FINAL FOUR DA TAÇA CERS

FINAL FOUR DA TAÇA CERS
HÓQUEI MINHOTO EM VIAREGGIO

6.23.2012

Juvenis do OC Barcelos afastados da final four após empate com o FC Porto






Do céu ao inferno, assim se pode classificar o jogo do Barcelos com o FC Porto.
Para não depender de terceiros o OC Barcelos tinha de ganhar ao FC Porto ou empatar desde que os Carvalhos e o Mealhada não fossem além de uma igualdade.
Um amargo empate já que os Carvalhos venceram o Mealhada por 3-1 acompanhando assim os portistas.
O sonho esteve perto de ser alcançado mas a finalização minhota foi a principal causa para não estarem presentes na final four.
O desperdício foi fatal perante um FC Porto “mortífero” no contra ataque.
Com o FC Porto já apurado, os minhotos entraram no jogo de forma determinada e “demolidora” não permitindo qualquer tipo de reação ao conjunto portista.
Logo aos 3’ Nuno Pereira fez o 1-0. Segundos volvidos João Guimarães aumento para 2-0. No minuto seguinte Nuno Pereira fez o 3-0 para espanto de todos os presentes no pavilhão municipal de Barcelos.
Perante este cenário o treinador do FC Porto Jorge Ferreira pediu um “time out” para tranquilizar a sua equipa e corrigir a forma de jogo.
Mesmo assim o OC Barcelos continuou a pressionar e as oportunidades de golo sucediam-se, valendo a boa exibição de Pedro Maia.
O FC Porto tentava de meia distancia marcar mas na baliza minhota também brilhava Diogo Martins, que inclusive defendeu uma grande penalidade aos 10’ num remate de Dinis Abreu.
Até que aos 15’ os portistas reduziram por Diogo Casanova dando ainda maior emoção à partida. Ate ao final da primeira parte as situações de golo sucederam-se mas sem que o marcador sofre-se qualquer alteração.
Na etapa final o seu início foi uma vez mais rápido com a finalização a não ser a mesma para os minhotos tal como tinha acontecido no primeiro tempo.
Quem não marca acaba por sofrer e o FC Porto reduziu aos 6’ por Diogo Casanova garantindo ainda maior emoção ao jogo. O filme continuou com o Barcelos a falhar e o Porto a não desperdiçar para empatar aos 9’ por João Almeida e ganhar vantagem no marcador aos 11’ por Nuno Santos.
Respondeu o OC Barcelos com Márcio Silva a igualar de novo o jogo agora a quatro bolas.
Emoção, nervos e incerteza no resultado invadiu o pavilhão.
Aos 16’ os minhotos podiam ter desfeito o empate mas Nuno Pereira desperdiçou um livre direto pela décima falta de equipa do FC Porto.
Com quatro minutos para o fim o Barcelos tudo fez para obter o golo da vitória mas não conseguiu.
Um cenário impensável quando aos três minutos do jogo os barcelenses venciam por 3-0. O FC Porto reagiu e mostrou porque terminou a fase sem derrotas com apenas um empate.
Sendo assim a final four em Sesimbra contará com o FC Porto, Carvalhos da zona norte e com Tomar e Benfica da zona sul.

Ficha técnica
Pavilhão municipal de Barcelos
Ao intervalo: 3-1

OC Barcelos
Diogo Martins, João Guimarães, João Duarte, Márcio Silva e Nuno Pereira.
Luís Lima, Rui Silva, Gerson Araújo, João Rocha
Treinador: Jorge Maceda

FC Porto
André Almeida, Nuno Santos, João Almeida, Diogo Casanova e Diogo Seixas
Pedro Maia, Filipe Ribeiro e Dinis Abreu
Treinador: Jorge Ferreira



Sem comentários:

Enviar um comentário