HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

7.07.2017

Câmara de Viana do Castelo procura consenso entre Juv Viana e a ED Viana



Desde a chegada da direção liderada por Rui Silva à Escola Desportiva de Viana, a relação entre a EDV e a Juventude de Viana não tem sido a melhor. 
Tudo acontece porque os dois clubes não se entendem quanto à formação de atletas no hóquei em patins, o que nunca se verificou com direções anteriores.

Em maio de 2015, estalou o verniz entre EDV e Juventude de Viana depois de cinco juvenis da Escola Desportiva de Viana terem rumado para o Campo/Barcelos e um outro para o HC Braga, o que no entender da Juventude, esta decisão, pôs em causa a continuidade do escalão júnior da Juventude de Viana.

O protocolo entre ambos os emblemas previa que os atletas fizessem a formação na EDV até ao escalão juvenil e que ingressassem na Juventude Viana já como juniores.
Na altura, Rui Natário, presidente da Juventude Viana, afirmou ter havido “três reuniões na autarquia com a presença do vereador do desporto, Vítor Lemos, os presidentes dos dois clubes, bem como do presidente da Mesa da Assembleia Geral da EDV, Alberto Midões”.

“Na ultima reunião entre as três partes ficou acordado que a Escola Desportiva Viana iria agendar uma reunião entre os atletas, os pais dos atletas e os dirigentes da Juventude Viana. Algo que não veio a acontecer e que a Juventude já tinha tentado por várias vezes a marcação dessa reunião juntos dos responsáveis da Escola”.
“Por parte da Juventude de Viana houve três tentativas para que se realizasse uma reunião com os pais dos juvenis a fim de explicar o seu projecto desportivo para a época que já estava a ser preparada. Reunião que nunca viria a acontecer até ao passado dia 4 (maio) de 2015, onde apenas apareceram os representantes de um atleta e já com a confusão instalada”, esclareceu.

Poucas horas depois, a direção da Escola Desportiva de Viana respondeu à Juventude Viana através de um Comunicado para esclarecer a polémica que tinha rebentado por causa do alegado não cumprimento do protocolo de formação existente entre ambas as instituições e a saída de alguns jogadores da equipa de juvenis para o Campo/Barcelos em detrimento da Juventude Viana.
Nesse comunicado a EDV afirma que “o protocolo de cooperação desportiva entre as duas Instituições, Escola Desportiva de Viana (EDV) e Associação Juventude de Viana (AJV), no âmbito do Hóquei em Patins ainda se encontra em vigor.

Este protocolo visa e cita-se: “melhorar a prática desse desporto e rentabilizar as infraestruturas e tempo de treino existentes para os dois clubes perante a Câmara Municipal de Viana do Castelo e que serve para “melhorar a prática desse desporto e rentabilizar as infraestruturas e tempo de treino existentes para os dois clubes perante a Câmara Municipal de Viana do Castelo.”
Neste mesmo documento ficou determinado que a EDV terá ao seu cargo, “(…) perante o trabalho frutuoso que tem efetuado na Formação (…)” as equipas de Escolinhas, Infantis, Iniciados e Juvenis, assim como os escalões de captações de atletas para a modalidade. Os restantes dois escalões, Juniores e Seniores seriam e são da responsabilidade da AJV.

A Escola Desportiva esclareceu ainda no mesmo documento, que “o pavilhão que o Município coloca à disposição para a prática do hóquei em patins tem pouca disponibilidade pois o tempo reservado para a modalidade é de 2ª a 6ª feira das 19 às 23 horas e com este horário os tempos de treino são muito escassos e se porventura os dois clubes tivessem a seu cargo todos os escalões, seria impossível conciliar (…)”.

As dificuldades de relacionamento dos dois clubes foram levantadas pelo vereador do PSD, Eduardo Teixeira, durante o período antes da ordem do dia.
O líder da bancada social-democrata manifestou-se preocupado com falta de entendimento entre as duas coletividades no sentido de dar continuidade à formação de jovens na modalidade de hóquei em patins.
Eduardo Teixeira lamentou que, “nos últimos dois anos, 13 jovens formados na EDV, foram jogar para clubes de concelhos vizinhos com a categoria de seniores, por não terem colocação na Juventude de Viana”.
O vereador do PSD sublinhou que “a autarquia apoia financeiramente a formação naquela modalidade desportiva e defendeu que o município deve exercer a sua influência, sentando os dois clubes à mesma mesa, para que seja encontrado um entendimento entre ambos”.
Questionado pelos jornalistas, o Presidente da Câmara Municipal manifestou-se confiante na resolução dos problemas existentes.
“Estou certo que vamos chegar a um entendimento porque também é essa a vontade dos dois clubes. É um trabalho de aproximação. Estas coisas fazem-se aos poucos e o Vereador do Desporto, Vítor Lemos tem demonstrado uma grande capacidade de diálogo e, acima de tudo, uma grande paciência para resolver problemas difíceis”, frisou José Maria Costa.

fonte: Radio Geice

Sem comentários:

Enviar um comentário