FINAL FOUR DA TAÇA CERS

FINAL FOUR DA TAÇA CERS
HÓQUEI MINHOTO EM VIAREGGIO

12.12.2016

1ª Divisão - Vianenses revoltados com derrota em Tomar



Começa a tornar-se difícil encontrar argumentos para elaborar mais uma cronica de uma equipa minhota neste nacional da primeira divisão.
Desta vez a forma como a Juventude de Viana caiu em Tomar diante a equipa local.
Uma constante neste campeonato, onde pelos vistos os clubes do Minho são um alvo na presente temporada.
No melhor campeonato do "mundo" como alguns chamam a segunda parte do encontro em Tomar foi mesmo do outro "mundo" com a equipa de Viana do Castelo a ser penalizada  e arredada de discutir o resultado.

Miguel Guilherme e João Duarte árbitros de Lisboa, impediram a Juventude Viana de conquistar pontos este sábado em Tomar, em partida da 10ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins da 1ª Divisão.
Num jogo que até estava a ser bem disputado pelas duas equipas, a dupla de arbitragem decidiu ser protagonista e prejudicou, não só a equipa minhota mas também o espetáculo.
O Sporting de Tomar entrou a vencer e logo no segundo minuto, João Alves inaugurou o marcador para os locais(1-0). Na resposta a Juventude Viana empata, mas a dupla de arbitragem anula o lance assinalando que Nelson Pereira teria colocado a bola na baliza de Nuno Peça com a mão.
Aos 12 minutos, depois de uma jogada bem desenhada pelo ataque vianense, Diogo Fernandes restabelece a igualdade (1-1).
No seu melhor momento, a Juventude Viana procurava colocar-se em vantagem no marcador, mas foi o Sp. Tomar que saiu para o intervalo a ganhar. Ivo Silva marcou o segundo golo para os donos da casa já bem perto do descanso (2-1).
Se na primeira metade tudo correu normalmente, o mesmo já não se pode dizer da segunda parte!
Completamente desorientados, os árbitros do encontro tornaram-se nos protagonistas principais. Os cartões começaram a saltar de uma forma fácil e estranha sempre na mesma direção. Diogo Fernandes foi o primeiro a provar o veneno logo aos dois minutos e a partir desse momento, Miguel Guilherme e João Duarte nunca mais pararam e exibiram mais quatro vezes o cartão azul, sempre a homens da equipa de Viana do Castelo (outra vez a Diogo Fernandes, Gonçalo Suissas, Nuno Felix e Tó Silva) que foram penalizados com 6 livres diretos.
Dos seis lances de bola parada, Edo Bosch ainda defendeu três, mas não conseguiu parar dois que Ivo Silva aproveitou com total eficacia (4-2). Tudo isto aconteceu depois de a equipa de Renato Garrido ter empatado o desafio (2-2) por Diogo Fernandes e de ter entrado na discussão do resultado.
A 4 minutos do fim, Diogo Costa fechou as contas do jogo (5-2), numa altura em que os jogadores vianense já nem “respiravam” com receio do que ainda poderia sair de uma arbitragem que os condicionou durante toda a segunda parte.
Sem qualquer culpa do que estava a acontecer na pista, o Sporting de Tomar aproveitou da melhor maneira e conquistou três pontos importantes na competição.
A Juventude de Viana ocupa o 8º lugar da tabela classificativa com 10 pontos e na próxima jornada, que se joga apenas a 7 de janeiro do próximo ano, defronta o Valença HC.

Com Pedro Xavier/Rádio Geice 

Sem comentários:

Enviar um comentário