CAMPEONATO DA EUROPA CORUNHA 2018

CAMPEONATO DA EUROPA CORUNHA 2018
CAMPEONATO DA EUROPA CORUNHA 2018

4.29.2018

Taça Cers - Lleida vence prova



O OC Barcelos perdeu a final da Taça Cers 2018 para o Llieda após a marcação de grandes penalidades.
Perante a importancia da prova, o esforços feito pelos clubes, pelos seus apoios e adeptos,definitivamente o CERH deve repensar a forma como atribui a nomeação dos árbitros para este tipo de competição.
Simplesmente uma vergonha a dupla de juízes franceses que dirigiu a final, prejudicando de forma delibera a equipa portuguesa.

Um jogo muito equilibrado com ambas as equipas a jogar num ritmo lento, procurando sair sempre com o esférico controlado.
Só mesmo um remate de meia distancia podia ter dado golo, o que aconteceu aos 17' por Joca Guimarães, dando vantagem ao Barcelos.
Ate ao intervalo quer Ricardo Silva, quer Albert Mola evitaram com boas intervenções que o marcador tivesse outro rumo.

Na segunda parte o Lleida mais atrevido,teve logo aos 4´ uma grande chance para empatar mas Dário Gimenez na grande penalidade atirou para a tabela de fundo.
Também de lance de bola parada, mas de livre direto aos 6' Zé Pedro não aproveitou para marcar.
Volvidos dois minutos João Almeida emendou com classe um passe de Juan Lopez que assim fez o 2-0 para a equipa de Barcelos.
O Lleida respondeu e de grande penalidade Andreu Tomás relançou o jogo fazendo o 2-1.
Após cartão azul mostrado a Hugo Costa, Dário Gimenez fez o empate de livre direto aos 14'.
O mesmo jogador do Lleida teve aos 17' a hipótese de dar a cambalhota no marcador mas desperdiçou um livre direto pela décima falta da equipa do Minho.
A partida acabou por terminar empatada a duas bolas, sendo necessário o prolongamento, o marcador não se alterou, levando a decisão para as grandes penalidades.
Ao fim de seis lances, Jordi Creus marcou o único golo, dando o triunfo ao Lleida que assim sucede ao Barcelos na competição.

4.28.2018

Taça Cers - Lleida na final apos prolongamento



A jogar diante os seus adeptos o Lleida defrontou os italianos do Breganze e apurou-se para a final após prolongamento com o triunfo por 4-3.

Desde muito cedo a turma da casa assumiu as despesas do jogo, tendo com naturalidade chegado aos golos, aos 12' por Dário Gimenez e aos 13' por Andreu Tomas.
O Breganze bem tentou ainda reduzir na primeira parte mas o guarda redes do Lleida mostrou bons apontamentos.


Na segunda parte, o Breganze apareceu mais ofensivo mas seria o Lleida a dispor de uma oportunidade soberana para aumentar o resultado.
Após a décima falta do Breganze, Dário Gimenez aos 10' não conseguiu superar o guarda redes Bruno Sgaria, tal como Roberto Di Benendetto aos 12' de grande penalidade.
Volvidos dois minutos surgiu o 3-0 por Roberto Di Benedetto a concluir com exito um livre direto.
Logo a seguir o Breganze podia ter marcado mas Frederico Ambrosio não conseguiu concluir um livre direto.
Mesmo assim acabou por ser a turma de Itália a finalmente marcar por Alvaro Gimenez aos 20' e por Franco Platero aos 21' dando enorme emoção para os minutos finais.
Os italianos galvanizaram-se e chegaram ao empate por Frederico Ambrosio aos 23'.
No ultimo minuto o Lleida podia ter resolvido o jogo, mas Dário Gimenez falhou um livre direto pela 20ª falta do Breganze e levou o jogo para o prolongamento.

No tempo extra as bolas paradas foram decisivas, mas César Candanedo, Roberto Di Benedetto e Matia Cocco não aproveitaram.
Seria no ultimo minuto que o Lleida conseguiu apurar-se, graças ao tento de Joan Canales no seguimento do livre direto falhado por Roberto Di Benedetto.

Lleida  e OC Barcelos jogam a final este domingo a partir das 17h, ( hora de Portugal )

Taça Cers - OC Barcelos vai defender titulo.



O OC Barcelos volta a marcar presença na final da Taça Cers após vencer o Voltregà de Espanha por 5-2.
Assim a equipa portuguesa pode defender o seu estatuto de bi campeão da prova e procurar na final um inédito "tri ".


Logo aos 3' o OC Barcelos abriu o marcador por Zé Pedro de livre direto a punir cartão azul mostrado ao capitão do Voltregà, Gerardo Teixedó.
Com ritmo bastante elevado, a formação espanhola subiu mas encontrou pela frente um " enorme " Ricardo Silva que com duas grandes defesas impediu o empate.
Em contra ataque aos 8', o OC Barcelos por João Almeida aumentou para 2-0, dando assim alguma tranquilidade e calma ao jogo barcelense.
O Voltregà arriscou mais num remates à baliza minhota mas Ricardo Silva estava intransponível.
Numa saída para o contra ataque Juan Lopez sofreu falta para grande penalidade que Rúben Sousa aproveitou com classe para elevar o marcador para 3-0, resultado com que se chegou ao descanso.


Na segunda parte o Voltregà arriscou ainda mais, mas Ricardo Silva evitou primeiro o remate de Eric Carrilo e depois contou com a ajuda da barra a tiro de Ignasi Lopez.
Respondeu o clube português, mas Ruben Sousa isolado e em excelente posição atirou ao lado da baliza de Roca Blai.
Para serenar o ímpeto dos espanhóis, o OC Barcelos passou a jogar de forma mais segura rondando a bola entre todos os jogadores e esgotando o tempo de remate.
Mas aos 14' o Voltregà conseguiu reduzir por Aleix Molas, tendo logo a seguir o OC Barcelos desperdiçado um livre direto por Zé Pedro, infração a punir a décima falta da equipa espanhola.
Antes da marcação do livre direto, Xavier Crespo viu o cartão azul.
Seria com menos um jogador que o Voltregà aos 16' por Eric Carrilo, relançando por completo o encontro.
Com as situações de golo a sucederem-se em ambas as balizas, foi o OC Barcelos aos 22' a elevar para 4.2 por João Almeida.
A seguir Juan Lopez acabou com as esperanças do Voltregà ao apontar o 5-2 aos 23'.


4.26.2018

Nacional de Infantis - HC Braga vence AD Barcelos/Campo


Nas Goladas, o derbi minhoto entre HC Braga e AD Barcelos/Campo tinha como aperitivo a luta pelo segundo lugar da zona norte, serie A.
Depois da igualdade a duas bolas na primeira volta e com menos três pontos que a AD Barcelos/Campo, o HC Braga sabia que só a vitoria interessava para continuar a lutar pelo segundo lugar, posição de acesso à passagem à fase seguinte da categoria.
Levou a melhor o HC Braga com a vitoria por 6-1 que assim igualou a AD Barcelos/Campo no segundo lugar com catorze pontos, mas com vantagem no confronto direto.
Marcaram pelo HC Braga, Francisco Machado (1), Gonçalo Monteiro (1), Rafael Costa (2) e Roberto Esteves (2), tendo o tento de honra da AD Barcelos/Campo pertencido a Guilherme Magalhães.
Com a AD Valongo lider com vinte e quatro pontos e com o apuramento assegurado, o segundo lugar promete luta entre o HC Braga, AD Barcelos/Campo e o HC Penafiel.
Para a próxima jornada o HC Braga joga em Valongo, a AD Barcelos/Campo desloca-se a Penafiel e a Juventude Pacense recebe a AD Limianos.

Ate ao final da prova o HC Braga joga em Valongo e recebe a AD Limianos, a AD Barcelos/Campo visita Penafiel e recebe a AD Valongo e o HC Penafiel defronta em casa a AD Barcelos/Campo e desloca-se a Paços de Ferreira.

Classificação atual
1º AD Valongo 24p
2º HC Braga 14p
3º AD Barcelos/campo 14p
4º HC Penafiel 12p
5º AD Limianos 4p
6º Juventude Pacense 1p

Nacional de Veteranos ( + 35 ) - OC Barcelos e FC Porto jogam liderança



O municipal de Barcelos, é palco do encontro da 9ª jornada entre as equipas do OC Barcelos e do FC Porto, que discutem a liderança do nacional de veteranos ( + 35 ) da zona norte.
Ambas as equipas somam vinte e um pontos, comandando a zona norte com mais seis pontos que o terceiro classificado, o CRPF Lavra.
Quer OC Barcelos, quer FC Porto ainda nao perderam qualquer jogo na prova, sendo os melhores ataques e as melhores defesas.

Esta ronda fica completa no sabado com os jogos, CRPF Lavra diante o HC Santa Cruz, AA Espinho com a Escola Livre e o CA Feira a medir forças com o CD Cucujães.
De folga fica a formação da Juventude Pacense.

Taça Cers - Paulo Pereira " Trabalhamos há três semanas para ganhar a Cers "



Há três semanas que estamos a trabalhar para o grande objectivo que é a Taça CERS e tentar o tri que o clube bem merece ”

O treinador do Óquei de Barcelos está optimista para esta taça CERS e em declarações ao Barcelos Popular frisou isso mesmo
“ Penso que a equipa está na máxima força em termos físicos e mentais para trazermos de Espanha a Taça CERS. 
É o nosso único foco. Seria um feito inédito que bem ficava a este clube e também a estes grandes adeptos. Mas sabemos que não será nada fácil pois do outro lado estarão três equipas com legitimidade e ambição de vencerem o troféu. E vendo que estará presente uma equipa que já venceu a competição por duas vezes seguidas a vontade será ainda maior.

Paulo Pereira acredita na renovação do título conquistado o ano passado em Itália: 
“Não tenho medo nenhum em assumir que somos candidatos. As pessoas sabem que vamos com tudo para ganharmos ao Voltregà onde já temos informações sobre a equipa e estamos a trabalhar nisso. É certo que a distância é enorme e não é fácil a deslocação mas teremos, certamente, muitos barcelenses no apoio ".

Fonte: Barcelos Popular
Foto: Afonso Ferraz 

1ª Divisão - Benfica vence HC Braga


O Benfica colocou em ordem diante o HC Braga as suas " contas " no nacional da primeira divisão, vencendo a equipa minhota por 9-2, passando a liderar a prova com cinquenta e sete pontos, mais dois que Sporting CP e três que o FC Porto, formações com menos um jogo disputado.

Em partida da 19ª jornada, o Benfica somou com naturalidade os três pontos, tendo chegado ao  intervalo em vantagem por 5-2.
Neste primeiro período, os bracarenses ainda deram alguma replica fazendo, o 2-1 e depois o 5-2.
Para a segunda parte o Benfica abrandou apontado apenas mais quatro golos.
Fizeram o resultado marcando pelo Benfica, Diogo Rafael (1), João Rodrigues (2), Jordi Adroher (2), Miguel Rocha (2), Miguel Vieira "Vieirinha" (1) e Valter Neves (1), tendo Pedro Delgado e Gonçalo Suissas os tentos do HC Braga.
Os minhotos continuam assim na zona de descida com onze pontos, jogando na próxima ronda, dia 5 de maio com o Infante Sagres, enquanto que o Benfica nesse mesmo dia recebe a Oliveirense.
Acrescente-se que o HC Braga tem menos um jogo, sendo que esse se realiza este sábado no pavilhão João Rocha diante o Sporting CP.


Foto: Créditos em anexo

4.25.2018

Nacional de Juniores - Benfica vence em Barcelos



Na estreia do nacional de juniores, fase de apuramento de campeão, o OC Barcelos recebeu o Benfica ( atual campeão ), sendo goleado por 10-2.
Depois de uma primeira parte equilibrada, o Benfica na segunda parte foi mais eficaz e aproveitou quase todas as oportunidades para marcar, perante um OC Barcelos que defensivamente deu muitos erros.

A formação do Benfica abriu o marcador aos 4' por João Maló que aproveitou da melhor forma o espaço à entrada da área perante total desatenção defensiva do OC Barcelos 
Na resposta Henrique Campos em contra ataque podia ter empatado mas o remate bateu no poste e a seguir Pedro Freitas atirou à barra.
Quem não marca arrisca-se a sofrer e de meia distancia novamente João Maló aos 10' fez 2-0 e aos 12' Filipe Fernandes ampliou para 3-0.
O OC Barcelos não baixou os braços e reagiu ainda na primeira parte reduzindo para 2-3 por Henrique Campos aos 12' e Pedro Silva aos 19', relançando a partida para a segunda parte.
Pelo meio Bruno Guia defendeu uma grande penalidade de Hugo Santos. 

Na segunda parte o Benfica voltou a aproveitar os erros da defesa do OC Barcelos para chegar ao 7-2 por Hugo Santos (2), João Maló e Paulo Duro.
Com cinco golos de vantagem no marcador, o Benfica não abrandou o ritmo de jogo, obrigando o guarda redes Bruno Guia a grandes defesas.
Depois surgiram os lances de bola parada, com Pedro Silva a falhar um livre direto e Hugo Santos a aproveitar uma recarga a uma grande penalidade para aumentar para 8-2.
O mesmo jogador aos 19' aumentou para 9-2, tendo no ultimo minuto Diogo David feito o 10-2 final a favor do Benfica.
Um triunfo justo e eficaz do Benfica perante um Barcelos que lutou para os erros defensivos acabaram por ser determinantes nos golos do seu adversário.

4.24.2018

Nacional de Juvenis - OC Barcelos e Riba d'Ave decidem passagem nas Tílias



Em partida relativa à 9ª jornada da zona norte A de juvenis, o OC Barcelos venceu o CD Povoa por 7-2, deixando assim a decisão do apuramento " poule " região Norte, para a ultima jornada onde joga nas Tílias com o Riba d'Ave.
Para esse encontro o empate serve ao OC Barcelos, enquanto que o Riba d'Ave tem de vencer.
Recorde-se que na primeira volta, o Riba d'Ave venceu em Barcelos por 3-2.


No municipal de Barcelos, com apenas dezasseis segundos de jogo decorridos, a turma do CD Povoa abriu o marcador por João Santos num remate que surpreendeu toda a defesa barcelense.
Sabendo que só o triunfo interessava, o OC Barcelos tomou conta do jogo e aos 16' chegou ao empate por João Araujo " Futuro ".
Ainda na primeira parte , de grande penalidade, Carlos Oliveira deu a volta ao resultado. levando assim os minhotos em vantagem para o descanso.
Na segunda parte o OC Barcelos desde muito cedo procurou resolver em definitivo o jogo a seu favor.
Aos poucos foi aumentando o resultado com tentos de Carlos Oliveira (2), Carlos Pinto (2) e Diogo Ribeiro (1), tendo Bruno Tomás feito o segundo golo dos poveiros.

A decisão de quem segue para a " poule " Região Norte e quem acompanha a AD Valongo joga-se nas Tílias a partir das 20.00H

4.23.2018

Valença HC agradece acolhimento ao município de Serpa



Pela primeira vez na sua historia, o Valença HC deslocou-se ao alentejo, onde em Grândola disputou diante a equipa da casa, o encontro da 21ª jornada do nacional da 1ª divisão.

Perante a longa deslocação, os valencianos tiveram todo o conforto em terras alentejanas, em especial pelas condições proporcionadas pelo município de Serpa.
Publicamente o Valença HC faz questão de agradecer


" O Valença HC agradece ao Município de Serpa a excelente receção e forma como nos receberam!
Fizeram-nos sentir em casa!
Muito obrigado ".

II D - AD Limianos mantêm-se em zona de permanencia



Com o triunfo em Vila Praia de Ancora, diante a ADJ Vila Praia por 5-2, a turma da AD Limianos continua acima da zona de despromoção.
O conjunto de Ponte de Lima tem neste momento vinte e quatro pontos, mais quatro que o HC Marco que se encontra como primeira equipa em zona de descida.
Até ao final do campeonato a AD Limianos ( que folga na 27ª jornada ) irá lutar pela manutenção, especialmente com o HC Marco, CD Povoa e Juventude Pacense .
A turma da Povoa de Varzim tem mais dois pontos que a equipa da AD Limianos e a Juventude Pacense mais oito.
Em perspetiva está um final de prova emocionante, sendo que Gulpilhares (13p) e HC Fão (12p) ainda não estão matematicamente despromovidos, mas com a tarefa a ser muito, muito complicada.
Na próxima jornada a AD Limianos recebe o líder Riba d'Ave, o HC Marco defronta fora o segundo classificado, a AD Sanjoanense e o CD Povoa em casa mede forças com o Famalicense.
Quanto ao HC Fão joga em casa com a despromovida ADJ Vila Praia e o Gulpilhares vai a Paços de Ferreira.

Jogos ate ao final do campeonato
Juventude Pacense ( 28p ), Famalicense ( casa ), AD Sanjoanense ( casa ), Gulpilhares ( casa ), HA Cambra ( fora ), HC Marco ( fora ) e CD Povoa ( fora )
CD Povoa ( 26p ) Famalicense ( casa ), HC Fão ( casa ), Juv Pacense ( casa ), Sanjoanense ( casa ),  HC Marco ( fora ) e CH Carvalhos ( fora )
AD Limianos ( 24p ) Riba d'Ave ( casa ), HA Cambra ( casa ), AA Espinho ( fora ), Gulpilhares ( fora )
HC Marco ( 20p ) AD Sanjoanense ( fora ), CH Carvalhos ( fora ), Juv Pacense ( casa ), AA Coimbra ( casa ) e CD Povoa ( casa )

II D - ADJ Vila Praia perde com a AD Limianos e desce de divisão.



A ADJ Vila Praia viu confirmado um cenário que já era esperado há bastante tempo, ou seja a descida de divisão.
Com apenas quatro pontos conquistados, só a matemática permitia que oficialmente isso não fosse uma  realidade.
Agora com a derrota em casa por 4-2 com os vizinhos da AD Limianos, a despromoção ficou definida, numa altura em que apenas faltam jogar cinco jornadas para a ADJ Vila Praia e estando quinze  pontos em disputa, 
A distância pontual de vinte pontos precisamente para a AD Limianos, primeira equipa acima da linha de manutenção, só confirma a despromoção.
Ate ao final da prova a ADJ Vila Praia tem três jogos em casa com o Riba d'Ave, com a AA Espinho e Gulpilhares, jogando fora em Fão e em Vale de Cambra.

Ao longo da prova a formação de Vila Praia de Ancora sentiu enormes dificuldades e desde cedo se percebeu que a manutenção seria muito difícil.
Mesmo assim com todos os contra tempos existentes, marcou presença em todos os jogos, lutando sempre pelo melhor resultado.
De louvar todo o esforço dos atletas, treinadores e dirigentes que nunca deixaram de dignificar o clube.
Houve momentos ao longo do campeonato em que surgiram várias situações onde o abandono da prova esteve iminente.

Resta agora à ADJ Vila Praia terminar o nacional da segunda divisão com a mesma dignidade, ficando a incógnita se para o ano participa ou não na terceira divisão ou se " fecha " a porta aos seniores.

4.22.2018

III D - Cartaipense sofre pesada derrota em Lavra



Diante um dos primeiros classificados da terceira divisão, serie A, o Cartaipense acabou por ser goleado por expressivos 9-1.
Uma partida onde tudo saiu bem ao CRPF Lavra e tudo mal ao Cartaipense.
Ao intervalo a turma de Lavra dominava o marcador por 5-0 e mostrava porque é um dos sérios candidatos à subida de divisão.
Para a segunda parte o CRPF Lavra fez mais quatro golos contra apenas um do Cartaipense.
Marcaram pelo CRPF Lavra, André Ferreira (3), Diogo Ribeiro (1), Jorge Coelho (3) e Nuno Roque (2), tendo Ricardo Lopes apontado o tento de honra do Cartaipense.
Assim a turma de Lavra lidera a prova com os mesmos quarenta e cinco pontos que o HC Maia, enquanto que o Cartaipense continua na luta pelo terceiro lugar com o Fanzeres, agora com os mesmos trinta e quatro pontos.
Para a próxima ronda o CRPF Lavra joga no Académico e o Cartaipense recebe o Olá Mouriz.

FOTO: Elsa Lopes

I D - Juventude de Viana quase surpreende a Oliveirense, mas...



Miguel Guilherme e Ricardo Leão árbitros de Lisboa, impediram a Juventude Viana de conquistar a vitória, este sábado, em Oliveira de Azeméis, em partida da 21ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins da 1ª Divisão.

Num jogo que até estava a ser bem disputado pelas duas equipas, mas dominado pela Juventude Viana, a dupla de arbitragem de Lisboa decidiu ser protagonista e prejudicou, não só a equipa minhota mas também a modalidade.

Depois da equipa, agora orientada por, André Azevedo estar a ganhar por 1-3 os árbitros inclinaram o ringue e ajudaram a formação da Oliveirense a fazer a remontada.

A Juventude Viana entrou muito forte no desafio, muito bem organizada defensivamente e a sair com critério para o ataque. No entanto, foram os donos da casa a chegar à vantagem (1-0) com um golo de Jordi Bargalló de grande penalidade no primeiro grande erro da equipa de arbitragem.

Sem nunca se desmontar, a Juventude Viana conseguiu chegar à igualdade (1-1) ainda antes do intervalo por Tó Silva.

Na segunda parte a equipa minhota voltou a entrar melhor e fez a remontada (1-2) por Nelson Pereira. Pouco depois os vianenses ampliaram (1-3) a vantagem de livre direto, na décima falta da Oliveirense, por Emanuel Garcia. Tudo parecia encaminhado para que André Azevedo tivesse uma estreia de sonho, mas era puro engano.

A 7 minutos do final do jogo a Oliveirense volta a beneficiar de mais uma grande penalidade inexistente e Ricardo Barreiros aproveitou para reduzir o resultado (2-3).

Pouco depois mais um erro da dupla de Lisboa. Josep Selva retira a baliza de Jorge Correia do seu local e empata a partida (3-3). Miguel Guilherme e Ricardo Leão voltaram a fazer vista grossa ao lance e a beneficiar a turma de Oliveira de Azeméis.

A 2 minutos do fim, como duas não chegavam, eis que aparece mais uma grande penalidade (Inexistente) contra a Juventude Viana. Jordi Bargalló, alheio aos erros de arbitragem, não temeu e deu os três pontos à sua equipa (4-3).

Vitória muito sofrida da equipa de Renato Garrido, que chegou a ser vulgarizada pela Juventude Viana.

A Juventude de Viana mantém o 6º lugar da tabela classificativa com 33 pontos e na próxima jornada, que se joga apenas a 5 de Maio, defronta, fora, o HC Turquel.

Fonte Radio Geice
Foto: Juventude de Viana 

4.21.2018

I D - Valença HC vence em Grandola



Importante triunfo obteve o Valença HC na visita ao alentejo, onde em Grândola venceu a equipa da casa por 6-1.
Apesar dos números finais do resultado, o Valença HC sentiu enormes dificuldades, especialmente na primeira parte.
A equipa do Grândola ultima classificada marcou primeiro por José Gonçalves, mas ainda na primeira parte Ziga Campos igualou.
Na segunda parte depois de Rodolfo Sobral ter defendido dois livres diretos e de Ricardo Costa um, Luís Viana aos 12' deu a cambalhota no resultado.
A turma do Alentejo procurou nova igualdade mas nos últimos minutos o Valença HC selou o triunfo com a obtenção de mais quatro golos por José Braga, Nuno Micoli, Guido Pellizari e Luís Viana.

A vitoria do Valença HC permitiu somar agora dezasseis pontos, afastando-se do HC Braga ( primeira equipa em zona de descida ) que tem onze mas com menos dois jogos realizados.
Já o Grândola pode ter dito adeus à permanecia, visto somar apenas seis pontos, estando precisamente a dez de distancia dos valencianos.
Para a próxima ronda o Valença HC recebe o Tomar e o Grândola joga em Valongo.

II D - Em jogo de aflitos, HC Marco vence HC Fão



Quer o HC Marco, quer o HC Fão apresentaram-se para este duelo conscientes da enorme importância na luta pela manutenção.
A " fome " de pontos para continuar a sonhar com esse objectivo dominou o encontro, onde os nervos e a ansiedade foram evidentes.
O triunfo sorriu ao HC Marco por 6-3, resultado que lhe permite manter acesa a "chama " de chegar aos lugares de manutenção.
Em sentido contrario, a derrota do HC Fão torna esse objectivo cada vez mais difícil, quando faltam apenas seis jornadas para o final do campeonato.
Neste momento o HC Marco soma vinte pontos e o HC Fão apenas doze.

Quanto ao jogo, o HC Marco ao intervalo vencia por 4-1, tendo nesse período a turma do Fão alcançado ainda a igualdade a uma bola.
Na segunda parte o HC Fão reduziu para 4-2, mas a equipa da casa respondeu fazendo o 5-2.
Ate ao fim, mais dois golos para cada lado, fazendo o resultado em 6-3.
Fizeram a marcha do marcador, Bruno Correia (3), José Cabral (1), Pedro Costa (1) e Francisco Vieira para o HC Marco enquanto que Diogo Machado (2) e André Barbosa (1) apontaram pelos fangueiros.
Para a próxima ronda o HC Marco tem uma difícil deslocação à Sanjoanense e o HC Fão recebe a ADJ Vila Praia

II D - Sanjoanense vence em Famalicão



A AD Sanjoanense visitou Famalicão e venceu a turma minhota por 6-2, triunfo que lhe permite continuar no segundo lugar no nacional da segunda divisão, zona norte.
Por parte do Famalicense a derrota não alterou também a sua posição na prova, ou seja o oitavo lugar com trinta e dois pontos

Os visitantes entraram muito fortes e logo no segundo minuto ganharam vantagem por João Almeida.
De grande penalidade a Sanjoanense fez aos 12' o 2-0 por Pedro Cerqueira, para ainda na primeira parte elevar para 4-0 com tentos de Alex Mount e Bruno Moreira.



Para a etapa final o Famalicense reagiu com golos de Tiago Pimenta e de Tiago Azevedo, mas a Sanjoanense respondeu por Tiago Almeida e por Bruno Moreira, colocando o resultado final em 6-2.
Para a próxima jornada o Famalicense joga na Povoa de Varzim e a AD Sanjoanense recebe o HC Marco.

Fotos José Gomes e António Anacleto 

II D - Riba d'Ave vence AA Coimbra



Antes do inicio do jogo foi respeitado um minuto de silencio pelo falecimento de Manuel Vieira dos Santos, sócio fundador do Riba d'Ave.


Perante uma AA Coimbra que ainda não tinha perdido para o campeonato com qualquer equipa do Minho, à exceção a derrota em casa para a Taça de Portugal, precisamente frente ao Riba d'Ave, a equipa de Hugo Azevedo conseguiu superar todas as dificuldades impostas pelos estudantes, garantindo mais três pontos, vencendo por 5-3.


Assumindo o estatuto de líder da prova, o Riba d'Ave inaugurou o marcador aos 8' por Daniel Pinheiro.
A AA Coimbra considerada a sensação do nacional da segunda divisão, zona norte, chegou ao empate antes do intervalo aos 17' por intermédio de Alexandre Santos.
Os minhotos podiam ter chegado à vantagem mas desperdiçaram dois livres diretos por João Abreu e Bruno Serôdio.

Na segunda parte a equipa de Coimbra conseguiu estar a vencer aos 11' por 3-1 com golos de Alexandre Santos e Fábio Vieira.
No entanto o Riba d'Ave carregou e um bis de Hugo Azevedo fez a igualdade a três bolas.
Aos 16' Raul Meca conseguiu voltar a por o Riba d'Ave na liderança do resultado por 4-3.
No minuto seguinte Hugo Azevedo obteve o 5-3, resultado que não sofreu mais alteração ate ao fim.

Com o triunfo, o Riba d'Ave mantêm a liderança da prova, somando agora cinquenta e seis pontos.
Apesar da derrota, a AA Coimbra que recorde-se subiu este ano ao segundo escalão continua a espreitar o segundo lugar tendo quarenta e quatro pontos.
Na próxima jornada o Riba d'Ave joga em Ponte de Lima e a AA Coimbra recebe a AA Espinho.

I D - FC Porto vence OC Barcelos



Num dos clássicos da modalidade, o FC Porto recebeu o OC Barcelos, vencendo por 7-4.
Um triunfo alcançado graças ao inicio demolidor da segunda parte por parte do FC Porto que ao intervalo perdida por 2-1.

Uma partida aberta e jogada a bom ritmo com o FC Porto a ser surpreendido por um Barcelos bastante atrevido.
A partir dos 14' o encontro tornou-se mais " vivo " com as situações de golo a serem mais constantes.
Depois de um " time out " pedido pelo treinador do FC Porto aos 15' , a sua equipa respondeu com o primeiro tento do jogo apontado por Jorge Silva.
Sem nunca se remeter à defesa, a equipa do OC Barcelos empatou aos 22' por Juan Lopez e deu a volta ao marcador aos 23' por João Almeida.
Perto do intervalo, o FC Porto viu Jorge Silva ser advertido com cartão azul, obrigando a turma portista a jogar com mesmo um elemento.
Mesmo assim o FC Porto conseguiu " sacar " a décima falta ao OC Barcelos, tendo Hélder Nunes permitido a defesa a Ricardo Silva.

Na segunda parte o FC Porto procurou chegar ao golo o mais rápido, conseguindo esse objectivo logo aos 3' com Gonçalo Alves a empatar o jogo.
Seria de novo Gonçalo Alves, segundos depois a dar nova vantagem à sua equipa.
De seguida Hugo Costa viu o cartão azul por protestos, situação que colocou o OC Barcelos a jogar com menos um jogador.
Essa superioridade foi aproveita pelo FC Porto para aumentar para 4-2 por Reinaldo Garcia.
O treinador do OC Barcelos vendo que a sua equipa estava algo perdida na pista, pediu um  " time out " logo a seguir ao quarto golo do FC Porto.
Mas mesmo assim seria o FC Porto a fazer o 5-2 aos 7' por Hélder Nunes.
O OC Barcelos tentou organizar-se mas o FC Porto voltou a marcar aos 11' por Rafael Costa.
No minuto seguinte Afonso Lima viu o cartão azul, com Hélder Nunes a falhar o duelo com Ricardo Silva de livre direto.
Aos 16' o OC Barcelos reduziu para 6-3 num remate cruzado de Marinho e fez o 6-4 por Rúben Sousa aos 23'.
No ultimo minuto o conjunto do Minho podia ter reduzido mas Marinho desperdiçou um livre direto, tendo do outro lado Gonçalo Alves falhado igual lance, mas na recarga Reinaldo Garcia fez o 7-4.
Assim o FC Porto passou para o segundo lugar com cinquenta e quatro pontos, com o OC Barcelos a manter os trinta pontos.

Foto: BP

4.20.2018

Árbitros e jogos para as equipas do Minho ( seniores e formação )



SEXTA FEIRA DIA 20 DE ABRIL
NACIONAL DE JUVENIS
22.30H Juventude Pacense - Riba d'Ave - Jerónimo Moura do Porto

SABADO DIA 21 DE ABRIL
NACIONAL DA 1ª DIVISÃO
15.00H FC Porto - OC Barcelos - Orlando Panza (Porto) e Sílvia Coelho (Porto)
17.00H UD Oliveirense - Juv Viana - Miguel Guilherme (Lisboa) e  Ricardo Leão (Lisboa)
18.00H Grandola - Valença HC - José Pinto (Porto) e Porfírio Fernandes (Porto)

NACIONAL DA 2ª DIVISÃO ZONA NORTE
16.00H Riba d'Ave - AA Coimbra - Paulo Almeida (Aveiro) e José LaSalette (Aveiro)
18.00H Famalicense - Sanjoanense - Paulo Santos (Porto) e Joaquim Pinto (Porto)
18.30H HC Marco - HC FãoManuel Santos (Porto) e Jorge Machado (Porto)
21.00H ADJ Vila Praia - AD LimianosBruno Antão (Minho) e Miguel Torres (Minho)

NACIONAL DE JUVENIS
16.15H HC Braga - AD Valongo - Rui Torres do Minho

NACIONAL DE INFANTIS
15.00H HC Braga - AD Barcelos /Campo - Florindo Cardoso (Minho)
17.00H AD LimianosHC Penafiel - Pedro Figueiredo (Minho)

DOMINGO DIA 22 DE ABRIL
NACIONAL DA 3ª DIVISÃO - SERIE A
18.00H CRPF Lavra - CartaipenseJoaquim Pinto (Porto)
19.00H Olá Mouriz - AD Barcelos/Campo José Pinto (Porto)

TAÇA NACIONAL DE JUNIORES ( NORTE )
17.00H Juv Pacense - HC BragaOrlando Panza (Porto)

TERÇA FEIRA DIA 24 DE ABRIL
NACIONAL DE JUVENIS
21.30H OC Barcelos - CD Povoa - Carlos Correia do Minho

QUARTA FEIRA DIA 25 DE ABRIL
NACIONAL DA 1ª DIVISÃO
18.00H Benfica - HC BragaJoão Duarte (Lisboa) e Luís Peixoto (Lisboa)
NACIONAL DE JUNIORES ( Fase final )
18.30H OC Barcelos - Benfica - Rui Torres (Minho)
NACIONAL DE INICIADOS
16.15H FC Porto - Riba d'Ave - Pedro Silva do Porto

fonte: www.hoqueipatins.pt

4.19.2018

Campeonatos Universitários - AAU Minho termina no 4º lugar



A equipa da AA Universidade do Minho participou em Aveiro em mais uma edição do campeonato universitário onde a modalidade de hóquei em patins esteve presente.
Depois de ter dominado a fase de grupos, onde venceu os seus três jogos, os " alunos " da AA Universidade do Minho perderam a meia final com a Universidade do Porto por 3-2, sendo relegados para a disputa do terceiro e quarto lugar.
Diante a AA Coimbra, derrota por 5-4, terminado a prova no quarto lugar.
O triunfo do campeonato pertenceu à Associação Académica da Universidade de Aveiro que superou na final a Universidade do Porto por 5-1.
Ao longo da prova, marcou dezoito tentos, onde Bernardo Marques apontou sete golos, José Carvalhos seis, Alexandre Azevedo e João Duarte dois, José Pedro Silva e Pedro Braga um cada.

Foto: UM/DICAS 


4.17.2018

Campeonatos Universitários - AAUM vence AA Coimbra



Estão a decorrer em Aveiro, fases finais dos Campeonatos Nacionais Universitários (CNU), 
O evento decorre entre os dias 16 e 27 abril., com a  Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) a marcar presença com varias modalidades, entre elas o hóquei em patins.

A equipa de hóquei em patins da AAUM iniciou a prova no grupo B, com um triunfo por 3-1 sobre a Associação Académica de Coimbra.
Os golos do triunfo pertenceram Bernardo Marques, José Carvalho e José Duarte, tendo para a formação de Coimbra apontado, Nuno Antunes.
No outro jogo do grupo a Universidade Nova de Lisboa derrotou por 12-2 a Associação de Estudantes do Instituto Técnico Superior.

Em relação ao grupo A, a Associação de Estudantes da Faculdade Motricidade Humana empatou a seis bolas com o Instituto Politécnico do Porto e a Associação Académica da Universidade de Aveiro venceu a Universidade do Porto por 4-3.

Para esta quarta feira, a Associação Académica da Universidade do Minho defronta a Associação de Estudantes do Instituo Superior Técnico e a Associação Académica de Coimbra joga com a Universidade Nova de Lisboa.

Fazem parte da formação da AAUM os seguintes atletas:

Gabriel Costa ( único guarda redes ) 
Bernardo Marques  
Cristiano Viães
Pedro Braga
Diogo Antunes
Alexandre Azevedo
José Carvalho  
João Duarte  
José P. Silva 

Foto: DR

André Azevedo é o novo treinador da Juventude de Viana


A direção da Juventude de Viana escolheu André Azevedo para assumir o comando técnico da equipa após a saída de Renato Garrido e Edo Bosch para a Oliveirense.

O antigo internacional português, André Azevedo, que foi obrigado a terminar a carreira de hóquista em janeiro no clube de Viana do Castelo devido a um infortúnio durante um jogo com o Paço D’Arcos, foi o escolhido, e já apresentado, pela direção da Juventude Viana para suceder a Renato Garrido, que saiu no inicio da semana para a UD Oliveirense.

Aos 42 anos, André Azevedo prepara-se para abraçar a carreira de treinador num clube que lhe diz muito e o qual representou enquanto jogador durante seis temporadas. De resto, esta época, o futuro técnico da Juventude de Viana apontou sete golos em dez jogos realizados para o campeonato.

Azevedo estreia-se, este sábado à frente do clube minhoto (17h00), em Oliveira de Azeméis frente à Oliveirense.

foto: Juventude de Viana
Fonte: radio Geice

Seleção nacional feminina - Minhota Sofia Silva convocada para o 2º centro de Treino



Convocatória de Seniores Femininos
Divulgam-se as atletas convocadas para o 2º Centro de Treino de 2018.

De acordo com o Plano Anual das Selecções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal vai levar a efeito o 2º Centro de Treino da Selecção Nacional de Seniores Femininos de Hóquei em Patins, que terá lugar nos próximos dias 23 e 24 de Abril na vila do Luso, tendo em vista a preparação desta Selecção Nacional para o respectivo Campeonato da Europa do corrente ano.

Atletas Convocadas
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Maria Celeste Gomes Silva Santos Vieira
Marlene Teixeira Sousa
Rita Tereso Lopes

HC Stuart Massamá (AP Lisboa)
Cláudia Susano Vicente
Ana Catarina de Jesus Ferreira
Sofia Adriano Mocóvio

Associação Académica de Coimbra (AP Coimbra)
Beatriz Maria Campos Figueiredo
Margarida Ruela Florêncio
Carolina Miguel Ferreira Gonçalves

Clube Hóquei dos Carvalhos (AP Porto)
Maria Sofia Pinheiro Silva
Renata Duarte Alves dos Reis Pires Balonas
Catarina Torres Costa
Rute das Neves Jorge

Fonte: FPP

Nacional de Sub 13 - AD Barcelos/Campo segura 2º lugar


Apesar de defrontar o ultimo classificado, a AD Barcelos/Campo sofreu e muito para derrotar a Juventude Pacense por 4-3, mantendo assim o segundo lugar na zona norte A de infantis.

Um triunfo muito suado já que a três minutos do fim os barcelenses perdiam por 3-1.
O equilíbrio do encontro foi notório tal como tinha acontecido na primeira volta onde se registou uma igualdade a quatro bolas.
Em São Salvador do Campo ao intervalo registava-se um empate a zero bolas.
Na segunda parte a AD Barcelos/Campo marcou primeiro, mas a Juventude Pacense deu a volta, passando a vencer por 3-1.
Nos últimos minutos emocionantes, os jovens jogadores da AD Barcelos/Campo acreditaram e conseguiram fazer a reviravolta vencendo por 4-3.
Marcaram pelos barcelenses, Diogo Gonçalves (1), João Chaves (1) e Luís Viana (2), tendo pela Juventude Pacense apontado David Brito (1) e Tomás Martins (2).

Com esta vitoria arrancada a " ferros " a AD Barcelos/Campo manteve a segunda posição agora com catorze pontos, enquanto que a Juventude Pacense ocupa o ultimo lugar com apenas um ponto.
Quando faltam apenas três jornadas para o fim desta fase, a AD Barcelos/Campo (14p) luta pelo segundo lugar com o HC Braga que tem 11p, com o HC Penafiel (9p) ainda a ter alguma esperança em chegar a essa posição 
O próximo jogo pode ajudar a definir o futuro destas duas equipas minhotas, com o HC Braga a receber a AD Barcelos / Campo.
Na primeira volta em Campo verificou-se um empate a duas bolas.

Classificação atual
1º AD Valongo 21p
2º AD Barcelos/Campo 14p
3º HC Braga 11p
4º HC Penafiel 9p
5º AD Limianos 4p
6º Juventude Pacense 1p

Próxima jornada
21 de abril
15.00H HC Braga - AD Barcelos/Campo
15.00H Juv Pacense - AD Valongo
17.00H AD Limianos - HC Penafiel

foto: Sara Ferreira

4.16.2018

Guarda redes Paulo Matos termina carreira...



O atleta, guarda redes Paulo Matos terminou a sua carreira.
O seu ultimo jogo oficial, apesar de não ter jogado foi em Barcelos, quando a Juventude de Viana disputou com o Barcelos a segunda mão dos quartos de final da Taça Cers.


Ao site hoqueipatins.pt, Paulo Matos deixou uma mensagem a todos

Tudo começou quando o Sr. Domingos me abordou há 32 anos atrás para ser guarda-redes da equipa de infantis do Riba d'Ave H. C. que estava a preparar para a época seguinte... Naquele momento jamais me passaria pela cabeça que chegaria onde cheguei na modalidade... Em pouco tempo percebi que até tinha jeito para a coisa e o bichinho começou a crescer... Fiz a maior parte da minha formação em Riba de Ave mas a determinada altura senti que estava a estagnar e decidi sair para ingressar no CAR Taipense, pela mão de duas das pessoas que mais me ajudaram na minha formação, o Carlos Novais e o José Carlos Maia... Mesmo não tendo ganho nada nos três anos que ali passei foi nesta fase que comecei a dar nas vistas e mereci a atenção de duas equipas da primeira divisão, primeiro o Vitória de Barcelinhos que me contratou e depois o Infante sagres para onde fui por empréstimo um ano. No Infante de sagres tive a primeira experiência na primeira divisão e para quem vinha da terceira divisão não seria tarefa fácil e não foi mas contei sempre com a confiança e apoio de duas pessoas que também tiveram um papel fundamental na minha carreira, o Mendonça que infelizmente entretanto já faleceu e o Fernando Pinto treinador de guarda redes. Teria sido fácil nessa época deixar-me cair mas acreditaram em mim, deram-me confiança e isso viria a ser fundamental para o meu futuro... No ano seguinte rumei então até Barcelinhos para trabalhar com o Zé Querido e o Professor Fernando Jorge (Ginho) com quem iria trabalhar nos 7 anos seguintes, 4 em Barcelinhos e depois mais 3 no Óquei de Barcelos... E com eles acabaria por conquistar a maioria dos títulos da minha carreira. Em Barcelinhos tivemos duas épocas fantásticas em que andamos no meio dos chamados grandes do Hóquei nacional e que culminaria com a minha primeira chamada a selecção nacional para participar no torneio de Montreux...e ao mesmo tempo ganhar o passaporte para o outro lado do rio onde logo na primeira época conquistaria o titulo de campeão nacional ao serviço do Óquei de Barcelos, ao qual acabaria por juntar mais duas taças de Portugal e duas Supertaças António Livramento, a última das quais já sob a batuta desse enorme guarda redes, excelente treinador e grande amigo Vítor Silva...

Depois de uma lesão grave e de uma paragem longa para relançar a minha carreira decidi a aceitar o convite do Candelária e rumar até à ilha do Pico, onde passei cinco anos fantásticos pela mão do meu Amigo Ricardo Santos treinador/jogador e responsável pela minha ida para o Candelária e com quem logo na primeira época superamos o objectivo da manutenção e conseguirmos o apuramento para as competições europeias, depois com o meu Amigo Pedro Nunes actual treinador do Benfica com quem alcançámos uma final da taça CERS, depois com o Paulo Batista para quem mando também um abraço especial e que conseguiu uma recuperação fantástica e uma época inesquecível depois de ter tido momentos muito difíceis, aonde fiz muitos amigos e para quem aproveito para mandar um abraço muito especial para os dirigentes e "staff" do clube e para os colegas de equipa, jogadores da equipa "B" e depois da Armada Verde com quem consegui importantes conquistas, dois títulos de campeão regional de seniores e subida aos nacionais, um abraço e um obrigado a todos, e para todos aqueles que fui conhecendo e criando amizade que me deixam saudades e a promessa de um dia destes la voltar... Depois foi o regresso a Barcelos num momento difícil mas em que durante três anos conseguimos deixar o clube na primeira divisão apesar de todas as dificuldades... E quando tinha decidido terminar a minha carreira em conversa com o meu amigo Hélder Martins (queijinhos caros amigos) surgiu a oportunidade de representar o Valença H.C. que iria iniciar um novo projecto na terceira divisão... No inicio fiquei um pouco relutante por causa da distância. Mas à medida que se foi aproximando o inicio da época o bichinho começou a roer e decidi abraçar esse projecto que tendo em conta as pessoas envolvidas tinha tudo para dar certo e assim foi apesar de todas as dificuldades e adversidades com muito esforço e sofrimento conseguimos em 3 anos levar o clube da terceira a primeira divisão e sair deixando o clube entre os melhores do campeonato nacional algo que me enche de orgulho e que jamais esquecerei pois foi um dos grandes feitos da minha carreira. Um obrigado a toda a direcção do Valença pela ajuda, pelo apoio e pela amizade que sempre me deram, um abraço para todos os colegas com quem trabalhei ao longo deste quatro anos e para todos os muitos amigos que ali fiz e que ficarão para a vida e para todos os que sempre me apoiaram neste trajecto em Valença... E finalmente aos 43 anos a Juventude de Viana pela mão do meu Amigo de há muitos anos, desde o tempo do infante sagres, Vasco Rocha entendeu que o jogador mais velho do campeonato nacional da primeira divisão ainda tinha algo para dar à modalidade e ao clube... Obrigado a toda a direcção, equipa técnica, Renato e Edo por todo o apoio e ajuda, um abraço especial para o Edo pois apesar de termos sido sempre adversários de grandes batalhas conseguimos criar e manter uma amizade e um enorme respeito. Para todos os colegas de equipa o meu muito obrigado pela forma como me receberam, foi um prazer trabalhar convosco...um abraço especial para o meu amigo André Azevedo neste momento difícil desejando-te as rápidas melhoras e tudo de bom para o teu futuro, tenho a certeza que passará sempre pelo hóquei em Patins... Não consegui todos os títulos que poderia ter conquistado ou desejava, principalmente ao serviço da selecção nacional, mas termino a minha carreira com um sentimento de orgulho, de dever cumprido e de consciência tranquila por ter ao longo destes 32 anos sempre dado o melhor de mim, sempre ter sido dedicado, empenhado e profissional naquilo que fiz. Muitas vezes coloquei o Hóquei à frente da família, do trabalho e da integridade física mas o Amor ao hóquei sempre falou mais alto. Por tudo isto quero fazer um agradecimento muito especial à minha Mulher, a Lisa, pelo apoio e carinho com que sempre me acompanhou mesmo quando não jogava. Pela paciência que teve nos momentos mais difíceis e houve alguns nos últimos tempos. Por ter sido sempre a minha maior motivação, a minha força, a minha Inspiração... Obrigado Lisa... Amo-te Demaiiiiisssssss...

Obrigado à minha família pelo apoio, carinho e acompanhamento que sempre me deram ao longo destes 32 anos. Obrigado aos meus amigos, os que fui fazendo nos clubes por onde passei e aqueles que passaram a acompanhar o Hóquei por minha causa e que sempre me apoiaram... Obrigado a todos aqueles anónimos adeptos dos clubes que representei que nem sempre ficaram satisfeitos com a minha prestação mas faz parte da carreira de um guarda redes, não podemos falhar, temos que ter as costas largas e ser muito fortes e eu sempre trabalhei muito para dar aos adeptos. Ais alegrias que tristezas e acho que o consegui... É um momento difícil para mim, foram 32 anos de rotina de treinos e competição e sei que vou sentir falta e saudade mas há momentos na vida em que temos que fazer escolhas e neste momento entendi que o melhor para mim mas sobretudo para a minha família seria terminar a minha carreira... Obrigado Pedro Jorge por me deixares usar a tua pagina para fazer este anuncio... Continua com o excelente trabalho que tens feito em Prol da modalidade... Não é um adeus é um até já... Espero brevemente encontrar um novo desafio agora do lado de fora da tabela... Obrigado a todos... Grande Abraço...

Paulo Matos

VEJA AQUI O SEU VÍDEO DE DESPEDIDA




http://hoqueipatins.pt/paulomatos/paulo_matos_mensagem_de_despedida.mp4

LEIA NO HOQUEIMINHOTO O DEPOIMENTO DE ALGUNS DOS SEUS COLEGAS GUARDA-REDES

 

Não poderia deixar de dar um breve testemunho a um colega que partilhei durante alguns anos o balneário, em infindáveis viagens que nos levavam a estar dias, até mesmo semanas, fora em jogos permitiu conhecermos-nos melhor e criar uma amizade e um respeito que até hoje perdura. Desejar felicidades nesta nova etapa na vida sem treinos e jogos, onde uma rotina de dezenas de anos irá mudar, mas terás mais tempo para a pesca, uma paixão que desconhecia e que tantas vezes ocupou os teus tempos livres.

Fiquei a conhecer-te pela televisão, quando jogavas pelos Barcelinhos, anos mais tarde teria a oportunidade de te ver ao vivo numa final da Taça de Portugal disputada no Pico e que virias a vencer, pelo Óquei de Barcelos. Um atleta e hoquista pleno como bem demonstra o teu currículo (os títulos e as várias passagens pela selecção nacional) em que mereces todas as homenagens e lembranças de todos os teus colegas e amigos.

Um abraço do Candelária SC que nunca esqueceu de ti e da tua amizade.

Também Rodolfo Sobral falou de Paulo Matos com quem jogou no Valença HC


 

Caro Paulo Matos foi gratificante para o Hoquei Minhoto ainda ter tido a possibilidade de ter acompanhado parte da tua carreira desportiva.
Um forte abraço
HÓQUEI MINHOTO