HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

10.25.2014

OC Barcelos empata Benfica



Benfica empata em Barcelos a cinco golos.
Ainda alguns dos muitos adeptos procuravam lugar no bem composto municipal de Barcelos e o Benfica já inaugurava aos doze segundos o marcador por Carlos Nicola aproveitando a desatenção completa da defesa minhota.
Apesar do golo madrugador o OC Barcelos não tremeu e assumiu as despesas do encontro valendo ao Benfica a boa exibição de Guillen Trabal.
Por várias vezes o guarda redes benfiquista impediu o empate.
Aos 14'm e contra a corrente do jogo o Benfica elevou para 2-0 novamente por Carlos Nicola que isolado perante Ricardo Silva não perdoou.
Mesmo a perder o OC Barcelos não abrandou e procurou reduzir o marcador, tendo ao 19' conseguido esse tento por João Candeias, após magnifico trabalho de Miguel Vieira.
Este golo animou ainda mais o desafio que podia ter sofrido alteração no resultado mas Ricardo Silva no ultimo minuto defendeu uma grande penalidade de Carlos Nicola.
Com a diferença mínima no marcador o Barcelos acreditou e chegou ao empate aos 7' por Luis Querido. O capitão dos minhotos podiam ter feito aos 9' o terceiro mas falhou uma grande penalidade que foi defendida por Pedro Henriques.
Quem não marca sofre e logo a seguir com alguma sorte Valter Neves fez o 2-3. Os encarnados subiram e segundos depois podiam ter feito aumentado mas Ricardo Silva defendeu uma grande penalidade de Tuco Abalos.
O quarto golo apareceu aos 14' por Carlos Nicola de livre direto a castigar a décima falta da equipa minhota
A equipa do Barcelos não desistiu e em apenas dois minutos fez o empate por Miguel Vieira levando ao rubro o pavilhão de Barcelos.
Este tento levou a que a partida fosse interrompida por envolvimento entre adeptos dos dois clubes nas bancadas, situação que durou cerca de seis minutos.
Retomado o jogo João Rodrigues ameaçou desfazer a igualdade mas o remate foi ao poste minhoto.
Na resposta Hugo Costa obrigou Guillan Trabal a grande defesa.
Adivinhava-se o golo em uma das balizas e aos 19' João Candeias colocou pela primeira vez o Barcelos na frente do marcador na transformação de uma grande penalidade.
Segundos depois Miguel Vieira desperdiçou um livre direto falhando o sexto golo.
Até ao fim o Benfica acreditou e alcançou o empate a seis segundos do fim por Carlos Nicola.

Sem comentários:

Enviar um comentário