Final Four da Liga Europeia

Final Four da Liga Europeia
Final Four da Liga Europeia

5.15.2012

"Minhotos no estrangeiro" Arnaldo Queiroz joga no RHC Uri da Suiça

Por aqui já passaram Diogo Gomes, Eduardo Mendes, Helder Gomes, César Torres, Rui Faria, e Ricardo Lopes com minhotos a jogarem fora de Portugal. Vamos conhecer o setimo minhoto.
A rubrica "Minhotos no Estrangeiro" prossegue com o barcelense Arnaldo Queiroz que actualmente veste as cores do clube suíço, o RHC Uri da primeira divisão helvética.
Com o contributo do minhoto, o RHC Uri garantiu a manutenção pelo seu oitavo lugar na classificação, tendo já disputado e sido eliminado do play off pelo Geneve com duas derrotas, 14-3 e 9-3.



- Como tem sido esta experiência no estrangeiro? Foste bem recebido?
Tem sido boa apesar de sentir a falta do hóquei em patins de Portugal e principalmente a falta da família e de amigos. Só quando se está longe é que por vezes se dá valor a certas situações, mas estou a conseguir superar com a ajuda de amigos aqui na Suiça. A sorte foi também ter encontrado aqui pessoas sérias que nunca deixam de me ajudar diariamente.

- Porque razão não conseguiste continuar a tua carreira  em Portugal?
Sempre gostei de jogar hóquei em patins, mas a atual situação financeira que se vive no nosso país obrigou  a mudar a minha vida. São situações que acontecem e que por vezes obrigam a que certas decisões e  outros valores ficam para mais tarde. Foi com muita pena que deixei o hóquei em patins português.

- Quais as diferenças que encontras te a nivel de hóquei em patins na Suiça em relação a Portugal?
As diferenças entre os dois países são enormes. Na minha opinião acho que falta muita base a muitos jogadores aqui. Não é só aprender a andar de patins. Penso que a muitos jogadores nunca ninguém lhes disse desde o inicio da sua carreira o que está bem ou o que está errado. A vinda de jogadores estrnageiros ajudou e muito a evoluir a modalidade na Suiça. Aqui não se treina com a intensidade com que se faz no nosso pais. Nós em Portugal encaramos a modalidade mais a sério. A vontade ve-se até nos treinos, porque aqui não há uma assiduidade permanente.

- Os objectivos da tua equipa foram alcançados?
Sim o nosso objectivo foi alcançado. No inicio planeamos a manutenção e com muito trabalho conseguimos a permanência.



- Como acompanhas a debandada de jogadores portugueses para o estrangeiro?
Eu acho que é principalmente pela crise que atravessa Portugal. Os atletas emigram como eu por motivos profissionais, por falta de trabalho e não porque querem jogar noutros países. Agora também acho que esta situação está a ter mais impacto porque certos clubes estão a passar por dificuldades  Está tudo ligado.

- Qual o teu clube do coração?
Sempre e sempre o Óquei Clube de Barcelos. O grande OCB. O maior de Portugal.

- Como foi o teu percurso desde as camadas jovens até sénior. Quais os clubes que representas te?
Comecei nos infantis do Óquei de Barcelos onde percorri toda a minha formação até aos seniores. Fui para a Juventude de Viana onde subi à 1ª divisão regressando depois aos seniores do Barcelos. No ano seguinte representei o Famalicense onde voltei a festejar a subida á 1ª divisão. Regressei novamente ao Barcelos com o treinador Vítor Silva. Voltei a sair agora para o Riba d'Ave onde estive quase três anos antes de sair para uma equipa francesa. As coisas não me correram bem e voltei ao Riba d'Ave onde consegui mais uma subida  à 1ª divisão. Agora estou aqui no RHC Uri na Suiça.

- Mesmo longe e da forma como vives o hóquei em patins como "matas" as saudades da modalidade em Portugal? Achas que o Benfica pode ser campeão este ano?
Todos os dias faço uma consulta pela internet para saber noticias e resultados. Ultimamente o Blog Hóquei Minhoto é um dos meus favoritos e praticamente uma obrigação visitar todos os dias para saber como vai a modalidade na minha terra, região e como estão os meus amigos que jogam. Olhando para forma como o Porto está a jogar acredito que o Benfica possa ser campeão esta época, mesmo achando que o Porto tem melhor equipa. O jogo da Luz vai decidir o novo campeão.



- E o teu clube do coração, o Óquei Clube de Barcelos, o que pode fazer até ao fim da prova?
Penso que a manutenção assegurada vai permitir à equipa acreditar em subir um pouco na classificação. Nesta altura não se pode exigir porque não tem capacidade nem equipa para mais...
Agora com a vinda do Zé Querido o Barcelos vai demonstrar outro hóquei e na próxima época vai lutar por um lugar mais alto na classificação. Era bom para o clube que o Óquei volta-se a ser grande porque a cidade merece e os seus adeptos também.

Quero desde ja mandar um grande abraço de amizade ao meu amigo Miguel pela criação deste Blog. Espero que continue a divulgar este fantástico desporto. Desde que apareceu na internet nós minhotos que estamos fora sentimos através desde espaço uma aproximação às nossas raízes, servindo para que as saudades não sejam tantas. É um trabalho fantastico. Até os nossos colegas estrangeiros ficaram admirados com a qualidade do Blog Hóquei Minhoto.
Para a minha família, amigos e todos os que comigo jogaram um grande abraço e felicidades para todos.
Pedro Arnaldo Queiroz

O Blog Hóquei Minhoto agradece a disponibilidade e deseja ao minhoto Arnaldo as maiores felicidades pessoais e desportivas.

1 comentário:

  1. Gostei da tua opinião sobre o hóquei suiço , acho que foi sincera , toda a sorte do mundo para a tua carreira

    ResponderEliminar