os paises em questao querem apostar no melhoramento e desenvolvimento do hoquei em patins. Por outro lado a questao financeira porque portugal esta a passar um mau momento.


Qual o teu clube do coração e como foi a tua ascensão como jogador?

O clube do meu coração e o CART. Eu fiz toda a minha formacao no CART, com 20 anos tive uma nova experiencia no RIBA D' AVE onde subi para a primeira divisão. Depois de uma breve passagem pelo Vitória de Barcelinhos e com falta de oportunidades, regressei ao clube natal ao CART onde joguei ate sair para SAGC CESTAS.

Como tens acompanhado o campeonato em Portugal?
O hoquei Portugues acho que não tem outra historia que nao seja o FC Porto campeão, embora o Benfica se tenha se reforcado com grandes jogadores, o FC Porto continua ser muito forte.
Quanto ao clube do meu coracao acho que esta época pode fazer qualquer coisa de bom como a subida para a segunda divisao, pois eles teem todas as condicoes para isso. Desejo aos meus amigos do CART uma temporada com um final feliz que possa ser a subida de divisão.

Desde ja agradeco ao Hoquei Minhoto pela oportunidade de fazer parte deste blog onde passa uma variedade de informacao sobre o hoquei em patins minhoto. E sempre um prazer ver que há gente que se interessa pelo hoquei em patins em especial pelo Minho. Continuem assim a publicar artigos sobre jogadores nao conhecidos em portugal, pois nós que jogamos no estrangeiro sentimos um grande orgulho saber que ainda existem blogs como HOQUEI MINHOTO.

O Blog Hóquei Minhoto agradece a colaboração e deseja as maiores felicidades pessoais e desportivas a Ricardo Lopes.
Um abraço

Sem comentários:

Enviar um comentário