FINAL FOUR DA TAÇA CERS

FINAL FOUR DA TAÇA CERS
HÓQUEI MINHOTO EM VIAREGGIO

1.31.2013

Árbitros e jogos para as equipas do Minho


1 Divisão
sábado dia 2 de janeiro

18.00h Gulpilhares - HC Braga - Ricardo Leão e Hélder Fernandes de Lisboa
18.00h AD Limianos - Benfica - Jerónimo Moura e Domingos Carvalho do Porto
21.30h OC Barcelos - Tigres - José Pinto e Paulo Santos do Porto

2 Divisão
sábado dia 2 de janeiro

18.30h Riba d'Ave - Famalicense - Manuel Oliveira e José LaSalette de Aveiro
21.30h Juv Viana - CH Carvalhos - Vítor Roxo e Paulo Carvalhos de Leiria

3 Divisão - Apuramento de Campeão
sábado dia 2 de janeiro

18.00h Sismaria - Cartaipense - João Duarte de Lisboa

1.30.2013

OC Barcelos vence em Torres Vedras por 6-3



                                                Ginho enorme em Torres Vedras

Em jogo referente à ultima jornada da primeira volta, o OC Barcelos acertou o calendário, tendo subido ao sétimo lugar apos vencer o Física por 6-3, somando agora vinte e quatro pontos.
Uma vitoria importante que quebra uma serie de jogos sem ganhar e que tem mais valor se recordarmos que a formação de Vitor Fortunato apenas tinha perdido com o Cambra, tendo derrotado entre outros o FC Porto, Oliveirense e Candelária
O OC Barcelos depois de falhar uma livre direto e uma grande penalidade conseguiu inaugurar o marcador por Rafa. Ainda na primeira parte os minhotos elevaram por Henrique Magalhães  fixando o resultado, 2-0 em tempo de descanso.
Refira-se que na etapa inicial o guarda redes minhoto, Ginho "parou" um livre direto e uma grande penalidade  tal como Carlos Coelho da Física que evitou uma grande penalidade e um livre direto.
Na segunda parte a turma da casa reagiu e reduziu por Alan Fernandes num lance que motivo protestos por suspeita infração com o desvio por parte do jogador local com o patim.
Logo a seguir na decima falta da equipa do Física, Rafa falhou o golo de livre direto. Segundos depois Rafa serviu Fellini que na cara do guarda redes fez o 3-1.
Numa partida onde os lances de bola parada se sucediam de forma rápida , Jorge Maceda de livre direto aumentou para 4-1 a pouco mais de quinze minutos do fim.
Volvidos três minutos a turma da casa voltou a reduzir por Alan Fernandes fazendo o 4-2. Respondeu o OC Barcelos por Jorge Maceda elevando para 5-2 a favor da turma minhota. O Física segundos depois por Filipe Grileiro podia ter reduzido mas Ginho em "grande" voltou a defender uma grande penalidade.
Os lances de bola parada continuavam a dominar a partida, com o Física a beneficiar de um livre direto a castigar cartão azul a Henrique Magalhães mas GINHO voltou a mostrar-se enorme ao defender. A jogar com menos um jogador os minhotos tiveram uma excelente oportunidade para marcar mas Hugo Costa isolado permitiu a defesa de Carlos Coelho. Aos 19' a turma barcelense cometeu a decima quinta falta dos minhotos com Ricardo Pereira a ver uma vez mais Ginho defender. Numa desatenção defensiva do OC Barcelos, o Física por Carlos Godinho reduziu para 3-5.
O jogo tornou-se intenso e emotivo onde os lances de bola parada continuavam a dominar. Primeiro foi o OC Barcelos a desperdiçar uma grande penalidade por Jorge Maceda para logo a seguir German Dates ver Ginho brilhar  ao defender nova grande penalidade. A dois minutos do fim o Física cometeu a decima quinta falta, originado um livre direto que Jorge Maceda não desperdiçou fazendo o 6-3 final.
O OC Barcelos na próxima ronda recebe os Tigres no pavilhão municipal.

Apoio informativo: Física TV e Placard Desportivo

1.29.2013

OC Barcelos joga esta quarta feira em Torres Vedras



Pode visualizar o jogo em direto pela Plurisports  http://www.plurisports.com/

O OC Barcelos acerta o calendário do nacional da  primeira divisão com a deslocação a Torres Vedras em partida a contar para a ultima jornada da primeira volta da prova.
Já com uma partida da segunda volta realizada no passado sábado em Braga onde perdeu por 3-1, os minhotos deslocam-se ao ringue do actual sexto classificado, o Física que soma vinte e sete pontos.
O conjunto orientado por Vítor Fortunato apenas perdeu um jogo em casa contra o Cambra tendo superado o FC Porto, a Oliveirense, o Candelária, o Gulpilhares, o HC Braga, o Turquel e AD Limianos.
A formação de José Querido procura regressar o mais rápido possível aos resultados positivos fora de casa  numa sequência onde não ganha à quatro partidas, derrota em Itália para a Taça Cers e três para o campeonato em Paço d'Arcos, Valongo e em Braga.
A ultima vitoria extra muros dos minhotos aconteceu em Espinho em dezembro do ano passado.
Neste ano de 2013 o OC Barcelos apenas venceu a frágil equipa do Gulpilhares em casa por 18-0
Fora de Barcelos a turma de José Querido venceu 7-2 em Almeirim, 3-1 Espinho e 5-4 no Sporting, tendo perdido 6-0 no Benfica, 4-3 em Valongo, 3-1 em Braga, 5-3 em Paço d'Arcos e a falta de comparência nos Açores diante o Candelária.
O jogo tem inicio às 21.00 horas e será apitado por Ricardo Leão de Lisboa e JM Rodrigues de Setúbal.

1.28.2013

Taça de Portugal - Saíram as "Favas" ao Fão e Famalicense



A sorte não foi a melhor para as equipas minhotas na Taça de Portugal, apesar de jogarem em casa na segunda eliminatória da prova.
Para a turma do Famalicense o adversário é a Sanjoanense que curiosamente afastou na anterior ronda, uma equipa do Minho, o Cartaipense
Ao HC Fão saiu o CH Carvalhos líder da segunda divisão e que também eliminou uma equipa minhota no caso a Juventude de Viana.
Os jogos realizam-se a 23 de fevereiro

Zona Norte
HC Fão - Carvalhos
Famalicense - Sanjoanense
Fanzeres - HC Marco
Cucujães - Juv Pacense
Boavista - Escola Livre
Acadêmico FC - Sobreira
Pessegueiro de Vouga - Acad da Feira
Paço de Rei - Lavra

Zona Sul
Castrense - HC Santiago
Sismaria - Biblioteca
Nafarros - Sesimbra
Marítimo CS - Alenquer e Benfica
Tomar - Ouriense
Estremoz -Mealhada
Santa Cita - Alcobacense
Juv Salesiana - HC Sintra

AP Minho - Convocatória


Tendo em vista à participação do Torneio de Carnaval que ao que tudo indica será disputado em Braga, o  seleccionador minhoto Rui Sérgio Teixeira divulgou os doze elementos para a concentração que se realiza esta terça feira dia 29 de janeiro às 19h no pavilhão de São Salvador do Campo
Atletas convocados:
Guarda redes: Bruno Guia - ED Viana e Luís Costa - ADB Campo
Jogadores de campo: Gonçalo Neto e André Rodrigues da ED Viana, Pedro Batista do Famalicense, Pedro Silva e Ricardo Maciel ADB Campo, Gonçalo Meira, André Silva,  Gonçalo Botelho e Duarte Azevedo do HC Braga  e Cristiano Viães do Valença.

AD Limianos perde em Turquel por 4-1



Nova deslocação e nova derrota desta vez em Turquel por 4-1 foi o resultado obtido pela formação da Ponte de Lima em jogo a contar para a primeira jornada da segunda volta do nacional.
Na visita à "Aldeia do Hóquei" os minhotos permitiram que a formação da casa chega-se a estar a vencer por 2-0. Antes do descanso por André Alves reduziu e trouxe alguma esperança para a etapa final.
Os minhotos na segunda parte tentaram o empate mas seria a turma da casa a aumentar para 3-1 aos 10' e  o 4-1 aos 15, situação que dificultou a tarefa do conjunto de Paulo Machado.
O resultado final podia ter sido outro mas aos 19' a AD Limianos desperdiçou uma grande penalidade.
Com esta derrota os minhotos continuam em zona de descida somando dez pontos. Depois do triunfo do HC Braga sobre o OC Barcelos, a distancia pontual  aumentou na luta pela manutenção, estando agora a três pontos do primeiro clube acima da zona de descida, os Tigres.
Na próxima jornada os Limianos recebem o líder do campeonato, o Benfica.



Taça de Portugal - Cartaipense fora da prova


O Cartaipense da terceira recebeu a Sanjoanense da segunda divisão nacional na primeira eliminatória da Taça de Portugal, tendo sido afastado após perder por 6-3.
Apesar de estar a defrontar um dos primeiros classificados e assumido candidato à subida a turma minhota surpreendeu com um bom inicio de jogo onde inclusive chegou à vantagem no marcador por 2-0 com pouco mais de cinco minutos disputados, através dos tentos de Berto Martinho e Eduardo Marques. Até ao intervalo a formação da Sanjoanense mostrou porque é uma das boas equipas da segunda divisão e deu a volta ao marcador atingindo o descanso a vencer por 3-2.
Na segunda parte os minhotos empataram por Frederico Coelho mas a turma visitante em grande destaque na finalização aproveitou para nos lances de bola parada dilatar o resultado a seu favor até aos 6-3.
A turma minhota está fora da prova mas deu excelentes indicações para o apuramento de campeão nacional da terceira divisão onde medirá forças com o Sismaria da zona centro e o Marítimo dos Açores na zona sul.

foto: http://cart-taipas.blogspot.pt/

Taça de Portugal - Riba d'Ave afastado

A eliminação da turma do Riba d'Ave em Santa Maria da Feira por 6-4, pode considerar-se uma das surpresas desta primeira eliminatória da Taça de Portugal, atendendo ao percurso das duas equipas no campeonato da segunda divisão, zona norte. O Riba d'Ave está nos lugares de cima enquanto que o Académico da Feira luta pela manutenção. Ambas as equipas já se tinham defrontado mas no pavilhão das Tílias tendo os minhotos vencido por 9-2.
Neste jogo para a Taça os minhotos ao intervalo já perdiam por 4-1. Na segunda parte o Riba d'Ave ainda acreditou quando o marcador registava 5-4 a favor da turma da casa. No entanto um livre direto no ultimo minuto concretizado pela turma da casa deitou por terra as ambições de os minhotos chegarem ao empate e levar a decisão pelo menos para o prolongamento.
Os golos do Riba d'Ave foram da autoria de Rui Lopes dois, Ricardo Lopes e Bruno Castro um cada.

Taça de Portugal - Juventude de Viana afastada



Num dos jogos mais aguardados da primeira eliminatória, onde em ringue estavam duas equipas que ocupam os lugares cimeiros da segunda divisão zona norte, o CH Carvalhos afastou a Juventude de Viana no golo de ouro por 4-3, num grande e emotivo jogo de hóquei.
Começou melhor a turma vianense que logo aos 2' inaugurou o marcador por Nuno Félix. A equipa da casa reagiu e empatou aos 12' por João Santos, mas Nuno Félix voltou a dar vantagem aos minhotos até se atingir o descanso.
Na segunda parte o CH Carvalhos entrou praticamente a marcar por André Matos fazendo a igualdade.
Depois seguiu-se o desperdício por parte das duas equipas, com a turma da casa a falhar uma grande penalidade e um livre direto, enquanto que a formação vianense ficou-se por uma grande penalidade.
O marcador voltou a funcionar e para os minhotos aos 22' por Diogo Fernandes fazendo o 2-3. Quando toda a gente já pensava que o vencedor estava encontrado a turma dos Carvalhos voltou a empatar a escassos cinco segundos do fim por Pedro Silva de livre direto a castigar a 15ª falta minhota.
Seguiu-se o prolongamento com a primeira parte a terminar com o mesmo resultado. Na segunda parte os minhotos tiveram tudo na ponta do stick de Gustavo Lima para carimbarem a eliminatória  mas o jogador minhoto desperdiçou um livre direto a castigar a 20ª falta dos Carvalhos.
Quem não marca sofre e no ultimo minuto os Carvalhos marcaram o golo de ouro por João Santos, garantindo assim a passagem à próxima eliminatória  Para a turma vianases fica o amargo no resultado após estar sempre em vantagem e ter permitido a reacção local e ter desperdiçado um livre direto no tempo extra.

1.26.2013

Resultados das equipas Minhotas

1ª Divisão
HC Braga 3 OC Barcelos 1
Turquel 4 AD Limianos 1

Taça de Portugal
Cartaipense 3 Sanjoanense 6 - Cartaipense fora da Taça
Carvalhos 4 Juv Viana 3 ( golo de ouro ) - Juventude de Viana fora da Taça
Acad Feira 6 Riba d'Ave 4 - Riba d'Ave fora da Taça

HC Braga vence OC Barcelos por 3-1




A segunda volta do campeonato começou com om derby minhoto entre Braga e Barcelos, com o triunfo a pertencer aos bracarenses por 3-1.
O HC Braga apresentou moralizado pelo triunfo obtido a meio da semana sobre o Valongo, enquanto que o OC Barcelos jogou sem Luís Querido lesionado e com Zé Pedro limitado (entorse no aquecimento).
A partida começou com as duas a procurarem o remate de meia distância na tentativa de surpreender ambos os guarda redes.
A primeira grande oportunidade pertenceu ao OC Barcelos com Hugo Costa completamente  isolado a permitir a defesa de Guilherme Silva. A seguir foi André Centeno mas uma vez mais o guarda redes bracarense evitou o golo. Respondeu Luís Filipe mas o seu remate saiu ao lado da baliza de Ginho.
Estes lances animaram o jogo e as faltas começaram a surgir perante a disposição dos jogadores na pista.
O HC Braga aqueceu com o remate de Ruben Pereira ao poste esquerdo do OC Barcelos.
Com o jogo em constante movimento o treinador do HC Braga colocou em ringue Rodrigo Sousa e Chumbinho ao qual respondeu José Querido com a entrada de Fellini e Jorge Maceda.
Depois das substituições seria o HC Braga a estar mais perto do golo mas o ferro da baliza de Ginho impediu as intenções do remate de Chumbinho.
No entanto o intervalo chegou com o justo empate a zero bolas. Em termos de faltas no descanso o HC Braga acumulava sete e o Barcelos seis.
A segunda parte começou forte com as duas equipas a entrarem de uma forma rápida valendo nos primeiros segundos o mesmo filme, os guarda redes a evitarem o golo a Rafa e a Fred.
A cena repetiu-se com o guarda redes do Braga a defender um livre direto de rafa na decima falta da equipa bracarense. A seguir foi Frederico Saraiva a fazer brilhar Ginho na transformação de uma grande penalidade  Um lance que motivou protesto de Hugo Costa que viu o cartão azul.
Com mais um jogador a turma do Braga esteve perto do golo mas Fred rematou ao poste.
Depois de tanto procurarem o golo, este apareceu para o HC Braga de livre direto por Frederico Saraiva a castigar a decima falta da da equipa do OC Barcelos.
A perder o Barcelos arriscou e numa perca de bola do Braga a meio ringue, Rafa isolado fez o empate.
No entanto os bracarenses voltariam a colocar-se em vantagem por Luis Filipe em contra ataque.
A perder o Barcelos voltou a estar perto do empate mas Guilherme Silva impediu ao defender uma grande penalidade de Rafa. Segundos depois foi André Centeno com a baliza aberto a falhar o remate.
Quem não marca sofre e na decima quinta falta do Barcelos, Frederico Saraiva fez o 3-1 a poucos segundos do final do encontro, estabelecendo assim o desfecho minhoto.
O triunfo permite ao HC Braga manter-se acima da zona de descida somando agora dezassete pontos. O Barcelos mantem a oitava posição com vinte e um pontos.
Nota final para a grande exibição de Guilherme Silva e Ginho que impediram com enormes defesas que o resultado fosse mais dilatado.

Pavilhão das Goladas em Braga
Árbitros: Domingos Carvalho e Jerónimo Moura do Porto
Ao intervalo : 0-0
HC Braga 3
Cinco inicial: Guilherme Silva, Luis Filipe, Frederico Saraiva, Ruben Pereira e Eduardo Brás
Jogaram ainda: Chumbinho, Miguel Vieira, Daniel Coelho e Ruben Pereira
Treinador: André Torres

OC Barcelos 1
Cinco inicial: Ginho, André Centeno, Rafa, Hugo Costa e Henrique Magalhaes
Jogaram ainda: Jorge Maceda e Fellini
Cartão Azul: Hugo Costa
Treinador: José Querido

1.24.2013

"Derby Minhoto", HC Braga recebe OC Barcelos



A segunda volta do nacional da primeira divisão começa com um sempre apetecível derby minhoto, onde o HC Braga recebe às 17.00h nas Goladas o vizinho OC Barcelos. Na primeira volta a turma de José Querido venceu os bracarenses na altura orientados por Vítor Silva por 6-2.
Depois das duas únicas equipas portugueses terem sido eliminadas da taça Cers no passado fim de semana, as atenções viram-se agora para as provas internas.
O HC Braga que venceu na passada quarta feira em casa o Valongo aposta em conseguir um resultado positivo para fugir ainda mais aos lugares de descida. Neste momento a turma bracarense encontra-se na décima primeira posição com catorze pontos.
Um pouco mais acima na classificação esta o OC Barcelos, no oitavo lugar com vinte e um pontos.
Nas Goladas a turma de André Torres conquistou dez pontos com os triunfos sobre o Gulpilhares por 6-4, o Valongo por 4-3 e o Sporting por 6-2 , dividindo a quatro tentos com o Espinho.
Fora de Barcelos, o conjunto de José Querido somou nove pontos vencendo em Almeirim 7-2, no Sporting por 5-4 e em Espinho por 3-1.
Este jogo marca o regresso pela primeira vez a Braga de Rafa, Fellini e Henrique Magalhães que na época passada vestiram a camisola bracarense.
Será uma partida de conhecidos, com vários atletas a entrarem em ringue depois de já terem vestido a camisola de ambas as formações.
No HC Braga mais de meia equipa já estive ao serviço do Barcelos, Guilherme Silva, Daniel Coelho, Luís Filipe, Chumbinho, Filipe Miranda e Rodrigo Sousa.
No lado oposto Jorge Maceda, Fellini, Rafa e Henrique Magalhães já passaram muitos dias nas Goladas.
Para este derby foram nomeados Domingos Carvalho e Jerónimo Moura do Porto.

AD Limianos joga na "Aldeia do Hóquei" Turquel



A turma de Paulo Machado joga de novo fora de portas na partida que marca o inicio da segunda volta do campeonato com a visita à  conhecida "Aldeia do Hoquei" em Turquel.
Uma deslocação próxima da ultima, onde em Almeirim perdeu por 7-1.
Na sua luta pela manutenção conquistar pontos fora de casa também é importante. Com apenas dez pontos obtidos os minhotos que se encontram em zona de descida vão procurar um resultado positivo num pavilhão onde habitualmente as gentes da casa enchem as bancadas no seu inconfundível apoio.
Pela frente a AD Limianos vai enfrentar o Turquel, formação que se encontra no nono lugar com dezanove pontos.
Na "Aldeia do Hóquei" os locais venceram o Gulpilhares por 5-4, o Paço d'Arcos por 4-3 e a AA Espinho por 4-2, tendo empatado com o Sporting a quatro, com o HC Braga a três e com o Candelária a duas bolas. Apenas FC Porto,Benfica e Valongo conseguiram vencer em Turquel.
Em relação à turma de Ponte de Lima fora de portas conquistou quatro pontos com a vitória em Espinho e o empate a três golos no reduto do Sporting..
Na primeira volta o Turquel venceu no Minho por 4-3.
O jogo tem inicio marcado para as 21.00h sendo apitado por Paulo Rainha e Rego Lamela do Minho

A festa da Taça. CH Carvalhos - Juventude de Viana


O embate entre primeiro e terceiro classificado da segunda divisão, zona norte é certamente um dos jogos da primeira eliminatória da Taça de Portugal. As equipas estão separadas no campeonato por quatro pontos e já se defrontaram esta temporada no ringue dos Carvalhos com o triunfo a sorrir à formação dos arredores do Porto por 5-2 na altura na primeira jornada da prova.
Uma partida aguardada com enorme expectativa face ao percurso das duas equipas no campeonato.
O CH Carvalhos é a única formação que ainda não perdeu na prova, somando onze triunfos e apenas quatro empates, sendo também a equipa que menos golos sofreu, trinta e sete.
Em relação à Juventude de Viana viu o seu ciclo de dez vitorias seguidas ser interrompido com a derrota sofrida na ultima jornada em casa frente ao Infante Sagres.
Nos Carvalhos apenas uma equipa saiu com pontos, a Juventude Pacense com o empate a três bolas. A Juventude de Viana fora de portas perdeu nos Carvalhos e em São João da Madeira.
na anterior edição da taça de Portugal o CH carvalhos ficou pelos oitavos de final sendo eliminada pelos Tigres enquanto que a Juventude de Viana foi afastada pela Sanjoanense nos dezasseis avos.
Uma partida de "tripla" já que se trata de um jogo a eliminar.
Para este emocionante jogo que tem inicio às 18.00h foi nomeado Manuel Oliveira do Porto.

A festa da Taça. Acad da Feira - Riba d'Ave


O sorteio ditou que duas equipas do mesmo escalão, segunda divisão, se voltasse a encontrar desta vez para a segunda prova mais importante do calendário nacional de hóquei em patins, mas agora em ringue oposto, em Santa Maria da Feira.
O Riba d'Ave formação que ocupa a quarta posição na zona norte, desloca-se ao ringue do Acad da Feira que ocupa a décima primara posição. Para o campeonato as duas equipas defrontaram-se mas no Pavilhão das Tílias onde os minhotos venceram por 9-2.
Na ultima ronda da segunda divisão o Académico da Feira empatou a três bolas em Lavra, enquanto que o Riba d'Ave recebeu e venceu o HC Marco por 6-2.
No evento anterior o Académico da feira foi afastado na terceira eliminatória pelo HC Marco. Em relação ao Riba d'Ave ficou pelo caminho nos dezasseis avos com a derrota perante o CH Carvalhos.
Perante a posição na tabela classificativa o favoritismo é atribuído aos minhotos, mas o Académico da Feira no seu reduto já surpreendeu outras equipas com outros argumentos, casos do Sobreira e do HC Marco.
A partida tem inicio marcado para as 21.30h e será dirigida por Manuel Fernandes do Porto.

A Festa da Taça. Cartaipense - Sanjoanense



A festa da Taça de Portugal começa este fim de semana com a realização da primeira eliminatória, fase onde apenas estão equipas da segunda e terceira divisão nacional.
Nas Caldas das Taipas a turma da casa ainda a viver a festa da subida de divisão e o titulo de campeão da zona norte da terceira divisão, recebe o segundo classificado do escalão superior, a turma da Sanjoanense.
Normalmente neste tipo de competição as surpresas acontecem, numa uma prova a eliminar num só jogo.
O desafio entre os minhotos e a turma de São João da Madeira pode proporcionar um bom espectáculo.
A tarefa da equipa de Orlando Ribeiro não se apresenta fácil se tivermos em conta que o seu adversário no seu campeonato ainda não perdeu fora de casa e é uma equipa que sofre poucos golos.
Na edição do ano passado o Cartaipense chegou apenas à terceira eliminatória sendo afastado pela Escola Livre, enquanto que a Sanjoanense atingiu oitavos de final após ser eliminada pelo Paço d'Arcos.
Será que a motivação de ter alcançado a subida pode ser suficiente para surpreender a Sanjoanense?.
O jogo tem inicio às 18h e será apitado por Profirio Fernandes do Porto.

Árbitros e jogos para as equipas do Minho


1 Divisão - 16ª jornada
sábado dia 26 de janeiro

17.00h HC Braga - OC Barcelos - Domingos Carvalhos e Jerónimo Moura do Porto
21.00h HC Turquel - AD Limianos - Paulo Rainha e Rego Lamela do Minho

Taça de Portugal - 1ª Eliminatória
sábado dia 26 de janeiro

18.00h Cartaipense - Sanjoanense - Porfirio Fernandes do Porto
18.00h CH Carvalhos - Juventude de Viana - Manuel Oliveira de Aveiro
21.30h Acad da Feira - Riba d'Ave - Manuel Fernandes do Porto
HC Fão isento
Famalicense isento

1.23.2013

HC Braga vence AD Valongo por 4-3



Em acerto da ultima jornada da primeira volta do nacional da primeira divisão o HC Braga recebeu o Valongo e venceu por 4-3. Nos outros jogos o FC Porto venceu nos Açores por 3-2, o Benfica superou em casa o Cambra 11-2 e a Oliveirense derrotou em casa o Sporting por 8-2
Em Braga o jogo começou com a equipa visitante a inaugurar o marcador por Nuno Araújo num remate de meia distancia que surpreendeu Guilherme Silva.
A resposta foi imediata por parte do HC Braga com Eduardo Brás a igualar.
Com os golos madrugadores a partida entrou numa toada rápido com o perigo a rondar as duas balizas com quer Guilherme Silva, quer Ângelo Girão aqueceram a noite fria no pavilhão das Goladas com magnificas defesas evitando o golo.
O marcador só voltou a mexer quando numa recuperação de Luís Filipe originou um contra ataque que foi finalizado por Ruben Pereira. Logo a seguir o defesa do HC Braga viu o cartão azul, situação que originou um livre direto que foi desperdiçado por João Souto.
A jogar com menos um jogador a turma bracarense segurou a superioridade do Valongo e até podia ter marcado mas Ruben Pereira na cara de Ângelo Girão falhou.
Já com os mesmos jogadores em ringue foi a vez de Chumbinho com a baliza completamente ao seu dispor atirar ao lado.
Quem acabou por marcar foi a turma de Valongo no ultimo minuto por Daniel Oliveira, estabelecendo a igualdade a duas bolas em tempo de intervalo.
Na segunda parte o Valongo entrou a pressionar mais, criando perigo, valendo ao HC Braga o seu guarda redes a evitar as intenções visitantes.
Apesar do domínio do esférico foi o HC Braga a adiantar-se de novo no resultado por Rúben Pereira a passe de Frederico Saraiva.
A perder a equipa visitante carregou mas a grande oportunidade para marcar pertenceu ao Braga. No entanto Miguel Vieira falhou um livre direto a castigar a décima falta da equipa do Valongo.
O HC Braga defendia, especialmente por Guilherme Silva e espreitava o contra ataque.
Quando faltavam cinco minutos para o fim a emoção e o espectáculo foi total especialmente proporcionado pelos dois guarda redes.
Foi em Guilherme Silva que começou o quarto golo do Braga, defesa do guarda redes, Rodrigo Sousa ficou com o esférico tendo sido travado em falta por João Souto. Livre direto que foi aproveitado por Frederico saraiva para fazer o 4-2.
Logo a seguir foi a vez de Rodrigo Sousa ver o cartão azul, situação que Daniel Oliveira na cara do guarda redes minhoto não desperdiçou reduzindo para 4-3. Sem os jogadores saberem quanto tempo faltava para o fim ambas as formações podiam ter marcado ja que o marcador electrónico não estava a funcionar
Uma vitoria dos minhotos que assim somaram três importantes pontos na luta pela manutenção, saindo inclusive da zona de descida, ultrapassando o Sporting e os Tigres.
Na próxima ronda há derby minhoto entre HC Braga e OC Barcelos.

HC Braga recebe AD Valongo



Realiza-se este quarta feira às 21 horas o acerto de calendário da ultima jornada da primeira volta do nacional da primeira divisão, depois das competições europeias onde recorde-se a turma bracarense apesar de ter vencido em França foi eliminada da Taça Cers.
Para alem do HC Braga que recebe a AD Valongo, outras três partidas se disputam, o Candelária defronta nos Açores o FC Porto, o Sporting visita Oliveira de Azeméis e o Benfica no seu pavilhão com o HA Cambra  Todos os jogos são às 21h.
No que diz respeito à turma bracarense que na passada ronda perdeu em Ponte de Lima a recepção ao actual quinto classificado a AD Valongo a importância de somar pontos é necessária para fugir aos últimos lugares da tabela.
Neste momento o HC Braga esta em zona de descida somando onze pontos. Nas Goladas os minhotos obtiveram sete pontos  com os triunfos sobre Gulpilhares e o Sporting por 6-4 e empate a quatro bolas com a AA Espinho. Em relação à turma da AD Valongo fora de portas apenas perdeu em Paço d'Arcos por 6-4 e no FC Porto por 4-2 e empatou a uma bola em Oliveira de Azeméis , tendo vencido 3-1 em Cambra, em Ponte de Lima por 6-3, em Gaia por 10-2 e em Turquel por 5-1.
Um jogo complicado para os minhotos que perante a necessidade de pontos tem de surpreender a equipa adversaria, sendo que esta também tentará obter um resultado positivo para recuperar o quarto lugar.
A partida será dirigida por Joaquim Pinto do Porto e José Monteiro do Minho.

1.21.2013

OC Barcelos perde em Itália e é afastado da Taça Cers




Não foi naturalmente o melhor regresso do OC Barcelos às competições europeias após três anos de ausência. A turma barcelense apenas conseguiu superar uma eliminatória quando afastou os suíços do Uttigen após vencer em casa por 8-0 e perder em terras helvéticas por 5-4.
A seguir pela frente apareceu a experiente equipa italiana do Forte dei Marmi , formação onde milita o ex jogador minhoto Roberto Crudelli com o primeiro jogo a disputar-se no Minho, onde o OC Barcelos venceu por 5-3.
No passado sábado em Itália esses dois golos de vantagem não foram suficientes para marcar presença na próxima eliminatória.
Os minhotos acabaram por perder por 7-2, sendo afastados da competição.
Dentro da pista a partida ate começou bem para os minhotos com Rafa a marcar aos 6'. Logo a seguir Luís Querido podia ter feito o segundo mas desperdiçou uma grande penalidade.
A perder o Forte dei Marmi aumentou e aos 12' reduziu de grande penalidade por Enrico Marioti. O veterano jogador voltou a marcar aos 16' e de novo em lance de bola parada  empatando o jogo.
Mesmo em cima do intervalo, o OC Barcelos sofreu o terceiro golo apontado por Pablo Cancela.
Os minhotos entravam na etapa final com a eliminatória empatada.
A primeira grande situação de golo foi dos minhotos mas Rafa falhou um livre direto.
Igual situação desperdiçou o Forte dei Marmi aos 4' por Pablo Cancela, para no minuto seguinte Jorge Maceda não transformar um livre direto.
Depois de tanto desperdício seria a turma italiana a marcar quarto golo por Enrico Marioti de grande penalidade aos 8', fazendo o 4-1. Segundos depois o 5-1 por Pablo Cancela.
A partir dai o jogo tornou-se faltoso e colorido com cartões azuis.
Numa dessa situações o OC Barcelos beneficiou de um livre direto que foi apontado por Rafa fazendo o 5-2 e trazendo de novo os minhotos na discussão da eliminatória. A eliminatória podia ter ficado de novo empatada mas Rafa segundos depois desperdiçou um livre direto.
Com a partida num ritmo elevado e cheia de emoção, o calor do jogo originou  que José Querido protesta-se e fosse advertido com o cartão azul. Os italianos acabaram por beneficiar de um livre direto tendo Enrico Marioti feito o 6-2 a pouco mais de cinco minutos para o fim.
Com a vantagem no marcador e na eliminatória a turma italiana procurou esconder a bola, obrigando os minhotos a um esforço enorme na tentativa de ter a posse da mesma.
Em desespero o OC Barcelos acabou por ser penalizado com o sétimo golo italiano, que assim acabou com todas as duvidas em relação ao vencedor da eliminatória.
Cada vez mais em alta competição os lances de bola parada são decisivos. No entanto essa situação não foi  eficaz para o OC Barcelos que desperdiçou três livres diretos e uma grande penalidade em momentos cruciais do encontro, casos do 0-2 a seu favor, o 3-2 por duas ocasiões e o 5-3 quando os italianos estavam em vantagem.
Fica a nota para a arbitragem sempre de "desconfiar" quando o OC Barcelos joga em Itália  Já não é a primeira vez que isso acontece.
São as tais coisas entranhas que ninguém quer, mas que aparecem...

Foto e elementos: Jornal Barcelos Popular



HC Braga vence mas é eliminado da Taça Cers




A derrota sofrida na primeira mão em casa por 7-4 perante os franceses do Lavendéenne complicou e muito a tarefa minhota na partida da segunda mão em França.
Com uma desvantagem de três golos a turma de André Torres desde muito cedo tentou atenuar esse resultado, mas seria a turma francesa a inaugurar o marcador Mathieu Guilbot com um remate de meia distancia a surpreender o guarda redes bracarense. Respondeu o conjunto português mas sem êxito já que o remate de Frederico Saraiva bateu com estrondo no poste da baliza francesa.
Ate ao descanso apesar da muita entrega das duas equipas o resultado não sofreu alteração.
Nos primeiros minutos o HC Braga carregou na procura do empate, mas seria o Lavendéenne a aumentar por Julien Huvelin quando estavam decorridos oito minutos. A tarefa começa a ficar cada vez mais complicada. Valeu que no lance seguinte os minhotos fizeram o 1-2 por Miguel Vieira de livre direto. A reviravolta no resultado começou com  Rodrigo Sousa empatar e Rúben Pereira de grande penalidade a fazer o 2-3.
A emoção tomou conta da partida quando aos 18' Frederico Saraiva fez o 2-4, situação que colocava o HC Braga a apenas um golo de empatar a eliminatória.
Com pouco mais de sete minutos para o fim o HC Braga procurou desesperadamente esse tento mas a felicidade dos franceses foi total quando de livre direto o espanhol Edu Fernandes fez o 3-4.
Uma vitoria amarga dos minhotos que tudo fizeram para anular o resultado de Braga. A eliminatória ficou decidida quase em definitivo com a derrota caseira. No entanto os minhotos lutaram e tudo fizeram para seguir em frente na prova. Recorde-se que o HC Braga esteve presente nas ultimas duas final four da competição, tendo perdido uma delas nas grandes penalidades.

Apesar da a equipa ter sido eliminada, o treinador André Torres considerou que a sua equipa é superior aos franceses como demonstrou neste jogo
" Mostrámos que somos melhores que o LaVendéenne e que estivemos perto de fazer historia. Penso que tudo fizermos para passar e que se calhar com uma pontinha de sorte tínhamos conseguido. Estou feliz com o desempenho dos meus atletas, pois foram inexcedíveis e deixaram uma boa imagem do hóquei português. Acho que ganhamos uma equipa para o resto da temporada".

fonte: Diário do Minho

AD Limianos perde em Almeirim


A AD Limianos deslocou-se a Almeirim e perdeu com a turma da casa por esclarecedores 7-1.
Uma derrota algo surpreendente pelos números finais depois de na ronda anterior a formação de Paulo Machado ter conquista o triunfo sobre o vizinho HC Braga.
Perante uma exibição algo descolorida dos minhotos o desfecho ao intervalo já apresentava um desnível de 4-0 sem resposta.
Na segunda parte Jorge Faria Rato ainda reduziu mas definitivamente o dia e o jogo não era da AD Limianos que até ao fim ainda sofreu mais três golos.
Um jogo que não é para esquecer, mas sim para reflectir durante a semana que se segue.
Com esta derrota a AD Limianos manteve-se na zona de descida com dez pontos, sendo inclusivamente ultrapassada na tabela pelos Tigres que agora soma  treze.
Na próxima jornada, a primeira da segunda volta, os minhotos tem nova deslocação, desta vez a Turquel onde na primeira volta foram surpreendidos em casa por 4-3.

Juv Viana surpreendida pelo Infante Sagres


Num dos jogos grandes da ronda passada a Juventude de Viana recebeu e perdeu com o Infante Sagres por 6-4, resultado que impediu a décima primeira vitoria seguida por parte dos minhotos.
O resultado final quebra uma excelente serie de dez jogos sem perder da equipa vianense que assim deixou os lugares de promoção, ocupando agora a terceira posição com os seus trinta e três pontos, a dois do segundo a Sanjoanense e a quatro de distância do primeiro que é agora pertença dos Carvalhos.
O jogo começou com a Juventude de Viana a pressionar tentando marcar primeiro. No entanto após Jorge Vieira ter rematado ao poste contraio, quem finalizou melhor foi a turma visitante logo aos 5' fazendo o 1-0. A jogar em contra ataque o Infante Sagres aproveitou e elevou para 2-0.
Reagiu a turma vianense mas Diogo Fernandes voltou a rematar ao ferro da baliza adversaria. Antes do descanso e em mais um contra ataque o Infante elevou para 3-0 garantindo assim uma vantagem confortável em tempo de intervalo.
Na segunda parte os minhotos entram fortes e logo nos primeiros segundos reduziram por Jorge Vieira. A resposta do Infante Sagres foi eficaz fazendo o 4-1. Sem nunca desistir a Juventude de Viana carregou e reduziu por Diogo Fernandes de livre direto. O avançado minhoto logo a seguir podia ter repetido a dose mas falhou igual infracção.
Em partida de parada e resposta o golo foi uma autentica ameaça em ambas as balizas com oportunidades atrás de oportunidades desperdiçadas pelos dois conjuntos. Neste período valeu à Juventude de Viana a segurança de Leonardo Pais que defendeu dois livres direto e uma grande penalidade. Seria mesmo o Infante Sagres a marcar obtendo o 6-2.
Até ao fim o melhor que a Juventude de Viana conseguiu foi reduzir para 4-6 com tentos de Diogo Fernandes e Gustavo Lima.
Triunfo da equipa do Infante que soube explorar bem o contra ataque enquanto a turma de Viana do Castelo se pode queixar das inúmeras bolas que bateram nos ferros da baliza adversaria.
Na próxima jornada, a Juventude de Viana recebe o líder os Carvalhos.

Riba d'Ave vence HC Marco por 6-2


A turma minhota voltou aos triunfos após derrotar em casa a formação do HC Marco por 6-2.
Com esta vitória o Riba d'Ave manteve a quarta posição agora com trinta e um pontos e menos um jogo realizado que será realizado frente ao Marítimo entretanto adiado.
Uma posição que está a ser superada em relação às expectativas criadas no inicio da época, onde o objectivo passa por garantir a manutenção o mais rápido possível.
Em relação ao jogo frente ao HC Marco a turma minhota construiu a vitoria já no decorrer da primeira parte onde chegou ao intervalo a vencer por 3-1.
A segunda parte foi igual com mais três golos minhotos contra um da formação do HC Marco.
Os seis tentos do Riba d'Ave foram apontados por Raul Meca três, Ricardo Lopes dois e um de Diogo Machado.
Na próxima jornada, a primeira da segunda volta o Riba d'Ave recebe o vizinho Famalicense.

Famalicense marcou "paço" perdendo por 6-4


Na deslocação ao reduto do Paço de Rei, o conjunto famalicense perdeu por 6-4, numa partida onde perante a exibição realizada o desfecho final podia ter positivo, mas algumas falhas foram fatais.
O jogo começou melhor para os locais que inauguraram o marcador aos 3', mas o Famalicense reagiu e conseguiu passar para a frente do marcador com Pinheiro aos 9' de grande penalidade e depois por Crespo aos 13' . No entanto aos 18' o Paço de Rei empatou fixando o placard em tempo de intervalo.
Na segunda parte o Famalicense entrou melhor e voltou a adiantar-se aos 3' por Pinheiro. A precisar de pontos a turma da casa voltou a reagir de imediato tendo efectuado nova reviravolta no marcador , passando para 5-3 com golos de Vasco Matos e Carlos Mata. Os minhotos ainda acreditaram num resultado positivo quando fizeram o 5-4, mesmo depois de ter desperdiçado um livre direto. Apesar da pressão final onde novo livre direto foi falhado, quem acabou o marcar foram os locais fixando o desfecho final em 6-4.
Com um pouco mais de concentração defensiva e uma finalização mais serena a turma minhota podia ter saído do jogo com pelo menos a igualdade. O Paço de Rei soube marcar nos momentos desvios da partida, situação que lhe permitiu somar três preciosos pontos na sua luta pela manutenção.
Concluída que está a primeira volta da prova, o Famalicense ocupa a décima posição com dezassete pontos. Na próxima ronda dia 2 de fevereiro deslocação curtíssima ao vizinho Riba d'Ave para mais um derby minhoto . Será o primeiro jogo da segunda volta.

1.19.2013

Resultados das equipas do Minho

Taça Cers

Forti dei Marmi 7 OC Barcelos 2 (OC Barcelos afastado da prova)
LaVendeenne 3 HC Braga 4 (HC Braga afastado da prova)

1ª divisão
sábado dia 19 de janeiro
 Tigres 7 AD Limianos 1

2ª divisão
sábado dia 19 de janeiro
Riba d'Ave 6 HC Marco 2
Paço de Rei 6 Famalicense 4
Juventude de Viana 4 Inf.Sagres 6

3ª divisão
Cartaipense 4 HC Fão 2 - Cartaipense subiu à segunda divisão

Taça Cers - OC Barcelos e HC Braga eliminados


As duas equipas portuguesas presentes na Taça Cers ficaram pelo caminho após serem eliminadas nos oitavos de final da competição.
O OC Barcelos não segurou a vantagem de dois golos trazida do jogo da primeira mão, tendo perdido por 7-2 no reduto do Forti dei Marmi.
Em relação ao HC Braga venceu em LaVendéenne por 4-3, mas o triunfo foi escasso depois da derrota sofrida na primeira mão por 7-4

Cartaipense sobe à segunda divisão nacional




Perante muito publico o Cartaipense garantiu a promoção á segunda divisão nacional após vencer no derby minhoto o HC Fão por 4-2.
Antes do inicio do jogo o empate servia à turma de Orlando Ribeiro para subir. O mesmo resultado também permitia ao HC Fão para a promoção desde que o Fanzeres não derrota-se o Vila Boa Bispo por mais de oito tentos, no outro jogo onde também se jogava a subida de escalão.
O jogo começou praticamente com o primeiro golo do Cartaipense que aos treze segundos inaugurou o marcador por intermédio de Berto Martinho que aproveitou uma desatenção de toda a defesa do Fão.
A perder o conjunto de Hugo Nora reagiu e empatou aos 7' por Rui Silva.
O desfecho até ao descanso não se alterou apesar de Frederico Coelho ter desperdiçado uma grande penalidade que foi defendida por Telmo.
Na segunda parte a primeira oportunidade de golo pertenceu ao HC Fão mas Hugo Branco não conseguiu acertar na baliza de Vitinha.
Quem não marca sofre já que logo a seguir o Cartaipense marcou por Luís Martins. O mesmo jogador voltou a marcar segundos depois fazendo o 3-1. Tudo com sete minutos da etapa final.
O HC Fão arriscou mas seria o Cartaipense a ter nova oportunidade para marcar mas Frederico Coelho voltou a não acertar na baliza fangueira aos 9'. No minuto seguinte novo lance de golo para os locais com Tiago Barbosa a não concretizar um livre direto. O atleta da equipa das Caldas das Taipas aumentou o marcador aos 19' após emenda perfeita junto ao poste direto de Telmo.
O HC Fão ainda acreditou com o segundo apontado por Rui Silva logo a seguir. No entanto o jogo e o tempo jogava a favor dos locais que até ao fim optarem por segurar a bola. Os fangueiros ainda podiam ter feito o terceiro golo mas Rui Silva não aproveitou um livre direto no ultimo minuto.
Com o apito final a festa foi da turma do Cartaipense que sobe á segunda divisão, perante um HC Fão que apenas terá de se queixar dos resultados negativos fora de portas nomeadamente com as derrotas sofridas no Acadêmico e em Vila Boa Bispo.
Para alem do Cartaipense , sobe à segunda divisão o Fanzeres que venceu o Vila Boa Bispo por 5-2.
Nota final para o enorme fair-play dos adeptos e jogadores das duas equipas. Referencia para a excelente arbitragem de Claudia Rego depois das muitas duvidas em relação à sua nomeação para este jogo.

1.18.2013

AD Limianos joga em Almeirim


A única equipa minhota que joga este fim de semana no nacional da primeira divisão, é o conjunto de Ponte de Lima que visita a casa dos Tigres de Almeirim em partida agendada para as 18.00h.
Um jogo de aflitos, ou não estivessem as duas formações na zona de despromoção e ambas com os mesmos dez pontos obtidos na prova.
A formação minhota moralizada pelo triunfo sobre o vizinho HC Braga na ultima jornadas sabe da importância em alcançar um resultado positivo no ringue de um adversário direto na luta pela manutenção.
Em relação aos Tigres vem de uma derrota em Espinho por 7-2.
No seu ringue a turma de Filipe Gaidão venceu o Física por 6-5, o Cambra por 6-3 e empatou a três bolas com o Turquel, tendo perdido com o OC Barcelos, Oliveirense e FC Porto.
A AD Limianos fora de casa apenas pontuou com a vitoria em Espinho por 5-3 e com a igualdade a três bolas na visita ao Sporting.
O facto de estarem na posição incomoda na tabela o desfecho final é uma incógnita.
A partida será dirigida por Luis Simões e Helder Fernandes de Lisboa

III Divisão - Todas as decisões passam pelas Taipas


                                                       PluriSports


O jogo será transmitido pela PluriSports com a narração em direto do Blog Hoquei Minhoto


Este sábado a decisão final de quem sobe à segunda divisão, zona norte, passa por Caldas das Taipas.
À entrada para a ultima jornada da prova são quatro as equipas que podem atingir esse objectivo, Cartaipense, HC Fão, Vila Boa Bispo e Fanzeres, separados entre si por três pontos.
A formação das Taipas soma 19p, o HC Fão 18p, o Vila Boa Bispo 17p e o Fanzeres 16p.
Para além da subida, em jogo estará o primeiro classificado da zona norte, que disputara com o Marítimo dos Açores e Sismaria o titulo de campeão da terceira divisão nacional. Da zona centro já subiram Sismaria e Cucujães e da Zona sul, Marítimo dos Açores que será acompanhado pelo Extremoz ou Juv Azeitonense  que se defrontam na ultima jornada

Nesta derradeira jornada os dois primeiros classificados defrontam-se nas Taipas enquanto que o Fanzeres visita Vila Boa Bispo.
Vários são os cenários que se abrem na luta pela subida de divisão:
1 - Ao Cartaipense o empate garante a promoção.
2 - No derby minhoto a igualdade pode servir às duas equipas para subirem desde que o Fanzeres vença em Vila Boa Bispo mas nunca por mais de oito golos de diferença.
3 - Se o Cartaipense vencer e o Fanzeres também vencer, sobem estas duas equipas.
4- Se o HC Fão e o Fanzeres vencerem  sobem estas duas equipas, porque no confronto direto entre o Fanzeres e o Cartaipense a vantagem é da turma do Porto, que venceu em casa por 9-0 e perdeu nas Taipas por 5-1.
5- O Vila Boa Bispo para subir tem sempre que vencer o Fanzeres. Tudo porque não há a possibilidade de Vila Boa do Bispo e HC Fão terminarem com os mesmos pontos. Em caso de igualdade pontual com o Cartaipense a turma de Vila Boa Bispo não tem vantagem no confronto direto com a turma de Orlando Ribeiro.
Resumindo. O Cartaipense sobe com o empate. O HC Fão para não depender de outros tem de vencer. O Vila Boa Bispo vencendo sobe. O Fanzeres é a unica equipa que depende de outros resultados...vencer o Vila Boa Bispo e aguardar pelo derby nas Taipas.
 .

Jogos entre si
HC Fão 4 Cartaipense 2
Cartaipense - HC Fão ???

Cartaipense 5 Fanzeres 1
Fanzeres 9 Cartaipense 0
Vantagem do Fanzeres

Cartaipense 7 Vila Boa Bispo 0
Vila Boa Bispo 5 Cartaipense 5
Vantagem do Cartaipense

HC Fão 10 Vila Boa Bispo 2
Vila Boa Bispo 3 HC Fão 1
Vantagem do HC Fão

HC Fão 3 Fanzeres 2
Fanzeres 4 HC Fão 3
No terceiro critério de desempate, à entrada para a ultima jornada o numero de golos marcados e sofridos ao longo do campeonato permite ao HC Fão ter vantagem de oito golos.

Vila Boa Bispo - Fanzeres ???
Fanzeres 4 Vila Boa Bispo 4


Juventude de Viana tenta a 11ª vitoria consecutiva.


Já posicionada em lugares de promoção, ocupando o segundo lugar a Juventude de Viana recebe este sábado às 21.30h no pavilhão de Monserrate a turma do Infante Sagres onde tentará alcançar a décima primeira vitoria consecutiva no nacional da segunda divisão, zona norte.
Para os vianenses o triunfo é o mais importante, como referiu o guarda redes Jorge Correia que deve voltar à equipa, mas que pode começar no banco, depois da lesão sofrida no pescoço.
" Vamos tentar vencer para mantermos as nossas ambições intactas. Respeitamos todos os adversários , mas na nossa casa só temos um objectivo, vencer todos os jogos se possível com boas exibições. A Juventude de Viana sabe muito bem o quer para esta temporada.
Os vianenses que depois de um mau inicio de prova conseguiram na anterior jornada chegar aos lugares de subida, enquanto que o Infante Sagres é uma das formações que melhor joga fora de portas.
Na tabela classificativa a turma de Viana do Castelo soma trinta e três pontos, a um da Sanjoanense que tem uma deslocação complicada a Sobreira.
Por isso o conjunto de Pedro Sampaio caso vença o Infante e a Sanjoanense perca, pode alcançar o primeiro lugar na classificação.
No entanto do outro lado está o Infante Sagres que já provou neste campeonato que pode surpreender qualquer equipa, como prova os quatro jogos que já venceu no terreno do adversário. Triunfos no Marítimo, em Pessegueiro de Vouga, em Santa Maria da Feira e em Lavra   Só foi derrotada em Riba d'Ave por 6-3, em Paços de Ferreira por 6-5 , tendo uma igualdade a sete bolas no HC Marco.
O jogo será apitado por Paulo Rainha e Ricardo Sousa do Minho.

Riba d'Ave recebe HC Marco


Com a quarta posição na prova através dos seus  vinte e oito pontos e com mais um que a Juventude Pacense, o Riba d'Ave recebe este sábado às 18.30h no Pavilhão do Parque das Tílias o HC Marco equipa que se encontra tranquila na classificação onde com os seus vinte pontos ocupa o nono lugar.
Os minhotos vão tentar manter a onda vitoriosa em casa onde nas seis partidas realizadas venceram todas, 6-3 ao Lavra e Inf. Sagres, 6-1 ao Sobreira e Pessegueiro de Vouga, 9-2 ao Acad: da Feira e 3-0 ao Povoa, totalizando assim dezoito pontos.
Em relação ao HC Marco fora de casa venceu três partidas, duas curiosamente no redutos dos actuais primeiros classificados, em Viana do Castelo por 8-4 e em São João da Madeira por 3-2 e a outra em Pessegueiro de Vouga por 7-6. Nos outros quatro jogos perdeu em Lavra por 10-8, na Juventude  Pacense por 3-2, no Académico da Feira por 10-5 e nos Carvalhos por 5-3.
Depois da derrota na passada jornada em São João da Madeira os minhotos tentarão regressar aos triunfos perante um o HC Marco que é a actualmente a terceira equipa com mais golos (69) marcados na prova, mas também tem o registo das defesas mais batidas, 71 tentos encaixados.
Nota para o regresso á equipa minhota de Pedro Salgado que esteve castigado e também para a melhor forma depois de lesionado de Vítor Hugo.
A partida será apitada por João Rodrigues do Minho e Porfirio Fernandes do Porto. 

O rei dos empates, Famalicense joga em Paço de Rei

O Famalicense desloca-se este sábado a Paço de Rei em partida a contar para a 15ª jornada da prova, depois de ter obtido mais um empate caseiro na ronda anterior com o Lavra.
Neste momento são sete os pontos que separam as duas equipas na classificação.
Fora de portas a turma de Carlos Novais apresenta uma melhor "estatística", onde nas sete partidas realizadas, venceu quatro, 4-1 no Marítimo, 5-4 no HC Marco, 6-5 na Povoa e 4-3 em Pessegueiro de Vouga. As três únicas derrotas foram  na Escola Livre, em Sobreira e no Infante Sagres.
Em relação ao Paço de Rei que tem vindo a descer na tabela, ocupa o primeiro posto acima da linha de descida com apenas dez pontos.
No seu reduto, apenas venceu duas vezes, 3-2 à Juventude Pacense e 4-2 ao Pessegueiro de Vouga. Nos restantes jogos perdeu  5-2 com a Escola Livre,  a Sanjoanense, Riba d'Ave e Carvalhos.
Perante este conjunto de resultados das duas formações, a turma do Famalicense pode uma vez mais obter um resultado positivo enquanto que o Paço de Rei tentará com o fator casa somar pontos para fugir aos lugares de despromoção.
O jogo tem inicio marcado para as 21h e será apitado por Paulo Cruz e António Machado de Coimbra

1.17.2013

Árbitros e jogos para as equipas do Minho

Taça Cers
sábado dia 19 de janeiro
Hora de Portugal continetal
20.00h Forti dei Marmi - OC Barcelos -J Melero e A. Lopez de Espanha
20.00h LaVendeenne - HC Braga - A.D Prato e M Galoppi de Italia

1ª divisão
sábado dia 19 de janeiro
18.00h Tigres - AD Limianos - Luís Simões e Helder Fernandes de Lisboa
quarta feira dia 23 de janeiro
21.00h HC Braga - AD Valongo - Joaquim Pinto do Porto e José Monteiro de Braga

2ª divisão
sábado dia 19 de janeiro
18.30h Riba d'Ave - HC Marco - João Rodrigues do Minho e Porfirio Fernandes do Porto
21.00h Paço de Rei - Famalicense - Paulo Cruz e António Machado de Coimbra
21.30h Juventude de Viana - Inf.Sagres - Paulo Rainha e Ricardo Sousa do Minho

3ª divisão
18.00h Cartaipense - HC Fão - Claudia Rego do Minho

OC Barcelos em Itália com dois golos de vantagem



No Press disponivel na FPP e na CERH, o jogo será transmitido pela Record tv Televersilia (It)
reteversilianews.com ou versiliawebtv.it . Nota : Refere que o site está em construção...
Link do Live stream:   http://www.livestream.com/reteversilianews

O jogo não será  transmitido pelo novo site do Forti dei Marmi 


O OC Barcelos viaja a Forti dei Marmi onde com dois golos de vantagem da primeira mão(5-3), defronta a turma da casa tentando desta forma passar aos quartos de final da Taça Cers, neste seu regresso à Europa.
Perante o quinto classificado do campeonato italiano, os minhotos sem Luís Querido lesionado, vão procurar gerir a vantagem de Barcelos.
O treinador barcelense José Querido na abordagem ao jogo mostrou-se confiante " Se soubermos por na pista o nosso trabalho podemos seguir em frente. Estamos com dois golos de vantagem, mas esta segunda partida começa com zero a zero. Vamos encontrar um grande ambiente por parte dos italianos e se nada de anormal acontecer podemos jogar de igual. Espero que não apareçam coisas estranhas..."
A turma do ex OC Barcelos, Roberto Crudelli vem de uma derrota em casa diante o Bassano por 6-5, enquanto que o OC Barcelos golearam o Gulpilhares por 18-0.
Na prova italiana o Forte dei Marmi perante os seus adeptos nos seis jogos disputados venceu três, perdeu dois com Bassano (5-6), Valdagno (6-7) e empatou a quatro tentos com o Trisinio.
O Forti dei Marmi é uma equipa que sofre poucos golos no campeonato italiano (segunda menos batida) tendo até ao momento encaixado 31 tentos nos onze jogos disputados.
Perante estes números espera-se um jogo equilibrado, onde naturalmente as defesas terão um importante papel para o vencedor final e consequente passagem aos quartos de final.
Quem vencer irá defrontar ou os espanhóis do Vendrell ou a turma helvética do Diessbach onde jogam os minhotos Rui faria, Eduardo Mendes e César Torres, sendo que neste momento a vantagem pertence ao conjunto de Espanha que venceu na Suiça por 6-4.
O jogo será dirigido pela dupla espanhola Lopez e Melero.
Refira-se que Melero esteve no encontro da primeira mão da outra equipa minhota, o HC Braga na recepção ao LaVendéenne.

Foto : OCB

HC Braga em França para tentar "virar" eliminatória.



O HC Braga joga este sábado às 20h de Portugal continental,  a sua continuidade na Taça Cers. A turma minhota desloca-se a França, onde defronta o La Vendéenne para a segunda mão dos oitavos de final, com três golos de desvantagem em consequência da derrota sofrida em casa por 7-4.
Recorde-se que o La Vendéenne afastou os italianos do Follonica da Taça Cers no seu pavilhão vencendo através da obtenção do golo de ouro.
O ambiente que espera a comitiva bracarense não será fácil já que quando se disputam jogos  no pavilhão do clube francês este costuma estar sempre cheio com cerca de seiscentas pessoas nas bancadas.
A tarefa de seguir em frente não está totalmente fora de questão, mas para isso acontecer os minhotos não podem cometer os mesmos erros da primeira mão, nomeadamente no capitulo da finalização.
Os franceses no jogo da primeira mão disputado em Braga no capitulo da finalização foram eficazes especialmente de grande penalidade e de livre direto pelo atleta espanhol Borja Lopez. Para alem de Borja Lopez outro espanhol merece cuidados dentro da pista, Edu Fernandez.
A turma francesa ocupa a quarta posição no campeonato francês tendo sido surpreendida na ultima jornada perante os seus adeptos com a igualdade a duas bolas perante o ultimo classificado, onde ate à data apenas tinha cedido pontos com a derrota diante o Sant'Omer.
Tal como o HC Braga que perdeu em Limianos, ambas as equipas não tiveram um bom ensaio para este importante desafio.
Para este desafio o treinador do HC Braga tira alguma pressão aos seus jogadores , mas promete lutar ate ao ultimo segundo pela passagem.
" Desde o inicio da temporada que o nosso principal objectivo é garantir a manutenção na primeira divisão. Nas competições europeias vamos tentar passar duas eliminatórias. Nada está definido. Vamos a França tentar inverter a eliminatória e seguir em frente na prova. Temos equipa para dar a volta ao resultado feito em nossa casa. Eu acredito e temos valor para isso"

1.15.2013

Cláudia Rego na calha para dirigir o Cart- HC Fão





Cláudia Rego da AP Minho, está na calha  para dirigir sábado às 18h o derby minhoto entre o Cartaipense e o HC Fão, um dos jogos onde se disputa a subida à segunda divisão nacional.
Recorde-se que na ultima jornada, são quatro as equipas que podem subir de escalão, sendo duas delas exactamente as do Minho intervenientes no jogo nas Taipas.
Uma nomeação que a confirmar-se não caiu bem nos dois clubes atendendo à importância da partida.







Isso mesmo referiu Lima Pereira responsável pelos seniores do Cartaipense.
" A ser verdade não compreendo esta nomeação. É mais uma situação caricata por parte de quem nomeia os árbitros. Em duas épocas esta é a terceira vez que é escolhido um juiz do Minho para os nossos jogos. Sempre tivemos árbitros de outras associações. A Cláudia merece o nosso respeito e nada temos a apontar em relação ao seu valor. Penso que devido à importância do jogo onde as duas equipas vão jogar para vencer deveria ter sido feita outra nomeação. Acho que não é positivo para nenhuma das equipas."

Por parte do HC Fão, o presidente Rui Abreu considerou uma afronta às equipas
" Devido à importância do jogo esta nomeação se for verdade é uma afronta para todas as equipas. Não está em causa o valor da Cláudia Rego. Depois de uma época onde os árbitros nos nossos jogos foram quase sempre de Aveiro e Coimbra não se percebe o critério de colocar um árbitro do Minho nesta partida. Penso que não é benéfico nem para os clubes bem para a própria Cláudia".

Reorganização administrativa no Hóquei em Patins....


1.14.2013

Cartaipense a um ponto da subida


A vitória frente ao Boavista por 3-2, coloca o Cartaipense a apenas um ponto da subida de divisão, quando falta apenas uma jornada para o final da prova. Na ultima jornada haverá um derby minhoto nas Taipas entre o Cart e o HC Fão onde ambas as equipas estão em condições de subirem.
Na deslocação ao reduto do ultimo classificado o Boavista que ainda não somou qualquer ponto, a turma de Orlando Ribeiro enfrentou dificuldades que não estavam nas previsões nem dos mais pessimistas.
A grande exibição do guarda redes boavisteiro foi a principal razão para a incerteza no resultado.
Os minhotos ao intervalo venciam por 1-0 com o golo de Bruno Carvalho.
Na segunda parte apesar do maior domínio do jogo o Cartaipense fez o  2-0 a quatro minutos do final por Tiago Barbosa de livre direto.
Pensou-se que estava encontrado o vencedor, mas o Boavista reagiu e reduziu no minhoto seguinte, para empatar logo a seguir.
Com pouco mais de um minuto para o fim o Cartaipense arriscou e a trinta segundos do fim beneficiou de um livre direto que foi finalizado com êxito por Tiago Barbosa, garantindo assim o triunfo que por pouco deixava fugir e comprometia a subida. Neste momento com a vitória sobre o Boavista, o Cartaipense depende apenas de si para subir , bastando na ultima ronda empatar com o HC Fão.
Para a ultima jornada são quatro as equipas que podem subir à segunda divisão.
Em melhor posição está a equipa das Taipas, onde uma divisão de ponto garante a promoção.
Na classificação o Cart tem 19p, seguido do HC Fão com 18p, Vila Boa Bispo 17p e Fanzeres 16p, sendo que na derradeira jornada o Cart recebe o HC Fão e o Vila Boa Bispo recebe o Fanzeres.
Promete....




III Divisão - HC Fão vence Vila Boa Bispo por 10-2



O HC Fão recebeu e venceu o Vila Boa Bispo por 10-2, mantendo-se assim na luta pela subida de divisão, que tem todas as decisões marcadas para o próximo sábado com a realização da ultima jornada. Na derradeira ronda o HC Fão joga nas Taipas onde tudo pode acontecer.
Sem contar com o castigado João Figueiredo, os minhotos derrotaram o anterior líder da prova numa partida onde foram sempre superiores ao seu adversário.
Ao intervalo os fangueiros já venciam por 2-1, resultado escasso para as inúmeras oportunidades criadas.
O triunfo começou a ser desenhado logo no primeiro minuto com o tento de Rafa. Reagiu o Vila Boa Bispo aos 11' por César de livre direto.
Antes do descanso Rafa aos 22' colocou os minhotos na frente do resultado.
Na segunda parte Hugo Branco abriu o livro e com cinco tentos galvanizou a sua equipa para a vitoria, auxiliado por Rui Silva estabelecendo o 9-1.
Nos últimos minutos com o vencedor já definido, o HC Fão fez o décimo tento por Rui Martins tendo Luís Rei apontado o segundo do Vila Boa Bispo.
A vitória coloca os minhotos na segunda posição com dezoito pontos , a um do líder o vizinho Cart.
Curiosamente o ultimo jogo do nacional coloca frente a frente as duas equipas do Minho.
Para essa partida o treinador fangueiro Hugo Nora lança o desafio considerando um jogo do tudo ou nada na decisão de subir de divisão, conforme declarações ao jornal Novo Fangueiro
" A nossa equipa sabia que este era um jogo importante e fez com que as coisas saíssem bem. Estávamos conscientes de que tínhamos de vencer e foi isso que obtivemos. Desde o inicio que assumimos a subida e na verdade poderíamos estar mais folgados nesta altura. Agora é o tudo ou nada nas Taipas. Vamos procurar dar uma alegria a toda esta gente que nos apoia e um prémio a estes jogadores que bem merecem".

Apoio: http://www.novofangueiro.com



Juventude de Viana já está em zona de subida


Com a obtenção da décima vitoria seguida no campeonato na deslocação a  Pessegueiro de Vouga, a Juventude de Viana finalmente conseguiu chegar aos lugares de promoção, ocupando agora a segunda posição na tabela, após o triunfo por 11-5
Sem contar com o contributo de Jorge Correia por lesão, a baliza este entregue Leonardo Pais que viu o conjunto da casa inaugurar o marcador.
Ate ao intervalo os vianenses mostraram o seu valor e fizeram cinco golos sem resposta do adversário, garantindo assim uma vantagem confortável em tempo de descanso.
Na segunda parte os locais reagiram e fizeram o 3-5. Sem nunca permitir uma aproximação no resultado a turma de Viana do Castelo voltou a marcar estabelecendo o 3-7.
Ate ao final o Pessegueiro marcou mais duas vezes, com a resposta da Juventude com quatro tentos.
Os onze golos minhotos foram da autoria de Diogo Fernandes cinco, Nuno Félix três, Nuno Almeida com dois a  e um de Jorge Vieira.
Com a vitoria a Juventude de Viana subiu ao segundo lugar, somando trinta e três pontos, a um do primeiro a Sanjoanense. Neste jornada os minhotos beneficiaram do empate entre Carvalhos e Juv Pacense para subirem ao lugar de promoção.
Na próxima jornada a Juventude de Viana recebe o Infante Sagres equipa que esta na sétima posição.

Riba d'Ave perde 7-2 em São João da Madeira


O Riba d'Ave voltou a perder fora de casa, desta vez na deslocação a São João da Madeira, formação que lidera o nacional da segunda divisão, zona norte com trinta e quatro pontos.
Para os minhotos que agora são quartos classificados, foi o terceiro jogo seguido fora de portas a perder, depois de Viana do Castelo e Carvalhos.
Em relação ao jogo, este foi equilibrado especialmente na primeira parte onde se atingiu o descanso com uma igualdade a duas bolas.
Na segunda parte a formação da Sanjoanense foi mais forte, acabando por marcar mais cinco golos sem resposta por parte da turma do Riba d'Ave. Os únicos golos dos minhotos que não tiveram na pista o castigado Pedro Salgado, foram da autoria de Ricardo Lopes e Bruno Castro.
A derrota do Riba d'Ave manteve a equipa na quarta posição com vinte e oito pontos. Na próxima ronda os minhotos recebem o HC Marco, formação que está na nona posição com vinte pontos.

Famalicense volta a empatar



E claro, o rei dos empates voltou a empatar.
O Famalicense mostrou frente ao Lavra a sua apetência para não ganhar em casa, ou melhor em dividir os resultados já que somou o quinto empate perante os seus adeptos, após o 4-4 final.
Dentro da pista os minhotos foram surpreendidos logo nos primeiros segundos com o primeiro golo do conjunto visitante que voltariam a marcar aos 5' fazendo o 2-0. Procurou reagir a turma de Carlos Novais mas seria o Lavra ainda antes do descanso a obter o 3-0.
A perder por três golos, o Famalicense na segunda parte lançou-se por completo ao ataque e aos poucos foi encurtando o marcador, com Nuno Branco a fazer o 2-3. O mesmo jogador fez aos 20' o empate a três bolas. Adivinhava-se a reviravolta que veio a confirmar-se no ultimo minuto por Tiago Crespo na recarga a uma grande penalidade.
No entanto a escassos segundos do fim o Lavra voltou a empatar num lance onde os minhotos não tiveram a serenidade suficiente para segurarem o esférico, situação que foi aproveitada pelos visitantes para igualarem em definitivo o resultado final.
Acabou por ser mais do mesmo, ou seja mais um empate, o quinto em casa. Curiosamente o Famalicense com este resultado voltou a não conseguir vencer em casa. Em seis jogos cinco igualdades e duas derrotas.
Com a divisão final de pontos os minhotos somam agora dezassete pontos, ocupam a décima posição.
Na próxima ronda os famalicenses visitam Paço de Rei.


OC Barcelos goleia Gulpilhares por 18-0


O OC Barcelos recebeu e venceu o Gulpilhares por 18-0, num jogo onde o resultado fala por si perante as inúmeras diferenças existentes entre as duas equipas.
Alias a goleada final estava no horizonte se recordar-mos que o Gulpilhares tem apresentado nos últimos jogos elementos do escalão de juniores. Uma situação que em nada beneficia a modalidade mas, um sinal da grave crise financeira que a maioria dos clubes atravessa.
Em relação ao jogo os primeiros minutos foram algo "trapalhões" por parte do OC Barcelos que só conseguiu marcar perto do minuto 10', tendo até ao descanso acelerado e apontado cinco tentos.
Na segunda parte o Gulpilhares cedeu fisicamente e os minhotos aproveitaram para aos poucos aumentarem ate chegarem aos 18-0 finais.
Os golos do OC Barcelos foram da autoria, cinco de André Centeno, quatro de Hugo Costa, três de Fellini, dois de Jorge Maceda e de Rafa e um de Nuno Micoli e de Henrique Magalhães.
Uma palavra para os jovens jogadores do Gulpilhares que nunca deixaram de honrar a camisola do clube histórico da modalidade. Quanto ao OC Barcelos fez o seu papel e conquistou os três pontos, passando agora a somar vinte e um pontos, subindo ao oito lugar. Na próxima ronda os minhotos jogam em Torres Vedras, numa partida adiada para o dia 30 de Janeiro, uma quarta feira. A alteração deve-se à disputa da segunda mão dos oitavos de final da Taça Cers onde sábado joga em Itália com o Forti Dei Marmi. 

1.12.2013

Resultados das equipas Minhotas

Divisão - 14ª Jornada
sábado dia 12 de janeiro
AD Limianos 7 HC Braga 4 
OC Barcelos 18 Gulpilhares 0 

II Divisão - 14ª Jornada
sábado dia 12 de janeiro
Pesseg de Vouga 5 Juventude de Viana 11 
Sanjoanense 7  Riba d'Ave 2 
Famalicense 4 Lavra 4

III Divisão - Zona Norte - 9ª Jornada
sábado dia 12 de janeiro
HC Fão 10 Vila Boa Bispo 2
Boavista 2 Cartaipense 3

AD Limianos vence HC Braga por 7-4



No terceiro derby minhoto da primeira divisão a AD Limianos recebeu e venceu o HC Braga por 7-4 em jogo da decima quarta jornada do nacional.
O jogo começou com a turma limiana a inaugurar o marcador logo no primeiro minuto pelo ex bracarense , Jorge Faria "Rato". A turma bracarense tentava reagir mas seria a AD limianos a ter nova oportunidade para aumentar mas Diogo Sá desperdiçou uma grande penalidade, que foi defendida por Guilherme Silva.
No entanto o 2-0 surgiu aos 8' novamente por Jorge Faria "Rato" que com sorte e ajuda involuntária de Guilherme Silva fez a bola bater no capacete e entrar.
A perder por dois golos o treinador do HC Braga, André Torres mexeu na sua equipa, mas só teve efeitos práticos depois de Frederico Saraiva ter desperdiçado um livre direto. A jogar com mais um elemento os bracarenses reduziram por Eduardo Brás aos 16' que soube rematar contra as costas do guarda redes limiano Ricardo Cunha.
Antes do intervalo a turma da casa elevou para 3-1 por Helder Martins de contra ataque, fixando o 3-1 em tempo de descanso.
Quanto à segunda parte esta mostrou um HC Braga mais rápido e com vontade de virar o resultado. Podia ter alcançada mas Miguel Vieira desperdiçou um livre direto a castigar o segundo cartão azul mostrado a Jorge Faria "Rato" logo aos 4'. Apesar dessa vontade quem marcou foi a AD Limianos por Diogo Sá de livre direto a castigar a decima falta da equipa bracarense. Segundos depois novo golo para a equipa da casa desta vez por Ziga que concluiu da melhor forma uma jogada de contra ataque. No lance imediato a AD Limianos cometeu a sua 10ª falta, situação que foi aproveitada por Frederico saraiva para fazer o 5-2.
Com três golos de vantagem a AD Limianos procurou segurar o resultado, espreitando o contra ataque enquanto que o HC Braga de forma algo atabalhoada tentava encurtar.
Aos 17' Ruben Pereira fez o 5-3 animando ainda mais a partida.  Logo a seguir Frederico saraiva desperdiçou um livre direto para desespero da comitiva bracarense. O mesmo jogador falhou de forma escandalosa quando a baliza da AD Limianos estava completamente aberta, não conseguindo acertar da melhor forma no esférico. Quem não marca sofre e Diogo Sá de livre direto fez o 6-3.O antigo jogador do Gulpilhares redimiu-se do falhanço aos 23' reduzindo para  6-4. No entanto o tempo jogou a favor da equipa da casa que ainda viria a marcar o sétimo tento por Helder Martins.
O triunfo da AD Limianos é justo perante um HC Braga que cometeu erros defensivos que em alta competição pagam-se com derrotas. Também na finalização a diferença foi evidente com maior eficacia da turma de Paulo Machado.
Os três pontos permitem à AD Limianos somar dez pontos, ainda assim abaixo da zona de manutenção. Curiosamente o HC Braga com os seus onze pontos manteve-se acima da linha de descida.
Por fim para o HC Braga não foi o melhor ensaio para o jogo do próximo fim de semana. a segunda mão da Taça Cers onde viaja a França com três golos de desvantagem ao reduto do LaVendeenne.