Final Four da Taça Cers

Final Four da Taça Cers
Lleida dias 28 e 29 de abril

3.31.2018

II D - Riba d'Ave vence Pacense



Uma primeira parte muito forte do Riba d'Ave permitiu alcançar mais três pontos e manter a liderança do nacional da segunda divisão, zona norte, na receção e vitoria sobre a Juventude Pacense por 6-3.
Com apenas nove minutos decorridos, o Riba d'Ave já vencia por 4-0 com golos de Daniel Pinheiro e Hugo Azevedo, ambos a bisar.
Antes do descaso os pacenses reduziram por Bernardo Valiñas.

Na segunda parte Raul Meca fez o 5-1, permitindo depois que a Juventude Pacense fizesse o 5-3 por Gil Vicente e Márcio Fonseca.
O resultado final foi estabelecido por Hugo Azevedo de livre direto.

Assim a formação do Riba d'Ave lidera o campeonato com cinquenta pontos, enquanto que a Juventude Pacense soma vinte e oito.
Na próxima ronda o Riba d'Ave joga fora com o Porto B e a Juventude Pacense recebe a AA Espinho.

Foto: Nuno Sousa


André Azevedo " Saiu-me o euromilhões ao contrario "



27 de janeiro de 2018. O Pavilhão Municipal de Monserrate era palco do Juventude de Viana x Paço de Arcos, referente à 14.ª jornada do campeonato nacional, e os três pontos estavam praticamente garantidos para a formação minhota que acabaria por vencer por 7x3. André Azevedo tinha apontado um dos sete golos. Quando o festejou não sabia, mas seria o último da carreira. 

 André Azevedo apontou um golo ao Paço de Arcos no último jogo da carreira ©Facebook Juventude de Viana«O jogo estava resolvido, a acabar e saiu-me o euromilhões ao contrário». É assim que, dois meses depois, André Azevedo recorda o momento em que foi atingido por uma bola na face que lhe provocou uma fratura do osso malar e uma lesão ocular.
«Foram três operações em três semanas, uma maxilofacial e duas ao olho. E provavelmente ainda vou continuar. A nível ocular deverá haver uma sequência de operações. Não consigo ver nada do olho direito. Esteticamente está tudo bem, mas o olho não está a cumprir a sua função. Para já os médicos não querem assumir nada porque estamos numa fase embrionária. Só daqui a uns meses é que pode ser feito um diagnóstico para algo mais favorável ou não. Mas tenho uma entrada de luz, vejo uns vultos e por isso há esperança», afirma, ao zerozero.pt, o hoquista que perante o infortúnio colocou um ponto final na carreira aos 41 anos.

 Internacional português faz balanço positivo da carreira ©Facebook Juventude de Viana«Estou numa fase de adaptação. Nesta altura está tudo a voltar mais ou menos à normalidade, sendo que o que não é normal é não voltar à competição. Isto aconteceu numa fase em que, devido à minha idade, a carreira já devia ter terminado. Mas há dois anos o projeto da Juventude de Viana aliciou-me e com a chegada do Renato [Garrido] e do Edo [Bosch] acabei por manter-me. Esta era a minha última época, mas acabou mais cedo uns meses. A minha carreira está feita», anuncia André Azevedo, que recentemente celebrou 42 anos e foi alvo de uma enorme onda de solidariedade quando o azar lhe bateu à porta.
«O movimento que se criou à minha volta é o espelho do que consegui na minha carreira. Sempre dei muita importância às relações de amizade e o hóquei em patins deu-me muitas. Esse foi o meu maior troféu», diz.



Foram vários os clubes que mostraram apoio a André Azevedo, entre eles o FC Porto ©Facebook Juventude de VianaPara trás ficaram muitos anos nos rinques portugueses ao serviço de equipas como Juventude de Viana, UD Oliveirense, FC Porto, Porto Santo e Infante Sagres. «Faço um balanço positivo da minha carreira. Consegui jogar a um bom nível e cumpri o sonho de jogar no clube do meu coração, o FC Porto. Cheguei à Seleção Nacional, competi no Campeonato da Europa, no Campeonato do Mundo, no Torneio das Nações em Montreux...Foi um percurso bastante preenchido. Apesar de ter acabado desta maneira, o hóquei em patins foi muito mais positivo do que negativo para mim», confessa André Azevedo, que, entre outros títulos, conquistou quatro campeonatos no histórico «deca» do FC Porto.
A luta de André Azevedo por uma maior segurança no hóquei
A lesão de André Azevedo permitiu reabrir a discussão em torno da segurança no hóquei em patins. Essa é agora uma das frentes de batalha do antigo internacional português.

 O Sporting também associou-se ao movimento de apoio a André Azevedo ©Facebook Juventude de Viana«Tenho estado em contacto com a Federação Patinagem de Portugal (FPP). Este tipo de lesões tem acontecido com alguma frequência no hóquei em patins. Se calhar, não com esta gravidade ao ponto de deixarmos de jogar...mas dou muitas vezes o exemplo das quedas no ciclismo, nomeadamente a do Joaquim Agostinho. As quedas já existiam antes mas foi preciso acontecer a dele para passar a usar-se capacetes. Acho que o hóquei em patins não precisa de algo tão grave para começar a usar capacete», sublinha André Azevedo, lembrando que as bolas chegam aos 120 quilómetros por hora e por vezes a velocidades superiores.
 André Azevedo luta por mais segurança no hóquei em patins ©Facebook Juventude de Viana«O hóquei em patins evoluiu para mais remates de meia distância porque as defesas são melhores e a questão da segurança é descurada. As proteções continuam iguais há 30 anos. Se calhar não é propositado porque não faz evoluir o jogo do ponto de vista tático e do espetáculo, mas a segurança não pode ser apenas lembrada quando os infortúnios acontecem», diz.
A utilização do capacete nos jogadores de hóquei em patins é algo que André Azevedo defende, embora admita que é preciso um período de adaptação para que tal seja implementado.

 Jogadores da Juventude de Viana no apoio a André Azevedo ©Facebook Juventude de Viana«Não se consegue implementar a utilização do capacete num ano porque é incómodo, mas pode haver um período de adaptação. Devia começar na formação e estes miúdos quando chegassem aos seniores já estariam adaptados. Quando comecei a jogar não eram precisas luvas e não dava jeito utilizá-las, mas hoje não conseguiria jogar cinco minutos sem elas», exemplifica. «Há pessoas a desenvolver capacetes, não têm que ser como os do hóquei no gelo. Há gente interessada no assunto, em discuti-lo e depois o passo final tem que ser dado pela FPP, definindo que a partir de uma certa época tem que se usar capacete até um certo escalão de formação», acrescenta.



Benfica também mostrou apoio a André Azevedo ©Facebook Juventude de Viana. André Azevedo tem visto recetividade na FPP, nos treinadores e nos pais com quem tem falado, «apesar do hóquei em patins já ser um desporto dispendioso a nível de equipamento». O agora antigo jogador gostava que Portugal fosse pioneiro nesta medida de segurança a nível sénior e por isso está a tentar arranjar argumentos científicos que permitam avançar com ela porque a World Skate – nova designação da FIRS (Federação Internacional de Patinagem) – atualmente proíbe a utilização de capacetes e de proteções faciais, exceto em casos especiais mediante relatório médico, sendo que cada um é avaliado individualmente.
«Tem que haver um relatório científico a comprovar que a bola pode criar situações mais graves do que aquelas que me aconteceu. Isto acabou com a minha carreira mas não quero que aconteça com miúdos ou com jogadores que estejam em início de carreira», finaliza.

Fonte: zerozero.pt

3.30.2018

Taça Latina - França vence Portugal



A seleção de Portugal sentiu grandes dificuldades no primeiro jogo da Taça Latina, prova que decorre em Sant' Omer em França, precisamente diante a sua congénere francesa, perdendo por 4-3.
No outro jogo a Espanha derrotou a Itália por 6-2.
Uma partida marcada por muitas faltas, vinte para Portugal e quinze para França.

Ainda no primeiro minuto de jogo, a França por Carlo Di Benedetto fez o golo inaugural.
A seleção de Portugal respondeu aos 6' por Miguel Vieira " Vieirinha " fazendo o empate, mas no minuto seguinte de novo Carlo Di Benedetto voltou a dar vantagem à França.
Ainda na primeira parte aos 19' Carlo Di Benedetto aumentou para 3-.

Para a segunda parte, Portugal pressionou mais e aos 3' Gonçalo Nunes de grande penalidade reduziu para 3-2, depois de Carlo Di Benedetto ter falhado igual infração.
Quem podia ter feito o empate, foi Álvaro Morais " Alvarinho " mas desperdiçou um livre direto.
Do outro lado Carlo Di Benedetto aos 16' voltou a falhar no duelo com o guarda redes português, Pedro Freitas.
Mas a França conseguiu chegar ao 4-2 de livre direto por cartão azul mostrado a Gonçalo Nunes, desta vez por Roberto Di Benedetto.
A seleção de Portugal ainda acreditou mas apenas conseguiu reduzir para 4-3 por Álvaro Morais " Alvarinho ".

Nos últimos minutos os dois guarda redes estiveram em grande plano evitando que o marcador sofre-se mais alteração.
Neste particular o guarda redes da seleção de França, Keven Correia, defendeu a escassos quatro segundos do fim um livre direto de Álvaro Morais.
Também Pedro Freitas foi mantendo Portugal na procura de um resultado positivo ao defender dois livres diretos e uma grande penalidade.

Para a segunda ronda este sabado, Portugal joga com a Espanha e a Itália defronta França.

Foto: FPP




3.29.2018

II D - Famalicense e Cambra empatam


Um golo de Daniel Bastos a um minuto do fim, fez com que o Famalicense e o HA Cambra empatassem o jogo disputado em Famalicão.


Numa partida muito equilibrada, o Famalicense adiantou-se no marcador por Rui Silva, mas em cima do intervalo Pedro Lopes igualou.
Na segunda parte, aos 6' Luís Filipe voltou a dar vantagem aos minhotos, tendo no minuto seguinte de livre direto João Paulo Marques elevado para 3-1.

O HA Cambra reduziu aos 11' para 3-2 de livre direto por Alfredo Nogueira e igualou logo a seguir aos 13' por João Oliveira.
Ainda assim o Famalicense voltou a marcar por Luís Filipe aos 15', mas no ultimo minuto Daniel Bastos fez o empate final.~
Referencia para a não concretização de três lances de bola parada desperdiçados por ambas as formações.

Duas equipas tranquilas na classificação onde o empate acaba por se ajustar, mas que penaliza mais o HA Cambra que assim foi ultrapassado na tabela pela AA Coimbra e pela AA Espinho.
Na tabela o Famalicense ocupa o oitavo lugar com vinte e oito pontos enquanto que o HA Cambra é agora sexto com trinta e sete pontos.
Para a próxima ronda o Famalicense volta a jogar em casa com o vizinho HC Fão e o HA Cambra recebe o HC Marco.

Nacional de juvenis / norte A - HC Braga sobe ao 2º lugar



A AD Valongo sofreu a primeira derrota na prova em Barcelos diante a equipa minhota por 3-2.
Mesmo assim os valonguenses continuam em primeiro lugar com quinze pontos, enquanto que os barcelenses somam nove.
Para a equipa do OC Barcelos o jogo com a AD Valongo era decisivo para continuar a lutar pelo segundo lugar.
Contribuíram para o triunfo do Barcelos que perdia ao intervalo por 2-0, tentos de Diogo Abreu, os golos de João Araújo, Carlos Pinto e Carlos Oliveira.

Algo surpreendente foi a derrota do Riba d'Ave na Povoa de Varzim por 7-6.
Pelos poveiros marcaram David Maia (3), Bruno Tomas (3) e Rodrigo Trabulo (1), tendo pelo Riba d'Ave apontado Edgar Alves (4), Edgar Mota (1) e Carlos Martins(1).

Por fim o HC Braga recebeu e venceu a Juventude Pacense por 7-5.
O triunfo permite aos bracarenses continuar na luta pelo apuramento, graças aos golos de Miguel Aguiar (3), Afonso Ferreira (2), Francisco Soares (1) e Rui Ribeiro (1),
Pela Juventude Pacense marcaram Francisco Mota (3), Tomás Frias (1) e Bernardo Rodrigues (1).

Perante os resultados da 6ª jornada, o apuramento está em aberto nos dois primeiros lugares.
Na próxima jornada, dia 7 de abril, a AD Valongo recebe o CD Povoa, o HC Braga nas Goladas joga com o Riba d'Ave e o OC Barcelos desloca-se a Paços de Ferreira.

Classificação
1º AD Valongo 15p
2º HC Braga 12p
3º Riba d'Ave 12p
4º OC Barcelos 9p
5º CD Povoa 6p
6º Juventude Pacense 0p

Foto: Frank Araújo ( jogo OC Barcelos - AD Valongo )

3.28.2018

Nacional de Infantis - AD Barcelos/Campo volta ao 2º lugar



A AD Barcelos/Campo voltou ao segundo lugar depois de vencer a AD Limianos por 2-0 com um bis de Diogo Silva.
Uma posição à condição visto que o jogo da 6ª jornada entre o HC Penafiel e a AD Valongo está marcado para o dia 7 de abril.
Com o triunfo em Ponte de Lima, a AD Barcelos/Campo soma onze pontos, mais dois que o HC Penafiel ( -1 jogo ).

Quem se aproximou da luta pelo segundo lugar foi o HC Braga que venceu em Paços de Ferreira por 6-2, passando agora a ter oito pontos.
Apontaram pelo HC Braga, Eduardo Silva, Rafael Costa, Simão Crispim, Roberto Esteves, Francisco Ribeiro e Tomás Pereira enquanto pela Juventude Pacense bisou Gonçalo Ribeiro.


Para a próxima jornada, dia 14 de abril, a AD Barcelos/Campo joga em casa com a Juventude Pacense, a AD Valongo recebe a AD Limianos e o HC Penafiel desloca-se a Braga.

Classificação
1º AD Valongo 15p ( -1 jogo )
2º AD Barcelos/Campo 11p
3º HC Penafiel 9p ( -1 jogo )
4º HC Braga 8p
5º AD Limianos 4p
6º Juv Pacense 0p

I D - Sporting sofre para vencer Valença



O Sporting CP depois da ronda europeia em que venceu a Oliveirense por 3-2, recebeu o Valença HC em partida relativa à 19ª jornada do nacional da 1ª divisão, derrotando o clube minhoto por 2-1
A equipa leonina sem Ferran Font que se encontra ao serviço da seleção de Espanha na preparação para a Taça Latina  e sem Pedro Gil, apenas conseguiu marcar o seu primeiro golo aos 9' por Vitor Hugo.
Um tento que só não apareceu mais cedo graças à grande exibição do guarda redes do Valença, Rodolfo Sobral.
A formação minhota também desfalcada de Ziga Campos e do capitão Miguel Fernandes ( motivos de força maior ) podia ter feito o empate mas o remate de Nuno Micoli bateu no poste da baliza de Ângelo Girão.
Perto do intervalo aos 22', o Sporting CP aumentou para 2-0 por Toni Perez.

Na segunda parte o Valença apareceu mais atrevido e reduziu aos 7' para 2-1 por Nuno Micoli a passe de Luís Viana.
Este tento animou o jogo com as oportunidades de golo a serem negadas quer por Ângelo Girão, quer por Rodolfo Sobral, pelo que o resultado não sofreu mais alteração ate ao fim.

Com o triunfo o Sporting manteve o primeiro lugar no campeonato, com cinquenta e dois pontos.
Em relação ao Valença HC caiu para o décimo primeiro lugar com treze pontos, depois de ser ultrapassado pelo HC Turquel.
Para a próxima jornada o Sporting CP desloca-se a Valongo e o Valença recebe o Infante Sagres.

ED Viana forma equipa senior



A Escola Desportiva de Viana (EDV) vai ter uma equipa sénior de hóquei em patins já a partir da próxima época desportiva. A nova secção “autónoma” da EDV irá começar por participar no Campeonato Nacional da 3ª Divisão.

Em conferência de imprensa realizada no Pavilhão de Monserrate, o presidente do clube minhoto, Rui Silva, referiu que “hoje é um dia histórico para a Escola Desportiva, nomeadamente para a sua secção de hóquei em patins”.

Enalteceu que vão “poder dar continuidade ao hóquei, dos Sub-9 aos seniores”, já que têm uma história ligada ao hóquei. “Como sabem a EDV nasceu num ringue. Desde que tomamos posse deparamos-nos com um problema grave, a continuidade dos atletas de Viana do Castelo na prática diária desta modalidade e por isso avançamos para este novo projeto.

Esta será uma secção totalmente autónoma, com gestão e orçamento próprio. Nada terá a ver com a formação. Económica e administrativamente também estará separada. Terá que ter sustentabilidade e nunca poderá por em causa a principal característica da EDV que é a formação”, disse Rui Silva.

Recorde-se que o primeiro artigo dos Estatutos da EDV dizem que Escola Desportiva de Viana tem por fins a promoção desportiva, cultural e recreativa dos seus associados e de todas as crianças residentes no concelho de Viana do Castelo. Nesta apresentação, Rui Silva acrescentou aos jornalistas que o plantel está praticamente fechado, mas não quis adiantar nenhum nome.

O presidente do clube minhoto garantiu também que ainda não está definida a equipa técnica e que os jogos serão realizados, sempre que possível, no Pavilhão de Monserrate em Viana do Castelo.

Fonte: Radio Geice

III D - Cartaipense derrota ADB Campo


No derbi minhoto da 14ª jornada, entre as duas equipas do Minho presentes no nacional da terceira divisão, zona A, o Cartaipense recebeu e venceu a AD Barcelos/Campo por 4-3.
Apesar dos objetivos da época em curso serem bem diferentes, o jogo foi muito bem disputado.
O Cartaipense que procura andar nos primeiros lugares, marcou aos 9' por Ricardo Lopes.
Com a intenção de "ganhar" rodagem, a jovem equipa da AD Barcelos/Campo empatou aos 17' por Alexandre Azevedo.
Perto do ultimo minuto antes do descanso, Carlos Rodrigues colocou o Cart na frente do marcador.
Na segunda parte a AD Barcelos /Campo logo aos 4' voltou a igualar de grande penalidade por Vítor Braga.
Respondeu o Cartaipense aos 6' com Carlos Rodrigues a fazer o 3-2 e aos 10' a ampliar para 4-2 por Luís Martins.
A AD Barcelos/Campo aos 17' desperdiçou um livre por Vitor Braga, jogador que perto do fim reduziu fazendo o 4-3.


O triunfo permite ao Cartaipense continuar no terceiro lugar, agora com trinta e um pontos, a oito dos dois primeiros classificados, Lavra e Maia.
Em relação à AD Barcelos/Campo manteve o 11º lugar com quatro pontos.
Na próxima ronda o Cartaipense joga no Académico FC e a AD Barcelos/Campo recebe o primeiro, o CRPF Lavra

Fotos: Cartaipense e Elsa Lopes
Apoio: Elsa Lopes

II D - ADJ Vila Praia sofre nova goleada agora em Paços de Ferreira



A Juventude Pacense venceu a ADJ Vila Praia por esclarecedores 11-3. afastando-se assim a equipa de Paços de Ferreira da zona de descida.
Em sentido inverso, a equipa de Vila Praia continua em ultimo lugar com apenas quatro pontos e quase que matematicamente desceu de divisão.
Sem grandes preocupações defensivas, ambas as equipas jogaram para o espetaculo e para os golos.
Ao intervalo a Juventude Pacense comandava o resultado por 7-0.

No segundo tempo a Juventude Pacense abrandou um pouco o ritmo de jogo marcando apenas dois golos , permitindo inclusive que a ADJ Vila Praia fizesse três tentos.
O resultado foi feito com os golos de Gil Vicente (4), Bernardo Valiñas (2), Marcelo Ribeiro (1), Márcio Fonseca (1), Vítor Hugo (1), Francisco Ribeiro (1) e Filipe Flórido (1) para a Juventude e por Rui Araújo (2) e Marco Viana (1) para o Vila Praia.

Na próxima ronda a Juventude Pacense joga em Riba d'Ave e a ADJ Vila Praia recebe o FC Porto B.

Foto: Juventude Pacense ( facebook )

II D - AD Limianos perde com o Porto B



Apesar da derrota no Porto B por 6-2, a AD Limianos continua acima da zona de descida, muito por culpa do triunfo do Gulpilhares em Marco de Canaveses.
A equipa da Gaia ( treze pontos ) reduziu a diferença pontual na luta pela manutenção e impediu que o HC Marco que soma dezasseis ultrapassa-se a AD Limianos que soma dezoito pontos.

Diante o Porto B, a formação de Ponte de Lima até marcou primeiro por Duarte Machado mas permitiu a reviravolta por Dinis Abreu e Gustavo Vidal.
Antes do descanso de grande penalidade Rui Pedro empatou.

Na segunda parte o Porto B foi mais forte, acabado por marcar mais quatro golos, três de Dinis Abreu e um de Gustavo Vidal.

Perante este desfecho, o Porto B passou a somar trinta e três pontos no sétimo lugar, enquanto que a AD Limianos manteve o décimo primeiro lugar com dezoito.
Para a 22ª jornada o Porto B joga em Vila Praia e a AD Limianos recebe a AA Coimbra.

Foto: DR

3.27.2018

II D - HC Fão perde com AA Coimbra



O HC Fão que luta pela manutenção perdeu em sua casa com a AA Coimbra por 5-4.
Começou bem a equipa do HC Fão que abriu o marcador ainda no primeiro minuto por Márcio Silva.
A equipa de Coimbra respondeu e no minuto seguinte fez o empate de grande penalidade por Diogo Graça.
Depois do HC Fão ter enviado uma bola à barra, a AA Coimbra passou para a frente do marcador aos 6' por Vasco Martinho.
Volvidos dois minutos um remate fortíssimo de meia distancia dos visitantes originou o seu terceiro golo.
Aos 11' o HC Fão fez o 2-3 por Diogo Sá em jogada de contra ataque.
Ainda na primeira parte a formação de Coimbra marcou aos 12' e o HC Fão reduziu aos 18' por André Barbosa.



Na segunda parte a turma do Minho pressionou e conseguiu chegar ao empate aos 18' por Ivo Ventura.
O resultado final de 5-4 a favor do Coimbra seria estabelecido aos 22' por Diogo Graça, tendo o HC Fão ainda desperdiçado um livre direto por Márcio Silva.

Um jogo marcado pela inúmeras faltas de equipa, num total de trinta e cinco, sendo vinte para o HC Fão e quinze para a AA Coimbra.
De registar o exagero da dupla de arbitragem no capitulo disciplinar, com prejuízo para os fangueiros.
Quando a equipa do Minho procurava nos últimos minutos chegar ao empate, Diogo Sá foi punido com cartão azul, segundos antes de ter sofrido uma clara infração para grande penalidade.

Com esta derrota o HC Fão continua em zona de descida com doze pontos, enquanto que a AA Coimbra subiu ao quarto lugar.
Na próxima ronda o HC Fão joga em Famalicão e a AA Coimbra volta ao Minho mas a Ponte de Lima.

Fotos: JF

Lleida acolhe Final Four da Taça Cers



Por unanimidade, Lleida será o palco da final four da Taça Cers de 2018, nos dias 28 e 29 de abril.
Depois do Voltregà ter decidido apoiar o seu vizinho na organização do evento, restavam também as ofertas de OC Barcelos e Breganze de Itália.
Será pois em terras espanholas, no Pavilhão Onze de Setembre que a equipa do OC Barcelos vai defender os títulos alcançados em 2017 em Viarregio e em Barcelos em 2016.
Para a equipa portuguesa, esta final four será a quarta final four consecutiva, depois de Noia/Igualada, Barcelos e Viareggio.

Recorde-se a Final Four da Liga Europeia de 2017 foi disputada no Pabellón Barris Nord de Lleida ( capacidade para cinco mil pessoas ), onde estiveram Barcelona, Benfica, Oliveirense e Réus.
O triunfo pertenceu ao Réus que na final derrotou a Oliveirense.

Final Four 2018
sabado dia 28 de abril
Voltregà - OC Barcelos
Lleida - Breganze
domingo dia 29 de abril 
final

3.26.2018

ED Viana prepara projeto senior



A Escola Desportiva de Viana vêm por este meio solicitar a vossa presença para a conferência de imprensa a realizar no dia 28/03/2018 às 16h00 no Pavilhão de Monserrate, para apresentação do projeto Senior da seção de Hóquei em Patins da Escola Desportiva de Viana

II D - Empate entre CH Carvalhos e Riba d'Ave



No jogo grande da 21ª jornada do nacional da segunda divisão, zona norte, o primeiro classificado, o Riba d'Ave deslocou-se ao recinto do terceiro, o CH Carvalhos, tendo se verificado no final uma igualdade a seis bolas.
Os golos do desafio foram de Rui Vidal (4), Ricardo Ramos (1) e Nuno Rodrigues (1) para o CH Carvalhos e de Hugo Azevedo (3), Bruno Serôdio (2) e Raul Meca (1) para o Riba d'Ave

Depois de uma grande primeira realizada pelo Riba d'Ave que chegou ao intervalo a vencer por 4-1, o CH Carvalhos reagiu e deu a volta ao marcador.
No entanto a sete minutos do fim a turma do Minho fez a igualdade, repetindo a divisão de pontos tal como na primeira volta.
A igualdade podia ter sido desfeita por ambas as equipas num final de jogo frenético e impróprio para cardíacos presenciado por um publico que esgotou o pavilhão dos Carvalhos.
Com a Sanjoanense a folgar, o Riba d'Ave aumentou para quatro pontos a vantagem sobre o segundo classificado.
Quanto ao CH Carvalhos encurtou a distancia para a turma de São João da Madeira, estando agora com menos dois pontos.

Para a próxima jornada, o CH Carvalhos joga em Espinho ( 5º classificado ) e o Riba d'Ave recebe a Juventude Pacense.

foto: Riba d'Ave ( facebook)

I D - Juventude de Viana vence no Alentejo



A Juventude Viana deslocou-se no sábado, pela primeira vez, ao Alentejo para defrontar o Grândola em jogo correspondente à 19ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de hóquei em patins e venceu de forma folgada (2-6).
Os minhotos marcaram o primeiro golo nos segundos iniciais por Tó Silva e ganharam animo para rubricar uma exibição agradável, construindo um triunfo tranquilo na casa do ultimo classificado.
Os golos dos minhotos, que venciam ao intervalo por 0-3, foram apontados por Emanuel Garcia (3), Nuno Santos (1), Tó Silva (1) e Nelson Pereira (1).
Por parte do Grândola marcaram Filipe Bernardino e José Bernardo.
Com esta vitória os pupilos de Renato Garrido recuperam o 6º lugar, ainda que a par do OC Barcelos que empatou (3-3) em Paço d`Arcos.
Os dois emblemas do Minho somam 30 pontos na tabela classificativa.
Em relação ao Grândola continua na ultima posição com apenas seis pontos.

Na próxima ronda a Juventude de Viana recebe o Tomar e o Grândola visita a " Aldeia do Hóquei ", Turquel.

Foto: Juventude de Viana
Apoio: Radio Geice 

I D - OC Barcelos empata em Paço d'Arcos


O OC Barcelos visitou o " Casablanca " e empatou a três bolas com o aflito Paço d'Arcos num dos três jogos disputados da 19ª jornada do nacional da 1ª divisão.

Numa posição tranquila, a equipa de Barcelos realizou uma boa primeira parte, chegando ao intervalo a vencer por 2-0, com golos de João Almeida e Marinho.
A vantagem até podia ter sido maior, mas os minhotos falharam dois lances de bola parada.
Na segunda parte o Paço d'Arcos " acordou " conseguindo chegar ao empate por Rui Pereira e Gonçalo Nunes.
O resultado final foi estabelecido no ultimo minuto, primeiro com João Almeida a marcar para o Barcelos que jogava com menos um elemento.
Essa inferioridade minhota foi aproveitada pelo Paço d'Arcos por Daniel Homem fazendo o três igual.

A divisão de pontos mantém o OC Barcelos no sexto lugar agora com trinta pontos.
O Paço d'Arcos na sua luta pela manutenção soma agora quinze pontos, ocupando o 9º lugar.
Para a próxima ronda o OC Barcelos recebe o Benfica e o Paço d'Arcos recebe a Oliveirense.

FOTO: DV

3.25.2018

Inter Regiões - AP Leiria garante 3º lugar



A AP Leiria ficou com a medalha de bronze no 42º Inter Regiões depois de vencer a AP Coimbra por 3-1.
Três golos de Guilherme Luís foram decisivos para o triunfo leiriense, tendo por parte de Coimbra marcado André Amaral.
Ao intervalo o marcador registava uma igualdade a uma bola.

Foto:António Lopes

Inter Regiões - AP Porto vence Inter Regiões



A AP Porto conquistou o 42º Inter Regiões após derrotar no prolongamento a AP Lisboa por 3-1 em Bragança.
O grande obreiro do triunfo foi Miguel Henriques que apontou os três golos portuenses.

A AP Lisboa que ate começou a ganhar logo aos 4' por Lucas Santos na primeira parte, permitiu que a AP Porto antes do intervalo.
Para a segunda parte a AP Porto após falhar um livre direto, conseguiu empatar aos 12' por Miguel Henriques na transformação de igual lance, levando o jogo para prolongamento.
No tempo extra a equipa de Lisboa cometeu a sua décima falta, infração concretizada por Miguel Henriques.
Em desespero a AP Lisboa nos últimos segundos arriscou e optou por jogar sem guarda redes, conseguindo mesmo marcar um golo.
A situação irregular ( exemplo do Sporting /FC Porto na Taça de Portugal ) não passou despercebida aos árbitros que puniram os lisboetas com dois cartões vermelhos  ( treinador e jogador da AP Lisboa ) e um livre direto.
Toda essa situação foi aproveitada pela AP Porto para fechar o resultado em 3-1 por Miguel Henriques.

Inter Regiões - AP Aveiro termina em 9º lugar



No mini campeonato para atribuição das últimos lugares do 42º Inter Regiões, a AP Aveiro terminou em 9º lugar depois de superar a AP Madeira por 5-1 e a RA Açores por 5-0.
Uma superioridade evidenciada nos resultados obtidos.

A turma de Aveiro com alguma surpresa acabou por cair para esta posição, tendo sido obrigada a decidir o nono lugar com as seleções das Ilhas.
Depois da AP Aveiro, a AP Madeira terminou em 10º e a RA Açores na ultima posição.

Resultados do Mini Campeonato

AP Madeira 5 RA Açores 2
AP Aveiro 5 AP Madeira 1
AP Aveiro 5 RA Açores 0

Classificação
AP Aveiro 6p
AP Madeira 3p
RA Açores 0p

Foto: António Lopes

Inter Regiões- Setúbal supera Alentejo



Para o sétimo lugar do 42º Inter Regiões, a AP Setúbal venceu a AP Alentejo pela diferença mínima, 2-1.
Um resultado que permitiu a ambas as seleções melhorar a classificação da edição anterior.
A AP Setúbal superou o nono lugar e a AP Alentejo o décimo posto.
O resultado final premeia a turma de Setúbal que ao intervalo vencia por 2-0 com golos de Gonçalo Sales e Diogo Lopes.
Na segunda parte a AP Alentejo tudo fez para anular a desvantagem mas apenas conseguiu marcar um golo por Guilherme Inácio.
Acabou por ser um jogo de enorme entrega das duas formações que jogaram e prenderam todos os presentes até ao ultimo segundo em relação ao resultado final.~

Foto: António Lopes

Inter Regiões - AP Minho termina no 6º lugar



Na luta pelo quinto lugar do 42º Inter Regiões, a seleção da AP Ribatejo levou a melhor sobre a AP Minho, num jogo decidido nas grandes penalidades.
Uma partida muito interessante de seguir, onde ambas as seleções mostraram o seu valor.
Quanto ao jogo, a AP Ribatejo conseguiu andar sempre na frente do resultado, obrigando os minhotos a correr atrás do marcador.
Ao intervalo os ribatejanos venciam por 2-1 com tentos de João Inácio e Pedro Batista, tendo pelo minho marcado Guilherme Leitão
Na segunda parte a AP Minho voltou a igualar por Pedro Sampedro mas a AP Ribatejo conseguiu ganhar de novo a frente do marcador Bernardo Santos.
A AP Minho voltou a empatar por Pedro Sampedro e levar a decisão para o prolongamento (sem golos ) e depois para as grandes penalidades.

Nas grandes penalidades, onde foram precisas oito, a AP Ribatejo venceu por 8-7.
Com este resultado a AP Ribatejo terminou em quinto e a AP Minho em sexto lugar.

Foto: AL

3.24.2018

Inter Regiões - AP Lisboa na final



A AP Lisboa vai discutir o 42º Inter Regiões com a AP Porto, depois de ter vencido a AP Leiria por 3-1.
Em mais uma grande meia final com muito publico presente em Bragança e disputado a enorme velocidade a AP Leiria abriu o marcador por Vasco Alexandre aos 11'.
A perder a AP Lisboa carregou e ainda na primeira parte aos 13' Martin Leite fez o empate.

No segundo tempo a intensidade do jogo não baixou nem mesmo depois da AP Lisboa ter feito a reviravolta por Lucas Santos aos 3'.
Com as oportunidades de golo a serem uma constante, acabou por ser de novo a AP Lisboa a marcar por João Meireles aos 7'.
Mesmo assim a AP Leiria não desistiu e aos 13' reduziu para 3-2 por Vasco Alexandre.
O final do jogo foi vivido com muito nervosismo, com a turma de Leiria a tentar chegar ao empate, tendo o guarda redes da AP Lisboa negado em cima do apito final a igualdade.

Foto: AL

Inter Regiões - AP Porto na final após grandes penalidades



Só nas grandes penalidades é que a AP Porto garantiu a presença na final do 42º Inter Regiões ao derrotar a AP Coimbra.
Numa meia final muito intensa a AP Coimbra surpreendeu ao marcar primeiro aos 3' por Leandro Moutinho.
A AP Porto respondeu com o empate aos 7' por Gustavo Araújo, resultado com que se chegou ao intervalo e não mais sofreu alteração
No prolongamento, na segunda parte a AP Coimbra voltou a adiantar-se no marcador por Diogo Cortez, mas Miguel Henriques igualou levando a decisão do vencedor para as grandes penalidades.
Aqui a AP Porto foi mais certeira, apontado por duas vezes através dos remates de Miguel Henriques e Ricardo Fallé.

Foto: AL 

Inter Regiões - Ribatejo vence Alentejo.



A AP Ribatejo vai medir forças com a AP Minho pelo quinto e sexto lugar depois de vencer a AP Alentejo por 2-1.
Com alguma facilidade a AP Ribatejo chegou ao 2-0 por Francisco Ferreira e João Inácio ainda nos primeiros oito minutos.
A vencer a AP Ribatejo relaxou tendo a AP Alentejo aproveitado para na segunda parte reduzir por Guilherme Inácio a três minutos do final do encontro.
Estes resultado ditou que a AP Alentejo defronte a AP Setúbal pelo sétimo lugar no ultima dia do Inter Regiões que se disputa em Bragança.

Foto : António Lopes

Inter Regiões - Madeira vence Açores



No segundo jogo do dia entre madeirenses e açorianos, o triunfo sorriu à AP madeira por 5-2 que assim ganhou vantagem no mini campeonato a ser disputado também pela AP Aveiro.
Recorde de no fecho do grupo A, ambas as equipas empataram a duas bolas.
Fizeram o triunfo da AP Madeira os golos, três de Rúben Vieira e um cada de Francisco Ramalho e Pedro Figueira.
Por parte da RA Açores marcaram Simão Resendes e Francisco Freitas.
Para o ultimo dia de torneio, a AP Aveiro vai realizar dois jogos com a AP Madeira e RA Açores.

Foto: António Lopes



Inter Regiões - Minho vence Setúbal e vai lutar pelo quinto lugar



Depois de afastada das meias finais, a AP Minho foi relegada para disputar o quinto lugar, começando esse percurso com o triunfo sobre Setúbal por 8-4.
Sem pressão os minhotos ao intervalo vencia por 3-0, com tentos de Pedro Sampedro dois e João Gonçalves.
Na segunda parte a AP Minho aumentou para 4-0 por Guilherme Leitão com a AP Setúbal a reduzir por Bernardo Mateus.
Trocando melhor a bola a formação do Minho voltou a marcar por Cristiano Carvalho e Guilherme Leitão.
Sem nunca desistir de marcar, Setúbal fez o 6-2 Diogo Lopes.
Com o marcador e vencedor encontrado ate ao fim o Minho e Setúbal obtiveram mais dois golos.
Por parte do Minho marcou Martin Almeida e Gonçalo Barbosa e por Setúbal apontou Gonçalo Sales e Martim Ferreirinha.
Assim a AP Minho vai defrontar a AP Ribatejo e a AP Setúbal mede forças com a AP Alentejo.

Foto: António Lopes

42º Inter Regiões - AP Minho fora das meias finais



A AP Minho está fora das meias finais, após perder com a AP Leiria por 3-0, num jogo onde o empate servia para atingir essa posição.
Quanto a AP Leira só o triunfo interessa e foi isso que os leirienses fizeram marcando logo aos 9' por Salvador André.
Procurou o Minho mas nada saiu bem nem os passes nem os remates, ficando pior quando de grande penalidade Tomás Adam fez o 2-0.
A perder na segunda parte, a AP Minho entrou a pressionar mais, mas um remate fortíssimo de meia distancia surpreendeu Miguel Almeida estabelecendo o 3-0 final.
Assim a AP Minho vai jogar o quinto lugar, enquanto a AP Leiria mede forças nas meias finais com a AP Lisboa.


Neste grupo A, a AP Porto que já tinha o apuramento garantindo, empatou a três bolas com a AP Ribatejo, que precisava de ganhar para ainda ter esperanças em chegar às meias finais.
Por fim a AP Madeira e RA Açores dividiram o resultado com a igualdade a uma bola.

3.23.2018

Inter Regiões - AP Minho perde com AP Porto


Na partida entre candidatos às meias finais, a equipa da AP Minho perdeu com a AP Porto por 3-1.
Ao intervalo a seleção do Porto vencia por 2-0 com tentos de Ricardo Fallé e Miguel Henriques.
Para a segunda parte a AP Porto elevou para 3-0 por Gustavo Araújo, tendo nos segundos finais a AP Minho reduzido por João Gonçalves.
O tento minhoto foi o primeiro sofrido pela AP Porto na prova.

Este triunfo da AP Porto garantiu desde já a sua presença nas meias finais, ficando o segundo lugar reservado para a luta de três equipas, AP Minho, AP Ribatejo e AP Leiria.

Na ultima jornada a AP Minho joga com a AP Leiria, partida decisiva para o apuramento para as meias finais, onde a AP Ribatejo pode entrar na luta pelo segundo posto, defrontando a AP Porto.
Interessante será também o duelo entre as equipas das ilhas, Madeira e Açores.

Resultados do Grupo A
AP Porto 3 AP Minho 1
AP Leiria 7 AP Madeira 0
AP Ribatejo 15 RA Açores 0

Classificação
AP Porto 12p
AP Minho 9p
AP Ribarejo 7p
AP Leiria 7p
AP Madeira 0p
RA Açores 0p

42º Inter Regiões - AP Minho soma 3ª vitoria




O segundo dia do 42º Inter Regiões em Bragança, começou com mais uma goleada imposta pela AP Porto, desta vez sobre a AP Madeira por 13-0
Um registo notável da AP Porto, que em três jogos marcou até ao momento trinta e um golos e ainda não sofreu nenhum.
Quem não ficou atrás foi a AP Leiria que diante a RA Açores também goleou por 8-1. Destaque neste resultado para o primeiro golo do torneio apontado pela seleção açoriana e para a primeira vitoria na prova do conjunto leiriense.

Quanto à AP Minho derrotou a AP Ribatejo por 2-0, num jogo muito equilibrado, onde o vencedor apenas foi encontrado na segunda parte.

Os golos do triunfo minhoto foram de Rui Ribeiro e Guilherme Leitão.

Ainda esta sexta feira realiza-se a 4ª Jornada

17H AP Minho - AP Porto
18H AP Leiria - AP Madeira

19H RA Açores - AP Ribatejo 

II D Norte - 1º e 3º jogam nos Carvalhos



O jogo grande da 21ª jornada do nacional da segunda divisão, zona norte realiza-se nos Carvalhos, com a turma da casa, o CH Carvalhos a receber o Riba d'Ave.
Um desafio entre o primeiro, o Riba d'Ave que tem quarenta e seis pontos , diante o CH carvalhos terceiro com quarenta.

A equipa de Riba d'Ave apresenta-se nos Carvalhos bastante moralizada, não só por comandar a prova, como também depois de ter alcançado os quartos de final da Taça de Portugal com o triunfo em Coimbra.

Uma partida que se prevê equilibrada, onde a equipa da casa que na primeira volta conseguiu empatar a quatro bolas em Riba d'Ave vai tentar vencer para se aproximar do clube minhoto.
Por sua vez, o Riba d'Ave em caso de triunfo aumenta a diferença para o terceiro classificado e ganha vantagem no confronto direto.

A equipa do CH Carvalhos em casa ainda não perdeu, cedendo apenas dois empates com a AA Espinho e Juventude Pacense.
O Riba d'Ave fora apenas foi derrotado em Coimbra e em São João da Madeira.

O jogo começa às 18h e terá arbitragem de Orlando Panza e Manuel Fernandes  do Porto.

3.22.2018

42º Inter Regiões - AP Minho vence AP Madeira



Esta segunda jornada do grupo A, originou o primeiro empate da prova, com a AP Leiria e a AP Ribatejo a dividirem o resultado a duas bolas.
Quanto aos outros dois jogos, triunfos dos principais candidatos.
A AP Porto superou a RA Açores por 19-0, depois do 5-0 imposto à AP Leiria.
Em relação à AP Minho, após vencer a RA Açores por 12-0, derrotou a AP Madeira por 7-1.

Depois de um inicio prometedor com o primeiro golo logo aos 2' por Cristiano Carvalho, a seleção do Minho foi surpreendida com a reação madeirense que em contra ataque fez o empate antes do intervalo por João Pestana.

O descanso fez bem aos minhotos que logo aos 2' da segunda parte fizeram o 2-1 por Guilherme Leitão.
Aos 5' Cristiano Carvalho deu alguma tranquilidade obtendo o 3-1 para a sua equipa.
A AP Madeira não desistiu e aos 7' podia ter reduzido mas Afonso Freitas desperdiçou uma grande penalidade permitindo a defesa a Hugo Pereira.
Na jogada seguinte a AP Minho aumentou para 4-1 por Guilherme Leitão, com Tiago Belchior a elevar para 5-1 aos 9'.
A formação madeirense voltou a ter nova oportunidade para reduzir de livre direto mas a saída antes do apito para a infração ser convertida um jogador da AP Madeira foi anulada.
Na parte final a AP Minho fez mais por João Gonçalves e  Guilherme Leitão.

Com estes resultados, o grupo A é liderado pela AP Porto e AP Minho com seis pontos, AP Ribatejo com quatro, AP Leiria com um, AP Madeira e RA Açores sem pontuar.

Esta sexta feira nova dupla jornada, que pode ajudar a definir quem avança para as meias finais.

10H AP Madeira - AP Porto
11H RA Açores - AP Leiria
12H AP Minho - AP Ribatejo

17H AP Minho - AP Porto
18H AP Leiria - AP Madeira
19H RA Açores - AP Ribatejo 

42º Inter Regiões - AP Minho goleia RA Açores



A AP Minho iniciou a sua participação no 42º Inter regiões que se disputa em Bragança com um folgado triunfo sobre a RA Açores por 12-0.
A superioridade minhota evidenciava-se ao intervalo com o resultado favorável de 6-0.
Fizeram os golos da vitoria, Rui Ribeiro (3), Tiago Belchior (2), Cristiano Carvalho (3), João Gonçalves (1), Guilherme Leitão (2) e Pedro Sampedro (1).
A edição do 42º Inter regiões começou com a AP Porto a vencer a AP Leiria por 5-0, seleções do grupo onde está inserida a AP Minho.
Quanto ao terceiro jogo do grupo, a AP Ribatejo defrontou a AP Madeira  e venceu por 9-1.

Ainda esta quinta feira, a AP Minho volta a jogar, desta vez medindo forças com a AP madeira a partir das 19h
Antes a partir das 17h a AP Porto joga com a RA Açores  e às 18h a AP Leiria com a AP Ribatejo.

3.21.2018

Nacional de Infantis - AD Barcelos/Campo cai para o 3º lugar



O triunfo da AD Valongo em casa diante a AD Barcelos/Campo por 8-0, o apuramento da turma valonguense para a próxima fase da prova de infantis está garantido.
Com um percurso 100% vitorioso nas cinco jornadas e sem nenhum golo sofrido, a AD Valongo soma quinze pontos, mais seis que o agora segundo classificado, o HC Penafiel e mais sete que a AD Barcelos/Campo.
A turma penafidelense venceu a Juventude Pacense por 4-1 e aproveitou a derrota da AD Barcelos/Campo para subir aos segundo lugar com nove pontos, mais um que os barcelenses.
Por fim no derbi minhoto a AD Limianos empatou em casa com o HC Braga a uma bola.
A divisão de pontos coloca o HC Braga com cinco pontos e a AD Limianos com quatro

Com estes resultados a luta pelo segundo lugar é o motivo de interesse da zona Norte/A, que promete luta acesa entre o HC Penafiel, AD Barcelos/Campo como principais candidatos.

Para a próxima jornada a AD Valongo joga em Penafiel, A AD Barcelos/Campo desloca-se a Ponte de Lima e o HC Braga viaja a Paços de Ferreira.

Classificação
1º AD Valongo 15p
2º HC Penafiel 9p
3º AD Barcelos/Campo 8p
4º HC Braga 5p
5º AD Limianos 4p
6º Juv Pacense 1p

foto: Sara Ferreira

42º Inter Regiões " AP Minho tem tradição na prova "



Depois do quinto lugar obtido na edição anterior realizada na Mealhada, a seleção da AP Minho parte para o 42º Inter Regiões com a ambição de primeiro passar a fase de grupos e depois discutir as meias finais.

O Hóquei Minhoto falou com um dos selecionadores, Carlos Silva que explicou as escolhas e quais os objetivos da seleção em Bragança. 
" Em primeiro lugar quero referir que o grupo apresenta garantias de uma boa prova. Ao longo dos treinos e dos torneios observamos cerca de quarenta atletas. São estes que vão independentemente da opinião de qualquer pessoa.Ao contrário dos últimos anos, os atletas estão espalhados por  vários clubes.  Eu e o Rui Neto em sintonia entendemos que estas são os melhores. Aproveito para dizer que em Bragança será o Rui Neto a orientar o grupo.

Quanto aos objetivos, Carlos Silva lembrou que a AP Minho é uma seleção com tradição na prova.
" A AP Minho tem quatro Inter Regiões ganhou, joga sempre para os primeiros lugares, mas temos de saber respeitar todas as outras seleções. Há sempre uma seleção que faz uma surpresa em cada Inter Regiões. O nosso objetivo é chegar aos quatro primeiros e depois as meias finais. Se em outras vezes ganhamos é porque fomos mais fortes e se em outras vezes perdemos é porque outros foram superiores. Este ano vamos tentar ficar nos quatro primeiros.
O facto de estarmos num grupo de seis equipas não foi negativo, só por termos mais um jogo para disputar.. Podemos sentir isso depois caso a equipa chegue às meias finais. Os dois primeiros jogos com a RA Açores e AP Madeira podem ajudar a afinar a maquina. Depois a seguir é que vamos ter teoricamente os adversários mais complicados com  a AP Porto, AP Ribatejo e AP Leiria. Serão esses jogos que vão decidir que vai lutar pelos quatro primeiros lugares. Candidatos há sempre, caso de AP Lisboa e AP Porto. A AP Leiria e a AP Coimbra também pode surpreender ".

A AP Minho ficou num grupo A, jogando com a AP Porto, AP Leiria, AP Ribatejo, RA Açores e AP Madeira.

Para esta quinta feira a AP Minho tem dois jogos

11.00H RA Açores - AP Minho 
19.00H AP Madeira - AP Minho

Atletas convocados

GR Miguel Almeida Famalicense
GR Hugo Pereira HC Braga 

Martim Sampaio Almeida Famalicense
Rui Pedro Ribeiro HC Braga 
Guilherme Rodrigues HC Braga 
Pedro Sampedro Riba d'Ave HC 
Tiago Belchior OC Barcelos 
João Pedro Gomes Gonçalves Riba d'Ave HC 
Cristiano Carvalho Famalicense
Gonçalo Barbosa Famalicense