Final Four da Liga Europeia

Final Four da Liga Europeia
Final Four da Liga Europeia

1.21.2013

OC Barcelos perde em Itália e é afastado da Taça Cers




Não foi naturalmente o melhor regresso do OC Barcelos às competições europeias após três anos de ausência. A turma barcelense apenas conseguiu superar uma eliminatória quando afastou os suíços do Uttigen após vencer em casa por 8-0 e perder em terras helvéticas por 5-4.
A seguir pela frente apareceu a experiente equipa italiana do Forte dei Marmi , formação onde milita o ex jogador minhoto Roberto Crudelli com o primeiro jogo a disputar-se no Minho, onde o OC Barcelos venceu por 5-3.
No passado sábado em Itália esses dois golos de vantagem não foram suficientes para marcar presença na próxima eliminatória.
Os minhotos acabaram por perder por 7-2, sendo afastados da competição.
Dentro da pista a partida ate começou bem para os minhotos com Rafa a marcar aos 6'. Logo a seguir Luís Querido podia ter feito o segundo mas desperdiçou uma grande penalidade.
A perder o Forte dei Marmi aumentou e aos 12' reduziu de grande penalidade por Enrico Marioti. O veterano jogador voltou a marcar aos 16' e de novo em lance de bola parada  empatando o jogo.
Mesmo em cima do intervalo, o OC Barcelos sofreu o terceiro golo apontado por Pablo Cancela.
Os minhotos entravam na etapa final com a eliminatória empatada.
A primeira grande situação de golo foi dos minhotos mas Rafa falhou um livre direto.
Igual situação desperdiçou o Forte dei Marmi aos 4' por Pablo Cancela, para no minuto seguinte Jorge Maceda não transformar um livre direto.
Depois de tanto desperdício seria a turma italiana a marcar quarto golo por Enrico Marioti de grande penalidade aos 8', fazendo o 4-1. Segundos depois o 5-1 por Pablo Cancela.
A partir dai o jogo tornou-se faltoso e colorido com cartões azuis.
Numa dessa situações o OC Barcelos beneficiou de um livre direto que foi apontado por Rafa fazendo o 5-2 e trazendo de novo os minhotos na discussão da eliminatória. A eliminatória podia ter ficado de novo empatada mas Rafa segundos depois desperdiçou um livre direto.
Com a partida num ritmo elevado e cheia de emoção, o calor do jogo originou  que José Querido protesta-se e fosse advertido com o cartão azul. Os italianos acabaram por beneficiar de um livre direto tendo Enrico Marioti feito o 6-2 a pouco mais de cinco minutos para o fim.
Com a vantagem no marcador e na eliminatória a turma italiana procurou esconder a bola, obrigando os minhotos a um esforço enorme na tentativa de ter a posse da mesma.
Em desespero o OC Barcelos acabou por ser penalizado com o sétimo golo italiano, que assim acabou com todas as duvidas em relação ao vencedor da eliminatória.
Cada vez mais em alta competição os lances de bola parada são decisivos. No entanto essa situação não foi  eficaz para o OC Barcelos que desperdiçou três livres diretos e uma grande penalidade em momentos cruciais do encontro, casos do 0-2 a seu favor, o 3-2 por duas ocasiões e o 5-3 quando os italianos estavam em vantagem.
Fica a nota para a arbitragem sempre de "desconfiar" quando o OC Barcelos joga em Itália  Já não é a primeira vez que isso acontece.
São as tais coisas entranhas que ninguém quer, mas que aparecem...

Foto e elementos: Jornal Barcelos Popular



Sem comentários:

Enviar um comentário