HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

11.30.2011

Derby OC Barcelos - HC Braga anima Minho e não só...

De derby em derby minhoto prossegue este fim de semana mais uma jornada do nacional da 1^divisão de hóquei em patins. Esta sequência de confrontos entre equipas do Minho diz mais respeito ao HC Braga que na passada jornada recebeu e venceu o Riba d'Ave por 7-2. Para o OC Barcelos é o primeiro derby minhoto na prova.
O palco é o pavilhão municipal de Barcelos a partir das 21:00h e a partida será dirigida por José Monteiro e Pedro Vieira do Minho.


Ambas as equipas irão apresentar-se motivadas em ringue já que as duas conquistaram vitorias na anterior jornada. O HC Braga venceu o Riba d'Ave por 7-2 enquanto que o OC Barcelos derrotou em Tigres a equipa da casa por 3-2. Outro ingrediente para este derby é o facto das duas equipas estarem empatadas na tabela classificativa com sete pontos.
Será um jogo aguardado com expectativa por estarem em ringue jogadores que já vestiram as camisolas dos dois clubes, com maior numero a pertencer aos bracarenses. Do HC Braga jogaram no clube barcelense Guilherme Silva, Luís Filipe, Hélder Nunes, João Faria, Filipe Miranda, André Torres e Rafael Costa, ao qual se junta também o treinador Vítor Silva que jogou e treinou o OCB. Do OC Barcelos apenas Jorge Maceda e André Centeno jogaram em Braga.


Nos últimos quatro anos nos jogos disputados em Barcelos registaram-se duas vitórias para o OCB, um empate e uma vitoria para o HC Braga. Na época passada o derby terminou com uma igualdade a seis bolas.
Um derby é sempre um derby por isso é de esperar uma boa moldura humana nas bancadas do pavilhão municipal de Barcelos no próximo sábado.

Foto: OC Barcelos site

Árbitros para as equipas do Minho




I Divisão
sábado dia 3 de Dezembro

21:00h Oquei Barcelos - HC Braga José Monteiro (Minho) Pedro Vieira (Minho) Florindo Cardoso (Minho)
21:00h Riba D'Ave - Paço d'Arcos Manuel Fernandes (Porto) Manuel Oliveira (Aveiro) | Riba D'Ave Fernando Teixeira (Porto)
21:30h Juventude Viana - Oliveirense Rego Lamela (Minho) Paulo Almeida (Aveiro) | Viana Castelo Júlio Antão (Porto)

II Divisão Zona Norte
sábado dia 3 de Dezembro
18:00h Limianos - Inter Lavra - Rui Taborda (Ribatejo) Carlos Fagulha (Ribatejo)
19:00h Famalicense - Escola Livre - Porfírio Fernandes (Porto) Paulo Santos (Porto)

III Divisão Zona Norte
sábado dia 3 de Dezembro
18:00h Vigorosa - Fão - Sílvia Coelho (Porto)
21:00h Taipense- Pessegueiro do Vouga - João Rodrigues (Minho)

FC Porto - Modalidades com salarios em atraso


Segundo publica hoje o Diário de Noticias os atletas profissionais de andebol, basquetebol e hóquei em patins, modalidades em que os dragões são campeões nacionais em título, passam por dificuldades financeiras.

O alerta surge de dentro do FC Porto: "Há salários em atraso em todas as modalidades desde o início da temporada..." A revelação foi feita ao DN por atletas profissionais dos azuis e brancos - que não se quiseram identificar - ao serviço das ditas modalidades amadoras, que explicaram detalhadamente o facto de no andebol, basquetebol e hóquei em patins, todas modalidades em que os dragões são campeões nacionais, haver "quem não tenha recebido um tostão desde que a época começou".
O mesmo jornal avança que na semana passada decorreu uma reunião entre a direção do clube e os capitães das várias equipas de modo a que a situação fosse resolvida. Do encontro saiu a promessa que até dezembro seriam pagos dois dos salários em atraso.

fonte: http://www.dn.pt/desporto/porto/interior.aspx?content_id=2157570

mares agitados em Portosanto


A equipa de hóquei em patins do Porto Santo (que ocupa a última posição no campeonato, só com derrotas) ainda não recebeu qualquer vencimento esta época.
Os jogadores estiveram ontem reunidos com a SAD e as partes voltarão a encontrar-se durante o dia de hoje.
Recorde-se que na época passada a equipa insular enfrentou inúmeros problema financeiros e que este ano para alem dos vencimentos aos atletas , já teve que adiar uma partida no continente por falta de verbas para a deslocação ao recinto do Benfica.

fonte . jornal o record

Famalicense emite comunicado sobre jogo com o Maritimo

Famalicense Atlético Clube


COMUNICADO

A Direcção do Famalicense Atlético Clube (FAC), após ponderação das
ocorrências do jogo de hóquei em patins, da sexta jornada do campeonato
nacional da segunda divisão, SC Marítimo – FAC, do dia 26 de Novembro de
2011, decidiu levar ao conhecimento das várias instâncias do desporto os
factos que falsearam a verdade desportiva, no aludido encontro.
Ao FAC não adiantará provar, junto das instâncias desportivas, que foi
prejudicado, deliberadamente.
A dupla de arbitragem, nomeada para o referido jogo, ao penalizar com
três cartões vermelhos a nossa equipa, afundou, completamente, os objectivos
de toda a temporada.
Efectivamente, fomos muito penalizados, não só neste encontro, mas,
obviamente, também nos próximos, face à previsível inibição de jogadores
essenciais, nomeadamente, o guarda-redes.
O FAC não pode aceitar a manutenção de frequentes nomeações de
árbitros da Madeira, para os jogos do SC Marítimo, com a eventual alegação
de dificuldades financeiras que o País atravessa. O FAC também tem as suas
dificuldades.
A incompetência da dupla de arbitragem do jogo em causa e a de outro
árbitro da Madeira, que, na temporada 2009/2010, no mesmo local, também
fez uma inconcebível exibição, motivam esta nossa exposição, pois, vemos
defraudado o considerável esforço financeiro dispendido na deslocação à
Região Autónoma da Madeira.
O comportamento dos responsáveis do SC Marítimo foi sempre
irrepreensível. Nada nos move contra o clube, nem contra os madeirenses.
A Direcção do FAC reserva-se o direito de processar, no foro
competente, os senhores árbitros, Nuno Simas e Humberto Correia, pelos
danos causados ao nosso clube, bem como, a instituição responsável pela sua
nomeação.
Eis os factos:
- No início da partida ficou por assinalar um penalty, devido a
falta evidentíssima cometida dentro da área do SC Marítimo,
sobre o nosso jogador Nuno Branco;
- Seguidamente, quando o marcador assinalava 0-2, foi
anulado um golo ao FAC, sem qualquer justificação, que
colocaria o resultado em 0-3;
- Iniciada a segunda parte do encontro, com o resultado de 0-
2, a favor do FAC, quando o cronómetro assinalava 23’37’’,
foi exibido um cartão vermelho ao nosso guarda-redes,
Ricardo Cunha, sem se vislumbrar um motivo;- O árbitro Nuno Simas tinha feito menção de mostrar o cartão
azul, virando, repentinamente, a carteira, passando a exibirlhe o vermelho;
- Marcado o respectivo livre directo, após substituição do
guarda-redes principal, o resultado registou o empate 2-2;
- Cerca de cinco minutos depois, após defesa do guarda-redes
do FAC, a bola ressaltou para a área e foi empurrada com o
joelho do jogador n.º 7 (Nuno Silva) do SC Marítimo, para
dentro da nossa baliza;
- Inexplicavelmente, o árbitro Nuno Simas, validou o golo, sem
qualquer justificação, permitindo que o resultado passasse
para 3-2;
- Passados cerca de dois ou três minutos, o FAC empatou a
partida, registando-se o resultado de 3-3;
- Fustigado por constantes agressões e sticadas violentas, não
assinaladas, o nosso jogador n.º 2 (Pinheiro) exclamou para o
árbitro: Como é que é?!. Logo lhe foi mostrado o cartão azul,
retido na carteira do árbitro, durante as consecutivas cargas
dos jogadores do SC Marítimo, sobre o nosso jogador
Pinheiro;
- Tal situação provocou a total exasperação do capitão do FAC
(André - jogador n.º 33), que, algo excedido nos protestos,
junto do árbitro, Humberto Correia, viu o cartão azul;
- O SC Marítimo marca o livre directo, passando o resultando
para 4-3;
- A cerca de 4 minutos do final da partida o marcador
registava um empate 4-4;
- A 1’57’’ do final do jogo, o nosso jogador n.º 2 (Pinheiro) foi
claramente agredido por dois jogadores do CS Marítimo, na
área, isolado, mas o árbitro, Humberto Correia, nada
assinalou;
- Contra a falta de marcação de penalidade, protestou o nosso
treinador-adjunto, Diogo Azevedo, sendo-lhe mostrado, de
imediato, um cartão azul (?), tendo o mesmo abandonado o
local do jogo, recolhendo-se nos balneários;
- O nosso jogador, Pedro Lei, no banco, ao assistir a tal acto,
não se conteve e protestou contra tal decisão, tendo-lhe sido
mostrado também cartão azul, logo seguido de cartão
vermelho, este último sem qualquer justificação.
- Após marcação de novo livre directo o resultado passou a 5-
4;
- O jogo terminou, pouco depois, com o marcador a registar o
resultado 5-4;- Após o jogo, durante a conferência do boletim foi dito pelo
árbitro Humberto Correia, ao árbitro auxiliar, António Alves
(FAC) que o treinador do FAC se considerava expulso por ter
abandonado o recinto do jogo;
- O dito árbitro auxiliar retorquiu que o treinador permaneceu
até final do jogo e que quem se retirou foi o treinador
adjunto, que, o certo é que, ao treinador, Carlos Novais, não
foi mostrado qualquer cartão;
- Contrariando a verdade, foi assinalado no boletim a
amostragem de um cartão vermelho ao treinador-adjunto,
que nunca lhe foi exibido;
- Face a tal clima, só restou ao FAC, retirar-se do recinto;
- O jogo foi visto, na primeira parte, por JORGE LUCAS e
MANUEL OLIVEIRA (observador de arbitragem e árbitro),
retirando-se ambos ao intervalo;
- No dia seguinte, domingo, junto à pensão onde ficou
hospedada a comitiva do FAC, encontrando-se o aludido
árbitro auxiliar, António Alves, a falar com o árbitro, Manuel
Oliveira, que arbitrara o jogo S. Roque-Académico, realizado
antes do SC Marítimo-FAC, foi abordado pelo referido árbitro
observador, Jorge Lucas;
- Nessa abordagem, António Alves (FAC), manifestou-lhe o
profundo desagrado pela arbitragem do dia anterior. Em
resposta, Jorge Lucas, dizendo que não viu, exclamou:
Desfrute de uma boa estadia aqui na Madeira e esqueça
tudo!
Perante os factos vindos de relatar, cumpre-nos, ainda, dizer o seguinte:
Encontrava-se nomeado, para o mesmo recinto de jogo, na Região
Autónoma da Madeira, o árbitro de 1ª categoria, que, actuou num
encontro de escalão inferior, S. Roque-Académico do Porto, da 3ª
Divisão;
Sendo este árbitro do Continente, da Associação de Aveiro, não
compreendemos, por que razão foi atribuída a arbitragem do
jogo SC Marítimo-FAC, de escalão superior (2ª Divisão), a dois
árbitros, de inferior categoria, ainda por cima, daquela região
autónoma;
Assim, face aos acontecimentos vindos de descrever, o FAC decidiu
comunicá-los a V. Ex.ª, com conhecimento a outras entidades, não só para
serem conhecidos, mas também para que sejam tomadas, definitivamente, as
medidas adequadas, a fim de se evitar a constante deturpação da verdade
desportiva.O esforço que representa, para qualquer clube, uma deslocação à
Região Autónoma da Madeira, é incompatível com a situação como a que se
descreveu anteriormente.
Neste contexto, será decidido, na oportunidade tida como conveniente, a
razoabilidade de uma próxima deslocação à Região Autónoma da Madeira,
para disputa de jogos de hóquei em patins, por se correr o risco de desabar
todo o trabalho investido numa época desportiva.
Sem prescindir de peticionar o ressarcimento de todos os danos
sofridos, com a actuação da equipa de arbitragem em causa, submetendo os
factos à superior ponderação de V. Ex.ª, enviamos
cordiais saudações desportivas

A direcção

fonte: http://www.famalicenseac.com/Comunicado%20Direc%C3%A7%C3%A3o%20Famalicense%20AC.pdf

11.29.2011

Nuno Resende assume equipa da Oliveirense



Ja foi encontrada uma forma para colmatar a dispensa de José Querido da Oliveirense. A direcção da equipa de Oliveira de Azeméis optou pela experiência de Nuno Resende que será auxiliado pelo Prof. João Araújo e pelo Prof. Hélder Pinho, este que tem o terceiro nível de curso.
Nestas suas novas funções Nuno Resende vai estrear se em Viana do Castelo onde a equipa da Oliveirense visita a Juventude de Viana.

Camadas Jovens: Vítor Braga e Afonso Lima reforçam OC Barcelos




Os dois atletas que até agora envergaram as cores da ADB Campo, vão-se transferir para Barcelos a fim de representar a equipa do Oquei Clube de Barcelos.
Contatado Joaquim Gomes, presidente do ADB Campo, sobre estas transferências o mesmo referiu que” esta cedência tem a ver com o bom relacionamento existente entre os dois clubes”.
Por isso e no sentido de chegar à final-four na categoria de iniciados “decidimos ceder estes dois atletas ao Oquei Clube de Barcelos” concluiu.
Recorde-se que estas duas equipas ADB Campo e Oquei Clube de Barcelos, podem ficar apuradas para a 1ª fase do Campeonato Nacional de Iniciados, bem como o Hóquei Clube de Braga, atual detentor do titulo nacional, conquistado a época passada em Casto Verde - Alentejo.­ ­

fonte: Plurisports

UD Oliveirense dispensa José Querido.


O Barcelense José Querido já não é treinador da UD Oliveirense, cargo que assumiu no inicio da época. Os substituo de Tó Neves não conseguiu superar os maus resultados da equipa de Oliveira de Azeméis que assim optou por prescindir dos seus serviços em reunião efectuada ontem à noite.
Desde que assumiu o cargo José Querido para o campeonato somou quatro vitórias e duas derrotas, resultados que colocam a equipa da UD Oliveirense na quinta posição com doze pontos a seis do líder o FC Porto.
Pelo meio ficou a derrota para a Supertaça António livramento frente ao FC Porto e o empate para a liga Europa a duas bolas em França frente ao Coutras.
Ao que foi possível apurar no treino desta terça feira ja se poderá conhecer o novo treinador da Oliveirense.
José Querido contactado pelo Hóquei Minhoto recusou-se a tecer qualquer comentário sobre esta situação.

Portugueses emigram para jogar na Europa

Suíça, Alemanha e França novos destinos à força

Grandes nomes do hóquei português, como António Livramento, Cristiano Pereira ou Carlos Realista, entre outros, emigraram para a OK Liga e Serie A1, mas, nos últimos quatro anos, outros campeonatos, sem os pergaminhos do espanhol e italiano, captam hoquistas nacionais, sobretudo os que estão em fim de carreira ou os que não têm lugar em equipas de topo. França, Alemanha e Suíça são mercados emergentes à custa da crise.



O ex-campeão mundial e europeu Pedro Alves, aos 41 anos, e após passagens pelo Sporting, Barcelos, FC Porto, Candelária, Liceo, Viana e HC Braga, aceitou jogar no Genève, para onde foi também Sebastian Silva (ex-Viana).Para fora foi Tiago Barbosa (ex-Braga) para o Saint Omer de França. Também para o estrangeiro foram os menos conhecidos Ivo Ribeiro (Tigres) e Pedro Marinho (Riba d'Ave). Na recta final da sua carreira, ao deixar de ser profissional para conciliar os rinques com uma actividade na área do design, Pedro Alves foi confrontado com uma realidade, que segundo ele atinge muitos hoquistas: "Em Portugal, só três clubes podem ter um plantel profissional. Tirando FC Porto, Benfica e Candelária, os jogadores têm de trabalhar. Na Suíça, tal como na Alemanha e França, os clubes não são profissionais, logo não têm dinheiro para contratar estrangeiros, mas compensam-nos arranjando trabalho bem remunerado". É à procura de estabilidade que os hoquistas partem para novos campeonatos. "Com a inclusão de estrangeiros, estes países poderão pensar no profissionalismo, mas a realidade actual é que o trabalho está primeiro. Na Suíça, ao contrário de Portugal,começa-se a trabalhar cedo e com boas perspectivas de progressão, por isso o hóquei é secundário", explica Pedro Alves.

fonte: Jornal O Jogo por PAULA CAPELA MARTINS

AD Valongo - FC Porto sábado às 15.05h com transmissão directa na RTP 2


A partida entre a AD Valongo e o FC Porto relativa à sétima jornada do nacional da 1ª divisão foi antecipada para as 15.05h, de modo a que seja possível a transmissão na RTP 2 . Prossegue assim o acordo da FPP para que a modalidade tenha outra visibilidade.

11.28.2011

II Divisão Zona Norte. Equipas minhotas empatadas na classificação

No rescaldo da sexta jornada da segunda divisão, Zona Norte, fica o saldo de uma vitória e uma derrota como prestação das equipas minhotas na prova. As duas equipas somam agora nove pontos na classificação ao fim de seis jornadas.


Pela positiva regista-se o triunfo fora de portas da AD Limianos no recinto da Fundação Nortecoope por 4-3. Um triunfo importante num reduto onde ninguém tinha ganho. Para a equipa de Ponte de lima foi a segunda vitoria fora de ter já vencido na Povoa. Importantes na vitoria da equipa do Minho foram os golos apontados por Pedro Alves (2g), Diogo Sá e Márcio Rodrigues. Refira-se que Márcio Rodrigues é o melhor marcador da Zona norte , segunda divisão com treze golos.


Pela negativa foi o resultado alcançado pelo Famalicense na sua viagem à Madeira onde perdeu com o Marítimo por 5-4. A equipa minhota até entrou bem na partida tendo inclusive chegado ao intervalo a vencer por 2-0. No entanto os madeirenses reagiram na sua parte e deram a volta ao resultado acabando por conquistar os três pontos.
os golos do Famalicense insuficientes para evitar a derrota foram apontados por João Pinheiro, André Barbosa, Nuno Branco e Rafael Almeida.

Na próxima jornada ambas as equipas jogam em casa com o Famalicense a receber às 19.00h o líder da prova , a Escola Livre de Azeméis enquanto que a AD Limianos no seu pavilhão às 18.00h defronta o penúltimo classificado o HC Lavra.

Crónica do derby HC Fão 5 CART Superinertes 1

As duas equipas do Minho presentes na terceira divisão nacional defrontaram no passado sábado em Fão. O resultado final foi favorável aos locais por 5-1. Mesmo sem os lesionados, Joni e Rui Ribeiro, mais o guarda redes Vítor Faria a equipa da casa apresentou-se determinada a recuperar o resultado menos conseguido alcançado também em casa frente ao Sobreira. Em tempo de descanso a formação fangueira já vencia por 1-0 com o golo obtido aos 10' por Nuno Mata.
Na etapa final a equipa do Cart tentou reagir mas quem acabou por marcar foi o HC Fão por Pedro Mata logo aos 7'. Com muito tempo para jogar o Cart arriscou ainda mais, postura que permitiu que o seu adversário aproveitar-se para em contra ataque obter dois golos a catorze minutos do fim. depois de muito lutar pelo golo o CART Superinertes conseguiu finalmente marcar aos 16' por Frederico. ate ao fim o Fão fixou o resultado final em 5-1 por Rui Martins.
Com este desfecho as equipas estão agora empatadas na classificação, ambas com seis pontos. Na próxima jornada o HC Fão desloca-se às 18.00h ao recinto do Estrela Vigorosa enquanto que às 21.00h o CART Superinertes recebe o líder o Pessegueiro de Vouga.




Bruno Fernandes (Treinador do HCF)- "Acho que o resultado não espalha o que hoje se passou aqui dentro do ringue, já que fizemos uma grande exibição com muitas oportunidades de golo, contra muito poucas do Taipas e o guarda-redes deles esteve muito bem. Esta exibição vem no seguimento vem na sequência das anteriores em que não fomos felizes e quando há um árbitro isento, as coisas tornam-se mais fáceis. O nosso plantel é muito equilibrado, ao contrário da época passada, mas o que deixa mais feliz é termos jogadores da casa, vindo da formação do clube, que entram em campo e resolvem. Esse é o nosso verdadeiro objectivo, fazer atletas para integrarem a equipa sénior que hoje já contou com 4 elementos. Nas próximas jornadas o nosso objectivo é o mesmo de vitória e embora não pareçam tão fortes como os que já defrontamos, temos de manter esta postura e nível de concentração, para não estragar o que já fizemos de bom, que foi encostar-nos aos primeiros."


Ficha técnica
Pavilhão Gimnodesportivo de Fão
Árbitro: Paulo Rainha
Azuís para: José Valente, Nuno Carreira, Eduardo Marques e Rodrigues (2)

HC FÃO 5
Zé Carlos; José Valente, João Figueiredo, Nuno Costa (1g) e Nuno Mata (1g). Adolfo, Nuno Carreira, Paulo Carreira (1g), Pedro Mata (1g)e Rui Martins (1g)
Treinador: Bruno Fernandes

CART Superinertes 1
Salgado; Bruno, Tiago, Frederico (1g) e Eduardo Marques, Marco, Nélson, Hugo, Rodrigues e Luís Martins.
Treinador: Orlando Ribeiro

Golos: Nuno Mata (10m), Pedro Mata (32m), Paulo Carreira (38m), Nuno Costa (39m), Frederico (41m) e Rui Martins (46m).

fontes: http://www.hoqueiclubedefao.com/noticias.html

11.27.2011

Benfica vence Espinho por 11-5



O Benfica encerrou a jornada seis derrotando em casa a incomoda equipa da AA Espinho por números que só apareceram na parte final do encontro. Ao intervalo registava-se uma igualdade a três bolas. No inicio da parte final o Espinho chegou a estar em vantagem por duas vezes, 3-4 e 4-5.
A partida ficou marcada pelo cartão vermelho mostrado ao jogador do Benfica, Sérgio Silva que foi expulso por palavras após marcar com êxito uma grande penalidade onde a bola entrou e saiu de forma rápida, Foi de tal forma rápida a sua trajectória que o arbitro (Joaquim Carpelho) não viu a bola dentro das redes do Espinho. Perante os protestos do jogador encarnado incrédulo com a decisão acabou por dar ordem de expulsão do jogo.
Esta decisão acabou por fortalecer os encarnados e desorientar os espinhenses que nunca mais foram os mesmos na pista permitindo que o Benfica rapidamente chega-se ao resultado final.
Destaque para os seis golos apontados por Luís Viana (na foto)que assim contribuiu de forma decisiva para o triunfo lisboeta.

confira os golos do jogo e do lance que originou o cartão vermelho a Sergio Silva
http://www.youtube.com/watch?v=gUVQTWBJYnU

11.26.2011

I Divsião - OC Barcelos vence Tigres por 3-2

Uma vitoria para recordar, num grande jogo de hóquei em patins, mesmo já depois de soar o apito da mesa.
O guarda redes Ginho evitou o empate quando o relógio já marcava 25' da segunda parte ou seja já com o tempo completo altura em que a dupla de arbitragem assinalou a 10ª falta de equipa do OC Barcelos. O jogador do Tigres Carlitos nesse livre directo não tinha outra alternativa em rematar de pronto. Valeu aos minhotos a excelente defesa de Ginho.
Como disse o treinador José Fernandes à Radio Cavado foi uma vitoria arrancada a ferros. " Ganhamos com sorte porque ela faz parte do desporto. Foi uma vitoria arrancada a ferros mesmo depois de o jogo já estar completo no seu tempo. Nos últimos minutos tudo fizeram para que o Barcelos não ganha-se. Ja sabíamos que era difícil porque o Tigres é composto por bons jogadores. Não contávamos é com outro tipo de dificuldades. Soubemos sofrer e penso que é justa a nossa vitoria."


Dentro do ringue o OC Barcelos marcou primeiro por Jorge Maceda aos 5'. Volvidos dez minutos o senhor que tem uma enorme apetência para marcar aos minhotos de seu nome Gonçalo Favinha fez o empate. A igualdade apenas durou segundos ja que no lance imediato Hugo Costa colocou o Barcelos de novo na frente do marcador até se atingir o intervalo.
Na segunda parte de alta qualidade com as duas equipas a proporcionarem um grande espectáculo e emoção foi enorme. Os tigres chegaram ao empate por Carlos Trindade mas o Barcelos acabou por chegar ao triunfo a dois minutos do fim com o tento de André Centeno. Uma vitória festejada de forma efusiva perante todas as adversidades que os minhotos encontraram dentro do ringue.
Esta vitória permitiu aos barcelenses subirem ao 10º lugar somando agora sete pontos.Na proxima ronda derby minhoto no pavilhão municipal onde recebe o vizinho HC Braga.

Ficha técnica
Pavilhão de Almeirim
árbitros: Jerónimo Moura e Domingos Carvalho
Ao intervalo : 1-2

Tigres 2
André Azevedo, Carlitos, Carlos trindade(1g), Diogo Lã e Gonçalo Favinha (1g)
Jogaram ainda: Luís Querido e João Beja
treinador: Nelson Lourenço

OC Barcelos 3
Paulo Matos, André Centeno (1g), António Leal, Jorge Maceda(1g) e Hugo Costa (1g)
Jogaram ainda: Ginho gr, Zé Pedro, Nuno Felix e Nuno Almeida
Treinador: José fernandes

Juventude de Viana perde em Gulpilhares por 4~1.

A equipa de Viana do Castelo voltou a somar mais um resultado negativo desta vez na deslocação ao recinto do Gulpilhares. Esta sequência de derrotas começa a colocar a equipa vianenses numa posição delicada ou seja nos últimos lugares da tabela classificativa.
O jogo não se previa nada fácil e pior ficou quando logo no primeiro minuto Gustavo Vidal inaugurou o marcador para os locais. Apesar do golo madrugador a Juventude reagiu obrigando a equipa da Gaia a não subir muito no ringue. O esforço dos minhotos acabou por ser recompensado em cima do intervalo com o empate por intermédio de Álvaro Pinto ( na foto),situação que relançou a segunda parte.



Sempre na procura do melhor resultado a Juventude de Viana voltou a ser surpreendida por um golo do Gulpilhares novamente muito cedo aos 5' por Carrais. de novo atrás do prejuízo os vianenses tudo fizeram para igualar o marcador mas seria a equipa da casa a marcar aos 18' por Daniel Oliveira. Na tentativa de entrar de novo na discussão do resultado a equipa de Viana do Castelo abriu a sua defesa mas acabou por ser surpreendida pelo quarto golo caseiro da autoria de Daniel Oliveira a quatro minutos do final do jogo.
Após esta derrota a Juventude de Viana encontra-se em lugar de descida com três pontos.


O treinador da Juventude de Viana Pedro Sampaio , disse à Geice no final da partida deste sábado em Vila nova de Gaia que já encontrou uma solução para os seus jogadores marcarem golos. Depois de mais uma derrota no campeonato nacional, Pedro Sampaio diz "que a solução é aumentar as balizas que são demasiado pequenas".
Bem precisava a Juventude de Viana que as balizas de hóquei fossem bem maiores. Mais um jogo, o mesmo desfecho!

Ficha técnica
Pavilhão Municipal de Gaia
Árbitros: Paulo Santos e Paulo Fernandes
ao intervalo: 1-1

ACR Gulpilhares 4
Ricardo Pereira, Carrais(1g), Marco Dias, Gustavo Vidal (1g) e Daniel Oliveira (2g)
jogaram ainda: Rubem Pereira
Treinador: Francisco Silva

A Juventude de Viana 1
Leonardo pais, César Pinheiro, Rodrigo Sousa, Álvaro Pinto(1g) e Diogo Fernandes
jogaram ainda: Joel Coelho, Nuno Alves e Hélder Martins.
Treinador: Pedro Sampaio

I Divisão - HC Braga vence Riba d'Ave por 7-2

No primeiro jogo do nacional entre equipas do Minho, a equipa de Vítor Silva superou a de Horácio Ferreira por 7-2 em partida disputada no pavilhão das Goladas na cidade dos Arcebispos. O publico marcou presença em numero aceitável porque um derby é sempre um derby.
Depois de um inicio cauteloso por parte das duas equipas foi preciso esperar pelos 5' para aparecerem os golos. Primeiro pertenceu ao HC Braga por Hélder Nunes na marcação de um livre directo a castigar falta de André Alves ( cartão azul) sobre o numero 7 bracarenses. No entanto volvidos vinte segundos o Riba d'Ave empatou também na transformação de um livre directo por José Soares que aproveitou o cartão azul mostrado a Rafael Costa. Apesar destes golos seguidos o jogo não animou pelo que só aos 15' se voltou a gritar golo, desta vez para o HC Braga por Hélder Nunes após passe de Rafael Costa. tentou responder a equipa de Riba d'Ave mas seria o conjunto bracarense a aumentar por Hélder Teixeira. Logo a seguir novo tento do HC Braga por Hélder Nunes de livre directo. Aos 23' os locais fizeram o quinto golo por Rafael Costa que aproveitou para rematar contra as costas do guarda redes Telmo Fernandes.No ultimo minuto o Riba d'Ave podia ter reduzido mas Joel Ferreira permitiu a defesa de Guilherme Silva. E ainda houve tempo para o treinador do Braga, Vítor Silva ver o cartão azul.


A perder por 5-1 a equipa de Horácio Ferreira entrou com outra postura mas na baliza do Braga estava Guilherme Silva que com uma boa dose de defesas impediu o golo do seu adversário. Quem não arrisca-se a sofrer e foi o que aconteceu aos 5' por Vítor Oliveira. Este golo quebrou o animo ao Riba d'Ave que apesar de rematar muito não tinha discernimento na pontaria. Já numa fase onde o Braga tinha abrandado José Soares reduziu para 6-2. Até ao fim o Braga marcou mais um golo por Henrique Magalhães na transformação de um livre directo, fixando o resultado final em 7-2.
Uma vitoria bracarenses que soube aproveitar os lances de livre enquanto que o Riba d'Ave cometeu alguns erros defensivos que lhe custaram os golos do seu adversário.


Declarações

Vítor Silva " O mais importante foi somar os três pontos. Esse era o nosso objectivo para este jogo.Fizemos uma boa pressão quando o nosso adversário tinha a posse da bola. Hoje ao contrario de outros jogos soubemos aproveitar os livres directos. Penso que a vitoria é justa mas por números algo exagerados. Agora vamos a Barcelos defrontar uma boa equipa, bem organizada e que ficou atrás de nós na época passada".

Horácio Ferreira " Cometemos muitos erros. Fizemos um jogo péssimo.Penso que também jogamos condicionados porque a arbitragem conseguiu colocar fora do ringue por duas vezes um dos nossos organizadores de jogo. Podíamos e devíamos ter feito algo mais".

Ficha técnica
Pavilhão das Goladas em Braga
Árbitros: Florindo Cardoso (Minho) e João Rodrigues (Minho)
Ao intervalo: 5-1

HC Braga 7
Guilherme Silva, Vítor Oliveira (1g), Hélder Nunes (3g), luís Filipe e Rafael Costa (1g)
Jogaram ainda: Filipe Miranda gr, Hélder Teixeira (1g), Henrique Magalhães (1g), André Torres e Jorge Faria.
Treinador: Vítor Silva

Riba d'Ave 2
Telmo Fernandes, Joel Ferreira, José Soares (1g), Pedro Salgado e André Alves
Jogaram ainda: António Cruz, Pedro Sousa, Vítor Pimenta, Pedro Sousa
Treinador: Horacio Ferreira

AD Limianos vence Fund Nortecoope por 4-3, Famalicense perde na Madeira por 5-4

II Divisão Nacional Zona Norte

Na deslocação à ilha da Madeira, o Famalicense perdeu com os locais por 5-4. Os golos dos minhotos foram apontados por Pinheiro, André Barbosa, Nuno Branco e Rafael.
Quanto à AD Limianos voltou a vencer fora de portas desta vez na Maia por 4-3. Os golos da formação de Ponte de Lima foram apontados por Pedro Alves (2),Márcio Rodrigues (1)e Diogo Sá (1)

III Divisão - HC Fao vence Cart por 5-1

No derby minhoto da III divisão zona norte, o HC Fão recebeu e venceu o Cart por 5-1. Com este triunfo a equipa de Fão igualou o seu adversario pontualmente com seis pontos na tabela classificativa.
Marcadores dos Golos
1-0 Nuno Mata
Intervalo
2-0 Pedro Mata
3-0 Paulo Carreira
4-0 Nuno Costa
4-1 Coelho
5-1 Rui Martins

11.25.2011

I Divisão - OC Barcelos em Almeirim e Juv Viana em Gaia

O OC Barcelos depois do inicio terrível da prova onde nas cinco primeiras jornadas defrontou os quatro primeiros classificados da época passada, entra agora como disse o seu treinador " No nosso campeonato. Vamos a Almeirim jogar para o nosso campeonato."

A deslocação ao Tigres de Almeirim prevê-se algo complicada já que a turma local ainda não perdeu nos jogos disputados diante o seu publico, tendo vencido o HC Braga por 7-5 e empatado a duas bolas com o Candelária e a quatro tentos com o Paço d'Arcos. Na equipa de Almeirim jogam dois conhecidos do Barcelos, Luís Querido que se formou nas escolas barcelenses e Gonçalo Favinha que na época passada ao serviço do Tomar foi uma autentica "fava" maldita ao Oquei nos dois jogos disputados.
Por parte dos minhotos depois do inicio terrível onde conseguiram somar um ponto na deslocação aos Açores ao qual se junta o triunfo na primeira jornada em casa sobre o Gulpilhares, procuram engatar o seu campeonato. Para isso José Fernandes conta com uma melhor inspiração dos seus jogadores no ataque e com a concentração na sua defesa. Espera-se um grande ambiente em Almeirim já que os jogos são presenciados por muito publico. O jogo tem inicio às 18.00 horas será dirigido pelos árbitros Jerónimo Moura (Porto) e Domingos Carvalho (Porto)
Quem estiver interessado poderá acompanhar a partida através da Tv Internet no link mencionado
http://www.livestream.com/hoqueiclubesostigresdealmeirimtv?t=179452




Por parte da Juventude de Viana joga em Gaia frente ao Gulpilhares num jogo onde se espera que a finalização esteja melhor já que nos jogos anteriores os resultado negativos obtidos mostram a fraca produção ofensiva. Alias a equipa de Viana do Castelo é a par do Portosanto uma das formações com menos golos obtidos, apenas oito. Com apenas três pontos conquistados na prova a Juventude de Viana tentará em Gaia fazer um bom resultado, ciente que o Gulpilhares em casa é muito forte onde nos dois jogos disputados somou dois triunfos, 6-2 sobre o Espinho e 7-1 sobre o Portosanto.
Com inicio agendado para as 18.00 a partida será apitado pelos juízes Paulo Santos (Porto) e Porfírio Fernandes (Porto)
Para os interessados o jogo terá transmissão Via Internet nos seguintes links
http://www.livestream.com/tivc_directo
http://www.plurisports.com/directo

II divisão - Fac na Madeira e AD Limianos na Maia

Prossegue este fim de semana o nacional da segunda divisão com os emblemas minhotos, ambos a jogarem fora de casa.


A primeira equipa a entrar em acção é o Famalicense que se desloca ao pavilhão do Marítimo (ver foto acima) para defrontar os madeirenses. A formação insular ocupa neste momento a 8ª posição com sete pontos, menos dois que o conjunto de Famalicão. Na ilha da Madeira a equipa do Marítimo apenas disputou um jogo tendo sido derrota pela Escola Livre por 3.2. Fora de portas o Fac perdeu com a Sanjoanense por 6-3 e venceu em Lavra por 6-1. Depois da derrota em casa frente ao HC Cambra os famalicenses viajam dispostos em alcançar um resultado positivo. O jogo será dirigido por uma dupla de árbitros da ilha...Nuno Simas e Humberto Correia.


Em relação à AD Limianos joga na Maia (foto em cima) frente à Fundação Nortecoope. A equipa de Ponte de Lima encontra-se motivada depois de superar a aguerrida equipa da Sanjoanense em casa por 5-3. Em excelente forma encontra-se o melhor marcador da segunda divisão Zona Norte, Márcio Rodrigues que no passado jogo ajudou a AD Limianos com quatro golos. O jogo prevê-se equilibrado já que os locais em sua casa venceram os dois jogos disputados, 10-6 à Juv Pacense e 3-1 ao HC Marco e vêem de uma vitoria fora de portas na Feira por 5-1.A AD Limianos procuram manter a onda de vitorias seguidas depois dos triunfos na Povoa e em casa sobre a Sanjoanense.Nesta altura a Fund Nortecoope tem nove pontos enquanto a AD Limianos soma seis.
A partida sera dirigida pelos árbitros António Peça (Leiria) e Paulo Afonso (Coimbra).

"Derbys" Minhotos anima jornada - HC Fão - Cart Superinertes


O Nacional da III Divisão Zona Norte também vive este fim de semana um duelo minhoto. As duas equipas do Minho na competição encontram-se esta sábado às 18.00 horas em Fão.
o HC Fão que joga perante o seu publico soma nesta altura no campeonato três pontos, que foram obtidos na vitória caseira sobre o S. Roque por 7-1 na primeira jornada da prova.
A equipa das Caldas das Taipas tem seis pontos somados na prova, fruto de duas vitórias ambas somadas em casa. Na única partida realizada até ao momento fora de portas o Cart perdeu no Académico FC por 3-2.
Naturalmente trata-se de um derby minhoto, por isso é de esperar uma boa afluência de publico ao pavilhão do HC Fão. O duelo será dirigido por Paulo Rainha , arbitro do Minho.

11.24.2011

"Derbys Minhotos" animam campeonato - HC Braga - Riba d'Ave

São dois os derbys minhotos agendados para este fim de semana nos nacionais de hóquei em patins. Um joga-se na primeira divisão e coloca o HC Braga a receber o Riba d'Ave sábado às 17.00 na cidade dos arcebispos. O outro tem lugar na terceira divisão à beira mar às 18.00h entre o HC Fão e o CART Superinertes.


Em relação ao jogo da primeira divisão espera-se uma boa partida já que as duas equipas estão motivas após terem alcançado na jornada anterior as suas primeira vitórias, O HC Braga superou o Paço d'Arcos enquanto que o Riba d'Ave derrotou o Tigres: Neste momento a equipa de Vítor Silva ocupa a 12ª posição com quatro pontos. Ja a formação de Horácio Ferreira depois de um inicio de campeonato terrível ocupa a 14ª posição com três pontos.
O HC Braga até ao momento marcou doze golos, com o melhor marcador a pertencer a Rafa, seguido de dois de Henrique Magalhães e um de Fellini, Hélder Nunes, Rato, Luís Filipe e Vítor Oliveira, tendo sofrido vinte tentos. Por parte do Riba d'Ave nesta primeiras cinco jornada marcou catorze golos, repartidos, cinco por Miguel Soares, quatro de António Cruz, dois de André Alves e Joel Ferreira e um de Pedro Nogueira, mas sofreu mais golos que os bracarenses, trinta e seis, sendo a defesa mais batida da prova.
Será tudo em "família " minhota até os árbitros, sendo eles Florindo Cardoso e João Rodrigues.

Árbitros para as equipas minhotas


1ª Divisão Nacional
Sábado dia 26 de Novembro de 2011

17.00h
HC Braga - Riba d'Ave
Árbitros: Florindo Cardoso (Minho) e João Rodrigues (Minho)
18.00h
ACR Gulpilhares - A Juventude de Viana
Árbitros: Paulo Santos (Porto) e Porfírio Fernandes (Porto)
18.00h
HC Tigres - OC Barcelos
Árbitros: Jerónimo Moura (Porto) e Domingos Carvalho (Porto)

2ª Divisão Nacional Zona Norte

18.00h
Marítimo - Famalicense
Árbitros: Nuno Simas (Madeira) e Humberto Correia (Madeira)
21.00h
Fund Nortecoope - AD Limianos
Árbitros: António Peça (Leiria) e Paulo Afonso (Coimbra)

3ª Divisão Nacional Zona Norte

18.00h
HC Fão - CART Superinertes
Árbitro: Paulo Rainha (Minho)

Campeonato ajustado



O nacional da 1ª divisão já se encontra "regularizado" após quarta feira se terem realizado três jogos. Duas partidas pertenciam à 5ª jornada e uma à 4º jornada. Em Barcelos jogou-se um clássico da modalidade entre o Óquei de Barcelos e o FC Porto com a vitória a pertencer ao actual campeão nacional por 5-3. Este triunfo permitiu ao FC Porto recuperar a liderança da prova. No outro jogo em atraso da 5ª jornada a Oliveirense voltou a perder desta vez em Espinho por 6-4. Para a equipa de Oliveira de Azeméis foi a segunda derrota consecutiva, enquanto que a AA Espinho com a vitoria subiu ao quinto lugar, ultrapassando assim a equipa orientada por José Querido.
Em atraso mas da 4ª jornada o Benfica goleou o Portosanto por 9-2. A equipa de Luís Sénica subiu ao segundo lugar enquanto que os madeirenses mantiveram a ultima posição.

11.23.2011

FC Porto vence em Barcelos por 5-3

Numa das partidas que encerrou a 5ª jornada, o campeão nacional venceu na catedral o Oquei de Barcelos por 5-3, triunfo que permitiu aos portistas regressar à liderança isolado do campeonato.


O jogo foi agradável com o Barcelos a tentar retardar o máximo possível o primeiro golo do Porto.
Este no entanto acabou por surgir após erro defensivo de Jorge Maceda que perdeu o esférico em zona proibida para Pedro Gil que não perdoou a oferta inaugurando o marcador aos 6'.
Reagiram os minhotos por Hugo Costa mas o seu remate esbarrou no poste da baliza do espanhol Edo Bosch. aos 14' Zé Pedro viu o cartão azul, situação que originou um livre directo que Reinaldo Ventura não aproveitou já que o guarda redes Ginho impediu as intenções do jogador portista. A jogar com mais um elemento o FC Porto tirou proveito por Pedro Gil fazendo o 2-0. Sem nunca desistir os minhotos conseguiram reduzir antes do intervalo por Nuno Almeida, levando alguma expectativa para a segunda parte.
Infelizmente para os barcelenses o FC Porto entrou forte na segunda parte marcando dois golos nos primeiros dois minutos, por Pedro Gil e Filipe Santos. procurou responder o OCB mas carlos André não concretizou uma grande penalidade logo a seguir. O placard só voltou a mexer aos 10' por Carlos André. Aos 13' nova situação de golo não aproveitado pelo Barcelos já que Zé Pedro não concretizou um livre directo a castigar a 10ª falta do adversário. A seguir André Centeno rematou ao poste. Quem não marca sofre e no minuto seguinte Caio fez o 2-5 para a sua equipa. O resultado final foi fixado aos 24' por Hugo Costa.
Para o Barcelos a finalização foi determinante para o desfecho final. Quanto ao FC Porto a entrada forte na segunda parte foi decisiva para a vitória alcançada.

Declarações

José Fernandes " Não era um jogo do nosso campeonato. Cometemos erros que acabamos por pagar caro contra uma grande equipa que é o FC Porto. Se tivéssemos aproveitado as nossas oportunidades talvez o resultado fosse diferente. O inicio da segunda parte do Porto foi determinante. Agora vamos pensar no próximo jogo, esse sim já do nosso campeonato em Almeirim."

Tó Neves " Estou satisfeito por conquistamos mais três pontos. Acusamos um pouco o desgaste do jogo com o Corunha. O Barcelos tinha a lição bem estudada que era enervar a minha equipa retardando o nosso primeiro golo. Acabamos por obter uma vitoria justa e tranquila porque fomos superiores na finalização. Na segunda parte rectificamos a nossa lentidão produzida na etapa inicial."

Ficha técnica
Pavilhão Municipal de Barcelos
Árbitros: Miguel Guilherme e Jorge ventura de Lisboa
Ao intervalo: 1-2

OC Barcelos 3
Paulo Matos, António Leal, Hugo Costa(1g), Jorge Maceda e André Centeno
Jogaram ainda: Ginho gr, Nuno Almeida(1g), Nuno Felix, Carlos André(1g) e Zé Pedro
Treinador: José Fernandes

FC Porto 5
Edo Bosch, Reinaldo Ventura, Pedro Gil (3g), Caio(1g) e Pedro Moreira
Jogaram ainda: Filipe Santos(1g), Tiago Santos e Gonçalo Suissas
Treinador: Tó Neves

Campeonato ajusta jornadas hoje dia 23/11/2011


O campeonato nacional da primeira divisão fica hoje completo.O Oquei de Barcelos recebe às 21.00h o FC Porto, enquanto que em Espinho a Oliveirense defronta a turma da casa.
Dois jogos interessantes já que o Porto procura recuperar a liderança enquanto que a turma de Oliveira de Azeméis pretende rectificar a derrota sofrida na jornada anterior em casa com o Valongo.
Também hoje às 20.00h realiza-se o encontro entre o Benfica e o Portosanto, jogo referente à quarta jornada e que foi adiado devido a dificuldades financeiras por parte da turma madeirense.

Jogos e árbitros
4ª Jornada
20.00h
SL Benfica -Portosanto SAD ( Benfica TV)
Árbitros: Jaime Vieira (Alentejo) e Jorge Carmona (Lisboa)

5ª Jornada
21.00h
OC Barcelos - FC Porto
Árbitros: Miguel Guilherme (Lisboa) e Jorge Ventura (Lisboa)
21.00h
Espinho - Oliveirense ( Plurisports)
Árbitros: Paulo Romão (Lisboa) e Luís Peixoto (Lisboa)

11.22.2011

Clássico em Barcelos - Ginho e Nelson Pereira


Ginho acredita na surpresa, Nelson Pereira quer a liderança



Apesar das diferenças das duas equipas, o guarda redes do OC Barcelos, Ginho mostra-se confiante na possibilidade de obter bom resultado. " Temos condições para os travar. Os jogos contra o Porto são sempre muito complicados já que é o decacampeão. É uma equipa muito forte, com uma dinâmica de jogo muito forte como temos visto neste início de campeonato. Basta ver e constatar o último jogo para a Liga Europa com o Liceo da Corunha, onde fizeram um jogo magnífico. Eles estão com a moral toda e vão querer resolver o jogo nos primeiros minutos para depois gerirem o resultado. Quanto a nós resta-nos tentar defender bem, manter o jogo sempre equilibrado para tentar enervar o adversário. Tentaremos fazer o melhor e temos que dar sempre o maximo e pensar que o favoritismo é todo deles e que esse jogo não é do nosso campeonato".


" O jogo da próxima quarta feira será bastante complicado, face a uma equipa que combina juventude e experiência, num rinque difícil, perante uma massa associativa que apoia o clube da casa. Os resultados do Óquei de Barcelos estão à vista, trata-se de uma equipa que joga muito bem e que apenas perdeu nesta época pela margem mínima, mas o FC Porto tem de ser considerado favorito pelas exibições que tem vindo a fazer. Iremos tentar aproveitar a partida para retomar o primeiro lugar que nos foge, por termos um jogo a menos" disse Nélson.

fontes. ocbarcelos-sad, fcporto site

OC Barcelos - FC Porto quarta feira 23/11/2011 às 21horas

O pavilhão municipal de Barcelos recebe esta quarta feira às 21.00H um clássico da modalidade. Os minhotos defrontam os actuais campeões nacionais o FC Porto, numa partida que foi adiada devido à participação dos portistas na Liga Europa, no passado sábado onde venceram o Corunha por 7-4.


Verdade que é um clássico da modalidade bem diferentes de outros tempos, onde as duas equipas jogavam para o titulo. A realidade é bem diferente com os barcelenses a procurarem a manutenção e se possível melhorar a classificação obtida na época passada. Quanto ao FC Porto a sua intenção é somar mais três pontos para recuperar a liderança do campeonato que nesta altura pertence à Física de Torres Vedras.
Para o OC Barcelos este jogo marca o fim do chamado inicio complicado onde até ao momento defrontou equipas como Oliveirense, Benfica e Candelária, tendo somado um ponto nos Açores ao qual se junta o triunfo na jornada inaugural da prova sobre o Gulpilhares.
Em relação ao FC Porto quatro jogos com outras tantas vitorias.
É de esperar um bom jogo à semelhança dos realizados na época passada onde os minhotos criaram enormes dificuldades tendo obrigado o Porto a puxar pelas suas individualidades já que venceu no caixa dragão por 6-5 e em Barcelos por 4-2.

11.21.2011

Candelária vence em Portosanto por 7-2

Candelária mais forte na ilha Dourada


A quinta jornada do nacional prosseguiu com o duelo de ilhas. Foi mais forte a equipa da Ilha do Pico que venceu na Ilha de Portosanto por 7-4
Ao intervalo os açorianos já venciam por 4-0 com golos de Jorge Silva (na foto) por duas vezes e um de Nuno Araújo e Pedro Afonso.
Na segunda parte surgiram os restantes tentos com Rui Cova e Ricardo Antunes a marcarem para o Portosanto e Montivero duas vezes e Jorge Silva mais uma vez.
Com este triunfo os açorianos passaram a somar onze pontos. Em relação ao Portosanto foi a sua quarta derrota na prova. Acrescente-se que a equipa da Madeira tem menos um jogo realizado ocupando neste momento a ultima posição no campeonato.
A ronda numero cinco fica completa esta quarta feira às 21.00h com os jogos onde o OC Barcelos recebe o FC Porto enquanto a Oliveirense viaja até Espinho.

Resumo da jornada minhota = 4 vitorias e 3 derrotas. Falta jogar o Barcelos

Quando ainda falta uma equipa jogar caso do OC Barcelos, são quatro os triunfos , dois na primeira divisão, um na segunda e um também na terceira obtidos na ronda do passado fim de semana.


"TRIUNFOS"
Recorde-se que as equipas do Minho jogaram todas em casa e desse factor há a destacar as primeiras vitórias na prova casos do HC Braga e do Riba d'Ave no escalão maior da modalidade.
A equipa do HC Braga depois deter obtido um empate em casa com o Benfica vinha a somar derrotas atrás de derrotas, por isso era importante vencer o jogo frente ao Paço d'Arcos. Foi o que aconteceu pela margem mínima 3-2 com golos de Hélder Nunes, Rafa e Vítor Oliveira.
também pela margem mínima 7-6 o Riba d'Ave superou os Tigres de Almeirim num grande jogo de hóquei em patins. A equipa de Horácio Ferreira nunca se deixou ultrapassar ao longo da partida pelo seu adversário no marcador, conseguindo assim três importantes pontos na sua luta pela manutenção. Destaque para os quatro golos apontados por Miguel Soares que contou com a colaboração de Joel Ferreira, António Cruz e André Alves na composição final da vitória.
Ainda na "rota" dos triunfos surge a AD Limianos na segunda divisão que derrotou a Sanjoanense por 5-3 com um poker de Márcio Rodrigues e um de João Araújo. Na terceira divisão mais um poker desta vez de Frederico Coelho que ajudou o CART Superinertes a vencer o Cucujães por 5-2.



"DERROTAS"

Na primeira divisão o factor casa não foi aproveitado pela Juventude de Viana que foi derrotada pelo Física de Torres Vedras por 4-1.O único golo dos vianenses foi marcado por Joel Coelho. Um resultado que obrigou a que o presidente reuni-se no final do jogo com a equipa. Ja no segundo escalão o Famalicense perdeu com o HC Cambra por 4-1, com o tento famalicense a ser apontado por João Pinheiro de grande penalidade.
por fim na terceira divisão o HC Fão foi surpreendido pelo Sobreira por 6-4. De nada valeram os tentos conseguidos por Joe, Nuno Costa, José Valente e Paulo Carreira.


Falta o OC Barcelos jogar...

Para que a prestação minhota fique completa falta o OC Barcelos defrontar quarta feira às 21h no seu pavilhão o FC Porto. Um jogo que foi adiado devido à participação do conjunto portista nas competições europeias.

Jornal o Publico fala de hóquei em patins

O hóquei não está isento de problemas, mas ainda é o que era

A ideia de um hóquei em patins em crise é falsa, segundo algumas figuras da modalidade ouvidas pelo PÚBLICO. O desporto tem os seus problemas, admitem, nomeadamente a nível de organização, mas, apesar de sofrer das mesmas dificuldades de outras modalidades no mesmo patamar, afirmam que continua a gerar interesse e a ocupar um lugar especial no coração dos portugueses.
E o facto que foi apontado como chave em algum retrocesso da visibilidade do hóquei nos anos anteriores, a ausência de transmissões regulares na televisão, devido à incapacidade da Federação Portuguesa de Patinagem (FPP) para financiar os custos de produção, foi finalmente compensado esta época, com o anúncio de que a modalidade está de regresso à RTP, que transmitirá pelo menos 33 jogos, a maioria deles relativos ao campeonato nacional.

“Há clubes formadores, há gente nos pavilhões e este ano até há televisão. O hóquei em patins está vivo”, defendeu Cristiano Pereira ao PÚBLICO. “Há muita gente interessada no hóquei, muitos adeptos. É possível encher um pavilhão com milhares de espectadores, num jogo de selecções ou de grandes clubes portugueses. E, apesar das dificuldades, os clubes continuam a dedicar-se à formação. Portanto, não é justo sermos críticos em relação à modalidade”, referiu o antigo praticante, uma das glórias do hóquei nacional, vencedor de dois Mundiais e quatro Europeus como jogador e mais um Mundial e dois Europeus como treinador.

No entanto, o oitavo português com mais internacionalizações em todos os escalões (168) também regista deficiências, nomeadamente a nível de organização, e aponta o exemplo que está mais fresco na memória, a falta de comparência do Liceo da Corunha na Supertaça Europeia, com o Benfica. “Também há efeitos negativos, como este da Taça Continental em que uma equipa não aparece”, relembrou Cristiano Pereira.
“No hóquei em patins as coisas passam-se, mas não há castigados”, sublinhou Reinaldo Ventura, que esta temporada irá tentar conquistar o seu 11.º título consecutivo ao serviço do FC Porto. “Já atravessei várias fases na modalidade: quando comecei, havia muito público e muito interesse da comunicação social. Depois houve algum desinteresse da parte da comunicação social, mas a culpa não é dela. Os responsáveis acharam que a modalidade cresceria por si própria... Mas com o reaparecimento da TV as coisas estão a melhorar”.

Decréscimo de visibilidade




O internacional português admitiu que, por causa da falta de transmissões televisivas, “houve um decréscimo na visibilidade nos último anos”, mas contrabalança esse aspecto com o que a modalidade significa para o país. “Mesmo com este problema da TV, as outras modalidades, por muito que queiram, não conseguem ter o carinho que os portugueses têm pelo hóquei em patins”.
Ainda assim, Ventura concede que o hóquei “não está igual”, perdeu espectadores em relação a outros tempos, mas explicou que essa situação é natural em todas as modalidades. “As pessoas antes não tinham playstation, não tinham computadores portáteis... Vivia-se para o desporto, agora não”.
O afecto dos portugueses em relação à modalidade teve origem nos anos 1940 e 50, como explica Fernando Castro. “Portugal conseguiu os seus títulos desportivos mais relevantes até então através do hóquei em patins. Isso teve uma grande repercussão e originou um desenvolvimento muito grande. Portugal era líder de algo a nível mundial”, sustentou o autor do livro Campeonatos do Mundo de Hóquei em Patins: contributos para a sua história. Actualmente, os resultados internacionais não são “tão avassaladores”, mas isso, garante Fernando Castro, “não significa que a modalidade tenha reduzido a sua importância” ou influência.

20 mil espectadores/semana

De acordo com este autor, no global, cerca de 20 mil espectadores por semana assistem a jogos em todos os escalões. Muitos outros seguem-nos pela TV ou pela Internet, onde se pode assistir a partidas da I, II e III Divisões. “E o número de hoquistas não está a diminuir”, acrescentou. “Poderá é haver oscilações de ano para ano”.
Segundo dados facultados pela FPP, o número de praticantes federados no hóquei em patins, que tem contra si o custo do equipamento e o facto de não ser jogado nas escolas, foi semelhante nos últimos anos (10.593 em 2002-03, 10.269 em 2009-10, e valores relativamente parecidos nas épocas situadas entre este intervalo de tempo).
Há uma tendência de descida na quantidade de atletas masculinos, mas que é compensada pelo aumento de femininos. No entanto, nas outras três modalidades ditas amadoras (basquetebol, andebol e voleibol) mais conhecidas não houve estagnação, pois o número de praticantes, segundo dados do Instituto do Desporto de Portugal, cresceu substancialmente no mesmo período.

fonte: http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1521746

11.20.2011

Rui Natario reúne com equipa no final do jogo com o Fisica..


A finalização continua a ser madrasta para a equipa de Viana do Castelo. Na recepção ao Fisica de Torres Vedras a Juventude de Viana desperdiçou varias oportunidades de golo que em caso de concretização podiam ter originado outro desfecho final. O golo dos vianenses foi apontado no ultimo segundo da partida por Joel Coelho de grande penalidade. Em tempo de descanso os visitantes já estavam na frente do marcador por 1-0.
No final do encontro o presidente da Juventude de Viana, Rui Natário, acompanhado do director desportivo do clube minhoto, Vasco Rocha, reuniram com o plantel e equipa técnica no balneário do Pavilhão de Monserrate...

ficha técnica
Pavilhão de Monserrate em Viana do Castelo
Árbitros: José Pinto e Domingos Carvalho
Ao intervalo: 0-1

Juventude de Viana 1
Leonardo Pais, Joel Coelho (1g), Rodrigo Sousa, Alvaro Pinto e Diogo Fernandes.
Jogaram ainda: Helder Martins e Nuno Alves
Treinador: Pedro Sampaio

Fisica 4
Carlos Coelho, Carlos Godinho (2g), Samuel Lima, German Dates e Carlos Gomes (2g)
Jogaram ainda: Vítor Fortunato, Alan Fernades, Ricardo Pereira e Filipe Grileiro.
Treinador: Vítor Fortunato.

11.19.2011

CART Superinertes vence Cucujães por 5-2



Depois de um interregno de 15 dias, o CART disputou este sábado a 3ª jornada do campeonato nacional da 3ª divisão. Em casa frente ao Cucujães, os Taipenses, tal como fizeram na jornada anterior, somaram mais uma vitória. Coelho (na foto) com um poker foi a figura do jogo. O CART começou bem a partida. Nos primeiros 5m atirou 3 bolas ao poste. O Cucujães, contra a corrente do jogo, aproveitou um contra ataque em superioridade numérica para fazer o 0-1. O CART reagiu, e na sequência de um livre directo chegou á igualdade, golo de Coelho. Perto do intervalo, o Cucujães voltou a mostra eficácia e fez o 1-2. O resultado ao intervalo premiava a equipa do Cucujães que com menos lances para marcar conseguiu chegar em vantagem. Na segunda parte, o CART não foi tão perdulário no ataque e chegou com naturalidade à vantagem no marcador, 4-2. Coelho completava o Poker com mais 3 golos, um deles na marcação de mais um livre directo. À entrada dos últimos 10m, Tiago Carvalho, na sequência de um livre directo a castigar a 10ª falta do adversário, fez o 5-2 final. Com o resultado feito, o treinador Orlando Ribeiro fez rodar toda a equipa, destaque para Hugo Oliveira (contratado esta época ao Riba d’Ave) que efectuou os primeiros minutos no nacional da 3ª divisão com a camisola do CART. Na classificação, o CART está no grupo dos segundos classificados com 6 pontos, a 3 do líder Pessegueiro do Vouga. No próximo sábado, o CART desloca-se ao Pavilhão do HC Fão.

fonte: http://cart-taipas.blogspot.com/2011/11/resultados.html?spref=fb

Riba d'Ave vence HC Tigres POR 7-6


O Riba d'Ave depois de disputar as suas primeiras quatro jornadas com os quatro primeiros classificados da época passada recebeu no seu ringue o HC Tigres tendo obtido a sua primeira vitória na prova por 7-6.
Foi um grande jogo, com muita emoção e claro muitos golos.
O Riba d'Ave na primeira parte conseguiu estar sempre na frente do resultado, com André Alves a inaugurar o marcador. O Tigres respondeu logo a seguir por Carlitos. Num jogo de sentido único das duas equipas , ou seja a baliza o Riba d'Ave voltou a adiantar-se Miguel Soares ao qual respondeu Diogo Lã fazendo o empate a duas bolas. os minhotos com muita raça nao acusaram o empate antes pelo contrario conseguiram responder ao empate com dois golos de Miguel Soares fazendo o 4-2. Ainda na primeira parte Diogo Lã reduziu para 4-3 mas em cima do intervalo António Cruz fixou o placard 5-3 em tempo de descanso.
A segunda parte foi impropria para cardíacos com o Tigres a entrar forte empatando o jogo a cinco bolas com dois golos de Carlitos. Os minhotos sentiram os golos mas não perderam a concentração optando por um jogo mais organizado, na expectativa de um erro adversário ou de um contra ataque. A vantagem no marcador voltou às hostes do Riba d'Ave pelo capitão Joel Ferreira, ao qual se seguiu o Miguel Soares fazendo o 7-5. Os Tigres nunca desistiram e na recta final reduziram para o 7-6 por João Silva.
Um triunfo dos minhotos que acima de tudo premeia a forma como nunca perderam a sua identidade em ringue. Em relação aos Tigres mostraram apesar da derrota sofrida que são uma equipa que pode fazer um campeonato tranquilo.
Uma palavra para os adeptos da casa e também para os que viajaram de Almeirim que deram um enorme colorido às bancadas e também à forma ordeira como puxaram pelas duas equipas.

Ficha técnica
pavilhão Parque das Tílias em Riba d'Ave
Árbitros: Joaquim Carpelho e Paulo Romão
Ao intervalo: 5-3

Riba d'Ave 7
Telmo Fernandes, Pedro Salgado, André Alves (1g), Joel Ferreira (1g) e Miguel Soares (4g)
Jogaram ainda: Pedro Pereira gr, António Cruz (1g) e Pedro Sousa
Treinador: Horácio Ferreira

HC Tigres 6
André Azevedo, Carlitos(3g), Diogo Lã (2g), Carlos Trindade e Gonçalo Favinha
Jogaram ainda: Pedro Vaz, João Beja, Luís Querido e João Silva (1g)
Treinador: Nelson Lourenço

foto: Rahc Hóquei Clube

Famalicense perde em Casa com o HC Cambra por 4-1


II Divisão nacional - Zona Norte

Na recepção ao HC Cambra a equipa de Famalicão viu ser interrompida a excelente serie de jogos onde vinha amealhando resultados positivos.
Frente ao conjunto de Vale de Cambra em partida da quinta jornada , candidato a subir de divisão as dificuldades foram muitas. O golo minhoto foi apontado por Pinheiro aos 9, que na altura deu o empate a uma bola. Ao intervalo os visitantes já venciam por 2.1

HC Fao perde em casa com o Sobreira por 6-4


Na terceira jornada da terceira divisão nacional, Zona Norte a equipa do HC Fão foi surpreendida pelo Sobreira perdendo por 6-4. Os golos dos minhotos foram obtidos por Joe,Nuno Costa,José Valente e Paulo Carreira.

II Divisão Zona Norte - AD limianos 5 Sanjoanense 3

A AD Limianos voltou a vencer somando assim a sua segunda vitoria seguida. Na recepção ao conjunto de São João da Madeira a formação minhota venceu por 5-3 com destaque para os quatro golos apontados por Márcio Rodrigues ao qual se junta o tento de João Araujo.

HC Braga vence Paço d'Arcos por 3-2


O HC Braga foi o primeiro clube minhoto a jogar na quinta jornada do nacional da primeira divisão. No pavilhão das Goladas em Braga a equipa de Vítor Silva procurava a primeira vitoria no campeonato. Os bracarenses entraram forte e inauguraram o resultado aos 5' por Hélder Nunes. Ainda na etapa inicial os minhotos fizeram aos 19' por Rafa o segundo golo, dando alguma tranquilidade para a etapa final.
Na etapa segunda parte, Vítor Oliveira aos sete minutos aumentou para 3-0 na transformação de uma grande penalidade. No entanto a equipa visitante foi atras do resultado e reduziu Miguel Dantas aos 15 e por Nelson Ribeiro aos 20'. Ate ao fim o Paço d'Arcos tudo fez para chegar ao empate mas Guilherme Silva segurou o primeiro triunfo do Braga na prova.

Pavilhão das Goladas em Braga
Arbitros: Vítor Roxo (Leiria) e Luís Inácio (Ribatejo)
Ao intervalo: 2-0

HC Braga 3
Guilherme Silva, Luís Filipe, Hélder Nunes (1g), Henrique Magalhães e Rafa(1g)
Jogaram ainda: Fellini, Vítor Oliveira (1g) Rato
Treinador: Vítor Silva

Paço d'Arcos 2
Carlos Silva, Miguel Dantas (1g), André Moreira, Nelson Ribeiro (1g) e André Pereira
Jogaram ainda: Rui Ribeiro e Johe
Treinador: Paulo Garrido

11.18.2011

Fim de semana Minhoto - Equipas do Minho jogam todas em casa

As equipas do Minho presentes nos nacionais de hóquei em patins da 1ª , 2ª e 3ª divisão jogam este fim de semana todas em sua casa.
Por isso é natural que se espere uma boa campanha dos clubes apesar de em certos jogos o factor casa não ser determinante face aos seus adversários.


Na 1ª Divisão a primeira equipa a entrar em ringue é o HC Braga que recebe às 17.00h a equipa do Paço d'Arcos. Para a equipa de Vítor Silva é boa oportunidade para finalmente conseguirem conquistar uma vitoria, depois de apenas ter obtido um ponto nas anteriores jornadas no seu reduto diante o Benfica. Seguiram-se três derrotas, duas fora em Almeirim e nos Açores e uma em casa com o FC Porto.O conjunto de linha de Cascais não será certamente fácil para os minhotos. É que até ao momento a turma orientada por Paulo Garrido apenas perdeu um com o FC Porto dos quatro jogos e ocupa o oitavo lugar com sete pontos.
Depois do HC Braga jogar entra na pista o Riba d'Ave que às 21.00h recebe os Tigres de Almeirim. ocupando a ultima posição depois de um inicio de campeonato onde defrontou Porto, Benfica, Candelária e Oliveirense. Pode dizer-se que a verdadeira prova começa agora com equipas que parte com o mesmo objectivo , ou seja a manutenção.
Meia hora depois é a vez da Juventude de Viana jogar frente ao Física de Torres Vedras. Um jogo aguardado com expectativa já que os vianenses ainda não ganharam em casa enquanto que os visitantes estão a surpreender ocupando nesta altura a segunda posição do campeonato com dez pontos.
Quanto ao OC Barcelos - FC Porto apenas se joga na próxima quarta feira.

Na segunda divisão às 20.30h o Famalicense actual segundo classificado mede forças com o HC Cambra, equipa que desceu de divisão perante o seu publico é de esperar um bom jogo.
Mais cedo joga às 18.00h à AD Limianos que somou a sua primeira vitoria no passado fim de semana recebe a sempre teimosa e complicada equipa da Sanjoanense.

Por fim na terceira divisão às 18.00h o HC Fão joga em casa com o Sobreira, equipa que ainda nao somou qualquer ponto.
Às 21.00h é a vez do CART Superinertes defrontar na sua pista o Cucujães que fora de casa ja pontuou com o empate no Boavista.

Competições Europeias de Hóquei em Patins - Liga Europeia


São quatro as equipa portuguesas na Europa à procura de um lugar na final a 8, da Liga Europeia.
O campeão nacional FC Porto tem no seu grupo C, os campeões de Espanha , o Corunha de Ricardo Barreiros juntamente com os italianos do Valdagno e os suíços de Geneve onde milita o jogador português Pedro Alves. O Porto inicia a prova recebendo a formação espanhola, enquanto que o Valdagno também em sua casa mede forças com o Geneve.
«Temos muita motivação e queremos chegar à ‘final a 8’», garantiu, em conferência de imprensa, Tó Neves, consciente que terá pela frente uma estreia difícil, face ao Liceo: «É uma equipa bastante competente, que é campeã europeia e está no primeiro lugar do campeonato».

Outra equipa portuguesa ja habituada a esta comeptição, o Candelaria dos Açores esta inserido no grupo A, onde fazem parte também o poderoso Barcelona, o Noia e os italianos do Viareggio. A prova da formação da ilha do Pico começa em casa defrontando o Noia enquanto que o Viareggio recebe o Barcelona.
Carlos Dantas, técnico da equipa açoriana, reconhece que está num autêntico «grupo da morte», no qual o FC Barcelona deverá ter o lugar garantido e as outras três equipas terão que lutar pela segunda vaga.
«Temos sempre essa esperança (de um apuramento) e vai ser determinante ganhar os três jogos em casa e conseguir um empate ou uma vitória fora, mas o grau de dificuldade é muito grande», referiu à Lusa, sublinhando que as condições do sorteio continuam a ser pouco lógicas.

No grupo B encontramos a Oliveirense que esteve presente na final four da taça Cers na edição anterior, procura nesta Liga Europeia a presença na final a 8. Perante os seus adversários é o conjunto português que na teoria tem a vida mais fácil já que mede forças com o Réus de Espanha, O Coutras de França e o Cronenberg da Alemanha.a sua participação começa com a deslocação a França enquanto que o Réus recebe o Cronenberg.
«Temos possibilidades para nos apurarmos. As nossas expetativas são as de marcar presença na ‘final a oito’», disse à Agência Lusa José Querido, acrescentando que «no papel, e na teoria, Reus e Oliveirense são os principais candidatos».

Finalmente no grupo D esta o Benfica que assim regressa ao mais alto nível fora de Portugal. Os seus opositores são o Vic de Espanha, o Lodi de Itália e o Iserlohn da Alemanha. é precisamente com os alemães que o Benfica começa a sua participação na Luz, enquanto que os italianos do Lodi recebem o Vic.
Boa sorte aos portugueses nesta viagem pela Europa. São quatro equipas na procura de um lugar nos dois primeiros de cada grupo para atingirem a final a 8.

JOGOS E ÁRBITROS

Grupo A - Candelária - Noia às 22.00h
ROSSANO ROTELLI e FRANCO FERRARI (ITA)

Grupo B - Coutras - Oliveirense às 20.00h
SERGI MAYOR e ALVARO LA HERA (ESP)

Grupo C - FC Porto - Corunha às 18.00h
MASSIMILIANO CARMAZZI e ALBERTO BISACCO (ITA)

Grupo D - Benfica - Iserlohn às 18.00h
JOSEP RIBO e JOAN MOLINA (ESP)

11.17.2011

Arbitros para as equipas do Minho

Árbitros para as equipas do Minho


1ª Divisão nacional
sábado dia 19 de Novembro

21.30h Juventude de Viana - Física - José Pinto - Domingos Carvalho, Sofia Ferreira
21.00h Riba D'Ave - Tigres - Joaquim Carpelho - Paulo Romão, Gonçalo Correia
18.00h HC Braga - Paço d'Arcos - Vítor Roxo - Luis Inacio, Antonio Gameiro

quarta feira dia 23 de Novembro
21.00h OC Barcelos - Porto - Miguel Guilherme - Jorge Ventura, Antonio Teixeira

2ª divisão nacional
sábado dia 19 de Novembro

18.00h AD Limianos - Sanjoanense - Portfirio Fernandes - PAulo Santos
20.30h Famalicense - Cambra - Nuno Sequeira - Paulo Sousa

3ª divisão nacional
sábado dia 19 de Novembro

18.00h HC Fão - Sobreira - Manuel Oliveira
21.00h CART Superinertes - Cucujães - Rui Torres

11.16.2011

Benfica vence em Valongo por 4-3

O Benfica venceu o Valongo por 4-3 em jogo que marcou o inicio da 5ª jornada.
A partida começou com os encarnados a adiantar-se no marcador logo aos 2' por Cláudio Filho. Apoiados pelo numeroso publico presente nas bancadas a equipa da casa repôs a igualdade por Hugo Azevedo aos 11'.
Em toada de parada e resposta o perigo rondou as duas balizas, situação que fez brilhar os dois guarda redes, especialmente Ricardo Silva.
O treinador do Benfica mexeu na equipa e colocou Carlos Lopez e Esteban Abalos, mudança que permitiu aos encarnados segundos depois a obtenção do 2-1 por Valter Neves após excelente passe de Carlos Lopez. O antigo jogador do Barcelona podia ter feito o terceiro golo da sua equipa mas aos 18' falhou um livre directo. Ainda na primeira parte Sérgio Silva fixou o resultado em 1-3 a favor da sua equipa na marcação de uma grande penalidade.
A perder o Valongo reagiu forte e aos 5' podia ter reduzido mas João Marques falhou uma grande penalidade.Volvidos cinco minutos Diogo Rafael aumentou para 1-4.

Pensaram os encarnados que o jogo estava decidido mas Hugo Azevedo ( na foto) não estava de acordo e conseguiu aos 12' fazer o 2-4 após Sérgio Silva ter desperdiçado uma grande penalidade na jogada anterior.No minuto seguinte o Benfica cometeu a sua décima falta e Hugo Azevedo não desperdiçou colocando o resultado em 3-4.
O Benfica podia ter aumentado mas Luís Viana não concretizou um livre directo após cartão azul a João Marques.

Ja nos últimos cinco minutos do jogo o Valongo cometeu a décima falta, onde Cláudio Filho nao teve êxito lançando um final emocionante com as duas equipas a procurarem o golo, uma para descansar,outra para tentar a igualdade. A dois segundos do fim o Benfica cometeu a sua décima quinta falta onde Hugo Azevedo não conseguiu aproveitar , falhando assim o empate.

Uma vitoria encarnada abençoada pelo guarda redes Ricardo Silva a quem o Benfica deve agradecer. Pela excelente reacção na segunda parte o Valongo merecia a divisão de pontos

Ficha técnica
Pavilhão de Valongo
Árbitros: Rego Lamela e Paulo Romão
Ao intervalo: 1-3

AD Valongo 3
Fábio Vieira, Nuno Rodrigues, Hugo Azevedo (3g), João Marques, Miguel Viterbo
jogaram ainda: Pedro Mendes, Jorge Alves, Pedro Pinto
Treinador: Paulo Pereira

SL Benfica 4
Ricardo Silva, Valter Neves(1g), Sérgio Silva (1g), Cláudio Filho (1g), Diogo Rafael(1g)
Jogaram ainda: João Rodrigues,Carlos Lopez, Esteban Abalos, Luís Viana
Treinador: Luís Sénica

cartão azul: Hugo Azevedo, João Marques, Esteban Abalos

11.15.2011

5ª Jornada hoje quarta feira - AD Valongo - SL Benfica - 21 horas

O jogo entre a AD Valongo e o SL Benfica às 21 horas abre esta quarta feira a jornada numero cinco do nacional da primeira divisão. Recorde-se que no próximo fim de semana arrancam as competições internacionais. Na Liga Europeia jogam FC Porto, Candelária e Benfica, enquanto que o HC Braga , isento na primeira eliminatória é o único representante na Taça Cers.
O jogo será transmitido pela plurisports e será dirigido por Paulo Romão de Lisboa e Rego lamela do Minho.


A equipa do Valongo esta com a moral em alta após surpreender no passado sábado com o triunfo conquistado em Oliveira de Azeméis por 7-4. Actualmente a formação dos arredores do Porto ocupa a terceira posição com nove pontos, mais dois que os encarnados. Por isso é de esperar um grande ambiente e um grande jogo de hóquei em patins.
“Trata-se de um jogo que queremos ganhar, respeitando sempre o adversário. O Benfica tem uma equipa mais equilibrada esta época, mas vai encontrar dificuldades em Valongo. Estamos numa terra que gosta de hóquei, por isso contamos ter casa cheia”, avisa o técnico do Valongo, Paulo Pereira.




Paulo Almeida treinador adjunto do SL Benfica em declarações à Benfica TV, garantiu que o grande objectivo do Clube passa por conquistar a vitória no desafio da 5.ª jornada do campeonato nacional da modalidade.
“A equipa está bem preparada e motivada para fazer o jogo de quarta-feira. No sábado também temos uma partida para a Liga Europeia e vamos entrar para ganhar. O Benfica entra em todos os jogos para ganhar”, afiançou o adjunto de Luís Sénica.
Paulo Almeida, ao longo do seu discurso, mostrou-se convicto relativamente à boa preparação da equipa para o jogo com o Valongo: “A equipa encontra-se num bom momento. Começámos por fazer dois treinos na segunda-feira [um de manhã e outro à tarde), como preparação para o jogo de quarta. Nós preparamo-nos jogo a jogo e sempre para ganhar.”
O treinador-adjunto do clube alertou, no entanto, que a equipa vai enfrentar um adversário com qualidade, lembrando que o último resultado do Valongo no terreno da Oliveirense foi muito positivo (triunfo por 4-7). “O Benfica sabe aquilo que tem que fazer e naturalmente estamos conscientes que a equipa de Valongo para esta competição está muito bem treinada. Queremos obter mais uma vitória e como é sabido todos querem ganhar frente ao Benfica, portanto, já estamos mentalizados para as dificuldades que iremos encontrar, mas queremos fazer um grande jogo e alcançar a vitória”, afirmou.

fontes: http://www.slbenfica.pt e jornal record