FINAL FOUR DA TAÇA CERS

FINAL FOUR DA TAÇA CERS
HÓQUEI MINHOTO EM VIAREGGIO

6.28.2014

Benfica goleia Sanjoanense por 10-1 e disputa final com o HC Braga



Sem surpresa o Benfica qualificou-se para a final depois de derrotar a Sanjoanense por 10-1, jogando a final de juvenis com o HC Braga este domingo às 18h.

A superioridade dos encarnados foi de tal modo evidente que nos seis primeiros minutos se alugou por completo o meio ringue da equipa de São João da Madeira.
Foi nesse minuto que Pedro Jordão inaugurou o marcador para aos 8' Gonçalo Pinto apontar o 2-0.
O treinador da Sanjoanense pediu um " time out " sossegando a ansiedade dos seus atletas, ato que deu resultado porque reduziu o marcador aos 17' por Pedro Rego. Antes Pedro Cruz podia ter marcado mas desperdiçou uma grande penalidade.
Animaram as hostes da equipa da Sanjoanense com o golo, mas foi alegria de pouco tempo porque no minuto seguinte Gonçalo Conceição fez o 3-1, resultado com que se atingiu o descanso.
O inicio da segunda parte foi idêntico com o Benfica a entrar forte e a marcar ainda antes dos primeiros cinco minutos primeiro por Gonçalo Conceição e logo a seguir por Gonçalo Nunes.
O sexto golo encarnado apareceu aos 7' por Gonçalo Pinto que perante o desamparado guarda redes da Sanjoanense fez um bonito gesto técnico. Logo a seguir uma bomba de Gonçalo Nunes fez o 7-1.
Com o resultado desnivelado o treinador do Benfica colocou em ringue todos os seus jogadores suplentes, mas nem assim baixou o seu ritmo de jogo e fez o 8-1 por Gonçalo Pinto após jogada individual.
Se a partida não corria bem à equipa da Sanjoanense, pior ficou quando Rui Santos viu o cartão azul obrigando a sua equipa a jogar com menos um elemento.
Aos 15' a Sanjoanense beneficiou de um livre direto que foi desperdiçado por Tiago Almeida, gorando-se assim a oportunidade de fazer o seu segundo golo.
A jogar com mais um jogador a equipa de Franklin Silva tudo fez para marcar, mas acabou por ser o Benfica a apontar o 9-1 Diogo Neves.
Já com Rúben rocha na baliza da Sanjoanense, Diego Dias fez o 1-1 aos 17'.

Triunfo sem qualquer contestação dos encarnados perante uma Sanjoanense que lutou com as armas que dispõem. Neste capitulo apesar dos golos sofridos Marcelo Silva evitou outros tantos na sua baliza, tendo sido substituído a três minutos do fim completamente exausto.

Sem comentários:

Enviar um comentário