HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

9.16.2014

Luís Filipe Moreira " Nem todas as pessoas tem competência para ser selecionador por muitas vitórias que tenham obtido..."




Após o comunicado da Federação Portuguesa de Patinagem a mencionar ter aceite a demissão de Luís Filipe Moreira " Tikinho " do comando da Selecção de Sub 17, o próprio falou em exclusivo ao Hóquei Minhoto. Deixa a selecção com um primeiro em Espanha e terceiro lugar em França.

Hóquei Minhoto- Ficou com alguma magoa de alguém durante o período em que esteve à frente da seleção ?
"Tikinho " Não fiquei magoado com ninguém. Apenas com a magoa de não ter sido possível completar este projecto de dois anos. Queria ter conquistado os dois titulo mas não consegui. Só tenho a agradecer à Federação Portuguesa de patinagem a oportunidade de ter treinado este escalão. É um escalão que necessita de tempo . Os sub 17 precisam de ser trabalhos com especial cuidado para ser feita uma triagem segura para os anos seguintes, ou seja o salto para os sub  20 e depois para o escalão principal.
No entanto foi com enorme satisfação que servi a FPP. Por todos os clubes que passei deixei trabalho feito. Não é só com vitórias que um treinador é avaliado. Foi um sonho tornado realidade ter sido seleccionador nacional. Qualquer treinador ambiciona a isso. Hoje sou muito melhor treinador que quando entrei para a selecção.

Hoquei Minhoto - Ao longo deste projeto sentiu pressão nas escolhas que fez ou nos métodos de trabalho impostos?
"Tikinho" - Nunca me senti pressionado por ninguém. Há sempre clubes e dirigentes que fazem campanhas pelos seus atletas. É normal. Quem não souber lidar com essa pressão não tem condições para trabalhar. Eu sou muito frontal. Quando tomo as minhas decisões são sempre numa perspectiva de melhorar os atletas e não de agradar a este ou aquele. Ser treinador é preciso ter carater. É mais fácil gerir as pessoas dos que gerir os atletas. As pessoas tem de perceber que estamos a lidar com jovens. 


Hoquei Minhoto - Confirma que quando a selecção partiu para o europeu de França já estava definida a sua saída?
"Tikinho " -  Sim, já havia uma decisão para que eu saísse, mas nunca se deixou passar para os atletas. Mas nem essa situação impediu que fosse para França com ambição. Ate originou uma maior responsabilidade porque tínhamos como objectivo renovar o titulo. Queria muito ter saído com o titulo em França. A minha vida familiar e profissional pensou na decisão. Trabalhar numa empresa privada é diferente porque nem sempre se pode ausentar. Mas mesmo assim fui até à luta e em França tudo fiz para ganhar. O terceiro lugar foi o único aspecto negativo no meu percurso na selecção.


Hoquei Minhoto - O seu sucessor tem tudo para fazer um bom trabalho?
Tikinho - Sem duvida. Quem vier para o cargo de seleccionador de sub 17 tem tudo para fazer um bom trabalho. As bases estão formadas. No entanto cada um tem a sua forma de trabalhar. Espero que tenham sucesso porque quem fica a ganhar é a modalidade. Nem todas as pessoas tem competência para ser seleccionar por muitas vitorias que tenham obtido. Devem primeiro preocupar-se em trabalhar os atletas e incutir-lhes uma mentalidade responsável. O resto vem por acréscimo. Nem sempre estamos certos, mas foram mais as vezes que acertei do que as que errei.   Quem trabalha deve desconfiar sempre de tudo o que lhe dizem...



Hoquei Minhoto - E agora o futuro?
"Tikinho " - No presente é fora do hóquei. Fora apenas no trabalho porque vou andar bem atento à modalidade. Eu adoro e vivo o hóquei em patins. num curto médio prazo quando tiver condições voltarei. Já recebi vários convites mas neste momento não posso assumir o compromisso com ninguém.
Quero agradecer a todos os clubes por onde passei, Cascais, Sintra, Parede, Paço d'Arcos e Sporting CP e também à selecção de Lisboa pela oportunidade. Aos dirigentes, atletas e familiares um forte abraço e que continuem a apostar na melhoria da modalidade. 

Aos jogadores em especial com quem trabalhei nos últimos tempos , que sejam fortes e que mantenham a principal qualidade. A humildade. Com humildade pode chegar-se bem alto como jogador e como homem e que nunca se esqueçam que os verdadeiros amigos são aqueles que estão em todos os momentos, nos maus e nos bons.
Aprendi e ensinei muito a vários níveis a toda a classe da modalidade. Quando é assim quem fica a ganhar é o Hoquei em Patins.


Agradeço ao Hóquei Minhoto a oportunidade e que se mantenha por muito tempo informando a modalidade.


fotos:DR

Sem comentários:

Enviar um comentário