HÓQUEI MINHOTO

HÓQUEI MINHOTO
HÓQUEI MINHOTO

2.14.2017

Renato Garrido e o jogo com o FC Porto " Também queremos vencer "



É já esta quarta-feira, 15 de fevereiro, às 20h30, que a Juventude de Viana se desloca ao Dragão Caixa para defrontar o FC Porto, em jogo antecipado da 15ª jornada do campeonato nacional de hóquei em patins da 1ª divisão.
Na antevisão a este jogo, o treinador Renato Garrido, conhecedor profundo do universo azul e branco, de onde saiu na época transata, destaca que se trata "do início de uma fase de jogos muito complicados com equipas todas elas candidatas ao título. Conheço o clube, sei que a mentalidade é forte e que, apesar do resultado menos positivo no último jogo, nunca atiram a toalha ao chão".
Precisamente, o técnico vianense aponta a recente derrota do Porto, diante do Barcelos na jornada passada, para lembrar que "pelo caráter que os jogadores têm, vão fazer tudo para demonstrar que foi um precalço".
Independentemente de se tratar de um jogo diante de um candidato ao título, a Juventude de Viana vai levar a mesma mentalidade e aspirações de sempre para tentar surpreender o adversário. "Os nossos argumentos são os de início da época, o trabalho diário, a vontade de superação constante e focados sempre no objetivo que são os 3 pontos. No entanto sabemos que vamos jogar com um FC Porto no Dragão que não perde há 3 anos (para o campeonato), até este momento ainda ninguém pontuou no Dragão Caixa (para o campeonato). Vai ser muito difícil, mas a pressão está completamente do lado deles e nós com humildade vamos fazer o nosso jogo".
Passando a bola para o lado da Juventude de Viana, o técnico não escondeu o contentamento de ver, dia após dia, o grupo a ficar entranhado no modelo e ideias que quer implementar e que têm dado resultado. "Neste momento estamos satisfeitos, mas queremos sempre mais. Em meses não é fácil mudar tudo. Evoluímos como equipa, porém queremos mais. Há processos que ainda se estão a desenvolver".
Para já o resultado é muito positivo e dá, para o campeonato nacional, uma sequência de quatro jogos a vencer, algo que já não acontecia desde 2013/14. "Refletimos sobre isso e sabíamos que neste campeonato quatro vitórias não seriam fáceis, mas conseguimos esse objetivo e a conquista dos respetivos três pontos desses jogos. Estamos a iniciar a segunda volta e temos a consciência que vai ser muito mais difícil do que a primeira volta", advertiu.
Orgulhoso pelos que o rodeiam, o treinador Renato Garrido destaca que o que caracteriza esta equipa é "a união do grupo de trabalho e da direção. Somos um grupo de trabalho no verdadeiro sentido da palavra. E amanhã queremos mais do que hoje".
Por isso mesmo, os adeptos "podem sempre esperar uma equipa que luta pelos três pontos em cada jogo. Que sofre pelo clube e que dá tudo diariamente para que os sócios e simpatizantes da Juventude se identifiquem connosco".
A Juventude de Viana vem de um resultado positivo diante da Sanjoanense (9-1) e o FC Porto de um negativo diante do OC Barcelos (4-3). Todavia, na tabela classificativa, o FC Porto é 3º classificado, com 34 pontos, e a Juventude de Viana é 6ª, com 22 pontos.

fonte: AJ Viana 

Sem comentários:

Enviar um comentário