HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

1.07.2017

1ª Divisão - " Poker " de Luís Querido decisivo para vencer Candelaria




Inspiração de Luís Querido fundamental para superar incómodos açorianos 

O jogo foi interessante e jogado a um ritmo rápido com as oportunidades de golo a surgirem em ambas as balizas mas quer Ricardo Silva, quer Diogo Rodrigues aqueciam o publico com boas intervenções.
Aos 3' apareceu o primeiro golo por Luís Querido após jogada de insistência na área açoriana.
O Candelária pela sua postura em pista procurou o empate que podia ter acontecido aos 8' mas Alan Fernandes no entender do arbitro João Duarte simulou no inicio da marcação do livre direto por azul mostrado a Luís Querido.
Até ao intervalo o OC Barcelos carregou mas não conseguiu concretizar as oportunidades criadas.
Na segunda parte logo aos 2' Reinaldo Ventura podia ter feito o 2-0 mas desperdiçou uma grande penalidade.
Logo a seguir o Candelária fez o empate aos 4' por André Moreira.
A equipa minhota continuou a dominar o jogo mas a finalização não era a melhor mesmo de livre direto quando aos 9' Álvaro Morais falhou depois de azul exibido a Edgar Pereira.
Com mais um jogador o OC Barcelos pressionou e viu Joca Guimarães enviar ao poste.
O momento do jogo surgiu aos 12', altura em que Luís Querido fez dois golos, o primeiro de grande penalidade e o segundo de livre direto, dando assim alguma tranquilidade à sua equipa.
Inspirado o capitão minhoto voltou a marcar aos 14' fazendo o 4-1.
No minuto seguinte foi a vez de Hugo Costa elevar para 5-1, numa altura em que a equipa açoriana ja demonstrava notória dificuldade física.
Ainda antes do apito final aos 22' Hugo Costa fez o 6-1

Sendo assim o OC Barcelos continua no quinto lugar agora com vinte e um pontos, enquanto que o Candelaria manteve o decimo primeiro lugar com nove pontos.
Na próxima jornada o Barcelos joga em Paço d'Arcos e o Candelaria recebe a Juv de Viana.

Sem comentários:

Enviar um comentário