Final Four da Taça de Portugal

Final Four da Taça de Portugal
Tomar 16 e 17 de junho

10.06.2017

ED Viana acusa de " assédio " a Juventude de Viana




O presidente da Escola Desportiva de Viana (EDV), Rui Jorge Silva veio a público “denunciar” o que classifica de “assédio puro e duro” da Juventude de Viana do Castelo sobre as camadas jovens do clube.


Rui Jorge Silva fala no “desvio” de 11 atletas do escalão escolares B da EDV e garante que “o comportamento inqualificável” já passou “a barreira do hóquei em patins para a patinagem artística”.
Para o presidente da EDV  “o problema não é a Juventude de Viana assumir escalões de formação” o que disse ser “revoltante é que essa formação seja feita à custa de outros clubes”.
“É inconcebível. A Câmara de Viana do Castelo é conhecedora de tudo o que se está a passar”, sublinhou.
A Rádio Alto Minho contactou o presidente da Juventude de Viana. Rui Natário remeteu uma eventual reação para a próxima semana, alegando que o clube está agora “concentrado” na Elite Cup que termina, este sábado, em Coimbra.
Rui Natário adiantou que “o assunto será analisado em reunião da direção, na próxima semana”, bem como uma eventual reação por parte Juventude as acusações feitas pela EDV”.
Já o presidente da EDV afirmou que o “assédio” da Juventude de Viana aos atletas da EDV “já se arrasta desde finais de 2016 mas agravou-se no início da nova época desportiva em que a EDV passa de quatro a sete equipas, duas no escalão escolares, duas nos infantis, uma nos iniciados, outra nos juvenis e, pela primeira vez, os sub-20.
Um processo de crescimento que disse ter sido iniciado há dois anos, em articulação com a Câmara de Viana do Castelo, com o objetivo de introduzir a patinagem nas escolas.
“Achamos incrível, não contentes com o facto de terem levado um escalão os e-mails, os telemóveis, as mensagens não param. Convites formais, informais, até surpreendemos um treinador dentro do nosso balneário a convidar os miúdos. Este tipo de comportamento é que temos que denunciar”, referiu.Rui Jorge Silva “não critica o facto da Juventude de Viana do Castelo querer aposta na formação, apesar de lamentar que se tenha lembrado tarde demais, sobretudo para um clube que milita na primeira divisão, mas não pode é aceitar este tipo de comportamento”.

“Não vale tudo. A competição é essencial mas não pode ser feita desta forma”, frisou.
Rui Jorge Silva adiantou que “a EDV tem sempre as portas abertas para a entrada e saída de atletas” mas disse “não perceber como é que um clube, da mesma cidade, tem este tipo de comportamento”.~
“Ainda mais grave se tornou quando, na semana passada, por treinarem no mesmo espaço, juntamente com a nossa secção de patinagem, esse assédio já ultrapassou a barreira do hóquei em patins e agora também já está centrado na pessoa da treinadora da patinagem artística da EDV com convites formais e informais feitos por dirigentes da Juventude de Viana”, referiu.

Sem comentários:

Enviar um comentário