Saudações desportivas a todos os dirigentes, atletas e amantes da modalidade. Por motivos extra ao

Saudações desportivas a todos os dirigentes, atletas e amantes da modalidade. Por motivos extra ao
Saudações desportivas a todos os dirigentes, atletas e amantes da modalidade. Por motivos extra ao Hóquei Minhoto, o facebook do Hóquei Minhoto foi bloqueado sem razão aparente, estando inactivo desde o dia 27 de novembro de 2017. Só se encontram TRÊS razões para este tipo de atitude em bloquear o facebook do Hóquei Minhoto. INVEJA, MALDADE E COBARDIA. Visto que esse bloqueio ainda não está completamente ultrapassado nem se sabe se o mesmo será desbloqueado, o responsável do Hóquei minhoto juntamente com os seus colaboradores decidiu abrir esta pagina para poder fazer chegar a todos a habitual informação. Agradecemos a todos os que acompanhavam o facebook do Hóquei Minhoto que se juntem a esta pagina. Ficamos muito tristes com este tipo de atitudes em tentar por várias maneiras silenciar o Hóquei Minhoto. Podem continuar...a tentar. HÓQUEI MINHOTO

6.28.2012

Árbitros e jogos das camadas jovens minhotas e seus adversários





Domingo dia 1 de Julho

Juniores - ultima jornada

17:00 FC Porto - Gulpilhares Joaquim Pinto (Porto) Carlos Tadêa (Porto)
17:00 Valongo - HC Braga  Vitor Roxo (Leiria) Teófilo Ramalho (Porto)

Iniciados - ultima jornada

15:00 Valongo - FC Porto Paulo Santos (Porto)
15:00 OC Barcelos - HC  Braga  Rui Torres (Minho)



Famalicense - Tiago Crespo ex Limianos e João Nuno Sousa ex Riba d'Ave são reforços






A equipa do Famalicense tem praticamente definida a sua formação para disputar na próxima época o nacional da segunda divisão como objectivo principal melhorar a classificação obtida na época passada e consequente manutenção. No entanto o clube que será orientado por Carlos Novais ainda não dá por fechado o grupo.

Plantel 2012/2013

Guarda Redes: Rafael Pereira e Diogo lemos

Defesas: João Pinheiro, Alexandre Direito, Nuno Branco e João Nuno Sousa ex Riba d'Ave

Avançados: André Barbosa, Jonathan Oliveira, Franscisco Sousa e Tiago Crespo ex AD Limianos

Treinador: Carlos Novais



Internacional - Friedlingen não pode jogar na Liga dos Campeões. Presidente ameaça acabar com o clube


                                       ( foto exclusiva blog hóquei minhoto)

"Game Over " é o titulo da manchete de um comunicado de imprensa feito pelo presidente do Friedlingen após tomar conhecimento da decisão da não inclusão da equipa na Liga Europa de Clubes.
Surpresa ou talvez não. A equipa do Friedlingen que defrontou o HC Braga na Taça Cers não poderá competir na próxima época na Liga Europeia de clubes , visto se encontrar a disputar o campeonato em dois países, Alemanha e Suíça.
Como referiu Pedro Antunes " Este ano o campeão do campeonato suíço, foi uma equipa alemã. Imagem em Portugal o Corunha ser o campeão da prova portuguesa. Isto só foi possível porque a federação suíça aceitou a participação de equipas alemães, austríacas e francesas nos nossos campeonatos. Penso que deveria ser proibidos a participação dessas equipas no nosso campeonato. Desde que aceitaram muitos clubes suíços fecharam portas.


FONTE :  http://www.rh-news.com/joomla159/index.php?option=com_content&view=article&id=5939%3Ach-paukenschlag-friedlingen-zieht-sich-zurueck&catid=15%3Arollhockey-national&Itemid=45 

6.27.2012

Vitor Pimenta ex Riba d'Ave reforça Cartaipense






A equipa minhota do Cartaipense já prepara a a próxima época com a intenção de lutar pelos lugares de promoção que esta escapou por dois pontos, no campeonato nacional da terceira divisão.
O grande reforço é Vítor Hugo Pimenta atleta que na temporada passada representou o Riba d'Ave.
Da equipa da época passada transitam os seguintes jogadores:
Vitor Salgado e Fernando Coutinho ex júnior como guarda redes.
Jogadores de ringue Eduardo Marques , João Cunha, Carlos Rodrigues, Frederico Coelho, Nelson Silva, Luís Martins, Hugo Oliveira e João Pedro e Bruno Carvalho.
A estrutura técnica é composta por Orlando Ribeiro sendo o preparador físico Luís Gonçalves.

fonte: http://cart-taipas.blogspot.pt/2012/06/cart-acerta-plantel-senior-para-epoca.html?spref=fb



6.26.2012

Programa para a final four de Infantis - ADB Campo procura renovar titulo.




Já é conhecido o alinhamento e horários da final four de infantis que se realiza em Sesimbra nos dias 7 e 8 de julho. A equipa minhota da ADB Campo parte com o objectivo de revalidar o titulo da categoria conquistado no ano passado em Barcelos.


Sabado
15.00h ADB Campo - CD Paço d'Arcos
17.00h Sporting CP- CH Carvalhos

Domingo
10.00h apuramento do 3º e 4º lugar
15.00h Final



6.25.2012

" Minhotos no Estrangeiro" David Barbosa joga nos juniores do Montreux


O Minhoto que apresentamos neste espaço " Minhotos no Estrangeiro" é diferente dos anteriores. Estivemos à conversa com David Barbosa, um jovem que curiosamente completa hoje segunda feira dia 25 de junho dezoito anos e que nasceu na Suíça mas os seus pais são de Barcelos.
Adora o OC Barcelos, adora o Minho, Adora Portugal

Onde nasceste e em que ano? 
Eu sou diferente de outros “minhotos no estrangeiro” porque nasci fora de Portugal. Os meus pais são ambos de Barcelos (Areias de Vilar e Martim). Vou fazer 18 anos (25 Junho) e vivi sempre na Suíça mais exatamente em Montreux. Estou sempre muito perto das minhas origens. Nas férias gosto de ir a Portugal. Eu não jogo só hóquei em patins mas também estudo para tentar entrar na universidade daqui a três anos.









Qual o teu clube preferido?
O meu clube de coração é sem duvida o Óquei Clube de Barcelos! Sempre gostei de seguir o OCB pela rádio e pela televisão e também ao vivo os seus  grandes jogos. Para mim é e será sempre o maior de Portugal. Tenho a sorte de viver na capital do hóquei em patins suíço e de ser de origem da capital portuguesa do hóquei em patins . Sempre fui um fanático pelo Óquei de Barcelos. Vibro com as suas vitorias e sofre muito, mesmo muito quando perde.


Como tem sido estes anos nesses pais?
O ambiente é muito bom. Por vezes é preciso também ter um pouco de rigor nos treinos e nos jogos que tem faltado nos clubes amadores aqui na Suíça. Aqui em Montreux, toda gente investe no clube sem receber dinheiro. Por exemplo, eu não sou só jogador mas também terceiro arbitro porque aqui na Suíça o terceiro arbitro tem de ser encontrado pelo o clube que joga em casa. Isso faz uma boa união dentro do clube. Nesta época contamos com dois reforços muito bons (Tiago Sousa e Xabier Urra) que conseguiram integrar-se muito bem tal como uma grande parte dos jogadores estrangeiros.




Como é o hóquei em patins? Que diferenças há entre o de Portugal?
Aqui na Suíça, o hóquei em patins está em plena evolução. Mas não tudo infelizmente. A arbitragem é muito má e estraga por vezes esta modalidade belíssima. O nível é muito inferior ao nível português mas penso que daqui por alguns anos o campeonato suíço poderá fazer concorrência a vários campeonatos europeus. O público é mais calmo e menos aderente e não há claques como aí em Portugal. Mesmo com os bilhetes gratuitos, pouca gente vem aos jogos em Montreux. A modalidade é muito menos mediática do que em Portugal. Por isso, quase nenhum dos meus amigos conhece o hóquei em patins. E não há muitos pavilhões  apropriados para a modalidade a excepção o de Montreux. Para assistir aos jogos, os adeptos concentram-se ao redor das pistas. Uma diferença que também se pode notar, é que os clubes não apostam tanto na formação do que em Portugal. Em Montreux na equipa principal, só há metade dos jogadores que foram formados no clube e estes últimos dois anos os clubes começaram a chamar ainda mais jogadores estrangeiros. O tempo de treino também é muito inferior (2 vezes por semana nos seniores) e há muitos jogadores ausentes nos treinos em todas as categorias.





Já participei na Academia de verão do Pedro Alves e do André Torres em Barcelos. E estive muitas vezes a tentar fazer comparações entre a maneira de treinar em Portugal e na Suíça. Com os juniores do meu clube só tenho um treino por semana de 1h15. Isso é muito menos do que em Portugal. Os treinos são realizados de maneira menos intensivos. Não há tanto esforço físico como em Portugal e isso nota-se muito quando se joga contra jogadores formados em Portugal. Na Suíça, os jogadores começam mais tarde a praticar o hóquei em patins

Como vês a actual "debandada " de jogadores português para o estrangeiro? Especialmente para França, Suíça e para a Alemanha? É um sinal da crise que atravessa a modalidade ou uma opção pessoal?
Penso que é uma opção generalizada derivado a crise. É normal que os jogadores tentem encontrar melhores condições para as suas vidas, devido às dificuldades que Portugal está a atravessar e em particular a modalidade do hóquei em patins. Também tenho remarcado que a grande parte dos jogadores portugueses que chegam para jogar no estrangeiro estão em fim de carreira. Mesmo assim é muito positivo. De certeza que haverá ainda mais portugueses no estrangeiro para a próxima época. Aqui na Suíça esta época, o campeonato foi de alto nível. E não é só jogadores portugueses mas também argentinos como o David Páez ou espanhóis formados no Réus. Mas verdadeiramente, a maior parte vem mesmo de clubes do Minho como o Arnaldo Queirós, Eduardo Mendes, Rui Faria, César Torres, Ângelo Salgado, Pedro Alves, Sebastian Silva, Diogo Gomes, Paulo Fortes e Leandro Wanda. Espero que não seja uma crise no hóquei minhoto.  Todos esses jogadores mostraram um nível muito superior em relação aos outros jogadores suíços. Estou muito satisfeito com esses reforços no campeonato suíço e espero ainda ver mais minhotos...





Refere o teu percurso desde as camadas jovens até sénior. Quais os clubes que representaste te?
Comecei a praticar hóquei em patins aos 6 anos. Sempre quis fazer o desporto que deu muitas alegrias e bons momentos para a minha cidade de origem. A cada dois anos tenho a minha motivação que cresce com o famoso Torneio de Montreux na Páscoa onde participa sempre a selecção portuguesa e onde as camadas jovens realizam treinos com os melhores jogadores do Mundo como com o Reinaldo Ventura, Carlos Nicolia, Valter Neves, Caio, Emanuel Garcia,  Pablo Álvarez,  Johe, André Centeno e muitos outros.  
Aqui na Suíça o clube mais perto de Montreux está a 20km e o piso é de betão. Só não tem em Genebra, principal equipa suíça, que fica a 100km. Por esse motivo, não há muitas oportunidades para eu mudar de clube. 
O grande momento da minha carreira desportiva foi sem dúvida de me estrear aos 13 anos no principal escalão com os seniores (LNA). Tinha feito dois jogos mas desde aí nunca mais fui chamado. É normal porque não tenho treinado muito com a equipa principal do clube. Para o ano, serei mais uma vez júnior mas vou tentar integrar a equipa sénior com mais treinos, treinada pelo um treinador vice-campeão do Mundo em 2007 com a seleção suíça. Por isso vou apostar muito para próxima época.

Mesmo longe tens acompanhado o hóquei em Portugal? Achas que é desta que o Benfica destrona o FC Porto de campeão, apesar de estar a decorrer o protesto? E o teu clube do coração que dizes do trabalho desta época?
Tenho sempre acompanhado o hóquei em patins mesmo com a distancia que me separa de Portugal. Agora com a Internet e os jogos em canal aberto é sempre mais fácil seguir a atualidade da minha modalidade preferida. Queria que o Porto ganhe-se pela a 11 de seguida para poder continuar a dizer que a ultima equipa a vencer o campeonato antes do Porto foi o 
Óquei Clube de Barcelos. Falando do meu clube que amo muito, eu estou satisfeito até ao momento pelo o trabalho realizado por as pessoas que fazem parte do maior de Portugal. Por isso quero agradecer a toda gente presente nesse clube. Quero dizer ao José Querido que sou um grande adepto do O.C.B desejo que fique o tempo necessário para voltar a erguer o grande clube minhoto.


Queria desde já, agradecer ao Hóquei Minhoto pela entrevista. Tenho a certeza que o blog vai continuar a crescer como tem sido o caso desde a sua criação. E agradeço a este blog o facto de  representar a zona onde o hóquei em patins

O Blog Hóquei Minhoto agradece a disponibilidade e deseja ao David Barbosa muitas felicidades quer pessoais, quer desportivas.

Camadas Jovens - Minho presente em três final four





A região minhota estará representada com três dos seus escalões de formação nas final four que se realizam   a 7 e 8 de Julho em Sesimbra em infantis e a 14 e 15 de Julho em Turquel com juniores e iniciados. Só não estará representada no escalão de juvenis.
Sendo assim em Sesimbra estarão os infantis da ADB Campo que irão disputar o troféu com os Carvalhos, Sporting CP e Paço d'Arcos. Mediante a classificação de apuramento, a ADB Campo joga com o Paço d'Arcos, enquanto que o Sporting defronta os Carvalhos. Em juvenis o OC Barcelos foi afastado por um golo perante a formação dos Carvalhos. Neste escalão vão decidir o titulo FC Porto, Carvalhos, Tomar e Benfica.
Em juniores para Turquel, o representante minhoto é o HC Braga que aguarda por adversários da zona norte, FC Porto ou Valongo para saber também se fica em primeiro ou segundo lugar no grupo. A sul já estão apurados Benfica e Tigres de Almeirim. Por fim em Iniciados o emblema minhoto presente é o OC Barcelos que se junta ao Valongo da zona norte. A sul tudo ainda por definir com as quatro equipas a poderem passar. O Benfica esta em boa posição mas matematicamente ainda não está apurado porque  Física, Paço d'Arcos e Turquel ainda estão na luta.
Aqui pode acontecer a mudança de local para a final four, caso o Turquel em iniciados consiga o apuramento, a prova terá de se realizar noutro ringue pertencente á Associação de Patinagem de Leiria.

6.24.2012

António Leal muda-se para o HA Cambra






O defesa do OC Barcelos, António Leal deixa OC Barcelos runo ao HA Cambra, equipa que subiu este ano à primeira divisão nacional juntamente com a AD Limianos da zona norte. Curiosamente António Leal regressa a Vale de cambra exatamente de onde saiu para Barcelos.
António Leal que foi capitão do OC Barcelos durante os últimos quatro anos, dos cinco que esteve em Barcelos falou em exclusivo ao blog hóquei minhoto da sua saída.
" Estive num clube espetacular.Tudo term um fim e o ciclo no OC Barcelos terminou. Quero deixar uma palavra de agradecimento a todos os que confiaram no meu profissionalismo ao longos dos anos que passei em Barcelos. Ninguém que pode acusar de nunca ter lutado e suado pela camisola do OCB. Não guardo rancor de ninguém, antes pelo contrario. Não é qualquer jogador que tem o privilegio de jogar que joga num dos melhores clubes de Portugal com uma excelente massa associativa especialmente a sua claque. Ficará na minha memoria dizer que joguei na catedral do hóquei em patins português. Desejo ao Barcelos a melhor sorte do mundo e terei todo o gosto em voltar quando o Cambra jogar no pavilhão municipal de Barcelos. Deixo grandes amigos, amigos mesmo que sempre foram incansáveis comigo mesmo nos momento menos bons. Alguns em especial que não quero mencionar , mas que ficam na minha caixa de recordações como grandes. Agora vou para o HA Cambra com o mesmo profissionalismo.Ajudar o Cambra a atingir os seus objetivos."

Juniores do HC Braga na final four





O HC Braga garantiu a presença na final four de juniores após o empate em casa com o FC porto a cinco bolas. Esta igualdade coloca os minhotos no primeiro lugar e com a presença na final four.
No outro jogo o Valongo venceu o Gulpilhares por 7-5 e vai discutir com os portistas a segunda posição.
Os bracarenses somam onze pontos, o Porto nove o Valongo sete. Na ultima ronda o HC Braga joga no reduto do Valongo enquanto que o FC Porto recebe o Gulpilhares.
A sul estão apurados Benfica e Tigres de Almeirim.

Iniciados - OC Barcelos na final four




O OC Barcelos juntou-se ao Valongo na final four de iniciados após superar o FC Porto por 4-1. A outra equipa minhota, o HC Braga que ainda tinha hipóteses de lutar pela segunda posição perdeu em casa com o Valongo por 7-2. Sendo assim da zona norte a representação cabe ao  OC Barcelos e Valongo que vão medir forças na final four em Turquel com os representantes da zona sul. A ultima jornada coloca o OC Barcelos a receber o HC Braga e o Valongo a defrontar no seu pavilhão o FC Porto.

6.23.2012

II Divisão - Sporting campeão





O Sporting juntou a subida à primeira divisão com o titulo de campeão nacional da segunda divisão.
No segundo jogo disputado em Vale de Cambra e com uma vantagem de três golos trazida de Lisboa, o Sporting mostrou uma vez mais a sua superioridade após derrotar o seu adversário desta vez por 8-3.
Frente ao HA Cambra os lisboetas forma mais fortes, especialmente na segunda parte. em tempo de descanso o resultado era de 3-2 a favor dos leões.
Na segunda parte o Sporting embalou muito por culpa de Gonçalo Alves que assim saiu em beleza do Sporting já que na próxima época vai vestir a camisola da Oliveirense.
Recorde-se que no ano passado na decisão do titulo de campeão da terceira divisão frente ao Famalicense Gonçalo Alves tinha sido decisivo

Juvenis do OC Barcelos afastados da final four após empate com o FC Porto






Do céu ao inferno, assim se pode classificar o jogo do Barcelos com o FC Porto.
Para não depender de terceiros o OC Barcelos tinha de ganhar ao FC Porto ou empatar desde que os Carvalhos e o Mealhada não fossem além de uma igualdade.
Um amargo empate já que os Carvalhos venceram o Mealhada por 3-1 acompanhando assim os portistas.
O sonho esteve perto de ser alcançado mas a finalização minhota foi a principal causa para não estarem presentes na final four.
O desperdício foi fatal perante um FC Porto “mortífero” no contra ataque.
Com o FC Porto já apurado, os minhotos entraram no jogo de forma determinada e “demolidora” não permitindo qualquer tipo de reação ao conjunto portista.
Logo aos 3’ Nuno Pereira fez o 1-0. Segundos volvidos João Guimarães aumento para 2-0. No minuto seguinte Nuno Pereira fez o 3-0 para espanto de todos os presentes no pavilhão municipal de Barcelos.
Perante este cenário o treinador do FC Porto Jorge Ferreira pediu um “time out” para tranquilizar a sua equipa e corrigir a forma de jogo.
Mesmo assim o OC Barcelos continuou a pressionar e as oportunidades de golo sucediam-se, valendo a boa exibição de Pedro Maia.
O FC Porto tentava de meia distancia marcar mas na baliza minhota também brilhava Diogo Martins, que inclusive defendeu uma grande penalidade aos 10’ num remate de Dinis Abreu.
Até que aos 15’ os portistas reduziram por Diogo Casanova dando ainda maior emoção à partida. Ate ao final da primeira parte as situações de golo sucederam-se mas sem que o marcador sofre-se qualquer alteração.
Na etapa final o seu início foi uma vez mais rápido com a finalização a não ser a mesma para os minhotos tal como tinha acontecido no primeiro tempo.
Quem não marca acaba por sofrer e o FC Porto reduziu aos 6’ por Diogo Casanova garantindo ainda maior emoção ao jogo. O filme continuou com o Barcelos a falhar e o Porto a não desperdiçar para empatar aos 9’ por João Almeida e ganhar vantagem no marcador aos 11’ por Nuno Santos.
Respondeu o OC Barcelos com Márcio Silva a igualar de novo o jogo agora a quatro bolas.
Emoção, nervos e incerteza no resultado invadiu o pavilhão.
Aos 16’ os minhotos podiam ter desfeito o empate mas Nuno Pereira desperdiçou um livre direto pela décima falta de equipa do FC Porto.
Com quatro minutos para o fim o Barcelos tudo fez para obter o golo da vitória mas não conseguiu.
Um cenário impensável quando aos três minutos do jogo os barcelenses venciam por 3-0. O FC Porto reagiu e mostrou porque terminou a fase sem derrotas com apenas um empate.
Sendo assim a final four em Sesimbra contará com o FC Porto, Carvalhos da zona norte e com Tomar e Benfica da zona sul.

Ficha técnica
Pavilhão municipal de Barcelos
Ao intervalo: 3-1

OC Barcelos
Diogo Martins, João Guimarães, João Duarte, Márcio Silva e Nuno Pereira.
Luís Lima, Rui Silva, Gerson Araújo, João Rocha
Treinador: Jorge Maceda

FC Porto
André Almeida, Nuno Santos, João Almeida, Diogo Casanova e Diogo Seixas
Pedro Maia, Filipe Ribeiro e Dinis Abreu
Treinador: Jorge Ferreira



Infantis - ADB Campo vence Infante Sagres por 5-1





Já com o apuramento e com o primeiro lugar garantido a ADB Campo recebeu o Infante Sagres e venceu por 5-1, com os golos minhotos a serem apontados por três de Luís Martins e dois de Elói Martins.
Com este resultado o Infante Sagres acaba por ficar fora da final four já que os Carvalhos triunfaram em Gaia frente ao Gulpilhares por 3-1.
A final four em Sesimbra será disputada por ADB Campo, Carvalhos da zona norte e Sporting e Paço d'Arcos da Zona sul.
A ADB Campo joga com o Paço d'Arcos e o Sporting mede forças com os Carvalhos

Minho e seus adversários em ação hoje sábado 23/06/2012


Sábado dia 23 de Junho

Juvenis 6ª jornada
OC Barcelos tem de ganhar para se apurar para a final four
17:00 Oquei Barcelos - FC Porto  António Santos (Aveiro)
17:00 Carvalhos - Mealhada  José Monteiro (Minho)

Infantis 6ª Jornada
ADB Campo ja apurada para a final four

15:00 Gulpilhares - Carvalhos Jeronimo Moura (Porto)
15:00 ADB Campo - Inf. Sagres Carlos Miguel (Aveiro)

6.22.2012

AD Limianos jogará na 1ª divisão.





Depois de alguns rumores de que a equipa minhota da AD Limianos poderia não competir no escalão maior da modalidade, o Blog Hoquei Minhoto confirmou através do presidente da secção de hóquei em patins, Adriano Martins de que o clube vai participar na 1ª divisão nacional na próxima época.
" Confirmo que a AD Limianos vai jogar na 1ª Divisão nacional. A decisão foi bem ponderada após termos a garantia de que o clube na próxima época conseguirá honrar os seus compromissos. Quanto ao treinador a direção já manisfestou a vontade de continuar com os serviços do Paulo Morais. Em relação ao grupo, para a semana que vem tudo ficará definido. Contamos manter cerca de 70% do plantel da época passada e adquirir dois ou trés jogadores para fortalecer a equipa visto o campeonato ser mais exigente."



Juvenis - OC Barcelos defronta FC Porto sábado às 17h



Jogo decisivo para o OC Barcelos na recepção ao FC Porto (já apurado) para atingir um lugar na final four de Juvenis. A partida realiza no pavilhão municipal de Barcelos a partir das 17h.
Para conseguir a presença o OC Barcelos tem de ganhar ou empatar. Em caso de empate a qualificação é possível se o Carvalhos não ganhar ao Mealhada.
Neste momento OC Barcelos tem seis pontos, Carvalhos e Mealhada somam quatro. Por isso as três equipas podem passar à final Four.
Ao longo da prova o OC Barcelos tem vantagem apenas sobre o Mealhada, já que venceu em casa por 8-2 e perdeu fora por 4-3. Em relação aos Carvalhos perde em termos de golos porque foi derrotado nos Carvalhos por 4-0 apesar do triunfo por 8-5 em Barcelos.
Quanto ao Mealhada garante a passagem se vencer os Carvalhos e o Barcelos perder com o FC Porto.



Jogos e árbitros das camadas jovens minhotas



Sábado dia 23 de Junho

Juvenis 6ª jornada
17:00 Oquei Barcelos - FC Porto  António Santos (Aveiro)
17:00 Carvalhos - Mealhada  José Monteiro (Minho)

Infantis 6ª Jornada

15:00 Gulpilhares - Carvalhos Jeronimo Moura (Porto)
15:00 ADB Campo - Inf. Sagres Carlos Miguel (Aveiro)

Domingo dia 24 de Junho

Juniores 5ª Jornada

17:00 AD Valongo - Gulpilhares Porfírio Fernandes (Porto)
17:00 HC Braga - FC Porto António Santos (Aveiro)

Iniciados 5ª Jornada

15:00 Oquei Barcelos - FC Porto Carlos Miguel (Aveiro)
15:00 HC Braga -  AD Valongo José LaSalette (Aveiro)


Minho presente na Final da Taça de Portugal



Apesar de não estarem equipas do Minho na decisão da Taça de Portugal, a região minhota estará representada por um jogador e quatro árbitros.
Dentro do ringue estará Luís Viana natural de Viana do Castelo com as cores do Benfica.
Devido aos laços familiares que tem em Barcelos, Luís Querido, natural da Povoa de Varzim e filho do actual treinador do OC Barcelos também merece a sua referencia.
No que diz respeito aos árbitros da Associação de Patinagem do Minho, Cláudia Rego estará como 3º árbitro nos dois jogos da meia final, sendo que um, o jogo entre o Turquel e o Benfica será dirigido por Paulo Rainha, juntamente com Paulo Almeida, este de Aveiro
A final será apitada por um trio minhoto, Rego Lamela, Rui Torres e Paulo Rainha.

Sábado dia 23
Meias finais
15.00h UD Oliveirense - HC " Os Tigres"
17.00h HC Turquel - SL Benfica

Domingo dia 24
17.00h Final


6.20.2012

Benfica apura-se para a final four da Taça de Portugal




Esta encontrado o quarto e ultimo clube que marcará presença na final four da taça de Portugal.
O Benfica junta-se assim ao Turquel que será o seu adversário numa das meias finais após derrotar o Paço d'Arcos por 11-6. A outra colocará o Tigres contra ao detentor do troféu a Oliveirense.
O jogo foi muito movimentado, emocionante com as duas equipas a entregarem-se  por completo dentro do ringue pelo lugar na final, principalmente na primeira parte onde o Paço d'Arcos discutiu o resultado.
O primeiro golo pertenceu ao Paço d'Arcos por intermédio de Rui Pereira. os encarnados reagiram mas João Rodrigues não conseguiu concretizar uma grande penalidade que foi defendida pelo guarda redes Carlos Silva. No entanto a vantagem foi anulada aos 15' Valter Neves a fazer o empate. Volvidos dois minutos Esteban Abalos deu a volta ao resultado colocando os encarnados na frente do placard. O Paço d'Arcos não acusou a cambalhota no marcador e empatou aos 18' por Miguel Dantas. No minuto seguinte o Benfica podia ter feito golo mas uma vez mais Carlos Silva defendeu uma grande penalidade desta vez com o remate a pertencer a Sérgio Silva. Já nos últimos minutos o Benfica conseguiu ampliar o resultado com dois golos da autoria de João Rodrigues fazendo o 4-2 com que se atingiu o intervalo.
A segunda parte começou de modo negativo para os locais com o cartão azul mostrado a Johe, situação que originou um livre direto que Cacau falhou. A jogar em superioridade numérica segundos volvidos Diogo Rafael aumentou para 5-2.
O Paço d'arcos tentou reagir mas seria Cacau a elevar para 6-2, para Carlos Lopez fazer o7-2 na transformação de um livre direto a castigar cartão azul a André Moreira.
Sem nunca desistir os locais animaram com Johe a fazer o 7-3. No entanto Johe voltou a ver o cartão azul, obrigando o Paço d'Arcos a ser castigado com livre direto que Luís Viana não perdoou para fazer o 8-3 a pouco mais de dez minutos do final da partida.
Até ao fim do jogo Paço d'Arcos procurou marcar enquanto que o contra ataque do Benfica era eficaz com o 9-3 por João Rodrigues. Perante enorme insistência Nelson Ribeiro reduziu fazendo o quarto golo da sua equipa. Na resposta "um golaço" de Luís Viana estabelecia o 10-4 a seis minutos do fim. O Benfica voltou a criar situações de golo, uma delas de grande penalidade que Valter Neves falhou e um livre direto de Esteban Abalos por mais um cartão azul, desta vez a Rui Ribeiro. Em power play Carlos Lopez aumentou para 11-3. O Paço d'Arcos através de Rui Pereira encurtou de grande penalidade para 11-5. Logo a seguir  Nelson Pestana falhou um livre direto, mas André Moreira na recarga fez o 11-6 final.

Sendo assim a final four é a seguinte
UD Oliveirense- Tigres
Turquel - Benfica





Fellini quebra ligação de dez anos com o HC Braga



Após reunião realizada na noite de terça feira passada, "Fellini" não aceitou a proposta da direção bracarense para continuar a vestir a camisola do emblema do HC Braga, quebrando assim uma ligação que durava à dez anos, inclusive alguns como capitão.
Segundo declarações do presidente do HC Braga ao Blog Hóquei Minhoto, o jogador não aceitou a proposta para continuar.
" Ao Fellini desejo lhe as maiores felicidades.Não chegamos a acordo. Ele entrou em Braga pela porta grande e sai por uma ainda maior. Foi o nosso capitão e deixou aqui a sua marca como grande profissional. O clube está honrado pelos seus serviços que prestou ao longo destes dez anos em que vestiu a camisola do HC Braga."
Já o jogador confirmou ao Blog Hoquei Minhoto que não chegou a acordo para continuar.
" Saiu de consciência tranquila por tudo o que fiz pelo clube ao longo destes dez anos. Agradeço ao HC Braga a forma como permitiu que na minha carreira vive-se muitas alegrias. Não continuo no Braga porque fizeram me uma proposta para continuar que não me interessava e numa altura em que julgo não ser a melhor. Neste momento as equipas estão quase com os grupos definidos. Não vou deixar de jogar por isso estou aberto a propostas que tenham objetivos definidos. Do clube levo o melhor. Não deixo o HC Braga magoado, antes pelo contrario. Ao longos destes anos que passei no clube nunca tive qualquer problemas nem com a direção, colegas e treinadores. Acima de tudo fica uma enorme amizade por todos. Enorme mesmo."











6.19.2012

HC Braga termina prova no 7º lugar




Dos quatro clubes do Minho que participaram na primeira divisão, o HC Braga foi o que obteve a melhor classificação, após terminar na sétima posição com quarenta pontos, os mesmos que o OC Barcelos. No entanto no confronto directo em termos de golos os bracarenses foram melhores que os vizinhos de Barcelos.
Para alem do campeonato a turma bracarenses efectuou uma excelente campanha na Taça Cers onde atingiu a final, tendo sido derrota pelo Bassano de Itália apenas nas grandes penalidades. Também na Taça de Portugal foi o ultimo clube do Minho a ser eliminado da prova ao perder na Luz frente ao Benfica.
No ultimo jogo do campeonato o HC Braga recebeu e perdeu por 7-3 com a Oliveirense, formação que finalizou a prova na quarta posição.
Após uma primeira parte equilibrado onde o intervalo chegou com uma igualdade a três bolas, a segunda foi totalmente dominado pela equipa de Nuno Resende.
Os golos minhotos foram apontados por Rafa, Henrique Magalhães e Jorge Faria Rato.
Para terminar na sétima posição o HC Braga venceu doze jogos, empatou quatro e perdeu doze. Deste jogos os minhotos podem orgulhar-se de terem sido para alem do Porto, os que  roubarem pontos ao campeão nacional o Benfica, com a igualdade na jornada primeira em Braga.




6.18.2012

Rui Abreu continua como presidente do HC Fão





Goradas as expectativas do surgimento de uma nova lista candidata às eleições no H.C.Fão, que decorreram na passada sexta-feira dia 8 de Junho, Rui Abreu acabou por reassumir a liderança, com uma equipa que já o vinha a acompanhar nos destinos do clube. Na Direcção conta com José Paulo, Rafael Fernandes, Paulo Carreira e Vicente Curto.

Nesta mesma Assembleia Geral também ficou aprovado o Relatório de Contas, que apresentou um saldo positivo de cerca de 100€.

Regozijados com as obras de requalificação no piso do pavilhão, Rui Abreu, confirmou-nos a realização do III Torneio Mário Fernando, este verão e a vontade desta direcção em assegurar a continuidade do treinador Hugo Nora e dos jogadores que constituíram o plantel a época finda, bem como de todas as categorias de formação. Também deverá estar garantida uma actividade de Patinagem Artística para esse momento do "Mário Fernando", a animar o pavilhão gimnodesportivo de Fão.


Fonte: http://www.hoqueiclubedefao.com/noticias.html

Juventude de Viana com plantel quase definido





Com a descida de divisão, a direção da Juventude de Viana já prepara a próxima época com o objectivo de regressar de novo à divisão maior da modalidade.
Com as saídas de Daniel Coelho e Rodrigo Sousa, ambos para o HC Braga e de Álvaro Pinto, a equipa de Viana do Castelo já assegurou as entradas de Nuno Felix ex OC barcelos e Jorge Vieira ex Infante Sagres. Do plantel da época passada continuam Jorge Correia e Leonardo Pais como guarda redes, Joel Coelho, César Pinheiro, Gustavo Lima, Duda e Diogo Fernandes, faltando um elemento para que o grupo fique completo. O treinador continua a ser Pedro Sampaio, auxiliado por Pedro Lopes




Riba d' Ave termina prova no 14º lugar





O Riba d'Ave concluiu a sua participação no nacional da primeira divisão na penúltima posição com dez pontos somados ao longo da prova.
No ultimo jogo na divisão maior os minhotos empataram a três bolas com o Gulpilhares, resultado que lhes permitiu trocar a ultima posição com o Infante Sagres.
Acrescente-se que os dez pontos alcançados pelo Riba d'Ave foram todos obtidos em casa com as três vitorias sobre os Tigres, Física e Infante Sagres ao qual se junta a igualdade com o Gulpilhares.
O Riba d'Ave termina a prova com os mesmos pontos que o Infante Sagres mas não é ultimo classificado porque tem vantagem em termos de golos no confronto directo com a equipa do Porto.
Na despedida os golos minhotos foram apontados por André Alves, Miguel Soares e pelo capitão Joel Ferreira. 
Para a história desta passagem do Riba d'Ave pela 1ª divisão ficam os dez pontos conquistados, com três vitorias , um empate e vinte e quatro derrotas. Os minhotos forma a segunda das defesa mais batida da prova com 179 golos e finalizaram com o ataque menos produtivo, 70 golos.
O Blog Hoquei Minhoto deseja um rápido regresso do Riba d'Ave ao mais alto nível do hóquei em patins português sabendo que a actual conjuntura sócio económica do nosso pais pode impedir essa vontade.


6.17.2012

Juniores - HC Braga a um empate da Final Four

A equipa do HC Braga com a vitória por 3-1 em Gulpilhares quase garantiu a sua presença na final four na categoria de juniores, quando ainda faltam duas jornadas para o fim da fase de apuramento.
Neste momento os minhotos somam dez pontos, seguidos do FC Porto com oito que venceu o valongo por 7-5.A AD valongo tem quatro e o Gulpilhares sem qualquer ponto conquistado.
Ao HC Braga basta um empate na próxima ronda na recepção ao FC Porto para garantir a presença na final four em Turquel. O Valongo ainda tem uma palavra na decisão do segundo lugar recebendo na próxima ronda o Gulpilhares, esperando por um deslize do Porto na cidade dos arcebispos para adiar a a segunda posição para a ronda final.

Resultados finais
Gulpilhares 1 Braga 3
FC Porto 7 Valongo 5

Próxima ronda
HC Braga - FC Porto
Valongo - Gulpilhares

Iniciados - HC Braga empata. OC Barcelos perde

As equipas minhotas tiveram sortes diferentes nos jogos da 4ª jornada em Iniciados na fase de apuramento para a final four. O HC Braga empatou no FC Porto a quatro bolas. Já o OC Barcelos perdeu em Valongo por 3-2.
Com estes resultados a luta pelo segundo lugar passa a colocar frente a frente os dois clubes do Minho.
O Valongo lidera com dez pontos, seguido do OC Barcelos com cinco e do HC Braga com quatro. Na ultima posição esta o FC Porto com apenas dois pontos alcançados.
Na próxima ronda muito se pode decidir com o HC Braga a receber o Valongo e o OC Barcelos a jogar no seu pavilhão com o FC Porto.
No entanto o apuramento pode mesmo ficar definido em relação aos clubes do Minho na ultima jornada quando o OC Barcelos receber o HC Braga.

Resultados:
FC Porto 4 Braga 4
AD Valongo 3 OC Barcelos 2

Próxima jornada
HC Braga - AD Valongo
OC Barcelos - FC POrto

6.16.2012

Cesar Carvalho"Chumbinho" muda-se para o HC Braga





Continua o “Vira Minhoto” em termos de aquisições por parte dos clubes do Minho.
Agora é a vez de Cesar Carvalho, mais conhecido por Chumbinho mudar-se para o HC Braga.
O atleta formado no Barcelos e que estava emprestado ao Povoa da segunda divisão nacional comprometeu-se com o HC Braga para as próximas duas temporadas.
Para a equipa de Vítor Silva é mais um reforço, depois de Daniel Coelho ex Juventude de Viana, Rodrigo Sousa ex Juventude de Viana e de Ruben Pereira ex Gulpilhares.
As saídas já confirmadas são Hélder Nunes para o FC Porto, de Henrique Magalhães e de Rafa para o OC Barcelos.

Juvenis - OC Barcelos vence Mealhada por 8-2







Juvenis do OC Barcelos continuam a lutar pela final four após vencerem o HC Mealhada por 8-2
Só a vitória interessava ao OC Barcelos para continuar a lutar pela presença na final four na categoria de juvenis.
Frente a um adversário com as mesmas aspirações o jogo foi bastante movimentado.
Por isso não foi de estranhar que o primeiro golo aparece-se logo aos quarenta segundos e para os minhotos por João Duarte. Volvidos dois minutos o Mealhada empatou por Manuel Coimbra que não desperdiçou a forma isolada como apareceu em frente do desamparado guarda-redes Diogo Martins.
Este golo espicaçou os minhotos que tomaram conta da partida com reflexo no resultado. Ao 8’ Nuno Pereira fez o 2-1, aos 13’ Márcio Silva o 3-1, para segundos depois João Duarte aumentar para 4-1. No entanto o Mealhada não acusou o avolumar do marcador e reduziu para 4-2 aos 15’ por intermedio de Manuel Coimbra.
Com sentido único na baliza o OC Barcelos voltou a marcar por Gerson Silva aos 16’ e aos 18’ por Márcio Silva, fixando o placard em tempo de descanso em 6-2 para os barcelenses.
Quanto à segunda parte o Mealhada entrou determinado a reduzir mas Manuel Coimbra viu o poste da baliza minhota evitar o golo.
A jogar em contra ataque o Barcelos criava perigo mas sem conseguir marcar, tendo inclusive aos 8’ desperdiçado uma grande penalidade por Márcio Silva. O Mealhada também não conseguia marcar nem mesmo aos 11’ de livre direto por Manuel Coimbra a castigar a décima falta de equipa dos minhotos. Ao 13’ foi a fez de João Duarte isolado rematar ao poste, para no minuto seguinte o Mealhada cometer a decima falta de equipa que Nuno Pereira também não aproveitou de livre direto. Um autêntico festival de oportunidades desperdiçadas que só terminou quando Rui Silva marcou aos 16’ fazendo o 7-2.
Até ao fim o OC Barcelos ampliou por João Duarte aos 17’ a concluir da melhor forma uma jogada de contra ataque fixando o marcador em 8-2.
Um triunfo que permite ao OC Barcelos continuar a lutar pela final four que se realiza em Sesimbra nos dias 7 e 8 de julho.
A ronda final decidirá quem acompanha o FC Porto. O OC Barcelos que tem seis pontos  recebe o Porto enquanto o Mealhada joga nos Carvalhos com as duas equipas a somarem quatro pontos. 

Ficha técnica
Pavilhão Municipal de Barcelos
Árbitro: Nuno Sequeira do Porto

OC Barcelos 8
Diogo Martins, Rui Silva, Gerson Araújo, João Rocha, João Duarte, João Guimarães, Márcio Silva, Nuno Pereira e Luís Lima.
Jogaram ainda: Jorge Maceda

HC Mealhada 2
Hugo Carvalho, lucas Silva, Manuel Dias, Paulo Ferreira, João Louzada, Gonçalo Lopes, Hugo Augusto, Vasco Marques e Cláudio Catalão.
Treinador: Márcio Bernandes

OC Barcelos termina prova no 8º Lugar







No último jogo da época perante os seus poucos adeptos o OC Barcelos recebeu o Física de Torres Vedras vencendo por 6-5.
Com a esperança de ainda chegar ao sétimo lugar, os minhotos encontraram pela frente um conjunto experiente e tranquilo na tabela classificativa.
O primeiro sinal de perigo surgiu com o remate de Zé Pedro ao poste quando estavam decorridos nove minutos. No melhor período dos minhotos André Centeno aos 16’ inaugurou o marcador. A perder a equipa do Física aumentou o seu jogo e aos 18’ podia ter empatado mas Filipe Grileiro não aproveitou uma grande penalidade. Na sequência desse lance Hugo Costa viu o cartão azul por protesto, obrigando a sua equipa a jogar em “power play”. Em superioridade numérica o Física aproveitou e igualou por Alan Fernandes. Antes do descanso os visitantes voltaram a marcar desta vez por Vicente Alves, garantindo assim a vantagem em tempo de intervalo à sua equipa.
A perder a equipa do OC Barcelos forte e chegou ao empate aos 2’ novamente por André Centeno. Com o jogo aberto e com velocidade o perigo passou a ser uma constante em ambas as balizas.
Aos 5’ os minhotos cometeram a sua décima falta de equipa que foi aproveitada por Alan Fernandes para de livre direto colocar de novo o Física em vantagem no marcador. A perder o OC Barcelos carregou mas o guarda redes Ricardo Miranda ia evitando o golo do empate. Este acabaria por aparecer aos 16’ por Hugo Costa. No minuto seguinte, German Dates viu o cartão azul, infração que provocou livre direto que Nuno Felix não desperdiçou colocando a sua equipa na frente do marcador pela segunda vez na partida. Em igual situação face á decima falta de equipa dos visitantes, Nuno Felix não aproveitou o livre direto, mas na recarga embalado estava André Centeno fazendo o 5-3.
Sem nunca desistir de lutar pelo resultado o Física reduziu aos 19’ por Carlos Gomes, num lance que motivou protestos dos minhotos alegando que o jogador visitante introduziu a bola na baliza de Paulo Matos com o peito.
Até ao fim a emoção foi muita com o Física a tentar chegar. Podia ter obtido a igualdade mas Alan Fernandes não concretizou um livre direto ao permitir a defesa por três vezes de Paulo Matos. A jogar em superioridade numérica os visitantes carregaram e conseguiram o empate por German Dates.
Já com o relógio a zero, os árbitros assinalaram a décima quinta falta do Física onde Zé Pedro marcou e levou ao rubro os seus adeptos fazendo o 6-5 final.

Menos positivo do jogo foi para um lance entre German Dates e Nuno Felix, situação que obrigou o atleta 
do OC Barcelos a sair em maca para os balneários.
A lesão tem origem no ligamento do joelho direito.Também Nuno Almeida saiu com mazelas desta partida frente ao Física.




Ficha técnica
Pavilhão Municipal de Barcelos
Árbitros: Porfírio Fernandes e Paulo Santos
Ao intervalo: 1-2

OC Barcelos 6
Ginho, Zé Pedro, André Centeno, Hugo Costa e Jorge Maceda
Jogaram ainda: Paulo Matos, Nuno Félix, Nuno Almeida e António Leal
Treinador: José Querido

Física 5
Ricardo Miranda, Carlos Garrancho, German Dates, Carlos Gomes e Samuel Lima
Jogaram ainda: Vicente Alves, Vítor Fortunato, Filipe Grileiro e Alan Fernandes
Treinador: Vítor Fortunato

Infantis - ADB Campo garante presença na Final Four





A equipa minhota da ADB Campo já tem lugar reservado em Sesimbra, local onde se realiza a final four de Infantis, juntando-se assim ao Sporting e ao Paço d'Arcos.
No jogo frente aos Carvalhos, o empate chegava para esse objectivo mas os minhotos não facilitaram e venceram a aguerrida equipa dos Carvalhos por 3-0.
Foi um jogo movimente com entrega total para parte das duas equipas. Ao intervalo a ADB Campo vencia por 1-0 com o golo de Elói Martins aos 5'.
Na segunda parte a formação dos Carvalhos que ainda tem aspirações a marcar presença em Sesimbra tudo fez para chegar ao empate. A duvida em relação ao vencedor só ficou decidida quando Luís Martins fez o 2-0 aos 13' e Elói Martins no ultimo minuto.
Pela postura dos Carvalhos o tento de honra era merecido.
Sendo assim a ultima jornada para a ADB Campo é apenas para cumprir calendário em sua casa , enquanto que o seu adversário a formação do Infante Sagres  tem de somar pontos para acompanhar os minhotos. Quanto aos Carvalhos tem de ganhar ao Gulpilhares e esperar pela derrota do Infante Sagres em Campo.
Para a a derradeira jornada o Infante Sagres soma oito pontos, enquanto que os Carvalhos somam seis.

No final, o jogador Elói Martins estava satisfeito por nova presença na final four
"Mais uma final four onde espero ganhar. É a terceira final. Quero ganhar para continuar a elevar a ADB Campo a nível de hóquei em patins".
Do outro lado o treinador Nuno Gomes mostrou-se orgulhoso dos seus jogadores
" Super orgulhosos de orientar estes jogadores. Se jogarmos sempre com esta motivação podemos obter grandes alegrias. em relação a este apuramento, sou honesto. Foi mais difícil a primeira fase do que esta. Na primeira fase tínhamos equipas que proporcionaram uma prova muito equilibrada. Quanto aos adversários que conheço pouco, penso que o Sporting tem uma boa equipa. Em relação ao paço d'Arcos não conheço nadinha. Vamos jogar com o objectivo de produzir boas exibições e se possível vencer a prova."

Ficha técnica
Árbitro: António Rodrigues
Ao intervalo: 1-0

ADB Campo 3
Luis Costa, Elói Martins, Alexandre Magalhães, Luís Martins, pedro Freitas, Cândido Quintela, Francisco Costa, Tiago Dias , Ruben Araujo e Vasco Alves.
Treinador: Nuno Gomes

CH Carvalhos 0
Álvaro Pinto, Ricardo Capitão, Cristiano Sales, Xavier sales, José Macedo, José santos, catarina Costa, Rafael Santos, Ines Loureiro e Paulo Ferreira
Treinador: José Almeida



6.15.2012

Árbitros e jogo das equipas do Minho



Sábado dia 16 de Junho
1ª Divisão - Ultima jornada
18.00h HC Braga - Oliveirense - Pedro Vieira e José Monteiro do Minho
18.00h  OC Barcelos - Física - Profirio Fernandes e Paulo Santos do Porto
18.00h Riba d'Ave - Gulpilhares - Joaquim Pinto e José Pinto do Porto

Juvenis
5ª Jornada
20.00h OC Barcelos - HC Mealhada - Nuno Sequeira do Porto

Infantis
5ª Jornada
15.00h ADB Campo - HC Carvalhos - António Rodrigues do Minho


Domingo dia 17 de Junho

Juniores
4ª Jornada
17.00h Gulpilhares - HC Braga - António Santos de Aveiro

Iniciados
4ª jornada
15.00h AD Valongo - OC Barcelos - Joaquim Pinto do Porto
15.30h  FC Porto - HC Braga - Manuel Oliveira de Aveiro

Ultima jornada - OC Barcelos recebe Física





O OC Barcelos ainda tenta chegar ao sétimo lugar na classificação. Para isso tem de vencer a formação de Torres Vedras e esperar que o Valongo não vença o Infante Sagres.
Um cenário possível mas muito complicado de se concretizar. Para isso acontecer os minhotos tem de vencer e esperar que o Valongo pelo menos empate. É que em caso de igualdade pontual com a equipa do Valongo, o Barcelos tem vantagem na diferença de golos.
A Física joga em Barcelos tranquila com o quinto lugar assegurado. Na primeira volta os minhotos perderam em Torres Vedras por 6-3.
Esta ultima partida marcará a despedida de Nuno Félix que vai para a Juventude de Viana, de Carlos André que já não joga mais e muito possivelmente de António Leal e Nuno Almeida. Quanto a  André Centeno  o seu futuro ainda não está totalmente definido.
O jogo a ter inicio às 18 horas será dirigido por Profirio Fernandes e Paulo Santos do Porto

Ultima jornada - HC Braga recebe Oliveirense




O HC Braga recebe a Oliveirense na procura de uma vitória que lhe permita manter o sexto lugar na classificação.
Os minhotos somam quarenta pontos e defrontam a tranquila equipa de Oliveira de Azeméis que independentemente de qualquer resultado terminará a prova na quarta posição.
O jogo é mais importante para os minhotos que com um ponto apenas de vantagem sobre o sétimo classificado o Valongo tem de ganhar, visto que a AD Valongo também procura subir na tabela   recebe o penúltimo classificado o Infante Sagres.
Será também um jogo de despedidas de Braga, casos de Hélder Nunes que vai para o FC Porto, de Henrique Magalhães e rafa para o OC Barcelos.
Na primeira volta o HC Braga perdeu em Oliveira de Azemeis por 4-1.
Esta partida às 18 horas será apitada por Pedro Vieira e José Monteiro do Minho

Ultima jornada - Riba d'Ave recebe Gulpilhares.





O Riba d'Ave recebe a formação do Gulpilhares no seu ultimo jogo da época na primeira divisão.
Já com o destino da despromoção conhecido à muito tempo os minhotos tentarão despedir-se da prova diante dos seus adeptos com um bom resultado. Os nove pontos conquistados ao longo do campeonato foram exatamente obtidos em sua casa com os triunfos sobre o Tigres, Física e Infante Sagres. Ninguém gosta de terminar uma prova na ultima posição. Para isso o Riba d'Ave tem de vencer ou empatar desde que o Infante Sagres não obtenha qualquer ponto em Valongo. Quanto ao Gulpilhares, o jogo em caso de vitoria permitirá subir para além do 12º lugar que ocupa mediante o resultado do confronto entre o Espinho com o Paço d'Arcos.
Será também um jogo de despedias para alguns jogadores e a afirmação de juniores com forte possibilidade de integrarem o plantel sénior da equipa minhota na próxima época.
O jogo vai ser dirigido por Joaquim Pinto e José Pinto do Porto

Rodrigo Sousa reforça HC Braga




Depois de Daniel Coelho ex Juventude de Viana e de Rúben Pereira ex Gulpilhares, o HC Braga assegurou os serviços de Rodrigo Sousa, defesa que alinhava na Juventude de Viana.
Para Rodrigo Sousa é um regresso a uma casa que bem conhece já que alinhou pelos bracarenses três anos antes de rumar precisamente a Viana do Castelo. O contracto com o HC Braga tem a duração de dois anos.
O HC Braga prossegue assim o reforço da sua equipa perante as saídas consumadas de Hélder Nunes, Rafa e Henrique Magalhães

Gonçalo Alves reforça Oliveirense



O jovem internacional português Gonçalo Alves, que ajudou o Sporting a regressar esta temporada à primeira divisão, acaba de se transferir para a Oliveirense.
Foi um dos jogadores mais pretendidos nesta fase de mudanças, onde convites não lhe faltaram de Portugal, casos do FC Porto, do  OC Barcelos e do próprio Sporting, passando por equipas de Espanha e Itália que estiveram atentas ao seu desempenho na edição da Taça Latina.
O novo reforço da Oliveirense falou ao Blog Hóquei Minhoto das razões para a escolha da equipa de Oliveira de Azeméis.
" Aceitei a proposta da Oliveirense por vários motivos. A Oliveirense é uma formação bastante competitiva que luta sempre pelos lugares cimeiros da classificação. Segundo porque é um clube onde penso que irei crescer mais como jogador e ainda como homem. Outro factor que pesou na minha decisão foi de poder ter o privilegio de jogar com os melhores na Liga Europa contra os melhores da modalidade".
O atleta natural do Minho, Famalicão escolheu assim a equipa de Oliveira de Azeméis para assim jogar ao mais alto nível  na 1ª divisão.

6.14.2012

Jorge Vieira ex Inf Sagres reforça Juv de Viana





A equipa da Juventude de Viana continua a preparar a equipa para que na próxima época possa atingir o seu objectivo que é regressar de novo à primeira divisão.
Depois de Nuno Felix do OC Barcelos, segue-se agora Jorge Veira jogador que ainda veste a camisola do Infante Sagres.
Depois de muitos anos ao serviço da AD Valongo e de dois no Infante Sagres, Jorge Vieira muda-se para Viana do Castelo.

Fonte: Best Hóquei

José Rafael Costa "Rafa" ingressa no OC Barcelos



                                                           ( Rafa à esquerda )

Segundo avança o site  http://sodesportotv.com/bolg/  , Rafael Costa está de regresso ao OC Barcelos, depois de uma temporada ao serviço do HC Braga. Mais conhecido por "Rafa" fez toda a sua formação no OC Barcelos, ingressando depois ainda júnior no FC Porto onde foi campeão nacional de júnior e também pelos seniores,rumando depois a Braga.
É assim o segundo reforço do OC Barcelos "pescado" em Braga depois de Henrique Magalhães.

foto: Barcelos Popular

6.13.2012

Ruben Pereira ex Gulpilhares reforça HC Braga





Depois de garantir os serviços de Daniel Coelho "Kika" que jogava na Juventude de Viana, o clube minhoto assegurou o concurso de Ruben Pereira que alinhava no Gulpilhares.
Para já são dois elementos que preenchem as saídas de Helder Nunes para o FC Porto e de Henrique Magalhães para o OC Barcelos.


6.12.2012

FC Porto confirma protesto do jogo com o Benfica.Veja os argumentos








Em documento enviado ao Conselho de Disciplina e Comissão Técnica da  Federação de Patinagem de Portugal (FPP), a que a agência Lusa teve acesso,  os "dragões" expõem como argumentos três situações com "possível influência  no resultado" final. 
O Benfica-FC Porto, jogado no sábado, terminou empatado (5-5), desfecho  que permitiu ao Benfica manter a liderança na classificação, somando mais  um ponto que os rivais, a uma ronda do fim da prova. 
O FC Porto descreve, na confirmação do protesto, "erros técnicos graves"  dos árbitros Rui Torres e Paulo Rainha durante e após a marcação de uma  grande penalidade a favor dos portistas, a menos de três minutos do final.
Os portistas referem que o árbitro Rui Torres interrompeu a marcação  do penálti no momento em que Reinaldo Ventura se preparava para rematar,  ao que se seguiu, alegam, a decisão de o repetir, ordenada por Paulo Rainha,  o outro juiz do encontro. 
A repetição acabou por não acontecer: "Inexplicavelmente, o referido  árbitro 2 (Paulo Rainha), após conferenciar com o árbitro 1 (Rui Torres),  decidiu alterar a sua decisão, não permitindo a repetição da execução do  penálti que ele próprio havia ordenado segundos antes". 
O FC Porto refere outro "erro técnico" quando sustenta que a contagem  de tempo, interrompida aos 47.13 minutos para a marcação do penálti, se  deveria ter mantido suspensa aquando do que alegam ser um sinal de repetição  da grande penalidade. 
Segundo o FC Porto, tal não aconteceu, pois o cronómetro "permaneceu  indevidamente em modo de contagem de tempo de jogo durante 42 segundos,  conforme se pode constatar pelas imagens televisivas relativas à transmissão  do jogo efetuada pela Benfica TV". 
Tal situação deu origem a que "o jogo se tivesse reiniciado, efetivamente,  aos 47.55 minutos, após ter sido interrompido, como já referido, aos 47.13,  ou seja, 42 segundos antes". 
"É inegável que (...) a amputação de 42 segundos ao tempo total de jogo  provocou um grave prejuízo (...), uma vez que o jogo se encontrava empatado  e faltavam cerca de três minutos para o seu final", refere o documento.
Segundo os "dragões", o "capitão" Reinaldo Ventura deu conhecimento  do sucedido à equipa de arbitragem, "que se devia ter dirigido à mesa oficial  de jogo" e aí "proceder à correção do tempo que faltava disputar". 
Alegando que o mesmo não aconteceu, os portistas consideram a situação  descrita como "um inegável e grave segundo erro técnico", uma vez que "os  árbitros principais não cumpriram aquilo que se encontra estipulado nas  regras de jogo". 
O terceiro "erro técnico grave de arbitragem" aconteceu, conforme descrito,  quando Reinaldo Ventura manifestou aos árbitros, "em tom de voz perfeitamente  normal, a intenção de formular protesto técnico no boletim de jogo", sendo  "surpreendido com a amostragem de um cartão azul". 
A atitude de Reinaldo Ventura "não se enquadra, de modo algum, na definição  de faltas graves", as que dão origem à referida punição. 
E, por isso, os árbitros "cometeram um terceiro grave erro técnico de  arbitragem, também ele com provável influência no resultado do jogo, já  que a equipa se viu privada, durante dois minutos, do concurso de um seu  jogador em fase crucial do jogo". 
Lusa


Nuno Felix muda-se para a Juventude de Viana




O avançado Nuno Félix está de regresso à Juventude de Viana de onde saiu na época 2005/2006 curiosamente para o OC Barcelos. Seguiram a Oliveirense e em Angola até voltar ao OC Barcelos na temporada 2010/2011. Agora regressa a Viana do Castelo para vestir a camisola da formação vianense que desceu à segunda divisão.
Em declarações ao Blog Hoquei Minhoto, Nuno Félix falou das razões para mais uma mudança na sua carreira.
" A Juventude de Viana foi o primeiro clube que apresentou uma boa proposta e um bom desafio. O desafio passa por voltar a colocar a equipa na primeira divisão. Como já joguei e vesti aquela camisola sei que é um clube que reúne condições para um bom trabalho juntamente com os seus adeptos que gostam da modalidade e que estão sempre coma equipa"
Em relação à sua saída do OC Barcelos o jogador afirmou.
"  Comigo do Barcelos ninguém falou. Esperei o tempo necessário. Já deu para perceber que não estão interessados nos meus serviços, visto que falaram com os jogadores que queriam renovar e continuar na equipa. Só tenho a agradecer a oportunidade de ter vestido a camisola do Barcelos e de ter jogado na catedral do hóquei."
Com o ingresso de Nuno Félix a Juventude de Viana começa a compor o seu grupo de trabalho de onde não fazem parte Didi que foi para Angola, Daniel Coelho que saiu para o HC Braga e mais recentemente de Álvaro Pinto.



6.11.2012

Carlos André Rodrigues deixa OC Barcelos





O jogador Carlos André Rodrigues deixa o OC Barcelos no final da temporada. Em contacto com o Blog Hoquei Minhoto o jogador referiu que sendo ambicioso deixa o emblema minhoto.
" É uma decisão própria de deixar o OC Barcelos. Neste momento sendo um jogador ambicioso procurou novos desafios que possibilitem continuar a fazer o que gosto que é jogar hóquei em patins. Nada me move com o Barcelos mas a vida é assim. Ainda tenho muito para dar á modalidade".

Juniores - HC Braga vence AD Valongo por 9-7



Foi muito o publico que se deslocou a Braga para assistir ao encontro entre os minhotos e o Valongo, onde no final todos deram por bem entregue o tempo passado dentro do pavilhão.
O jogo prometia emoção, golos e casos. Desde muito cedo isso ficou provado com a AD Valongo a entrar praticamente a ganhar com o golo de Pedro Mendes logo aos quarenta segundos. O HC Braga mais rápido sobre o esférico chegou ao empate aos 3' por André Ferreira em situação de "power play" após cartão azul mostrado a João Souto por protestos.
Esta exclusão de João Souto desorientou por completo o Valongo que em segundos viu o HC Braga marcar três golos por Afonso Machado, Ricardo Guimarães e Hélder Nunes passando a vencer por 4-1. Perante a vantagem os minhotos nunca deixaram de ataque mas os postes e a exibição do guarda redes do Valongo evitaram o pior durante cinco minutos. Aos 14' o Valongo reduziu por João Souto, mas o HC Braga endiabrado voltou a colocar rapidez na pista e ate ao intervalo fez mais dois golos por Ricardo Guimarães e André Ferreira. No ultimo minuto antes do descanso o Valongo reduziu para 6-3 por intermédio de Alberto Marinho.




A segunda parte começou com a AD Valongo a desperdiçar uma grande penalidade por Vítor Moreira por cartão azul mostrado ao guarda redes minhoto, Rodolfo Sobral. Para o seu lugar entrou Francisco Almeida que evitou no lance o quarto golo visitante, obrigando o Braga a  jogar em inferioridade numérica, da qual os visitantes não conseguiram marcar.
Aos 5' o Valongo introduziu a bola na baliza bracarense mas o árbitro anulou considerando que o remate de Pedro Mendes efectuado atrás da linha de meio ringue fez uma trajectória oval...
Volvido um minuto o Braga aumentou por Hélder Nunes fazendo o 7-3. Os minhotos continuavam a carregar e aos 9' João Souto introduzir de forma involuntária o esférico na sua baliza estabelecendo o 7-4.
Sempre com os olhos na baliza do Valongo, o Braga continuou e aos 13' fez o 8-4 por Hélder Nunes na transformação de um livre direto por cartão azul mostrado a Bruno Moreira por protestos.
Foi então que com quatro golos de vantagem o Braga desacelerou e também com alguma quebra física dos seus atletas  fez com que o Valongo reagi-se por João Souto de grande penalidade aos 16' fazendo o 8-5.
Na ânsia de discutir o resultado o Braga aproveitou o balanceamento ofensivo e aos 18' fez o 9-5 por Miguel Vieira.
Com as duas equipas com nove faltas cada o jogo entrou nos últimos cinco minutos. A primeira formação a cometer a décima falta foi o HC Braga onde Joaquim Dias de livre direto reduziu para 9-6. Volvidos dois minutos foi a vez do Valongo cometer a sua décima falta de equipa, mas Hélder Nunes não aproveitou.
Aos 23' e já sem João Souto que tinha saído lesionado, Pedro Mendes fez o resultado final em 9-7. Até ao fim assinale-se mais um cartão azul para o Valongo desta vez para Vítor Moreira.
Um triunfo justo do HC Braga perante um Valongo que apesar da derrota nunca desistiu de lutar pelo melhor resultado.
Nota final para a arbitragem de Paulo Almeida de Aveiro que foi péssima a nível técnico. Ao longo de todo o jogo vários foram os erros que prejudicaram as duas equipas. O juiz mostrou estar em ringue algo distraído não ouvindo a buzina várias vezes e interrompeu o jogo sem que tal o justifica-se, nomeadamente em lances onde a baliza estava fora do sitio. Quanto ao golo anulado ao Valongo o sinal de "meia lua" explicou a analise de um remate fortíssimo com o suposto efeito oval por parte do jogador do Valongo...Uma situação que provocou risos nas bancadas.
Com este triunfo o HC Braga assumiu a liderança com sete pontos, seguido do FC Porto com cinco que venceu em Gaia por 12-3, do Valongo com quatro e do Gulpilhares com zero.
Na próxima ronda o HC Braga desloca-se a Gaia enquanto que o FC Porto joga em casa com o Valongo. Será a segunda volta. Na primeira volta  o HC Braga venceu em casa o Gulpilhares por 17-8. Já o FC Porto empatou a cinco bolas em Valongo.

Ficha técnica
Pavilhão das Goladas em Braga
Árbitro: Paulo Almeida de Aveiro

HC Braga 9
Rodolfo Sobral, Afonso Machado, Ricardo Guimarães, Hélder Nunes e André Ferreira
Suplentes: Francisco Almeida gr, Nuno Silva, Pedro Silva, Ricardo Pinheiro e Miguel Vieira
Treinador: André Torres

AD Valongo 7
Domingos Soares, Pedro Mendes, João Souto, Vítor Moreira e Alberto Martinho
Suplentes: Ricardo Baltarejo, Nuno Pinto, Bruno Moreira, Joaquim Dias e André Realista
Treinador: Paulo Pereira

Iniciados - OC Barcelos vence HC Braga por 7-1


No derby minhoto no escalão de iniciados com vista ao apuramento para a final four, a turma do OC Barcelos deslocou-se a Braga e venceu o seu adversário por 7-1.
O resultado desnivelado só apareceu na segunda parte.  Na primeira parte em tempo de intervalo o OC Barcelos já venciam por 2-0 com golos de Afonso Lima e Miguel Sardinha.
No segundo tempo o HC Braga entrou com disposição em inverter a desvantagem no marcador mas seria o OC Barcelos aos 3' a aumentar para 3-0 por Vítor Braga.
A grande exibição do guarda redes do OC Barcelos impedia que os bracarenses chegassem ao golo. Do outro lado o Barcelos em contra ataque criava perigo mas sem conseguir ampliar o marcador.
Aos 7' o HC Braga cometeu a décima falta de equipa e Miguel Sardinha não desperdiçou de livre direto para aumentar para 4-0.


Volvidos três minutos foi o HC Braga podia ter reduzido mas Carlos Loureiro não conseguiu concretizar uma grande penalidade.
O minuto treze foi decisivo para acabar com as duvidas em relação ao vencedor. Foi o período em que o OC Barcelos fez dois golos, primeiro por Miguel Sardinha e depois por Serafim Silva colocando o marcador em 6-0.
Ate ao fim Vítor Braga aumentou para 7-0, para a dezanove segundos do apito final Carlos Loureiro reduzir estabelecendo o 7-1 na recarga a uma grande penalidade.
Com esta vitoria a equipa do OC Barcelos soma cinco pontos, ocupando a segunda posição atrás do Valongo que tem sete depois de i vencer o FC Porto por 4-1. O HC Braga é terceiro com três pontos enquanto que a equipa portista é ultima com apenas um ponto.
No próximo domingo o OC Barcelos joga em Valongo e o HC Braga desloca-se ao FC Porto. Será a primeira jornada da segunda volta. Na primeira o OC Barcelos e o Valongo no Minho empataram a três bolas enquanto que o HC Braga venceu no seu reduto o FC Porto por 3-2.

Ficha técnica
Pavilhão das Goladas em Braga
Árbitro: Rego Lamela

HC Braga 1
João pereira, Tiago Abreu, Guilherme Ferreira, Gonçalo Pereira, Duarte Azevedo, Maria Silva, Carlos Loureiro, Eduardo Costa, André Silva e Diogo Costa
Treinador: Vítor Silva

OC Barcelos 7
João Brito, Serafim Silva, David Costa, Miguel Sardinha, Daniel Moutinho, Afonso Lima, Vítor Braga, Francisco Gonçalves, Francisco Alegria e João Figueiredo.
Treinador: Jorge Maceda