CAMPEONATO DA EUROPA CORUNHA 2018

CAMPEONATO DA EUROPA CORUNHA 2018
CAMPEONATO DA EUROPA CORUNHA 2018

4.03.2018

Carlos Silva sem rodeios - " É uma vingança premeditada o que estão a fazer ao HC Fão "



O treinador do HC Fão perdeu a paciência e decidiu abriu o livro, ou parcialmente, depois do jogo da sua equipa realizado em Famalicão em que perdeu por 7-4.
Carlos Silva com quase cinquenta anos ligado à modalidade não se revê no atual estado da modalidade e muito menos na arbitragem.
Considera que neste momento existe uma vingança premeditada e uma perseguição pelo facto de o HC Fão ter subida como subiu ao segundo escalão.

Ao Hóquei Minhoto, Carlos Silva não se incumbiu de denunciar situações gravosas que rodeiam a modalidade.

" O HC Fão vai continuar a batalhar para atingir os seus objectivos porque ainda estamos na luta. Trabalhamos de forma honesta durante a semana, mas infelizmente quando chegamos aos jogos deparam com certas arbitragens.
O que aconteceu aqui em Famalicão. Esta arbitragem é de quem é incompetente e não sabe as regras de jogo. Eu não gosto de falar nem de me desculpar com a arbitragem, mas hoje aqui percebi que o árbitro não sabe as regras, não percebe nada de hóquei em patins e veio apitar um jogo e prejudicar o HC Fão na primeira parte, com expulsões, com situações de simulações de faltas do Famalicense que fez o seu papel. 
Na situação dos dois cartões vermelhos, nomeadamente quando entrou um jogador antes do tempo, não souberam resolver. Por isso são incompetentes.
As pessoas que andam no hóquei em patins devem refletir. As vinganças quando se fazem sobre situações que aconteceram no passado e que prejudicaram dois ou três, ou se calhar mais cinco ou seis equipas tem de acabar.
Andarem com vinganças é muito mau para a modalidade "





O treinador do HC Fão considera que há uma vingança premeditada à sua equipa .

" Neste aspeto com árbitros de hóquei em patins e com pessoas que estão ligadas à arbitragem que constantemente se vingam no trabalho dos treinadores, dos jogadores e nas pessoas que andam à volta do hóquei nomeadamente no HC Fão.
Esse tipo de gente ou param de uma vez por todas ou chegou a altura de falar de certas coisas que não vão gostar...
Isto não é um jogo da seleção nacional em que se perde 5-4 e a culpa é do árbitro que roubou.

Neste momento a arbitragem está muito fraca, está vingativa e está a ser conflituosa.
Os treinadores tem de começar a falar. Eu já ouvi um treinador a dizer que foi insultado por um árbitro.
Os árbitros são de uma arrogância enorme sem qualquer personalidade para dirigirem jogos.
Antigamente os árbitros cometiam os seus erros, mas eram respeitados, sabiam dialogar com os treinadores e jogadores, enquanto que agora são arrogantes, muitos deles incompetentes e mal orientados "


Recorde-se que o HC Fão subiu à segunda divisão devido ao famoso caso da falta de comparecência do jogo Gulpilhares - Cartaipense. Nesse ano Carlos Silva não estava ao serviço dos fangueiros.

" O HC Fão uma vez mais foi prejudicado aqui em Famalicão, como foi com a Juventude Pacense, como foi com o Famalicense e com o Coimbra em nossa casa e como foi em Vila Praia.
Tenho de chegar a uma conclusão que o HC Fão está a ser perseguido, apesar de não ter estado no clube quando o mesmo subiu à segunda divisão. Não quero saber como foi ou o que se passou.
Com vinte e duas jornadas realizadas tenho de assumir que sinto o clube, neste caso o HC Fão a ser perseguido escandalosamente.
Ou param com este tipo de atitude ou vou falar certas situações desagradáveis que se tem passado.
Não se podem fazer relatórios de árbitros e chamar outras pessoas para se elaborar os mesmos. Não se podem chamar pessoas a restaurantes e dizer "passou isto e vamos agora escrever e da-me ai um bife com batatas fritas".
As pessoas tem de ser honestas e gostar de hóquei em patins ".

Sem comentários:

Enviar um comentário