Saudações desportivas a todos os dirigentes, atletas e amantes da modalidade. Por motivos extra ao

Saudações desportivas a todos os dirigentes, atletas e amantes da modalidade. Por motivos extra ao
Saudações desportivas a todos os dirigentes, atletas e amantes da modalidade. Por motivos extra ao Hóquei Minhoto, o facebook do Hóquei Minhoto foi bloqueado sem razão aparente, estando inactivo desde o dia 27 de novembro de 2017. Só se encontram TRÊS razões para este tipo de atitude em bloquear o facebook do Hóquei Minhoto. INVEJA, MALDADE E COBARDIA. Visto que esse bloqueio ainda não está completamente ultrapassado nem se sabe se o mesmo será desbloqueado, o responsável do Hóquei minhoto juntamente com os seus colaboradores decidiu abrir esta pagina para poder fazer chegar a todos a habitual informação. Agradecemos a todos os que acompanhavam o facebook do Hóquei Minhoto que se juntem a esta pagina. Ficamos muito tristes com este tipo de atitudes em tentar por várias maneiras silenciar o Hóquei Minhoto. Podem continuar...a tentar. HÓQUEI MINHOTO

10.01.2016

1ª DIVISÃO - OC Barcelos perde no Dragão Caixa



A equipa do OC Barcelos começou o nacional da primeira divisão no Dragão Caixa sem Zé Pedro lesionado e sem o ex FC Porto Álvaro Morais, perdendo por 4-2.
Mesmo privado desses dois elementos a equipa minhota deu luta ao candidato ao titulo.
Se a finalização nos lances de bola parada tivesse sido a melhor, o resultado podia ter sido outro.
O FC Porto em quatro situações marcou duas e o Barcelos em cinco apenas aproveitou duas.


O FC Porto depois de ameaçar com um remate ao poste de Gonçalo Alves, o mesmo jogador abriu o marcador aos 9'.
A equipa do OC Barcelos por Rúben Sousa aos 19' podia ter feito o empate mas o remate bateu na barra da baliza do FC Porto.
Antes do intervalo o FC Porto aumentou para 2-0 por Hélder Nunes de livre direto a castigar cartão azul a Hugo Costa.
Os minhotos podiam ter reduzido mas Reinaldo Ventura desperdiçou um livre direto pela décima falta do Porto.
Para a segunda parte o OC Barcelos entrou a pressionar mais e Nelson Filipe foi obrigado a mostrar trabalho evitando o golo minhoto.
O guarda redes portista defendeu inclusive um livre direto de Miguel Vieira.
A partida ganhou ritmo e segundos depois foi Ricardo Silva a defender um livre direto de Gonçalo Alves, numa altura em que o FC Porto jogava com menos um jogador.
Nesse período o OC Barcelos não aproveitou a superioridade numérica nem um livre direto por Luís Querido.
Aos 10' finalmente o OC Barcelos acertou na baliza portista por Reinaldo Ventura na recarga a um livre direto.
Na resposta também de livre direto o FC Porto fez o 3-1 por Hélder Nunes a penalizar a décima quinta falta do Barcelos.
A perder o Barcelos arriscou ainda mais mas foi o Porto a marcar o 4-1 por Toni Baliu.
O resultado final foi estabelecido no ultimo minuto, primeiro por Reinaldo Ventura de livre direto.
Resultado exagerado mas a finalização foi determinante e nisso o FC Porto foi mais eficaz.

Sem comentários:

Enviar um comentário