HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

1.22.2014

OC Barcelos vence Física por 3-2




Depois da jornada europeia onde foi eliminado da Taça Cers diante o Breganze de Itália, o OC Barcelos recebeu o Física de Torres Vedras.
O jogo começou numa toada muito calma com as duas equipas a estudarem-se o esquema de cada uma, pelo que as situações de golo foram escassas.
Aos catorze minutos surgiu o primeiro golo e para o OC Barcelos por Hugo Costa a concluir de forma eficaz uma jogada de contra ataque.
A perder o Física subiu na pista e podia ter empatado aos 19' mas Tiago Jorge desperdiçou um livre direto ao rematar para a tabela de fundo a castigar a décima falta dos minhotos.
Até ao intervalo o marcador não sofreu mais alteração muito por culpa das intervenções dos dois guarda redes, Ricardo Silva e André Azevedo.
A segunda parte começou praticamente com o golo do empate do Física logo aos vinte segundos por Tiago Jorge, aproveitando uma desatenção completa da defesa barcelense.
Os visitantes podiam ter efectuado a reviravolta no resultado aos 6' mas Ricardo Silva defendeu uma grande penalidade de Carlitos.
Com o domínio de bola o OC Barcelos procurou voltar a marcar enquanto que o Física explorava o contra ataque.
Aos 14' o OC Barcelos podia ter desfeito a igualdade mas Luís Querido falhou um livre direto pela décima falta da equipa de Torres Vedras.
Segundos depois o capitão minhoto não falhou e de grande penalidade fez o 2-1. Com os festejos um dos árbitros entendeu que o capitão barcelense exagerou e mostrou o cartão azul.
A suposta infracção motivou que o OC Barcelos joga-se com menos um jogador tendo o Física carregado mas o guarda redes Ricardo Silva mostrou-se atento.
Na melhor e mais emotiva parte do encontro o Física a jogar com menos um jogador arrancou duas faltas originando numa delas a décima quinta situação que Carlos Godinho não aproveitou graças à boa defesa de Ricardo Silva.
Ainda com mais um jogador o OC Barcelos marcou por Luís Querido aos 20' num remate fortíssimo de meia distancia sem hipótese para André Azevedo.
O jogo ainda não tinha acabado quando André Pereira aos 23' reduziu para 3-2.
A seguir o Física cometeu a décima quinta falta mas José Braga falhou o livre direto. Logo de imediato os visitantes ficaram com menos um jogador por cartão azul mostrado a Samuel Lima. Essa situação originou uma grande penalidade que Luís Querido não concretizou.
O triunfo permite ao OC Barcelos subir na tabela ocupando agora o nono lugar com catorze pontos tendo ultrapassado inclusive o seu adversário de Torres Vedras.
Na próxima ronda os minhotos jogam fora com o Sporting CP e o Física recebe os Carvalhos

Ficha técnica
Pavilhão Municipal de Barcelos
Árbitros: Paulo Santos e Porfirio Fernandes do Porto
Ao intervalo: 1-0

OC Barcelos 3
Ricardo Silva, Luís Querido, Zé Pedro, Hugo Costa e José Braga
Jogaram ainda: Pedro Mendes, João Marques, João Candeias.
Treinador: Paulo Freitas

Física de Torres Vedras 2
André Azevedo, Carlos Garrancho, Carlos Godinho, Samuel Lima e João Lima
Jogaram ainda: Carlitos, Tiago Jorge,

Sem comentários:

Enviar um comentário