Final Four da Liga Europeia

Final Four da Liga Europeia
Final Four da Liga Europeia

1.21.2013

HC Braga vence mas é eliminado da Taça Cers




A derrota sofrida na primeira mão em casa por 7-4 perante os franceses do Lavendéenne complicou e muito a tarefa minhota na partida da segunda mão em França.
Com uma desvantagem de três golos a turma de André Torres desde muito cedo tentou atenuar esse resultado, mas seria a turma francesa a inaugurar o marcador Mathieu Guilbot com um remate de meia distancia a surpreender o guarda redes bracarense. Respondeu o conjunto português mas sem êxito já que o remate de Frederico Saraiva bateu com estrondo no poste da baliza francesa.
Ate ao descanso apesar da muita entrega das duas equipas o resultado não sofreu alteração.
Nos primeiros minutos o HC Braga carregou na procura do empate, mas seria o Lavendéenne a aumentar por Julien Huvelin quando estavam decorridos oito minutos. A tarefa começa a ficar cada vez mais complicada. Valeu que no lance seguinte os minhotos fizeram o 1-2 por Miguel Vieira de livre direto. A reviravolta no resultado começou com  Rodrigo Sousa empatar e Rúben Pereira de grande penalidade a fazer o 2-3.
A emoção tomou conta da partida quando aos 18' Frederico Saraiva fez o 2-4, situação que colocava o HC Braga a apenas um golo de empatar a eliminatória.
Com pouco mais de sete minutos para o fim o HC Braga procurou desesperadamente esse tento mas a felicidade dos franceses foi total quando de livre direto o espanhol Edu Fernandes fez o 3-4.
Uma vitoria amarga dos minhotos que tudo fizeram para anular o resultado de Braga. A eliminatória ficou decidida quase em definitivo com a derrota caseira. No entanto os minhotos lutaram e tudo fizeram para seguir em frente na prova. Recorde-se que o HC Braga esteve presente nas ultimas duas final four da competição, tendo perdido uma delas nas grandes penalidades.

Apesar da a equipa ter sido eliminada, o treinador André Torres considerou que a sua equipa é superior aos franceses como demonstrou neste jogo
" Mostrámos que somos melhores que o LaVendéenne e que estivemos perto de fazer historia. Penso que tudo fizermos para passar e que se calhar com uma pontinha de sorte tínhamos conseguido. Estou feliz com o desempenho dos meus atletas, pois foram inexcedíveis e deixaram uma boa imagem do hóquei português. Acho que ganhamos uma equipa para o resto da temporada".

fonte: Diário do Minho

Sem comentários:

Enviar um comentário