Final Four da Liga Europeia

Final Four da Liga Europeia
Final Four da Liga Europeia

5.13.2012

Taça Cers - HC Braga perde final nas grandes penalidades




Pela primeira vez na sua historia o HC Braga disputou uma final internacional, a Taça Cers, prova que se disputou em Itália, Bassano. A festa teria sido melhor com o triunfo mas as grandes penalidades foram fatais para o conjunto português.
O jogo decisivo colocou os minhotos perante a equipa da casa , o Bassano. As duas equipas garantiram a final após eliminarem os seus adversários no golo de ouro. O HC Braga o Alcoy e o Bassano a outra equipa espanhola o Vilanova.
Na final a primeira parte foi equilibrada com as duas equipas a respeitarem-se e a defenderem muito bem por isso o 0-0 em tempo de descanso.
Apenas se regista como grande situação de golo um remate de Hélder Nunes ao poste.
Na segunda parte o HC Braga deu sinal da sua presença logo no segundo minuto com mais um remate ao ferro e novamente por Hélder Nunes.
Aos 8' o HC Braga inaugurou o marcador por Hélder Nunes na transformação de uma grande penalidade.
A perder a turma da casa cresceu e aumentou o ritmo de jogo e também a sua agressividade física, situação que obrigou Luís Filipe a sair lesionado tendo regressado ao ringue nos últimos quatro minutos de jogo.
Nesse período Bassano aproveitou e chegou ao empate por Miguel Nicholas na transformação de um livre direto a castigar a décima falta da equipa portuguesa.
Volvidos segundos o Bassano deu a volta ao resultado por Ambrósi desta vez de grande penalidade.
Reagiu a turma minhota mas Hélder Nunes aos 16' em boa posição não acertou na baliza italiana. Logo a seguir foi Jorge Faria Rato em boa posição a falhar.
Só dava Braga e Hélder Nunes voltou a rematar ao poste.
Aos 20' o Bassano cometeu a sua décima falta de equipa e Hélder Nunes restabeleceu o empate agora a duas bolas.
Com apenas cinco minutos de jogo o Braga não abrandou e procurou resolver o jogo antes do prolongamento, enquanto que o Bassano arriscava em contra ataque. Ninguém marcou e o tempo extra chegou uma vez mais tal como nas duas meias finais que recorde-se foram resolvidas no tempo extra com o golo de ouro.
Mas desta vez as duas equipas não decidiram e o vencedor foi encontrado na habitual lotaria das grandes penalidades com dois enormes guarda redes , Guilherme Silva e Cunegatti.
Neste tipo de lance os italianos foram melhores, já que marcaram por três vezes enquanto que o Braga apenas conseguiu um por Rafa, tendo falhado Vítor oliveira, André Torres e Hélder Nunes.
Apesar de não ter ganho a prova, parabéns ao HC Braga pela forma como dignificou o clube, a cidade e o pais.
Pena que numa final desta competição a organização da modalidade tenha colocado em ringue dois arbitros franceses muito fracos...










Sem comentários:

Enviar um comentário