FINAL FOUR DA TAÇA CERS

FINAL FOUR DA TAÇA CERS
HÓQUEI MINHOTO EM VIAREGGIO

6.30.2013

HC Braga vice campeão nacional de juniores



Na grande final de juniores o HC Braga defrontou o Benfica num pavilhão Paz e Amizade em Loures completamente cheio e com muito calor perdendo por 3-2.
No duelo de vencedores das duas zonas (norte e sul) a primeira parte terminou empatada a zero. Com poucas oportunidades de golo, a única que merece referencia é o livre directo desperdiçado pelo Benfica aos 22' por Tiago Jorge.
Com a igualdade no marcador a segunda parte prometia enorme emoção, como na realidade aconteceu.
Depois de vários remates à baliza de Rodolfo Sobral, a primeira manifestação nas bancadas aconteceu aos 7' com o tento do HC Braga apontado por Miguel Castro.
No minuto seguinte novo golo e para os minhotos desta vez por Miguel Vieira.
O HC Braga estava por cima do jogo e podai ter elevado o resultado aos 9' mas Miguel Vieira desperdiçou um livre directo a castigar a décima falta da turma encarnada.
A perder a equipa benfiquista procurou reduzir mas Rodolfo Amaral foi evitando com enormes e fantásticas desde o esforço encarnado.
O encontro estava ao rubro vivendo-se de uma forma "louca " por todos. Aos 18' o HC Braga podia ter sentenciado a partida mas Gabi Silva falhou uma grande penalidade. Quem não marca, acaba por sofrer. Depois de muito rematar o Benfica conseguiu reduzir aos 21' por Tiago Jorge.
Os minhotos desconcentraram-se e sofreram logo a seguir a igualdade por Guilherme Silva.
O pior chegou para os minhotos quando à beira do ultimo minuto os bracarenses cometeram a décima falta que deveria ter sido a favor do Braga onde Guilherme Silva deu a volta oa resultado.
Nos últimos segundos o HC Braga podia ter empatado mas André Ferreira falhou um livre directo.
O cansaço físico e alguma desorientação ajudaram a este triste resultado. A arbitragem também não fica bem na fotografia com influencia directa no resultado final.

Juniores - " golo de ouro " do Minhoto Pedro Mendes garante 3º lugar ao Valongo



O minhoto Pedro Mendes contribuiu de forma decisiva para que a AD Valongo termina-se a final four na terceira posição ao apontar o tento da vitoria , o de ouro no prolongamento frente ao Turquel.
As duas equipas terminaram empatadas no tempo regulamentar a cinco bolas, depois da AD Valongo ter estado primeiro a vencer por 4-1 e depois por 5-3. O Turquel andou sempre atras do resultado à excepção de ter sido a primeira equipa a marcar no jogo.
Depois de o Turquel ter inaugurado o marcador ate ao descanso só deu Valongo com a obtenção de quatro golos, um deles da autoria do minhoto Pedro Mendes.
Na etapa final o Turquel reduziu para 2-3, mas a AD Valongo respondeu fazendo o 5-3.
Num ultimo esforço o Turquel adiou a vitória dos valonguenses atingindo a igualdade a cinco tentos, obrigando as duas equipas a horas extras.
No prolongamento no segundo minuto, Pedro Mendes apareceu isolado perante o guarda redes do Turquel e num gesto técnico perfeito fez o golo de ouro, garantindo assim à sua equipa o terceiro lugar no nacional de juniores.

Iniciados - HC Braga vence ADB Campo por 3-1


No duelo de equipas do Minho para atribuição do terceiro e quarto lugar, o HC Braga levou a melhor sobre a ADB Campo por 3-1.
Com muito calor dentro do pavilhão as duas equipas tiveram uma enorme entrega valorizando o espectáculo.
Referencia para um enorme " fair play " proporcionado pelas duas formação dentro do ringue.
Em relação ao jogo o HC Braga marcou primeiro por Gonçalo Botelho ao treze minutos fixando o resultado em tempo de descanso.
Na segunda parte a ADB Campo chegou ao empate por Pedro Silva. Com as duas equipas a procurarem a vitoria, esta começou a ser construída para os bracarenses , primeiro com o segundo golo de Gonçalo Meira aos 11' e por fim aos 13' o mesmo jogador estabeleceu o resultado final.
Sendo assim o HC Braga ficou na terceira posição enquanto que a ADB Campo ficou pelo quatro lugar.
Foi bonito ver o respeito dos atletas de ambas as equipas que tiveram oportunidade de mostrar o que bom se faz na Associação de patinagem do Minho.
Parabéns às duas equipas

João Candeias ex Paço d'Arcos reforça OC Barcelos




O atleta João Candeias de 19 anos muda-se dos juniores do Paço d'Arcos para ingressar nos seniores do OC Barcelos na próxima temporada.
Com idade ainda para jogar nos juniores, o jogador foi contratado pelos minhotos para reforçar o plantel sénior do OC Barcelos.
No entanto esporadicamente poderá contribuir com os seus serviços no escalão júnior.
A sua formação foi feita no Sporting em juvenis onde conquistou dois títulos nacionais, ingressando depois no Paço d'Arcos.
Em declarações em Loures onde se disputa a final four das camadas jovens, o jogadores justificou a sua escolha pelo clube do Minho.
" Aceitei ir para Barcelos porque é um desafio aliciante. Tenho a plena confiança nas pessoas que estão á frente do clube. Sei que a equipa é jovem e tal como eu quer ganhar. Penso que é a altura certa para dar o salto na modalidade. Tenho de aproveitar as oportunidades e esta que o Barcelos me proporciona vou procurar agradecer com muito trabalho e dedicação. O OC Barcelos é um clube reconhecido em todo o mundo".

Juniores - Benfica apurado para a final depois de vencer o Valongo por 3-2



A AD Valongo com o minhoto Pedro Mendes ( na foto ) foi afastada da decisão do titulo com a derrota por 3-2 com o  Benfica
Em relação ao jogo o Benfica puxou dos galões como candidato ao troféu inaugurando o marcador por Diogo Neves aos 9'. Volvidos cinco minutos os lisboetas podiam ter aumentado mas Tiago Jorge falhou um livre directo por cartão azul a Luís Melo. O segundo golo do Benfica apareceu logo a seguir por intermédio de Tiago Gouveia.
A AD Valongo não baixou os braços e reduziu logo a seguir por Álvaro Morais, para empatar aos 19' pelo mesmo jogador, estabelecendo o resultado ao intervalo.
Na segunda parte o Valongo podia ter dado a reviravolta ao resultado mas Álvaro Morais desperdiço. A seguir foi a vez do Benfica não aproveitar um livre directo por Tiago Jorge a castigar cartão azul a Bruno Moreira.
A jogar com mais um jogador o Benfica não conseguiu aproveitar essa situação. O vencedor do encontro foi encontrado a pouco mais de três minutos do fim com o tento de Guilherme Silva.
A final coloca assim frente a frente HC Braga e Benfica a partir das 19h deste domingo

6.29.2013

HC Braga na Final de Juniores apos vencer o Turquel por 9-5


Na categoria de juniores o Minho tem o HC Braga como finalista de juniores após estes terem vencido
o o Turquel por 9-5
O HC Braga entrou a mandar no jogo mas a primeira oportunidade de golo foi do Turquel onde Rodolfo Sobral impediu que o remate de Xavier Lourenço inaugura-se o marcador de grande penalidade.
O melhor jogo ofensivo dos minhotos deu resultado aos 6' com André Ferreira a fazer o 1-0. O mesmo jogador aos 9' fez o segundo do encontro.
O Turquel tentava mas quem voltou a marcar foram os minhotos por Gabi Silva de grande penalidade.
Aos 20' o Turquel conseguiu reduzir por Xavier Lourenço mas na resposta os minhoitos voltaram a marcar novamente por Gabi Silva.
Já no ultimo minuto Alexandre Duarte fixou o resultado em 4-2 na recolha aos balneários.
A segunda parte foi alucinante com os minhotos a entrarem de rompante passando o resultado para 6-2 com tentos de Miguel Vieira e Gabi Silva. O placard podia ter aumentado logo a seguir mas o Braga falhou um livre directo.


A seguir assistiu-se a uma forte reacção do Turquel com a obtenção de três golos colocando a diferença de apenas um golo a vantagem dos minhotos
Depois de muito sofrer com a pressão do Turquel o HC Braga marcou o sétimo golo aos 19' num remate forte de João Campos dando assim alguma tranquilidade.
Em desespero o Turquel tentava recuperar a bola . Numa dessa situação o limite foi ultrapassado por Isidro Evangelista que viu o cartão azul que não foi aproveitado por Miguel Viera de livre directo.
Segundos depois o Braga cometeu a décima falta onde Anderson Luis não conseguiu atirar com êxito. na resposta Miguel Viera fez o 8-5.
Na parte final mais golos, um para o Braga por Miguel Vieira e um para o Turquel por Anderson Luís fixando assim o desfecho final em 9-5 para os minhotos.

Iniciados - ADB Campo afastada da final pelo Paço d'Arcos


A segunda equipa minhota presente na final four de iniciados também falhou a partida de atribuição do titulo nacional da categoria após perder com o Paço d'Arcos por 5-3.
Apesar da eliminação a equipa de Barcelos obrigou a fortíssima equipa da linha de cascais a mostrar porque terminou na primeira posição da zona sul.
A primeira parte terminou sem golos com a melhor oportunidade a pertencer aos minhotos mas Pedro Silva desperdiçou um livre directo.
Na segunda parte o Paço d'Arcos inaugurou o marcador logo aos 2' por Gonçalo Nunes. O mesmo jogador elevou para 2-0 à passagem dos 6'.
Em desvantagem a ADB Campo reagiu e encurtou o marcador por Pedro Silva na recarga a um livre directo.
O Paço d'Arcos passado um minuto voltou a dispor de dois golos de vantagem por Frederico Salgueiro.
Segundos depois os minhotos voltaram a encurtar por Ricardo Maciel. A seguir talvez o momento do jogo com a ADB Campo a falhar o empate por Pedro Silva num livre direto.
Quem nao marca sofre e logo a seguir a equipa da linha de Cascais fez o 4-2 por Gonçalo Nunes. Um minuto depois Pedro Silva voltou a dar esperanças aos minhotos obtendo o 4-3. Mas seria o Paço d'Arcos a estabelecer o resultado final por Gonçalo Nunes.
Os minhotos perderam mas deram uma excelente imagem do seu valor. Se a finalização fosse outra o conjunto barcelense podia ter atingido a final.

Iniciados - HC Braga afastado da final apos golo de ouro pelo Sporting CP


Na final 4 que se disputa em Loures o HC Braga foi a primeira equipa minhota a entrar em acção, defrontando em iniciados o Sporting CP.
Num autentico forno no pavilhão Paz e Amizades com cerca de 40ª graus no seu interior os minhotos apresentaram-se mais fortes e inauguraram o marcador logo aos 3' por André Silva. A resposta dos leões apareceu aos 11' por Rafael Lourenço de grande penalidade. Ainda se festejava o tento do Sporting, já o HC Braga adiantava-se com tento de Duarte Azevedo, resultado com que se atingiu o descanso.
Na etapa final o HC Braga elevou para 3-1 aos 6' por André Silva.
O Sporting arriscou e aos 8' reduziu por Frederico Neves de livre directo a castigar a décima falta da equipa minhota. Segundos depois empatou por Rafael Lourenço.
Até ao fim o resultando não sofreu alteração, com as equipas a serem obrigadas a tempo extra.
Na primeira parte do prolongamento as equipas procuraram manter o esférico tentando rematar só quando a oportunidade surgisse.
No famoso golo de ouro este sorriu ao Sporting por Bernardo Pereira a escassos vinte e três segundos do fim do prolongamento por Bernardo Pereira.

6.28.2013

Paulo Matos deixa OC Barcelos



Foi através da rede social Facebook que o guarda redes Paulo Matos anunciou o fim da ligação com o OC Barcelos.

“Fim de ciclo. Venho por este meio informar que chegou ao fim a minha ligação, enquanto jogador, com o Oquei Clube de Barcelos. Quero aproveitar este momento para agradecer todos aqueles que ao longo destes 7 anos, não consecutivos, me apoiaram, acompanharam e aos que me criticaram de forma honesta, justa e construtiva. Este é o clube onde cresci para a modalidade, onde conquistei e ajudei a conquistar títulos. Ficarão para sempre as recordações dos momentos gloriosos que aqui vivi e continuarei sempre a ser um adepto atento e participativo na vida do clube.

Nas próximas semanas vou meditar sobre o meu futuro na modalidade... Está tudo em aberto!”

Grande entrevista a Rego Lamela - 34 anos ao serviço da arbitragem



No próximo dia 30 de Junho realiza-se no pavilhão municipal de Barcelos a homenagem a Rego Lamela, árbitro minhoto que deixa o apito no fim desta temporada. O seu ultimo jogo aconteceu na final da taça de Portugal em Barcelos entre o FC Porto e a Oliveirense.
O Blog Hoquei Minhoto entrevistou o juiz que ao longo de 34 anos serviu a arbitragem e dignificou a região. Uma entrevista onde Rego Lamela falou de tudo sem preconceitos.

- Blog Hoquei Minhoto
Chega ao fim mais de trinta e quatro anos de carreira de arbitro nacional e internacional
Como surgiu o gosto por ser árbitro de hóquei em patins?
- Rego Lamela
Comecei a gostar de hóquei em patins quando se realizou o Europeu de juniores. Na altura o hóquei em patins era a modalidade que trazia títulos para portugal Tudo começou em 1977, mas a serio e com diploma  foi em 1979 onde fui arbitro de baliza. Ser arbitro apareceu com o convite do Luís Rei  O meu primeiro jogo oficial como arbitro de ringue foi em 1980 onde dirigi o OC Barcelos contra a Grundig em jogos de reserva. Segundos os intervenientes no jogo a minha prestação foi correta.

BHM -  Muitos foram os jogos de apitou. Algum recorda como melhor em termos de arbitragem?
RL -  Estaria a mentir que não disse que os jogos entre FC Porto e Benfica são os que mexem mais com a modalidade. Houve uma época onde as duas equipas disputaram o play off. Nesse ano o titulo decidiu-se em quatro jogos onde eu apitei o primeiro , o terceiro e o quarto. Para mim foram os melhores jogos que dirigi porque em ringue estavam grandes jogadores envolvidos em grandes ambientes.

BHM - E qual o pior jogo?
RL - O pior jogo que apitei foi um Andorra/França para o Mundial B. As duas equipas já estavam apuradas para o Mundial A, mas faltava saber quem ficava em primeiro. Há vezes os jogos do mundial B são mais difíceis de gerir que as partidas da segunda ou terceira divisão em Portugal. Tudo começou quando perto do fim com o jogo empatado um jogador francês deu uma "stikada " violenta num adversário tendo sido expulso com na altura carão vermelho directo. A jogar com menos um jogador a França acabou por perder o jogo. Ainda hoje dizem que o Rego Lamela foi o culpado da derrota francesa nessa partida. Na altura o presidente do CERH era francês e olharam para mim como o maior culpado da situação.

BHM - Ao longo da carreira esteve em grandes palcos, conviveu com muitos dirigentes, jogadores e claro com árbitros.
Pavilhão
RL - O Palau Blaugrana de Barcelona e a pavilhão municipal de Barcelos
Dirigente?
RL - Sim cruzei me com muitos dirigentes, mas há um que apesar de actualmente não nos darmos bem, o Martins Arezes porque foi ele que na altura era presidente do conselho de arbitragem do Minho. Quando se começa a serio quem esta à frente de certos cargos fica como o grande responsável de uma carreira.
Jogador?
RL - Apitei jogos onde estiveram varias gerações de jogadores. Fiz mundiais, europeus, competições internacionais, mas é português aquele que pela sua qualidade e personalidade se evidenciou que foi o Vítor Hugo. Outros que marcam qualquer árbitro são o Tó Neves apesar do seu temperamento e O Pedro Alves pela sua forma de jogar. Dos internacionais foi o Panchito Velásquez.
Árbitro?
RL - O Luís Rei pelo seu carácter como homem e como árbitro pela sua qualidade.

BHM - Muitas vezes foi acusado de prejudicar as equipas do Minho. Explica porque razão esse sentimento expresso pelos clubes minhotos?
RL - Entendo perfeitamente esse sentimento. Mas o que dirão os árbitros da AP Porto quando apitam os jogos das equipas do Porto? e os de Lisboa quando jogam os clubes da capital? Eu dentro do ringue sempre procurei fazer o meu trabalho e penso que o fiz da melhor maneira. Em relação a essas acusações apenas digo que sempre fiz o melhor não olhando ás cores e aos emblemas das equipas. É errado pensar que o árbitro da cidade ou da mesma associação entre em pista com a intenção de ajudar.


BHM - A arbitragem portuguesa está bem servida? E no Minho?
RL - No Minho temos muita qualidade mas não temos quantidade. Todos os árbitros que estão em actividade no Minho foram formados por mim. Sou exigente na sua formação por isso tem todos um futuro muito promissor. A nível nacional penso que estamos bem representados. Não é pela arbitragem que Portugal não fica bem representado. Mas atenção que não há árbitros perfeitos. Nunca houve. falo por mim que aprendi até ao ultimo jogo que realizei.

BHM - Agora retirado dos ringues, vai continuar ligado à modalidade?
RL - Vou continuar ligado. A FPP convidou me para o conselho de arbitragem da FPP na próxima época. Quem viveu trinta e quatro anos e deu o que deu a esta modalidade não pode atirar para esquecer de um dia para o outro.

BHM - No Minho várias são as equipas de hóquei? Caracterize esses emblemas.
RL - O OC Barcelos e a Juventude de Viana são equipas que lutam por lugares cimeiros e tem adeptos que fervem com os seus jogos. O HC Braga é diferente porque a cidade de Braga não vive muito o hóquei penso que por culpa do Futebol. O Riba d'Ave um clube simpático. O Famalicense tenta recuperar o estatuto que já alcançou. A AD Limianos é uma equipa com um historial recente. O Cartaipense, o HC Fão, Valença, ADB Campo e a ED Viana são referencias na sua formação. Foi sempre bem recebido por todos.

BHM - Ficou surpreendido com a homenagem que lhe vão realizar?
RL - Sim fiquei agradavelmente surpreendido. Tal como já disse não é muito normal homenagear um árbitro. Agradeço à Câmara Municipal de Barcelos pela forma como se disponibilizou em colaborar nesta iniciativa, à AP Minho,à FPP, ao FC Porto e aos colegas que tiveram esta iniciativa. O árbitro é sempre uma figura polémica.

BHM- Alguma coisa nesta entrevista ficou por dizer?
RL- As coisas que nunca se disseram não será agora que vou dizer. Naturalmente nem tudo foi perfeito. As magoas e as feridas vão sarar com o tempo. Apenas digo que o hóquei em patins neste momento não é a segunda modalidade mais querida dos portugueses, mas sim a ultima. É A SEGUNDA MAIS QUERIDA DE TODOS.

O Blog Hoquei Minhoto agradeço a disponibilidade de Rego Lamela desejando lhe as maiores felicidades.

6.25.2013

Ultima Hora - Novos Horários da Final 4 juniores e iniciados em Loures



Os horários dos encontros de domingo, 30 de junho, das “Final-4” dos Campeonatos Nacionais de Iniciados e de Juniores de hóquei em patins foram alterados. As partidas referentes às meias-finais, que têm lugar no sábado, 29 de junho, mantêm-se inalteradas.
Assim, no domingo, o encontro de apuramento dos 3º e 4º lugares de Iniciados tem início às 15:00 (estava marcado para as 10:00) e a partida de apuramento dos 3º e 4º classificados de Juniores está agendada para as 16:15 (era às 11:30).
A final do escalão de Iniciados começa às 17:45 (e não às 15:00) e o jogo decisivo dos Juniores terá apito inicial às 19 horas (estava inicialmente agendado para as 17:00).
A Federação de Patinagem de Portugal pretende, deste modo, que as equipas possuam um maior período de descanso entre as partidas das “Final-4”, desejando que esta fase derradeira dos campeonatos seja, também, um momento de promoção e incentivo à prática desportiva, em particular do Hóquei em Patins.

fonte FPP

Diogo Sá disponível para novo desafio


                                                     ( Diogo Sá à direita )

Perante a indefinição que existe nesta altura em Ponte de Lima na composição do plantel para a próxima época, Diogo Sá está receptivo a um novo desafio na sua carreira.
O atleta da AD Limianos perante a incógnita que reina no clube, onde já se fala mesmo na possível extinção da secção de hóquei em patins quer agarrar um novo projecto.
Diogo Sá que foi ficou 15º lugar na lista dos melhores marcadores com trinta tentos, formou-se no OC Barcelos, tendo saído como sénior para o Famalicense. Depois de duas épocas em Famalicão mudou-se para Ponte de Lima onde esteve três épocas ate de transferir para o Povoa.
Na Povoa de Varzim esteve uma temporada voltando novamente à AD Limianos.
Ao longo do seu percurso conseguiu duas subidas à primeira divisão com a formação de Ponte de Lima.
Nas camadas jovens conquistou um campeonato nacional de juvenis em 2002/2003, para alem de vários campeonatos regionais da AP Minho.

6.24.2013

Rui Lopes deixa o Riba d'Ave Hóquei Clube


O atleta Rui Lopes que defendeu as cores do Riba d'Ave na época passada não vai continuar ao serviço da equipa minhota.
O clube que batizou a sua estreia na segunda divisão chegou a acordo mutuo com o atleta para terminar a sua ligação.
Na excelente campanha que o Riba d'Ave fez na prova onde terminou na quarta posição, Rui Lopes contribuiu com dez golos.
Pelo facto Rui Lopes está disponível para aceitar um novo desafio.

Cartaipense recebeu trofeu de campeão nacional da 3ª divisão


No passado sábado o Cartaipense enriqueceu a sua mostra de troféus com a Taça de Campeão Nacional da terceira divisão, prova conquistada após vencer o Marítimo dos Açores.
Aproveitando a presença da comitiva da Federação Portuguesa de Patinagem no Minho mais precisamente em Barcelos pela realização da final da Taça de portugal, o vice presidente Paulo Rodrigues deslocou-se às Taipas e entregou em nome da FPP a taça de campeão nacional do terceiro escalão ao capitão Eduardo Marques.

Também quem não deixou passar a prestação e o êxito dos minhotos foi a AP Minho que com o seu presidente António Emílio entregou uma lembrança, gesto que foi repetido pelo vereador do Desporto da Câmara Municipal de Guimarães e presidente da capital Europa do Desporto 2013, António Portilha.

Durante as cerimonias efectuou-se um jogo de hóquei em patins onde o Cartaiepnse defrontou e venceu o Gulpilhares, equipa que irá encontrar na segunda divisão na próxima temporada.

fonte: http://cart-taipas.blogspot.pt/

HC Braga vence Torneio São João (Iniciados e Infantis)


                                           Equipa de Infantis do HC Braga

Realizou-se nas Goladas no passado fim de semana o Torneio de São João nas categorias de iniciados e infantis, com os triunfos a pertencerem em ambos os escalões aos bracarenses.
Em infantis no sábado, o HC Braga foi o grande vencedor após derrotar o Famalicense por 7-3 e o HC Fão por 6-2. Na segunda posição ficou a equipa de Famalicão que derrotou os fangueiros por 6-5.
No domingo foi a vez de jogarem as equipas de iniciados. Esta serviu principalmente para preparar a equipa do HC Braga que estará presente na final four a nível nacional em Loures.
O primeiro lugar foi do HC Braga que venceu o Famalicense por 9-2 e o Turquel por 4-2. No segundo lugar ficou a turma da "aldeia do Hóquei" que derrotou o Famalicense por 9-0.
Pelo meio disputou-se uma partida de escolares com o Famalicense a vencer o HC Braga por 7-4.

Este torneio foi vantajoso em termos de divulgação da modalidade e mostrar a formação que se faz em Braga e não só, segundo o dirigente Joel Pereira.
" O principal objectivo deste torneio foi mostrar a nossa formação e acima de tudo divulgar a modalidade.
Agradecemos a presença de todos os clubes nesta prova onde quisemos lembrar o nosso padroeiro, São João e onde a Câmara Municipal não deixou de colaborar como sempre o faz".

Filipe Miranda ex HC Braga reforça OC Barcelos




Um regresso a uma casa que bem conhece.

Filipe Miranda guarda redes formado no OC Barcelos regressa após cumprir três épocas nos vizinhos HC Braga, de onde saiu ainda júnior.
O atleta de vinte e dois anos com poucas chances de jogar visto estar tapado pelo experiente Guilherme Silva não entrava nos planos do conjunto bracarense para a próxima época tendo assumido o compromisso de vestir a camisola barcelense.
Com esta entrada no grupo barcelense, resta saber o destino de Ginho ou de Paulo Matos.

6.23.2013

Minhoto Helder Nunes conquista Taça de Portugal


Helder Nunes conquista dobradinha pelo FC Porto

Depois de saborear o titulo de campeão nacional da primeira divisão, o minhoto Helder Nunes juntou este fim de semana a Taça de Portugal após vencer a Oliveirense na sua terra natal por 5-3 com a sua equipa o FC Porto.
No jogo decisivo não marcou mas contribuiu enquanto esteve em pista para ajudar os seus colegas a obterem o triunfo.
Sendo a primeira época no plantel sênior o atleta de dezanove anos começou em grande a sua carreira que esta época só não ficou completa com o titulo de campeão europeu perdido em casa frente ao Benfica.
A final da taça disputada em Barcelos, contou com a presença de mais três minhotos, Gonçalo Alves da Oliveirense que marcou os três golos da sua equipa na final, Pedro Mendes e Hugo Azevedo do Valongo.
Uma vez mais ficou prestigiada a região minhota com quatro elementos na final four da Taça de Portugal.

FC Porto conquista a Taça e obtêm a dobradinha




Na final disputada no pavilhão municipal de Barcelos o FC Porto venceu a Oliveirense por 5-3 recuperando o titulo que pertencia à turma de Oliveira de Azeméis nos últimos dois anos.
Os portistas juntaram assim o campeonato e a taça como triunfos da época que assim termina.

Começou melhor o Porto obrigando por várias vezes Diogo Almeida a excelentes intervenções.
Aos poucos a Oliveirense foi equilibrando ate que chegou primeiro ao golo por Gonçalo Alves após magnifica assistência de Tó Silva quando estavam decorridos treze minutos.
A perder o Porto aumentou o seu jogo e chegou ao empate aos 21' com um remate forte em zona frontal por Reinaldo Ventura. Ate ao descanso destaque para uma oportunidade para cada lado, primeiro foi Helder Nunes a falhar isolado e já em cima do apito da mesa foi Gonçalo Alves a rematar com muito perigo.
Na segunda parte ainda muitos estavam a caminho dos seus lugares e já Gonçalo Alves fazia o 2-1 aos doze segundos de jogo.
Respondeu o Porto mas Diogo Almeida defendeu os remates de Jorge Silva e Reinaldo Ventura. Do outro lado foi a vez de Edo Bosch negar o golo a Tó Silva.
O empate apareceu aos 6' de grande penalidade a castigar falta sobre Jorge Silva onde Reinaldo Ventura não desperdiçou. Embalado pelo empate o FC Porto no minuto seguinte deu a volta ao resultado por Ricardo Barreiros e elevou aos 9' por Pedro Moreira.
Com dois golos de vantagem os portistas abradaram tendo a Oliveirense arriscando mais no ataque.
Numa recuperação de bola aos 19' a equipa de Nuno Resende saiu para o ataque tendo sida impedida de concretizar por falta para grande penalidade. A infração foi assinalada e obtida com exito por Gonçalo Alves. O FC Porto não demorou a responder e segundos depois Ricardo Barreiros voltou a colocar dois golos de vantagem no marcador.
A Oliveirense não desistiu mas a finalização numa altura em que se pedia melhor não apareceu como prova o livre direto falhado por Gonçalo Alves aos 23'.
Nos segundos finais o FC Porto podia ter levado mas falhou uma grande penalidade e um livre direto.
Um justo vencedor o FC Porto perante um digno vencido o conjunto da Oliveirense.
Referencia final para a ultima partida do árbitro Rego Lamela que deixa a arbitragem por motivos de idade regulamentar imposta pela competições.


Ficha técnica
Pavilhão Municipal de Barcelos
Árbitros: Rego Lamela, Miguel Guilherme e Rui Torres
Ao intervalo: 1-1

UD Oliveirense 3
Diogo Almeida, Diogo Silva, Tó Silva, Gonçalo Alves e André Azevedo
jogaram ainda: Miguel Rocha, Ricardo Ramos
Treinador: Nuno Resende

FC Porto 5
Edo Bosch, Pedro Moreira, Reinaldo Ventura, Jorge Silva e Ricardo Barreiros
Jogaram ainda: Vitor Hugo, Helder Nunes, Caio e Tiago Losna
Treinador: Tó Neves

6.22.2013

FC Porto na final após vencer o Valongo por 4-2


FC Porto na final em partida de enorme entrega .

Com a vitoria portista por 4-2 a final esperada realiza-se entre o FC Porto e UD Oliveirense.
A primeira grande oportunidade de golo surgiu logo no segundo minuto mas Miguel Viterbo não aproveitou uma grande penalidade.
Com as duas equipas a terem uma enorme entrega o jogo "aqueceu" a todos os níveis.
Foi preciso esperar por um remate de Reinaldo Ventura que foi desviado por Jorge Silva para que acontece-se o primeiro golo.
Na resposta a AD Valongo podia ter empatado mas Pedro Mendes não concretizou nova grande penalidade.
O avolumar do resultado surgiu aos 14' de grande penalidade onde Reinaldo Ventura não desperdiçou fazendo o 2-0.
Imediatamente o treinador do Valongo pediu um minuto para dar indicações aos seus jogadores. Apesar da revolução do cinco inicial ( saíram todos menos o guarda redes ) quem acabou por marcar foi a turma do Porto novamente por Reinaldo Ventura aos 16'.
Ate ao intervalo ambas as equipas podiam ter marcado mas as boas defesas dos dois guarda redes impediram que o resultado se altera-se.
A perder o Valongo entrou na etapa final mais rematador enquanto que o FC Porto procurava gerir o relógio e a sua vantagem de três golos.
Durante praticamente cinco minutos valeu Edo Bosch na baliza portista. Adivinhava-se o golo do Valongo que apareceu aos 7' por João Souto.
Segundos depois apareceu a 10ª falta da equipa valonguense onde Reinaldo Ventura não aproveitou o livre direto após boa intervenção de Diogo Sampaio.
O jogador do FC Porto voltou a estar pela negativa ao ser castigado com cartão azul segundos depois obrigando Edo Bosch a defender um livre direto.
A jogar com menos um jogador os portistas "aguentaram-se " durante dois minutos sem sofrer qualquer golo do seu adversário.
O FC Porto voltou a fazer estragos aos 12' desta vez por Caio na transformação de um livre direto a castigar azul para Nuno Araujo, fazendo o 4-1.
A perder o Valongo não baixou os braços mas encontrou pela frente um Porto muito tranquilo.
Depois de muitos minutos a serem jogados com as duas equipas a "queimarem " a falta de equipa, ela apareceu aos 22' com o Valongo a beneficiar e a reduzir por Daniel Oliveira. Segundos depois foi a vez de o FC Porto dispor de um livre direto mas Ricardo Barreiros falhou.
Até ao final do jogo o Porto segurou o esférico e carimbou a passagem à final onde defrontará a Oliveirense.


ficha técnica
Pavilhão Municipal de Barcelos
Árbitros: Luis Peixoto e Joaquim Pinto
Ao intervalo: 0-3

AD Valongo
Diogo Sampaio, Hugo Azevedo, Miguel Viterbo, João Souto e Daniel Oliveira
jogaram ainda: Nuno Araujo, Telmo Pinto, Pedro Mendes e Nuno Rodrigues
Treinador: Paulo Pereira

FC Porto
Edo Bosch, Helder Nunes, Reinaldo Ventura, Ricardo Barreiros e Jorge Silva
Jogaram ainda: Caio, Vitor Hugo, Pedro Moreira e Tiago Losna
Treinador: Tó Neves


Oliveirense na final apos vencer Sanjoanense por 7-3





A lei do mais forte imperou no resultado final.

A Oliveirense confirmou o favoritismo que lhe era atribuído vencendo a Sanjoanense por, garantido assim a presença na final onde tentará segurar o titulo que lhe pertence
O jogo começou com Gonçalo Alves a inaugurar o marcador logo aos 23'44 de grande penalidade.
A resposta da Sanjoanense quase acontecia mas João Oliveira não conseguiu rematar nas melhores condições em posição privilegiada na área da Oliveirense.
Quem não marca sofre e Tó Silva elevou para 2-0 aos 6'.
Nada satisfeito com a produção da sua equipa o treinador solicitou um time out, tranquilizando os seus jogadores.
No entanto seria novamente a Oliveirense a marcar por Francisco Silva aos 14'. No minuto seguinte surgiu o 4-0 por Gonçalo Alves de grande penalidade.
Com uma vantagem folgada a Oliveirense abrandou e disso aproveitou a Sanjoanense para reduzir de por Francisco Barreira . Antes do descanso a Sanjoanense voltou a marcar fazendo o 4-2 por Hugo Santos.
A perder o inicio da segunda parte mostrou uma Sanjoanense mais rápida e a pressionar o ultimo reduto adversário. No entanto a turma de Nuno Resende voltou a carregar e obrigou o guarda redes Marco Lopes a boas intervenções.
Aos 8' a Sanjoanense cometeu a decima falta onde Gonçalo Alves não perdoou fazendo o 5-2..
Mesmo a perder a Sanjoanense nunca desistiu de atacar e Diogo Almeida foi mais que uma vez obrigado a mostrar serviço.
Acabaria por ser a Oliveirense a marcar por Ricardo Ramos elevando para 6-2.
Já a acusar cansaço físico a turma de Vítor Pereira não conseguiu impor o seu jogo tendo disso se aproveitado a Oliveirense para fazer o sétimo golo a sete minutos do final.
Animicamente a turma de São João da Madeira quebrou , mas ainda foi a tempo de reduzir por Francisco Barreira aos 22'.
Triunfo justo da Oliveirense perante uma excelente replica da Sanjoanense



Pavilhão Municipal de Barcelos
árbitros: Rui Torres e José Pinto
Ao intervalo : 2-4
cartão azul: Miguel Rocha x 2
AD Sanjoanense 3
Marco Lopes, Francisco Barreira, Tiago Ferraz, João Oliveira e Daniel Bastos
jogaram ainda: Luís Pinho gr, Rui Lopes, Carlos Pinho, Alfredo Nogueira e Hugo Santos
Treinador: Vítor Pereira

UD Oliveirense 7
Diogo Almeida, André Azevedo, Tó Silva, Diogo Silva e Gonçalo Alves
Jogaram ainda: Domingos Pinho gr, Miguel Rocha, Francisco Silva, Ricardo Ramos, Nelson Pereira
Treinador: Nuno Resende

6.21.2013

OC Barcelos - Paulo Freitas sucede a Jose Querido




O antigo treinador da AA Espinho, Paulo Freitas é o escolhido para substituir José Querido no comando técnico do OC Barcelos para a próxima temporada.
Os contatos com Paulo Freitas que se encontrava sem clube foram estabelecidos durante a semana pelo que esta escolhido o novo técnico do emblema minhoto.

fonte: Facebook Barcelos Popular

Minhotos ( Helder Nunes, Gonçalo Alves, Pedro Mendes, Hugo Azevedo ) procuram no Minho a Taça de Portugal


                                ( Gonçalo Alves, Helder Nunes e Pedro Mendes )

Realiza-se este fim de semana a final 4 da Taça de Portugal com o palco a ser escolhido, a cidade minhota de Barcelos.
No pavilhão Municipal estarão quatro minhotos que irão lutar pela conquista da Taça de Portugal.
São eles, Gonçalo Alves da Oliveirense, Helder Nunes do FC Porto e Pedro Mendes e Hugo Azevedo da AD Valongo.
O primeiro joga frente à AD Sanjoanense, enquanto que Helder Nunes defronta Pedro Mendes e Hugo Azevedo no segundo jogo.

                                                                  Hugo Azevedo

Para Gonçalo Alves, Hugo Azevedo e Pedro Mendes poderá ser o primeiro triunfo com as cores dos seus clubes.
Em relação a Helder Nunes poderá fazer a dobradinha portista após a conquista do campeonato nacional.


Jogos
18.15h AD Sanjoanense - UD Oliveirense
20.15h AD Valongo - FC Porto

Jogadores convocados para " Homenagem a Rego Lamela "



Já são conhecidos os jogadores convocados pelo treinador José Querido para participarem na festa de homenagem ao árbitro Rego Lamela, iniciativa promovida pela AP Minho, que se realiza a 30 de junho no pavilhão Municipal de Barcelos.
A seleção do Minho composta por jogadores que atuam nas equipas seniores da região, irá defrontar o campeão nacional FC Porto.

A comitiva é a seguinte.
Chefe da comitiva : António Carvalho
Delegado: José Costa
Treinador: José Querido
Treinador adjunto: Joaquim Fonseca
Massagista: Henrique Costa
Mecânico: Francisco

Lista dos jogadores convocados

Guarda redes
João Pereira "Ginho" - OC Barcelos
Guilherme Silva - HC Braga
Jorge Correia - Juv Viana

Elementos de ringue

Zé Pedro - OC Barcelos
Luís Querido - OC Barcelos
Hugo Costa - OC Barcelos
Rafael Costa "Rafa" - OC Barcelos

Luís Filipe - HC Braga
César Torres "Chumbinho " - HC Braga

Diogo Sá - AD Limianos

Joel Coelho - Juventude de Viana

Ricardo Lopes - Riba d'Ave

André Barbosa - Famalicense

Bruno Carvalho - Cartaipense

João Figueiredo - HC Fão

6.20.2013

À atenção de adeptos, dirigentes dos clubes presentes na final da taça de Portugal em Barcelos



Segundo indicações do vice presidente da Federação Portuguesa de Patinagem, Paulo Rodrigues, os atletas, treinadores, dirigentes e outros elementos inscritos na FPP, de cada um dos clubes presentes na final four que se realiza no pavilhão Municipal de Barcelos tem entrada livre.
Porem, devem levantar os bilhetes na bilheteira, para controlo do numero de pessoas dentro do pavilhão, para que todos estejam em segurança. No levantamento dos bilhetes, os cartões ficarão na bilheteira e serão entregues aos responsáveis das equipas no final dos respectivos jogos


Árbitros para a final four da Taça de Portugal ( Cidade de Barcelos )


Já são conhecidos os juízes para a final four da Taça de portugal masculina , prova que se realiza nos dias 22 e 23 de junho no pavilhão Municipal de Barcelos.

Sábado dia 22 de junho
Sanjoanense - Oliveirense - Luís Peixoto de Lisboa/Joaquim Pinto do Porto/Cláudia Rego do Minho
FC Porto - AD Valongo - Rui Tores do Minho/José Pinto do Porto/Cláudia Rego do Minho

Domingo dia 23 de junho
Final - Miguel Guilherme de Lisboa, Rego Lamela do Minho e Rui Torres do Minho

6.19.2013

Luís Botelho assume destinos do HC Braga SAD



Após mais de onze anos de presidência do HC Braga, Alberto Botelho passou a "pasta" ao seu filho Luís Botelho nos destinos do clube minhoto. Para além de Luís Botelho continuam na SAD, Pedro Rodrigues, Joel Pereira e Miguel Coimbra. Entram Alexandre Marques e Carlos Silva
Uma passagem de testemunho esperada visto que ambos estavam junto na administração da SAD do clube.
Esta mudança familiar em nada vai alterar a filosofia de continuidade, devido ao progresso efectuado pela colectividade nos últimos anos, onde se destacam as duas presenças na final four da Taça Cers.
Para Alberto Botelho a decisão de não continuar já estava planeada a algum tempo.
" O meu mandato terminou em Maio.Desde esse mês que a minha decisão estava tomada em renunciar  o cargo. Nunca deixar de acreditar que as pessoas que gostam do HC Braga iriam abandonar este projecto. Apesar da minha saída estarei sempre disponível para apoiar no que for necessário. Continuarei mas como presidente da mesa da assembleia geral ".
As emoções ao longo destes anos foram muitas, algumas Alberto Botelho faz questão de mencionar nunca esquecendo a menos agradável.
" Fomos duas vezes à final four da Taça Cers, sendo que uma delas estivemos no jogo final onde acabamos por perder nas grandes penalidades. Foi uma derrota muito difícil de digerir. Penso que foi um dos momentos mais negros na história dos 25 anos do clube. Estar numa final da taça de portugal  também é sinonimo de reconhecimento como foi onde após eliminarmos o FC Porto lutamos pelo troféu com o HA Cambra, onde perdemos uma vez mais nas grandes penalidades. Recordo que no primeiro ano da secção de hóquei conseguimos logo subir da terceira à segunda divisão nacional".
Quanto ao futuro, o ex presidente mostra-se confiante, esperando terminar esta época com um titulo nas camadas jovens, em juniores e iniciados.
" Gostava de sair com um titulo nacional. Tenho esperança e confiança que isso pode acontecer em Loures nas categorias de juniores e iniciados. Seria bonito para as camadas jovens alcançarem um titulo porque trabalharam muito bem ao longo da época."

foto: Diário do Minho

6.18.2013

Daniel Coelho "Kika" de saída do HC Braga



Fim de ciclo para Daniel Coelho " Kika " no conjunto do HC Braga. O atleta não faz parte dos eleitos para a próxima época, por isso encontra-se neste momento livre para assumir um novo desafio.
O jogador que fez toda a sua formação OC Barcelos regista passagens em seniores no clube de Barcelos, Portosanto, Juventude de Viana e por fim no HC Braga . Pelo meio tem uma passagem por Espanha ao serviço do Vigo Stick.
No seu curriculum consta um campeonato nacional de juvenis pelo OC Barcelos em 2002/2003 e dois campeonatos europeus, um de juniores em 2008 e um de juvenis em 2005.

Celso Silva ex Juv Viana reforça Famalicense



O Famalicense começou a preparar a próxima época com a aquisição de Celso Silva, jogador que estava na Juventude de Viana.
É a primeira novidade no grupo que tem varias saídas previstas, casos de Nuno Branco que deixa a modalidade, Jonathhan Oliveira por motivos académicos, Diogo Lemos e Alexandre
O atleta, avançado de 22 anos formado no OC Barcelos, tendo passado ainda júnior pelo SL Benfica. Como sénior jogou na Nortecoope e na época passada na Juventude de Viana.
Nos próximos dias podem surgir mais novidades em termos de jogadores novos, nomeadamente na posição de guarda redes.

Fonte: http://www.famalicenseac.com/noticias18junho13.htm

6.17.2013

Horarios das final 4 de Juniores e iniciados



Salvo alterações de hora devido ao calor que possa registar-se no recinto, as duas equipas minhotas presentes em Loures/Lisboa já sabem os horários das partidas da final 4 nas categorias de juniores ( HC Braga ) e de iniciados ( HC Braga e ADB Campo ).
As horas especialmente as da tarde podem sofrer um adiamento de uma hora.
A prova decorre no pavilhão Paz e Amizade


Sábado dia 29 de junho

Iniciados
15.00h  HC Braga - Sporting
16.30h ADB Campo - Paço d'Arcos

Juniores
18.30h HC Braga - HC Turquel
20.30h SL Benfica -AD Valongo

Domingo dia 30 de junho

Iniciados
10.00h  3º e 4º classificado
15.00h Final

juniores
11.30h  3º e 4º classificado
17.00h Final


AP Minho orgulhosa com a presença de HC Braga e ADB Campo




São duas as colectividades filiadas na Associação de Patinagem do Minho, HC Braga e ADB Campo que estarão a disputar três das quatro finais nas camadas jovens.Apenas em juvenis a região minhota não esta representada.
Estas duas presenças mostra uma vez mais o excelente trabalho que se faz na formação na região do Minho, tal como referiu o presidente da AP Minho, António Emílio.
" Parabéns às duas equipas que irão representa a região na final four. Mostram que a formação no Minho é uma das melhores a nível nacional. Desejo às duas equipas felicidades. Estar nesta fase já é um sentimento de orgulho depois de uma época muito desgastante. Acredito acima de tudo que vão lutar como fazem sempre pelo melhor resultado, dignificando as cores dos clubes do Minho. São jovens com muito valor e com enorme vontade de vencer"

Em juniores estará presente pela terceira vez consecutiva a formação do HC Braga que em Loures defronta o Turquel no jogo de acesso à decisão do titulo. A outra partida coloca o Benfica diante a AD Valongo.
O pleno minhoto acontece em Iniciados com o HC Braga e a ADB Campo que jogarem também em Loures respectivamente contra o Sporting CP e Paço d'Arcos.
Por fim em Infantis a região está representada pela ADB Campo que na final 4 a realizar-se em Valongo medirá forças com o Sporting. A outra meia final coloca o Valongo ao Paço d'Arcos.
Da época passada das varias presenças apenas o OC Barcelos se sagrou campeão na categoria de iniciados, prova disputada nas Caldas da rainha onde na final derrotou o Valongo por 2-1.
Em juniores prova que se realizou em Turquel o HC Braga terminou na terceira posição, enquanto que em infantis a ADB Campo ficou também em terceiro lugar em Sesimbra.

Campeões em titulo

Juniores - SL Benfica
Juvenis - Sp Tomar
Iniciados - OC Barcelos
Infantis - Paço d'Arcos

6.16.2013

Juniores - HC Braga termina em primeiro lugar


Chegou ao fim a fase de apuramento para a final 4 de juniores com o HC Braga a terminar o grupo na primeira posição após vencer em Espinho por 11-2. Os golos bracarenses foram da autoria, cinco de Miguel Vieira, quatro de André Ferreira e um cada de Gabi Silva e Miguel Castro.
A equipa de André Torres cumpriu a sua obrigação vencendo o jogo para assim defrontar o segundo classificado da zona sul, a formação do HC Turquel.
Nos seis jogos os minhotos venceram quatro, empataram e perderam uma vez, tendo sido o melhor ataque e a melhor defesa. Por isso o primeiro lugar justifica a melhor equipa.
Quem acompanha o HC Braga na final four e a AD Valongo que venceu o FC Porto por 5-3, terminando assim na segunda posição. Na fase decisiva a AD Valongo medirá forças com o primeiro classificado da zona sul, o Benfica.
A final four será realizada em Loures nos dias 29 e 30 de junho.

Iniciados - ADB Campo garante apuramento para a final 4



Minho coloca duas equipas na final 4. HC Braga e ADB Campo

A formação minhota da ADB Campo acompanha o HC Braga na final four de inciados, após vencer no seu ringue a Sanjoanense por 1-0, graças ao golo de Pedro Silva a 1'16 do final do encontro
Na ultima ronda a vitória era exatamente o resultado que a ADB Campo precisava para marcar presença na decisão do titulo nacional, enquanto do lado contrario, a Sanjoanense entrou em pista sabendo que a igualdade chegava para disputar.
O jogo começou com os minhotos a acusarem a responsabilidade de vencerem, pelo que nos primeiros minutos a Sanjoanense foi mais perigosa valendo à ADB Campo as defesas do seu guarda redes Luís Costa.
Com o desenrolar dos minutos a formação do Minho acalmou e começou a criar perigo, obrigando a que do lado da Sanjoanense Marcelo Silva tivesse mais trabalho.
A primeira parte terminou com as duas equipas em branco, resultado que servia em pleno as aspirações da formação de São João da Madeira.
Na segunda parte a ADB Campo carregou na procura do golo mas a ansiedade era inimiga da melhor finalização. A Sanjoanense continuava a tentar "pausar" o ritmo de jogo atacando certinho, segurado o esférico e rematando sempre que possível.


Com os minutos a passarem os minhotos arriscaram tudo pela vitoria. Depois de muito tentar,  Pedro Silva resolveu arrancar da sua pista e perante o guarda redes Marcelo Silva rematou fazendo o único golo do encontro a pouco mais de um minuto do fim.
Esse minuto foi jogado com emoção já que a Sanjoanense em desespero tentava chegar ao empate enquanto que os minhotos procuravam esconder a bola e gerir os segundos finais.
A vitória permite o pleno por parte do Minho , que assim coloca as suas duas equipas na final 4.
O HC Braga que venceu em Oliveira de Azeméis por 7-2 irá defrontar o segundo classificado da Zona sul, o Sporting CP. A ADB Campo medirá forças com o primeiro da zona sul a turma do Paço d'Arcos.
A prova terá lugar em Loures nos dias 29 e 30 de junho.

No final o treinador da ADB Campo repartiu a presença na final 4 por todos os que trabalham e trabalharam no clube, depois de assumir a equipa nesta fase decisiva..
" É um prêmio para todos, jogadores, treinadores e dirigentes. A equipa neste jogo sabia das suas necessidades e tudo fez como conseguiu para ganhar. Não é fácil para os jogadores que ao longo da época tiveram três treinadores.
Sabíamos que só o triunfo permita passar à final 4. Depois da derrota em casa com a Oliveirense o grupo uniu-se ainda mais e conseguimos ir buscar pontos fora para depois decidirmos tudo em nossa casa.
Esta fase é sempre complicada com equipas com muito equilíbrio.
A Sanjoanense apresentou-se mais tranquilidade que a ADB Campo. O jogo podai ter caído para qualquer lado. A exibição dos dois guarda redes foi determinante.
O mérito da passagem é de todos. Assumi a equipa porque não estava fácil nesta fase encontrar quem ficasse com o grupo. Dediquei me totalmente a estes miúdos que no final foram fantásticos.
Agora a final four é para fazer o melhor e tentar ganhar logo o primeiro jogo. Mas para todos já é um premio estarem na final".

Juventude de Viana Campeão Nacional da 2ª Divisão



Juventude de Viana Campeão Nacional da Segunda Divisão

A equipa minhota da Juventude de Viana sagrou-se em Viana do Castelo perante os seus adeptos campeã nacional da segunda divisão ( 2ª vez na sua historia ) apos derrotar o HC Mealhada por 7-3.
Depois de na primeira mão na Mealhada onde perdeu por 6-4, a tarefa vianense consistia em anular a desvantagem e festejar em casa.
Foi o que aconteceu perante um adversário que mostrou qualidade e que lutou ate ao fim também pelo ambicionado troféu.
A Juventude de Viana sabendo da desvantagem procurou desde muito cedo marcar. Aconteceu logo aos 4' por Jorge Vieira, para aos 10' Joel Coelho de livre direto marcar o segundo e dar a volta à eliminatória aos 11' por Diogo Fernandes.
Com três golos em pouco mais de dez minutos, a Juventude parecia embalada para uma vitoria confortável.
Puro engano, já que o Mealhada reagiu e aos 14' fez o seu primeiro golo por David Costa. Volvidos três minutos os visitantes encurtaram para 3-2 com tento de David Ribeiro.
Com este resultado o Mealhada estava de novo na frente da eliminatória por um golo.
No entanto antes do intervalo Gustavo num remate fortíssimo em zona frontal igualou a "luta" pelo troféu fazendo o 4-2. Logo a seguir o Mealhada podia ter feito o terceiro golo mas Pedro Coelho desperdiçou um livre direto por cartão azul mostrado a Gustavo.
O intervalo chegou com as duas equipas empatadas na decisão do titulo, o que originou que a etapa final fosse emocionante.
Logo a abrir a segunda parte a Juventude que estava atras do resultado marcou o quinto golo por Diogo Fernandes.
O Mealhada nunca se rendeu e aos 7' Pedro Vaz apontou o 5-3, igualando de novo a eliminatória.
Depois foi preciso esperar pelos 22' para finalmente a equipa minhota efetuar a " virada " com Joel Coelho ( na foto ) a concretizar uma grande penalidade. Acrescente-se que o jogador da Juventude redimiu-se com o sexto golo após desperdiçar anteriormente dois livres diretos.
O sétimo e definitivo tento apareceu de livre direto por Joel Coelho aos 23'.
Ate ao fim a Juventude segurou o resultado que lhe permitiu alcançar o titulo de campeão nacional da segunda divisão, sucedendo ao Sporting na lista de vencedores.
No fim os festejos foram dentro do ringue com jogadores, dirigentes e massa associativa a mostrarem a sua alegria pelo troféu que fica para ser entregue no incio da próxima época  ao qual se junta ao titulo de campeão da segunda divisão zona norte.
Uma palavra para a equipa da Mealhada que mostrou em ringue ser uma formação organizada e que pela prestação mostrada em Viana do Castelo provou que a sua subida não foi por acaso.
O Blog Hoquei Minhoto felicita a formação do Minho pelo titulo obtido e agradece uma vez mais as inúmeras palavras de reconhecimento pelo trabalho que este " MINHOTO "feito em prol da modalidade.

6.15.2013

Infantis - ADB Campo já apurada perde 2-0 com o HC Mealhada



Na ultima jornada da fase de apuramento para a final 4, a ADB Campo com o apuramento garantido  recebeu e perdeu com o HC Mealhada por 2-0.
os minhotos terminam a prova na segunda posição com nove pontos, atras da AD Valongo que somou treze pontos e que também perdeu na derradeira jornada em Oliveira de Azeméis por 6-5.
A sul também se cumpriu a ultima jornada com os apurados a defrontarem-se em Paço d'Arcos com o triunfo a sorrir aos locais sobre o Sporting por 6-3.
Este desfecho não alterou os lugares da classificação. Em primeiro ficou o Sporting com treze pontos, seguido do Paço d'Arcos com doze.
Para a final 4, a ADB campo jogará com o Sporting CP, enquanto que a AD Valongo medirá forças com a turma do Paço d'Arcos.
A prova irá realizar-se em Valongo nos dias 6 e 7 de julho.

6.14.2013

Iniciados - ADB Campo ou Sanjoanense, um acompanhará HC Braga na final 4



A ADB Campo precisa de vencer este domingo às 15h a Sanjoanense para garantir a presença na final 4 de iniciados onde já tem lugar assegurado a outra equipa minhota, o HC Braga.
Com o triunfo obtida em Braga na anterior ronda a ADB Campo apenas depende de si para passar à fase de decisão de campeão.
Em relação à Sanjoanense que superou a Oliveirense, o empate serve para atingir esse objectivo.
No que diz respeito ao HC Braga joga em Oliveira de Azeméis com o primeiro lugar no horizonte. Para isso basta o empate.
A sul o apuramento esta definido com as equipas do Sporting e Paço d'Arcos.
Para a final 4, o HC Braga se terminar em primeiro defronta o segundo classificado o Sporting CP.
O Paço d'Arcos espera pela ADB Campo, Sanjoanense ou pelo Braga caso os bracarenses percam e a Sanjoanense vença.

foto: facebook Barcelos Popular

Juniores - HC Braga quer vencer em Espinho para ficar no 1º lugar


Depois do apuramento alcançado na anterior em casa fruto da vitória sobre o Valongo, os juniores do HC Braga jogam este domingo em Espinho.
Apesar de já estarem apurados para a final 4, os minhotos vão tentar vencer para terminarem no primeiro lugar de modo a defrontarem o segundo classificado da zona sul que será o Benfica ou o Paço d'Arcos.
Neste escalão a ultima jornada ditará o "acasalamento" da final 4 que se disputa no pavilhão Paz e Amizade em Loures, Lisboa nos dias 6 e 7 de Julho.
A norte o HC Braga apurado joga em Espinho. O outro representante do Norte sairá do encontro entre o Valongo que recebe o FC Porto. Uma partida que se prevê escaldante com o Valongo a precisar apenas de um empate para garantir o apuramento. Ao FC Porto só a vitoria interessa para chegar ao segundo lugar.
A sul o desafio entre Benfica que recebe o Paço d'Arcos definirá os dois primeiros lugares. Aos encarnados basta o empate enquanto que a turma da linha precisa de vencer para ultrapassar o Benfica.
Os jogos são todos às 17h

Infantis - ADB Campo apurada recebe Mealhada


Com o apuramento garantido e com o segundo lugar assegurado a ADB Campo recebe este sábado ás 15 a turma da Mealhada em jogo a contar para a ultima jornada da prova.
Será assim uma partida sem pressão para as duas equipas que poderão proporcionar um bom espectáculo de hóquei em patins.
A ADB Campo terminará em segundo lugar e irá defrontar na final 4 a formação do Sporting, enquanto que a outra equipa do norte a AD Valongo medirá força na decisão com o Paço d'Arcos.
A final 4 decorrerá em Valongo nos dias 29 e 30 de junho.

Juv Viana e HC Mealhada, um deles será campeão em Viana do Castelo



Guarda redes Jorge Correia acredita no titulo

Este sábado às 21.30h em Viana do Castelo, no pavilhão de Monserrate realiza-se a segunda mão do encontro para atribuição do campeão nacional da segunda divisão nacional, onde se ficará a saber quem sucede ao Sporting CP
A equipa minhota da Juventude de Viana entra em ringue com uma desvantagem de dois golos, depois da derrota sofrida na Mealhada por 6-4.
Para esta partida o guarda redes Jorge Correia acredita na reviravolta e na conquista do troféu.
" Jogamos em casa e isso é importante. Com o apoio dos nossos adeptos temos todas as condições para primeiro anular o resultado e depois garantir uma margem de golos que nos permita alcançar o titulo. Se estivermos ao nosso nível nos jogos em casa penso que vamos conseguir. O Mealhada é uma equipa que também quer ser campeão. Por isso merece o nosso respeito".
A partida será dirigida por Joaquim Pinto e José Pinto do Porto.