HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

1.23.2016

III Divisão - HC Fão "pisca" o segundo lugar


Em partida antecipada da 25ª jornada do nacional da terceira divisão, zona norte, o HC Fão recebeu o Marítimo vencendo por 5-3.
Com este triunfo os minhotos aproximaram-se do segundo lugar depois do Gulpilhares ter empatado com o Académico.
Caso o HC Fão vença em Sobreira e o Vila Praia derrote o Marítimo este domingo, a turma de Rui Pereira sobe precisamente ao segundo posto.

Quanto ao jogo o HC Fão procurou assumir as despesas e o ritmo enquanto que o Marítimo tentava em contra ataque criar perigo.
Acabou por ser numa dessas situações que aos 12' que Mário Brazão abriu o marcador e aos 16' Pedro Moniz elevou para 2-0 a favor dos insulares.
Antes do descanso o HC Fão podia ter reduzido mas Joni Lazera desperdiçou um livre direto por azul mostrado a Pedro Ferraz.


A segunda parte abriu aos 2' com o Marítimo a não aproveitar um livre direto, para de seguido Bernardo Silva falhar uma grande penalidade.
Com mais um jogador em pista o HC Fão aos 5' reduziu por Bernardo Silva para 1-2, relançando a partida.
Embalados os fangueiros carregaram e chegaram no minuto oito, primeiro ao empate por Hugo Barbosa, dando a volta ao resultado por Tiago Pereira.
A resposta do Marítimo foi imediata com o empate através de Robin Andrade.
Aos 9' a equipa insular cometeu a décima falta mas Tiago Pereira desperdiçou o livre direto.
Segundos depois o Fão voltou para a frente do marcador por Carlos Mata.
O Marítimo procurou de novo a igualdade mas seria o HC Fão a aumentar para 5-3 por Tiago Pereira de livre direto aos 14' por azul mostrado a Mário Brazão.
No minuto seguinte os minhotos cometeram a décima falta com Robin Andrade a falhar o livre direto proporcionado a defesa a António Lopes.
Com a vantagem de dois golos o ritmo de jogo abrandou, mas sempre com o perigo a rondar mais a baliza do Marítimo.
Aos 22' Tiago Pereira de livre direto podia ter feito o sexto golo, mas o guarda redes insular defendeu.
Sabendo que na primeira mão tinha o Marítimo vencido pelo mesmo resultado, os minhotos lutaram por marcar mais um golo para caso seja necessário em igualdade pontual desempatarem, mas foi do Marítimo a derradeira hipótese de marcar com Sandro Freitas a falhar um livre direto a cinco segundos do final.
Vitória justa do HC Fão perante um Marítimo que mesmo com oito jogadores disponíveis lutou por um outro resultado.

Sem comentários:

Enviar um comentário